A lua de mel durou pouco | Digestivo Cultural

busca | avançada
30036 visitas/dia
773 mil/mês
Mais Recentes
>>> Segundas de julho têm sessões extras do espetáculo À Espera
>>> Circo dos Sonhos, do ator Marcos Frota, desembarca no Shopping Metrô Itaquera
>>> Startup brasileira levará pessoas de baixa renda para intercâmbio gratuito fora do país
>>> Filho de suicida, padre lança livro sobre o tema
>>> LANÇAMENTO DO LIVRO "DIALÓGOS DE UM RABINO REFLEXÕES PARA UM MUNDO DE MONÓLOGOS" DE MICHEL SCHLESI
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O dia em que não conheci Chico Buarque
>>> Um Furto
>>> Mais outro cais
>>> A falta que Tom Wolfe fará
>>> O massacre da primavera
>>> Reflexões sobre a Liga Hanseática e a integração
>>> A Fera na Selva, filme de Paulo Betti
>>> Raio-X do imperialismo
>>> Cães, a fúria da pintura de Egas Francisco
>>> O Vendedor de Passados
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> Sob o mesmo teto
>>> O alívio das vias aéreas
>>> PRESSÁGIOS. E CHAVES II
>>> Honra ao mérito
>>> Em edição 'familiar', João Rock chega à 17ª edição
>>> PATÉTICA
>>> Presságios. E chaves III
>>> Minha história com Philip Roth
>>> Lars Von Trier não foi feito para Cannes
>>> O brasileiro e a controvérsia
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Sartre e a idade da razão
>>> Passarinho do Twitter
>>> Letra de música é poesia?
>>> A arapuca da poesia de Ana Marques
>>> A Erva do Diabo, de Carlos Castaneda
>>> Recordações da casa dos mortos
>>> Viral Loop, de Adam Penenberg
>>> Lauro Machado Coelho
>>> Voltar com ex e café requentado
>>> O Agressor, de Rosário Fusco
Mais Recentes
>>> Excel Avançado - 1ª Edição 6ª Reimpressão
>>> Vencendo a Crise - Como o Bom Senso Empresarial Pode Superá-la - 4ª Ed.
>>> Poetas de Dores do Aterrado - 1ª Edição
>>> O Ladrão que Estudava Espinosa - 1ª Edição
>>> Assassinos Sem Rosto - 1ª Edição
>>> Jardim Noturno - Poemas Inéditos - 2ª Edição
>>> Presente do Mar - 13ª Edição
>>> Romãs Maduras - Contos - 1ª Edição
>>> Os 20 Melhores Livros de Seleções - 1ª Edição
>>> O Perfume - Best Bolso - 5ª Edição
>>> O Fim da Modernidade
>>> Apontamentos para a História da Revolução Rio-grandense de 1893
>>> Einstein Apaixonado + Um romance científico
>>> Leonardo, o primeiro cientista
>>> Envie Meu Dicionário + Cartas e Alguma Crítica
>>> O Segredo de Guilherme Storitz
>>> A selva do dinheiro + Histórias clássicas do inferno econômico
>>> Oscarito Nosso Oscar de Ouro
>>> A Nudez da Verdade
>>> Emoções em Prosa e Verso
>>> A Telessaúde no Brasil e a Inovação Tcnológica na Atenção ...
>>> O Pagador de Promessas
>>> O Caçador das Bolachas Perdidas
>>> Juizado Especial: Criação Instalação, Funcionamento e a ...
>>> Meu Querido Canibal
>>> Anjo de Quatro Patas
>>> Vencendo Aflições, Alcançando Milagres
>>> Eles Pedem em Casamento, Elas Pedem o Divórcio
>>> Procurando Firme
>>> Ensino Holístico da Medicina
>>> Depressão e Autoconhecimento: Como Extrair Preciosas Lições ...
>>> Utopia?
>>> Resistência: a História de uma Mulher Que Desafiou Hitler
>>> Uma Herença Preciosa
>>> Prazer uma Abordagem Criativa da Vida
>>> O Retorno Financeiro de Programas de Promoção da Segurança, ...
>>> Confissão de uma Harpista
>>> Os Mestres de Gurdjieff
>>> Proposta para uma Graduação Médica Contemporânea
>>> O Tao da Física
>>> O Santeiro do Mangue e Outros Poemas
>>> Português para Concursos
>>> Bola na Rede: a Batalha do Bi
>>> Paulo Francis Polemista Profissional
>>> Fisiologia e Fisiopatologia do Hormônio de Crescimento
>>> Ser Médico no Brasil - o Presente no Passado
>>> Padre Severino da Pessoa ao Instituto
>>> Micropoderes Macroviolencias
>>> Educação e Tecnologias no Brasil
>>> Cultura e Tecnologias no Brasil
BLOG >>> Posts

