O Tigre Branco | Digestivo Cultural

busca | avançada
70300 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Samir Yazbek e Marici Salomão estão à frente do ciclo on-line “Pensando a dramaturgia hoje”
>>> Chá das Cinco com Literatura recebe Luís Fernando Amâncio
>>> Shopping Granja Vianna de portas abertas
>>> Teatro do Incêndio lança Ave, Bixiga! com chamamento público para grupos artistas e crianças
>>> Amantes do vinho celebram o Dia Mundial do Malbec
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
>>> Curtíssimas: mostra virtual estreia sexta, 16.
>>> Estreia: Geração# terá sessões virtuais gratuitas
>>> Gota d'agua
>>> Forças idênticas para sentidos opostos
>>> Entristecer
>>> Na pele: relação Brasil e Portugal é tema de obra
>>> Single de Natasha Sahar retrata vida de jovem gay
>>> A melancolia dos dias (uma vida sem cinema)
>>> O zunido
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Alfredo Bosi e a dignidade da crítica
>>> Pi, o [fi]lme, e o infinito no alfa
>>> Sábia, rubra, gorda (e gentil)
>>> Sol sem luz
>>> Letícia Sabatella #EuMaior
>>> Réquiem reloaded
>>> Fábio Porchat no Comedia em Pé
>>> La dolce vita
>>> Discurso de Isaac B. Singer
>>> O Iconoclasta, de Gregory Berns
Mais Recentes
>>> Mãe de Máximo Gorki pela Palla
>>> A Vida de Lima Barreto de Francisco de Assis Barbosa pela José Olympio (1952)
>>> O Perigo do Dragão de Bruna Lombardi pela Círculo do Livro (1984)
>>> Condição da Mulher - Artigos de Marta Suplicy pela Brasiliense (1984)
>>> Sob a Cruz das Estrelas de Odette de Barros Mott pela Ftd (1986)
>>> Foi Mesmo... de Perseu Lemos pela Bagaço (1997)
>>> As Viagens de Gulliver de Jonathan Swift pela Abril Cultural (1971)
>>> Fim do Século de Hillel Schwartz pela Editores Associado (1992)
>>> Como Educar Crianças Em Grupo de Marie Winn e Mary Ann Porcher pela Ibrasa (1975)
>>> Coração de Vidro de José Mauro Vasconcelos pela Melhoramentos (1981)
>>> A Segunda Abolição de Cristovam Buarque pela Paz e Terra (1999)
>>> As Impurezas do Branco de Carlos Drummond de Andrade pela Record (1990)
>>> Literatura Comentada de Jorge Amado pela Abril Cultural (1981)
>>> A Divina Paródia de Alvaro Cardoso Gomes pela Globo (2002)
>>> A Mulher pela Metade de Patricia Tenorio pela Caliban (2009)
>>> De Bacamartes de Festa de Devoção de George Michael Alves Organizador pela Funcultura (2014)
>>> Eça de Queiroz, Agitador no Brasil de Paulo Cavalcanti pela Cepe (2000)
>>> Joaquim Nabuco e o Novo Brasil de Humberto França Organizador pela Cepe (2011)
>>> Aventura e Rotina de Gilberto Freyre pela José Olympio (1953)
>>> Antologia Poética de Carlos Drummond de Andrade pela Record (1989)
>>> Eu Sei Que Vou Te Amar de Arnaldo Jabor pela Record (1986)
>>> A Correnteza de Ricardo Gontijo pela Best Seller (1988)
>>> Candido Ou o Otimismo de Voltaire pela Newton Compton Brasil (1996)
>>> Dez Anos e Nove Meses de Fred Paronuzzi pela Comboio de Corda (2011)
>>> Morte ao Invasor de Gilvan Lemos pela Prefeitura do Recife (1984)
BLOG >>> Posts

Terça-feira, 24/2/2009
O Tigre Branco

+ de 2400 Acessos

Fala-se - e escreve-se - muito sobre os países emergentes na mídia. E, dentre eles, o de maior destaque é a Índia, imenso e tradicional país do ocidente asiático. Assim como no Brasil ou na Rússia, ou mesmo no México, a miséria, a ignorância e a corrupção estão impregnadas na sua história. Mas que importância tem isso face ao desenvolvimento econômico e tecnológico de um país emergente como a Índia? Respondo: a força e os interesses dos grupos dominantes mantêm o statu quo indiano para aumentar ou manter seu poder. E é isto que o estreante e desconhecido escritor Aravind Adiga denuncia neste romance único, diferenciado e cheio de humor negro, ironia e realismo cruel, abominável e inescrupuloso. Em O Tigre Branco (Nova Fronteira, 2008, 256 págs.) a Índia de Adiga desencanta e brutaliza a imagem da exótica pátria dos sáris coloridos, da ioga e da elevação espiritual, por mais força e tradição que tenham seus gurus ou líderes iluminados como Ghandhi. A corrupção, por exemplo, escorre entre as letras. Sua ficção é real - por mais incongruente que isto possa parecer -, extraída da mais honesta realidade de um país dividido socialmente entre o norte da Escuridão, onde um povo quase animal nasce, vive e morre às margens do lodo do Ganges, e o sul da Luz, do desenvolvimento calcado na exploração da miséria e da ignorância. Com Adiga, desmitifica-se e desmistifica-se a Índia: o glamour sobre o brejo.

