Diversão | Digestivo Cultural

busca | avançada
83267 visitas/dia
2,3 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Zeca Camargo participa de webserie sobre produção sustentável de alimentos
>>> Valéria Chociai é uma das coautoras do novo livro Metamorfoses da Maturidade
>>> Edital seleciona 30 participantes do país para produção de vídeos sobre a infância
>>> Joca Andreazza dirige leitura de Auto da Barca de Camiri na série 8X HILDA
>>> Concerto Sinos da Primavera
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> Janelário
>>> A vida é
>>> (...!)
>>> Notívagos
>>> Sou rosa do deserto
>>> Os Doidivanas: temporada começa com “O Protesto”
>>> Zé ninguém
>>> Também no Rio - Ao Pe. Júlio Lancellotti
>>> Sementinas
>>> Lima nova da velha fome
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Pesquisa e blog discutem "Marca Amazônia"
>>> Vida e morte do Correio da Manhã
>>> O site de Dorival Caymmi
>>> Entrevista à revista Capitu
>>> Figuras de linguagem e a escrita criativa
>>> Arte e Poupança
>>> Entrevista com Paulo Polzonoff Jr.
>>> A Marcha da Família: hoje e em 1964
>>> A escola está acabando
Mais Recentes
>>> Civilização e Doença de Henry Sigetist pela Hucitec (2011)
>>> Amor de Perdição de Camilo Castelo Branco pela Atica
>>> Grandes Histórias de Halloween de Walt Disney pela Abril (2014)
>>> Transmissão do Calor de Renato Salmoni pela Mestre Jou (1966)
>>> A Estetica da Morte de Salomão Jorgf pela Saraiva (1964)
>>> O Pato Donald Xxiv Nº 1. 150 de Abril pela Abril (1973)
>>> Glossário de Dificuldades de Zelio Jota pela Fundo de Cultura (1962)
>>> Valsa Negra de Patricia Melo pela Companhia das Letras (1998)
>>> Principios de Gerencia por objetivos de Paul Mali pela Pallas (1976)
>>> Amanhecer de Stephenie Meyer; Ryta Vinagre pela Intrinseca (2009)
>>> O papel do trabalho na transformação do macaco em homem de F. Engels pela Global (1986)
>>> O Socialismo Pré-marxista de Babeuf Blanqui Fourier Saint-Simon pela Global (1980)
>>> 6º Alvo de James Patterson e Maxine Paetro pela Arqueiro (2012)
>>> Uncharted o Quarto Labirinto de Christopher Golden pela Benvirá (2012)
>>> Alice no País dos Enigmas Vol 1- 60 Jogos e Desafios de R. W. Galland pela Coquetel
>>> 551 atividades: Diversão que não acaba de Waldomiro Neto pela Culturama (2016)
>>> Os Anjos Também Choram de Elzira Ribeiro de Almeida pela São Cristóvão (2005)
>>> Quarup de Antônio Callado pela Circulo do Livro
>>> As Vantagens de Ser Otimista de Allan Percy pela Sextante (2014)
>>> A Turma do Arrepio Nº 22 de Globo pela Globo (1991)
>>> Mundo do Terror Nº 12- Monstro Humano de Press Editorial pela Press Editorial (1987)
>>> Elogio da Mentria de Patricia Melo pela Companhia das Letras (1998)
>>> O Chefão - a Verdade Sobre a Máfia de Mário Puzo pela Expressão e Cultura (1970)
>>> Vigiar e Punir de Michel Foucault pela Vozes (1999)
>>> Uma Constelação de Fenômenos Vitais de Anthony Marra pela Intrinseca (2014)
BLOG >>> Posts

Terça-feira, 19/6/2007
Diversão

+ de 2400 Acessos
+ 4 Comentário(s)

Grandes autores são para poucos e bons leitores. Indicar Machado de Assis ou Dostoievski a um garoto que acabou de sair do colégio ou a um adulto sem formação sólida é o mesmo que pedir a um leigo que dirija um carro de Fórmula 1.

O exemplo pode parecer, à primeira vista, sem sentido, mas não é. Pode ser esdrúxulo, mas é proposital. Dirigir, qualquer um que faz dezoito anos sabe, mas pilotar é bem diferente: alta velocidade, perigos, inúmeros controles eletrônicos, e até pressão dos patrocinadores influenciam no decorrer de uma corrida. É necessário, portanto, treinar para conseguir.

No mesmo sentido a literatura. Para você ler os grandes clássicos são necessários muita leitura anterior, bons professores (em sentido latu), bagagem cultural e curiosidade.

A última palavra é a chave matriz. Muitas vezes os deuses da literatura escrevem em difícil linguagem, de uma outra época, e o real sentido do que estão escrevendo está tão profundo que seriam necessários mergulhadores profissionais para conseguir atingir o real significado. Isto quer dizer que sem persistência e curiosidade para saber o porquê da consagração daqueles títulos, a leitura está fadada a acabar nas primeiras páginas do livro.

Desta forma, o que mais interessa na leitura, pelo menos para mim, é a diversão. Ao ler você deve estar interessado no prazer que aquele livro tem a oferecer. Às vezes é amor, às vezes é história, às vezes entretenimento, e às vezes é pura pretensão....mas você se divertiu? Sonhou? Imaginou-se fazendo coisas incríveis?

Eu não vou a um filme do James Bond esperando ver diálogos profundos, críticas sociais ou denúncia de alguma catástrofe que está destruindo boa parte do planeta.

O mesmo acontece com os livros. Há livros de todos os tipos. Se você já leu revista em quadrinhos, Quatro Rodas, Contigo ou Veja, e intercalou estas leituras com Sidney Sheldon, Fernando Veríssimo e Nelson Rodrigues, tente agora a leitura dos seguintes livros: A escolha de Sofia, Equador e O olho mais azul.