Sábado, 8/11/2014
A lua de mel durou pouco

+ de 1000 Acessos

A lua de mel com o PSDB durou pouco

Talvez o PT reclame para si a "hegemonia" - naquele documento oficial do partido -, porque foi praticamente hegemônico nas eleições de 2002, 2006 e 2010.

Já em 2014, foi como aquele aluno que passa de ano "raspando". Porque a oposição, que praticamente inexistia desde 2002, se uniu em torno de um nome, Aécio Neves.

O quanto dessa oposição é o PSDB? O quanto dessa oposição é o "fator" Aécio? O quanto dessa oposição é o sentimento "anti-PT"? E o quando é o "resto" (desde "marinistas" que aderiram, até governistas que se rebelaram, passando pela quase interditada "direita")?

Não sabemos. Mas estamos descobrindo aos poucos. Porque, durante a eleição, estavam todos unidos em torno de um "projeto". Agora, vamos percebendo que cada grupo - ou, até, cada indivíduo - tem a sua própria maneira de lidar com o governo e de ser oposição.

As "redes sociais" nunca ficaram caladas e a grita começou já no domingo à noite, depois do susto, quando saiu o resultado do segundo turno. Passado o desalento, e a desesperança para com o Brasil, as "redes sociais" começaram a se perguntar qual seria o próximo passo...

Talvez por pressão, talvez por iniciativa própria, talvez por livre e espontânea pressão de Aécio, o PSDB logo protocolou seu pedido de "auditoria" das eleições. Mas foi tão criticado que ficou difícil alguém do partido assumir o ato - até que o subscreveu. Aécio Neves.

Menos de uma semana depois, no sábado, vieram as atabalhoadas manifestações. O golpe - da imprensa ou da militância petista - de tachá-lo de "intervencionista", militarmente falando, funcionou. A ponto de Xico Graziano, do PSDB, condená-lo, nas redes, e Geraldo Alckmin, nos jornais.

Já Aécio, em sua entrevista de retorno ao Senado, não disse nem que sim, nem que não. Ou seja: não condenou as manifestações em si; condenou os extremistas "antidemocracia", infiltrados.

A dissonância interna, que se manifestara no episódio da "auditoria", e que começou a tomar corpo depois das manifestações, ficou bastante clara na história do "acordão".

Aécio Neves fez um discurso enfático, na quarta-feira, no Senado. Como líder da oposição, proclamou que só haveria "diálogo" com o governo se fossem apuradas todas as denúncias do "petrolão".

Mas na quinta de manhã, noticiou-se que Marco Maia, do PT, e Carlos Sampaio, do PSDB, fechavam um "acordo", para que políticos *não fossem* convocados para depor na CPI mista da Petrobras...

Aécio, novamente, teve de corrigir o rumo dos acontecimentos, soltando uma nota, em nome do PSDB, negando qualquer "acordo" com o PT.

Mas, a exemplo do episódio da "intervenção militar", não foi suficiente, porque o "acordão" já havia caído nas "redes"... e os eleitores de Aécio cobravam o PSDB.

Então, na sexta, Aécio soltou mais uma nota, desta vez em nome dos partidos de oposição, não só negando o "acordão" como acusando o governo de confundir a sociedade, com informações desencontradas, e complementando que o deputado Carlos Sampaio repudiava que seu nome estivesse envolvido na história.

O problema é que, desta vez, nem todo mundo ficou convencido. E, desta vez, não daria para jogar toda a culpa na Folha, que soltou a primeira notícia sobre o "acordo"...