Numa história de forte ironia e repugnante sarcasmo, o protagonista Balram Halwai relata o trajeto bastante inusitado que percorreu para subir na vida e conseguir se tornar alguém importante no cenário nacional: assassinar e roubar seu patrão. Em cartas dirigidas ao primeiro-ministro chinês, Balram - ou Munna, como era chamado quando menino - revela uma visão crítica aguçada da sociedade indiana e do mundo contemporâneo, e justifica seu crime classificando-o como um ato de puro empreendedorismo. Com cinismo, ele desmonta o mecanismo da própria ascensão social. O leitor vai se surpreender a cada passo do primoroso romance de estréia do jovem autor indiano Aravind Adiga, vencedor do Man Booker Prize 2008, um dos maiores prêmios mundiais do meio editorial. Não sem motivo, O Tigre Branco foi considerado pelos jurados um livro de imenso valor literário e extremamente original, por apresentar aspectos da Índia normalmente ignorados e personagens que revelam um lado humano desconcertante. Realmente, nada a ver com a bazófia e a mesmice apresentadas no folhetim da rede Globo (Caminho das Índias), onde a autora denota ter pesquisado somente as tradições "sócio-culturais-religiosas" da incrível, inesgotável e incomparável Índia. Ao se falar dela, não se pode pecar por ser breve, principalmente quando se usa o nome do país - apropriadamente - no plural.

Tigre branco é um animal típico do país, raro por nascer um a cada geração, como um albino. O protagonista Balram Halwai é assim designado por sua família e amigos por ser, desde pequeno, uma pessoa diferenciada em sua casta. E ele próprio descobre e assume sua identidade predadora ao visitar e conhecer a fera num zôo local. Como escreveu a revista Veja, "Aravind Adiga constrói um personagem sem caráter, que se torna símbolo extremo de um impulso selvagem de liberdade. Um alerta para os que vivem na luz".

Segundo Florência Costa, correspondente de O Globo em Nova Déli, "A Índia que Adiga mostra é feia, inescrupulosa, escura como os apagões diários de horas a fio que atormentam a vida dos indianos nas metrópoles. Muito distante do glamour sugerido na propaganda 'a Índia que brilha', que ganhou o mundo há dois anos". Aravind Adiga nasceu em Madras, na Índia, em 1974 e, aos 34 anos, escreve sobre o que realmente conhece. Foi correspondente da revista Time na Austrália e Londres. É articulista do Financial Times, do The Independent e do Sunday. Atualmente vive e trabalha em Bombaim.


Postado por Valdemir Martins
Em 24/2/2009 à 00h32


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Fred Trajano sobre Revolução Digital na Verde Week de Julio Daio Borges
02. Jack Ma e Elon Musk de Julio Daio Borges
03. Por que eu vou no dia 15 de Julio Daio Borges
04. Scarlatti por Zacharias de Julio Daio Borges
05. Whitesnake 1990 com Steve Vai de Julio Daio Borges


Mais Valdemir Martins no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Caderno - Músicas para Ler
Toquinho e Mutinho
Companhia Nacional
(2004)



Primeiros Socorros Em Casa e na Escola
Kênia Maria Gonçalves - Keily Maria Gonçalves
Yendis
(2017)



Dossiê: Exclusão e Marginalidade no Mundo Antigo e Medieval
Revista Dimensões, Nº 22 de 2009
Ufes
(2009)



Uma Escolha no Fundo do Quintal
William César Castilho Pereira
Vozes
(1986)



The Worldly Dolls of Jamie Carrington
Revista Dollhouse Miniatures, Nº 11 - Vol 36
Madavor Media
(2006)



Ser Protagonista Química 2ºano Ensino Medio
Julio Cesar Foschini Lisboa
Sm Didático
(2014)



O Reverso das Vitrines: Conflitos Urbanos e Cultura Política
Irlys Alencar Firmo Barreira
Rio Fundo
(1992)



Julio - Saúl Dias - o Universo da Invenção
Maria João Fernandes
Imprensa Nacional Casa da Moe
(1984)



Andrea Salgado
Andrea Salgado
Rio
(2005)



Cinema e Público Em Portugal
Manuel Gama
Ática (lisboa)
(1959)





busca | avançada
70300 visitas/dia
2,6 milhões/mês