O romance A escolha de Sofia, de William Styron, publicado em 1979, remonta um passado de preconceitos, escolhas éticas e futuro ambíguo de uma refugiada do nazismo nos EUA. A luta pela vida é terrível e uma das grandes conseqüências foram os distúrbios psíquicos que atingiram a protagonista.

Para os mais chegados em história, delicie-se com Equador, livro do português Miguel Souza Tavares, que transporta o leitor para o meio de intrigas políticas, jogos de interesse e traições amorosas. De quebra você conhece mais da história de Portugal e das colônias portuguesas de São Tomé e Príncipe, bem como da pressão inglesa de acabar com a escravatura em 1905.

O último livro é uma crítica social. Escrito pela prêmio Nobel Toni Morrison, O olho mais azul narra a devastação que o desprezo racial pode causar em uma menininha negra e pobre que é obrigada a brincar com bonecas loiras de olhos azuis. O grande problema é que ela não se identifica em nada com aqueles brinquedos à la "american way of life", mas, contrastantemente, sonha em ter olhos azuis para se afirmar neste mundo preconceituoso.

O que todos estes livros têm em comum? Possuem linguagem culta, mas não "barroca", são facilmente entendidos, e ao acabar de lê-los você com certeza terá absorvido muita cultura e algum questionamento quanto à sua visão da sociedade e de suas atitudes perante ela.

Mas não é só. Os livros sugeridos demonstram que leitura e diversão podem caminhar juntos. Ou será melhor dizer, nesta fase, engatinhar juntos?

Assim, pegue uma almofada, um cobertorzinho, um chocolate quente e boa diversão!


Postado por Daniel Bushatsky
Em 19/6/2007 às 09h24


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Soul Bossa Nova de Julio Daio Borges
02. Felipe Neto no Roda Viva de Julio Daio Borges
03. Entrevista com GermanoCWB de Julio Daio Borges
04. Censura na Bienal do Rio 2019 de Julio Daio Borges
05. Tocalivros de Julio Daio Borges


Mais Daniel Bushatsky no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
21/6/2007
12h02min
Boas indicações! “A Escolha de Sofia”, já assiti ao filme e gostei bastante. “O Olho mais azul” ainda não li, mas fiquei bastante curiosa com os seus comentários. E, coincidentemente, “Equador” estou lendo atualmente e adorando. Concordo que, para a escolha de qual livro deva ser lido, primeiro o leitor tem que analisar em qual conjuntura da sua vida ele se encontra e o que ele quer do livro: conhecimento, ajuda, apenas entretenimento? Considero a escolha uma difícil decisão, pois, pelo menos eu, e acho para a maioria dos leitores também, quando assisto a um filme ou leio um livro acabo me desligando da vida mundana e me transporto para a época e as circunstâncias vividas pelas personagens. Só que com o livro, além da leitura normalmente ser mais longa, e justamente por não ver as cenas, você acaba tendo que criá-las e, pelo menos para mim, isso leva a uma relação mais íntima e duradoura com aquela história. Pode reparar, você sempre acaba lembrando muito mais de um livro que de qualquer filme a que você assistiu...
[Leia outros Comentários de Vanessa Braz]
22/6/2007
18h17min
Caro Daniel, grande artigo, e muito bem colocada a metáfora de mergulhar no livro para entender o profundo significado da escrita dos escritores "barrocos". Gostaria, outrossim, pegando carona neste apelo que você faz, para que todos comecem com o hábito saudável de ler, de propor a todos os leitores, que criem o igualmente saudável hábito da escrita. Este é, talvez, conjuntamente com a leitura, um hábito que auxiliará tanto no seu desenvolvimento cultural e intelectual, como também o ajudará a se conhecer melhor. Boas Férias!
[Leia outros Comentários de Tiago Adão Borges]
26/6/2007
14h14min
Me interessei pelo livro "Equador", agora nas férias será um dos livros que terei o prazer de "vivenciar".
[Leia outros Comentários de Hellen Gonzales]
1/7/2007
12h30min
Já li "Equador" e adorei. A história é fascinante e recomendo para as pessoas que se interessam pela História de Portugal. Sobre as outras indicações, não posso opinar pois não as li, porém estou à procura de um novo exemplar e irei considerá-las em minhas escolhas. Parabéns pelo artigo!
[Leia outros Comentários de Ricardo Bocutti]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Eragon
Christopher Paolini
Rocco
(2003)
R$ 12,00



A Pintura Flamenga e Holandesa da Fundação Medeiros Almeida
Realidade e Capricho Novembro 2008
Fundação Medeiros e Almeida
(2008)
R$ 19,28



A Pré História
Teófilo Torronteguy
Ftd
(1995)
R$ 5,00



Wish Vol I
Clamp
Jbc
(2009)
R$ 5,00



Nas Fronteiras Celestiais
Stanley Stewart
Publicações Europa América
(2000)
R$ 84,78



Eles eram muitos cavalos
Luiz Ruffato
Record
(2007)
R$ 21,90



Memórias Póstumas de Brás Cubas
Machado de Assis
Martin Claret
(2001)
R$ 24,30



O Campeão de Audiência
Walter Clark Com Gabriel Priolli
Best Seller
(1991)
R$ 19,90



Canadian Country Furniture 1675-1950
Michael S. Bird
Stoddart
(1994)
R$ 40,00



A história de Carmen Rodrigues
Ana Luiza Libânio
Literare Books International
(2012)
R$ 29,90





busca | avançada
83267 visitas/dia
2,3 milhões/mês