Paternidade | Digestivo Cultural

busca | avançada
48579 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Música: Fabiana Cozza se apresenta no Sesc Santo André com repertório que homenageia Dona Ivone Lara
>>> Nos 30 anos, Taanteatro faz reflexão com solos teatro-coreográficos
>>> ‘Salão Paulista de Arte Naïf’ será aberto neste sábado, dia 27, no Museu de Socorro
>>> Festival +DH: Debates, cinema e música para abordar os Direitos Humanos
>>> Iecine abre inscrições para a oficina Coprodução Internacional para Cinema
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
Últimos Posts
>>> Desigualdades
>>> Novembro está no fim...
>>> Indizível
>>> Programador - Trabalho Remoto que Paga Bem
>>> Oficinas Culturais no Fly Maria, em Campinas
>>> A Lei de Murici
>>> Três apitos
>>> World Drag Show estará em Bragança Paulista
>>> Na dúvida com as palavras
>>> Fly Maria: espaço multicultural em Campinas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Meu amigo Paulo Francis
>>> Grandes Entrevistas do Milênio
>>> 15 de Novembro #digestivo10anos
>>> Agosto, mês augusto
>>> Silêncio e grito
>>> Affirmative action
>>> Cozinhando com mamãe
>>> Conheça Carácolis (parte 1)
>>> A falta que Tom Wolfe fará
>>> Mob Flash
Mais Recentes
>>> Os Verbos Ingleses de R. H. Edwards pela Edições de Ouro (1979)
>>> Herculanum de Wera Krijanowskaia (espírito J. W. Rochester) pela Feb (1989)
>>> O Discípulo de Juan Carlos Ortiz pela Betânia (1980)
>>> Advanced Composition a Book of Models For Writing de John E. Warriner and Others pela Harcourt Brace Jovanovich (1977)
>>> Como Fazer Trabalhos de Alvenaria de N/d pela Globo (1990)
>>> Creative Wedding Florals You Can Make de Terry L. Rye pela Better Way Books (2000)
>>> Nossa Biblioteca no Plano Cósmico - Santo Aéolo III de Ponte para a Liberdade pela Hércules (1979)
>>> Biblioteca Vida e Missão - Plano Nacional: Ênfases e Diretrizes de N/d pela Imprensa Metodista
>>> Suomi de Paulo de Carvalho-neto pela Guanabara (1986)
>>> Dívida Externa e Igrejas: uma Visão Ecumênica de Tamez/ Boff/ Santa Ana/ Vidales/ Assmann/ Arruda pela Cedi (1989)
>>> Terras do sem Fim - Coleção Obras de Jorge Amado VIII de Jorge Amado pela Livraria Martins (1957)
>>> A Garota do Calendário: Março de Audrey Carlan pela Verus (2016)
>>> Manual de Economia e Negócios Internacionais Plt 728 de Marco Antonio Sandoval de Vasconcellos e Outros pela Saraiva (2011)
>>> Pseudo Discipulado de George Verwer pela Juerp (1980)
>>> Almas Aprisionadas de Renato Modesto pelo Espírito Amadeu pela Lumen Editorial (2009)
>>> A Gang do Beijo de José Louzeiro pela Ediouro Publicações (1996)
>>> Taro Adivinhatório de N/d pela Pensamento
>>> Refúgio Contra o Abuso de Nancy Nason-clark e Catherine Clark Kroeger pela Cpad (2006)
>>> Templo da Paz de Ponte para a Liberdade pela Hércules
>>> Summer Ball de Mike Lupica pela Scholastic
>>> Na Teia do Sol de Menalton Braff pela Planeta (2004)
>>> The Sesame Street Library - Volume 4 de Michael Frith and Others pela Funk & Wagnalls (1978)
>>> Medicina e Poesia de Eugênio de Carvalho Junior pela Imprensa Universitária (1971)
>>> Literatura - Autores e Época de Carlos Emílio Faraco e Outros pela Ática
>>> Websters Dicionário Inglês - Português de Antonio Houaiss pela Record (1982)
BLOG >>> Posts

Segunda-feira, 13/10/2014
Paternidade

+ de 1000 Acessos

Eu queria namorar. Encontrar um grande amor. Mas, para mim, casar nunca foi uma ambição.

