Cinema: sintoma e remédio | Digestivo Cultural

busca | avançada
61479 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Cia. Palhadiaço comemora 10 anos com circulação de Espetáculo Espetacular na ZL
>>> Ambulantes faz show de seu novo disco na Casa de Cultura Chico Science
>>> SESI São José dos Campos apresenta a exposição J. BORGES - O Mestre da Xilogravura
>>> Festival gratuito, diurno, 8o.Festival BB Seguros de Blues e Jazz traz grandes nomes internacionais
>>> Bruno Portella ' Héstia: A Deusa do Fogo ' na Galeria Alma da Rua I
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
>>> The Nothingness Club e a mente noir de um poeta
Colunistas
Últimos Posts
>>> Metallica homenageando Elton John
>>> Fernando Schüler sobre a liberdade de expressão
>>> Confissões de uma jovem leitora
>>> Ray Kurzweil sobre a singularidade (2024)
>>> O robô da Figure e da OpenAI
>>> Felipe Miranda e Luiz Parreiras (2024)
>>> Caminhos para a sabedoria
>>> Smoke On the Water (2024)
>>> Bill Ackman no Lex Fridman (2024)
>>> Jensen Huang, o homem por trás da Nvidia (2023)
Últimos Posts
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
>>> Ser ou parecer
>>> O laticínio do demônio
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Eu Maior, o filme de Fernando, Paulo e Marco Schultz e Andre Melman
>>> Uma década no rastro de Paulo Francis
>>> Roteiro de um ano
>>> Copa 2010: transmissão ao vivo
>>> Rita de Cássia Oliveira
>>> Bel Ami, da obra de Maupassant
>>> Os filmes de Frederico Füllgraf
>>> Cinema em Atibaia (III)
>>> Jornalismo de todos para todos
Mais Recentes
>>> Puss in Boots: Level 2 de Vários Autores pela New Editions (2006)
>>> Manual de Saúde e Segurança do Trabalho - Volume 1 de Sebastião Ivone Vieira Coordenador pela Mestra
>>> Livro Homens Que Somem de Sonia Abrão pela Manole (2013)
>>> Cabine de Passageiros de Claudio Bertoli pela Jurua (1999)
>>> Desenvolvimento Econômico - Nova Edição de Aderbal Oliveira Damasceno e Outros pela Alínea (2013)
>>> Administração Financeira de A. A. Groppelli; Ehsan Nikbakht pela Saraiva (2012)
>>> Henrique Oliveira de Henrique Oliveira pela Sesi-SP (2017)
>>> Beijos Abraços & Arrepios de Toni Brandão pela Larousse Jovem (2007)
>>> Transtorno de Déficit de Atenção de José Salomão Schwartzman pela Mackenzie (2001)
>>> 100 Jogos Lógicos de Pierre Berloquin pela Gradiva (1973)
>>> Cruzando Continentes -Uma incrível jornada de Pequim a Londres em 56 dias de Richard Amante pela Pasavento (2017)
>>> Curso de Direito do Trabalho de Amauri Mascaro Nascimento pela Manole (2010)
>>> La Raison Pure de Kant pela Universitaires (1968)
>>> Létranger de Albert Camus pela Gallimard (1942)
>>> A Contestação do Réu no Processo Ordinário de Aldemir de Oliveira pela Julex (1988)
>>> A Utopia de Thomas Morus pela L&pm Pocket (1997)
>>> Manifold - Origin de Stephen Baxter pela Del Rey Usa (2002)
>>> A Física de Anna Hurwic pela Loyola (1994)
>>> Livro Programa Das 10 Semanas: Uma Proposta Para Trocar Gordura Por Músculos de Turibio Leite De Barros pela Manole (2002)
>>> A Arte no Século XX Vol 2 dos Após-guerra a Beaubourg de Hélène Lassalle pela Martins Fontes (1986)
>>> Ensino-aprendizagem Com Modelagem Matemática de Rodney Carlos Bassanezi pela Contexto (2018)
>>> Marketing da Incentivo uma Visão Legal de Vários Autores pela Manole (2008)
>>> Almanaque Desimpedidos de Org. Ubiratan Leal pela Panda Books (2018)
>>> 1986 - 2006 20 anos a serviço da saude de Fundação Faculdade de Medicina pela Fundação Faculdade de Medici
>>> Metamorfose? de Gail Carriger; Flavia Carneiro Anderson pela Valentina (2013)
BLOG >>> Posts