Dora Kramer, por exemplo, informou que houve tentativa de acordo, sim. Não porque houvesse intenção de abafar o caso (e simplesmente livrar os políticos associados ao petrolão). Mas porque convocá-los agora, sem as informações completas dos depoimentos, seria perda de tempo.

O fato é que ficou mal para o PSDB, e vem crescendo, progressivamente, aquela parcela "aecista" do eleitorado que se descola do PSDB, apesar de reconhecer o esforço, pessoal, de Aécio Neves em manter a coesão.

Parece haver, pelo menos, duas linhas de atuação dentro do PSDB. Uma é aquela, de Aécio, que solicita a "auditoria"; mas outra é aquela... que não a assume. Uma é aquela, do senador Álvaro Dias, que reconhece a importância das manifestações; mas outra é aquela, de Xico Graziano, que questiona suas motivações. Por fim, uma é aquela, representada por Aécio Neves, que não aceita nenhum tipo de acordo, antes do julgamento do petrolão; e outra é aquela, que num ataque de fraqueza, fecha - com o PT - um "acordão"...

É por essas e por outras que eleitores que hoje se consideram "de oposição", e que até votaram em Aécio Neves, estão descobrindo que não necessariamente aderem ao PSDB. Afinal, parte do PSDB não fechou com a "auditoria", parte do PSDB condenou as manifestações e parte do PSDB quer dialogar com o governo, sim. Vide Geraldo Alckmin que vai se reunir com Dilma Rousseff na segunda-feira, para falar do problema da água. (O que Aécio Neves - que não queria diálogo - deve ter achado disso?)

Será que o PSDB vai encontrar um alinhamento único? Será que Aécio vai conseguir impor sua postura ao resto do partido? São questões que só o PSDB e Aécio Neves podem responder...

Enquanto isso, eleitores "de oposição" vão descobrindo, sozinhos, o seu caminho. E dia 15 de novembro haverá novas manifestações. (O PSDB gostando ou não...)


Postado por Julio Daio Borges
Em 8/11/2014 às 13h59


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Psiu Poético em BH esta semana de Ana Elisa Ribeiro
02. Existem vários modos de vencer de Fabio Gomes
03. No Metrópolis, da TV Cultura de Julio Daio Borges
04. Temporada 3 Leve um Livro de Ana Elisa Ribeiro
05. Lula e o Genocídio Negro de Duanne Ribeiro


Mais Julio Daio Borges no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




DOCUMENTÁRIO ARQUITETÔNICO
JOSÉ WASTH RODRIGUES
ITATIAIA
(2018)
R$ 30,00



GLOBALIZAÇAO - O QUE E ISSO AFINAL?
CRISTINA STRAZZACAPPA VALDIR MONTANARI
MODERNA
(2007)
R$ 12,00



POESIA SIMPLES
ALVARO BARRETO PEIXOTO
BITAURUS
(1990)
R$ 8,99



O HOMEM DE BEIJING - 1ª EDIÇÃO
HENNING MANKELL
COMPANHIA DAS LETRAS
(2011)
R$ 15,00



A PROVÍNCIA DAS TREVAS
DANIEL ARSAND
RECORD
(2003)
R$ 25,00



UM GATO ENTRE OS POMBOS
AGATHA CHRISTIE
NOVA FRONTEIRA
(2005)
R$ 3,00



MANGÁ VARIANTE REQUIEM FOR THE WORLD Nº 1
IQURA SUGIMOTO
SAMPA ARTE / LAZER
(2004)
R$ 11,90



ROBIN HOOD - SÉRIE REENCONTRO INFANTIL
TELMA GUIMARÃES CASTRO ANDRADE (RECONTADO POR)
SCIPIONE
(2004)
R$ 14,10



ARREBATADOS! - SABRINA ROMANCES PRECIOSOS - N°1517
BARBARA FREETHY
NOVA CULTURAL
(2008)
R$ 8,82



SHAKESPEARE - ANTÔNIO E CLEÓPATRA/JULIO CÉSAR (TEATRO INGLÊS)
WILLIAM SHAKESPEARE
EDIOURO
(2016)
R$ 12,00





busca | avançada
30036 visitas/dia
773 mil/mês