Casei porque foi com a Carol. Ela me convenceu a casar. Se não fosse com a Carol, não sei se teria casado.

Também não me imaginava pai. Achava muita responsabilidade.

Mas quando a Carol me contou que estava grávida, fiquei encantado. Embevecido; apesar de preocupado.

A gente gostava de "Catarina" e de "Joaquim". Veio a Catarina. Quando ela saiu da Carol com aquele cabelo *preto*, toda vermelha, lembrei imediatamente da minha avó, da minha mãe e lembrei de mim mesmo, quando bebê.

Ao contrário da maioria dos pais, eu queria aprender a cuidar: dar banho, trocar fralda, colocar para dormir...

Só não dava para amamentar, claro. Penteados de pai são bastante limitados, também. E quando a Catarina aprendeu a se arrumar sozinha, foi um alívio (sou péssimo para combinar roupas).

A Catarina deu muito pouco trabalho quando bebê. Comia bem, dormia bem, adoecia pouco. Deu o trabalho normal de qualquer criança saudável.

Aprendeu a falar muito cedo. Minha mãe cantava pra ela em espanhol. A mãe da Carol, em português. Quando entrou na escola, sua aula preferida era música.

Andou "tarde". Um mês depois de mim - de quem a minha mãe sempre reclamava, por eu ter feito tudo mais tarde (o Diego, em compensação, fez tudo mais cedo).

A Catarina escreveu cedo. Sempre lemos muito pra ela. Tanto que decorei as principais historinhas. A ponto de ela me pedir, quando esquecemos os volumes: "Papai, pode ler sem livro mesmo".

Acho que a Catarina não vai ter problemas na escola.

Ultimamente tem me feito perguntas complexas: "De onde vem a areia? De onde vem as pedras? Como se faz concreto?"

Eu falei pra ela perguntar pro vovô VItor Hugo, que é engenheiro civil.

A definição do dicionário não serve pra Catarina, por causa do vocabulário. O desafio é conseguir explicar os conceitos a partir do repertório dela.

A gente nunca está pronto para ser pai, essa é que é a verdade. Por mais que você se prepare, é tudo muito empírico. Instinto paterno?

E é uma ocupação full-time. Vai dormir pai. Acorda pai. Tem de prestar atenção. Porque está dando exemplo o tempo todo...

Eu não me imaginava pai. Agora não me imagino outra coisa.

É um privilégio ser o pai da Catarina. Recomendo vivamente a paternidade.

A gente passa a vida perseguindo objetivos grandiosos. E esquecemos de que ter uma família é algo ao alcance de qualquer pessoa.

(Repercussão...)


Postado por Julio Daio Borges
Em 13/10/2014 às 17h02


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Selva de Pedra (1986) de Julio Daio Borges
02. Gillmor e o futuro da mídia de Julio Daio Borges
03. Agradecimentos no Oscar de Julio Daio Borges


Mais Julio Daio Borges no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Poirot Investiga
Agatha Christie
Círculo do Livro
(1986)



O Amor Em Gestos - os Sacramentos
Guy Ruffier
Edições Loyola
(1979)



Armadilha Mortal
Roberto Arlt
LPM Pocket
(1997)



Noções de Direito: Direito Usual
Otto Costa
Do Brasil



Wohin Dein Herz Mich Fuhrt
Christine Dorsey
Lübbe
(2003)



Noites de Tormenta
Nicholas Sparks
Novo Conceito
(2011)



Novos Contornos da Gestão Local:conceitos Em Construção
Francisco de Oliveira
Fgv
(2002)



O Código da Vinci
Dan Brown
Sextante
(2004)



Estado e Economia Em Tempo de Crise
Sebastião C. Velasco e Cruz
Relume Dumara
(1997)



Pareceres e Falências
José Xavier Carvalho de Mendonça
Minelli
(2006)





busca | avançada
48579 visitas/dia
2,2 milhões/mês