Domingo, 22/7/2012
Cinema: sintoma e remédio
+ de 2000 Acessos

O filósofo romeno Constantin Noica, em seu livro As Seis Doenças do Espírito Contemporâneo, discorre sobre a acatolia, "doença" que ataca o homem europeu e, por conseguinte, o ocidental. A acatolia seria a rejeição a todo sentido geral, a toda ordem universal, atitude tão comum ao homem contemporâneo, que já não aceita Deus ou qualquer outro princípio geral organizador da realidade e das vontades humanas. Tudo é contingência, acaso, evento particular, acontecimento isolado. Noica chega a afirmar que foi graças a esse consciente menosprezo pelo geral que o anglo-saxão debruçou-se tão intensamente sobre as coisas individuais, desenvolvendo a técnica em alto grau, o que nos levou, entre outras coisas, a gêneros artísticos inéditos, tal como o cinema. Contudo, o cinema vive o duplo destino de ser tanto um sintoma de acatolia quanto um possível remédio para o vazio espiritual.

Nas palavras de Noica:
À alegria de fazer justiça ao real imediato corresponde plenamente uma das modalidades de criação do homem enquanto artista, modalidade aliás que a técnica moderna veio favorecer dia a dia. Com o homem moderno, a acatolia [a negação de um sentido geral] encontrou seus próprios meios e sua própria arte. Criar pode significar não somente obter a projeção do individual em algo geral mas também, na indiferença por todo geral, condensar um mundo de manifestações e até de simples miragens em destinos e em figuras individuais que as sejam capazes de fixar. E, como a visão é o principal sentido fixador (tendo os quatro outros como uma propensão para o que é difuso) e o que parece verdadeiramente dar ao homem o poder de delimitar tanto a idéia (que também para os gregos era ligada à visão) como a imagem real, esse gênero de criação será o do visual. Tudo se pode traduzir em imagens, como se o ato criador consistisse em transportar ou transpor um mundo para uma tela. Por isso, num mundo acometido de acatolia, aparecem as novas artes da tela, sobretudo a cinematografia, com suas veleidades de fixar tudo no individual, incluindo a imaginação mais desenfreada, mas também com a miséria de sua condição: não encontrar seu equilíbrio artístico último - e igualmente ontológico -, que é o dos sentidos gerais.

Com efeito, por que essas determinações, livres como são, se fixariam em tais realidades individuais e não em outras? Há nessa fixação em simples imagens como uma forma de fundamento não-fundado. As manifestações que demandavam fixação terminam, ao fim e ao cabo, na instabilidade de casos particulares (como aliás no romance moderno) condenados a proliferar ao infinito, para responder assim, com algo da ordem da quantidade, à carência fatal de sentido. Onde falta até o eco do sentido geral, tudo soçobra no mau infinito dos particulares. A alegria de fazer justiça ao real transforma-se - tal como nossas vidas vazias de sentido - em sentimento do nada.

(.)

Não obstante, assim como a música nos parecia caracterizar a atodecia [a negação da ordem individual], agora é a arte nova, a cinematografia, e não os expedientes das artes tradicionais, que nos pode dar a medida e a cor (cinzenta) da acatolia. Marcada pelo signo da precariedade (ontológica, afinal de contas) de não ter nascido do geral, como as outras artes da espiritualidade religiosa ou humana em sentido amplo, a cinematografia encontrou para si uma extraordinária função artística, sem no entanto tornar-se uma verdadeira arte. Na verdade, ela, desde o início, cumpriu duas funções: adquiriu tanto um sentido de arte popular - como o tinha, segundo se diz, antes da Renascença, e até na Antigüidade, o teatro, que não fazia nenhuma distinção de classe - como a função de servir de campo de experimentação artístico a criadores que já não se sentem a gosto nas artes tradicionais. Em ambos os casos, a cinematografia corresponde a um mundo onde prepondera a acatolia. Hoje as massas já não querem ensinamento nem sentido, recusando instintivamente o geral que lhes ofereciam outrora as grandes obras e os grandes livros de sabedoria da humanidade, mas, "esclarecidas" como são, reclamam, na falta de sentidos gerais diretores na arte, a simples "evasão" pelo espetáculo; e é certo que, por este fato e sob o impacto cada vez maior da acatolia de nossa civilização técnica, a cinematografia conservará sua popularidade. A partir de agora essa semi-arte se mantém generosamente à disposição do criador para novas experiências artísticas, ali onde a profusão de imagens e de pensamentos não cessa de preencher o vazio deixado pela deserção da "idéia": É provável que precisamente na cinematografia se tente em futuro próximo, com o máximo de felicidade, dar estatuto artístico às exigências espirituais impostas pela acatolia da civilização técnico-científica. E quem sabe se, mergulhando no individual, no humano e no contingente, o espírito ocidental não reencontrará um dia, às avessas talvez, o céu?

Nesse ínterim, vivemos num mundo onde o instrumento artístico mais difundido, o cinema, não produz arte, onde as realidades e os objetos mais numerosos, as criações técnicas, não têm investidura ontológica, e onde os conhecimentos locais menos incertos e mais indispensáveis ao homem moderno, a saber, os conhecimentos históricos e sociais, já não têm leis. Algo está desabando no mundo da acatolia, apesar de suas muralhas de exatidão. Já não resta ao homem, sobretudo o europeu, senão reencontrar, graças à contribuição de outros mundos do planeta - o oriental, o sul-americano e até, talvez, o infra-europeu - e ao contato com as demais doenças, sua própria riqueza espiritual, a fim de trilhar assim, ultrapassando o espírito de exatidão, alguns caminhos para a verdade, e reencontrar seu lugar de homem verdadeiro, não de laboratório, no mundo do espírito.


Postado por Yuri Vieira
Em 22/7/2012 às 17h27

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Van Halen ao vivo em 2015 de Julio Daio Borges
02. Philip Glass tocando Mad Rush de Julio Daio Borges
03. Festival literário em BH de Ana Elisa Ribeiro
04. Ana Elisa Ribeiro em BH de Ana Elisa Ribeiro
05. Show dos Anos 80 de Julio Daio Borges


Mais Yuri Vieira no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Coleção Série Crepúsculo - 4 Volumes
Stephenie Meyer
Intríseca
(2009)



Livro Economia Não Seja o Pato do Mercado Financeiro as Aventuras do Pato Rico
Otto Nogami
Avercamp
(2004)



Corporate Zombies - Manual de Sobrevivência Corporativa
Andre Ferreira, Victor Sardinha
Giostri
(2014)



Degraus de Glória
Antônio E. S. Moreira
Do Autor



Livro Literatura Estrangeira Os Limites da Lei Romance
Scott Turow
Record
(2008)



Livro Literatura Estrangeira A Casa Vazia
Rosamunde Pilcher
Bertrand Brasil
(2023)



Luna em a festa supresa 547
Celia Catunda
Salamandra
(2015)



Minhas duas meninas
Teté Ribeiro
Companhia das Letras
(2016)



Coleção 5 Revistinhas Disney Tio Patinhas + Os Turistas Disney Especial + Pateta Repórter
Walt Disney
Abril
(2017)



1000 Perguntas e Respostas de Processo Civil
Jose Cretella Junior
Forense
(2006)





busca | avançada
61479 visitas/dia
2,0 milhão/mês