O enigma de Lindonéia | Antônio do Amaral Rocha

busca | avançada
31589 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Leandro Sapucahy comanda Reveillon 2019 no Jockey Club/RJ
>>> Carioquíssima realiza edição de Natal na Fábrica Bhering (RJ)
>>> Vocalista da banda Big Mountain, Quino apresenta-se no Sesc Belenzinho dia 15 de dezembro
>>> Sesc Belenzinho apresenta show que celebra Declaração Universal do Direitos Humanos
>>> Mosteiro de São Bento: 50 anos da morte de Thomas Merton
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As palmeiras da Politécnica
>>> Como eu escrevo
>>> Goeldi, o Brasil sombrio
>>> Do canto ao silêncio das sereias
>>> Vespeiro silencioso: "Mayombe", de Pepetela
>>> A barata na cozinha
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> O Voto de Meu Pai
>>> Inferno em digestão
>>> Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos
Colunistas
Últimos Posts
>>> Palestra e lançamento em BH
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
Últimos Posts
>>> A verdade? É isso, meme!
>>> Ser pai, sendo filho - poema
>>> A massa não entende
>>> ARCHITECTURA
>>> Os Efeitos Colaterais do Ano no Mundo
>>> A Claustrofobia em Edgar Allan Poe - Parte I
>>> Casa de couro V
>>> Heróis improváveis telefonam...
>>> Um lance de escadas
>>> No tinir dos metais
Blogueiros
Mais Recentes
>>> The Art of Possibility
>>> Desafiando o Talento, de Geoff Colvin
>>> O anti-Twitter
>>> Free, o livro, em português
>>> Tropikaos
>>> Because in the musicals nothing dreadful ever happens
>>> Feliz Ano Novo
>>> Por uma arquitetura de verdade
>>> O Conselheiro também come (e bebe)
>>> Existem vários modos de vencer
Mais Recentes
>>> Coisas de São Paulo de Nazareth Moreaux pela Melhoramentos (2005)
>>> Educação Pré-Escolar, Fundamentos e Didática de Marieta L. Machado Nicolau pela Ática (2002)
>>> João e Maria da Amazônia de Boechat,Maria Diva; Gusmão,Marta - Franco pela Franco (2015)
>>> Cinderela - Coleção Contos de Grimm de Maria Heloisa Penteado (texto em português) pela Ática (2012)
>>> O Homem que Matou Getúlio Vargas de Jô Soares pela Companhia das Letras (1998)
>>> O Amor é Fogo de Nora Ephron pela Rocco (2009)
>>> Sexo e Sexualidade - Sem Mistérios de Vários pela Trilha Educacional (2005)
>>> Indoor Cycling - Guia Prático para Pedalar Em Casa de William M. de Carvalho pela Leitura (2018)
>>> Zorba, O Grego (Capa Dura) de Nikos Kazantzakis pela Abril Cultural (1974)
>>> Reinações de Narizinho de Monteiro Lobato pela Brasiliense (1956)
>>> Don Fernando de Fernand Fournier-Aubry pela Robert Laffont (1972)
>>> Allie Finkle´s Rules for Girls- Moving day de Meg Cabot pela Scholastic (2009)
>>> Vie et Mort a Shanghai de nien Cheng pela Albin Michel (1987)
>>> Português- Leitura,produção, gramática ( 7 ano ) de Leila Laur Sarmento pela Moderna (2009)
>>> Um grito de Alerta de Osmar Santos pela Eu Você (1981)
>>> Vencendo a Crise - Com o bom senso empresarial pode superá-la de Thomas J Peters e Robert H Waterman pela Hárbra (1986)
>>> Educação - Criatividade e Lazer de Annita Schterg Gorodicht e Léa Porto de Abreu pela Sec de Educação e Cultura RJ (1980)
>>> O Diário de Bridget Jones de Helen Fielding pela Record (2001)
>>> L'Institut de Volupté - Roman de Fernand Kolney pela Georges-Anquetil (1926)
>>> Oeuvres de Beranger - Tomo 1 e 2 de Pierre-Jean de Beranger pela Perrotin (1857)
>>> Everymans Thesaurus of English Words and Phrases de Peter Roget e D C Browning pela J M Dent e Sons (1955)
>>> Lombre du Passé de Jeanne de Coulomb pela Gaitier e languereau (1921)
>>> La femme Dune Nuit de Alfred Machard pela Flamarion (1929)
>>> L'Amant de Lady Chatterley de D H Lawrence pela Gallimard (1932)
>>> Tom Jones de Henry Fielding pela Abril (1983)
>>> A chave de Rebecca de Ken Foller pela Círculo do Livro
>>> Histoires et Contes de la Grand Mère de Louise SW Belloc pela Garnier freres
>>> A Terceirização e o Direito do Trabalho de Sergio Pinto Martins pela Atlas (2010)
>>> Atuação do Ministério Público do Trabalho Como Árbitro de José Janguiê Bezerra Diniz pela Ltr (2005)
>>> Curso de Falência e Recuperação de Empresa de Amador Paes de Almeida pela Saraiva (2008)
>>> Exercícios de Metodologia da Pesquisa de Edivaldo M. Boaventura pela Quarteto (2017)
>>> Introdução à Teoria do Emprego de Joan Robinson pela Forense Universitária (1990)
>>> A Bruxinha Domitila e o Robô Super-tudo de Edson Gabriel Garcia pela Vozes (1985)
>>> O Hóspede Suspeito de Friedrich Scheck pela Ática (2000)
>>> O Castelo de Âmbar de Mino Carta pela Record (2000)
>>> Quando o Sofrimento Bater à Sua Porta de Padre Fábio de Melo pela Planeta (2016)
>>> Desconhecido de Machado de Assis pela Civilização Brasileira (1955)
>>> Psicopedagogia Clínica de Maria Lúcia L. Weiss pela Dp&a (2004)
>>> Porta do infinito de Carlos Castaneda pela Record (1974)
>>> O quinto compromisso, um guia prático para o autodomínio de Don Miguel Ruiz / Don José Ruiz pela Best Seller (2010)
>>> Manifesto do partido comunista de Karl Marx, Engels pela Expressão Popular (2008)
>>> Sapatos - Cronica de uma Sedução - 1900-2008 de Perla Nahun, Fernando de Barros Constanza Pascolato pela Francal (2008)
>>> A região metropolitana de Campinas: urbanização, economia, finanças e meio ambiente Vol 1 e 2 de Wilson Cano, Carlos A. Brandão pela Unicamp (2002)
>>> Informe: Análisis, adapatación y sistematización de estándares para la planificación del manejo en Iniciativas de Conservación Privada y áreas marinas costaneras protegidas de múltiples usos de Ministerio del medio ambiente, GEF, PNUD, Wildlife pela Ministerio del medio ambiente Chile (2015)
>>> Una década de luchas y propuestas Derecho Educación. La palabra de los movimientos sociales de Foro por el Derecho a la Educación Chile pela Foro por el Derecho a la Educación Chile (2015)
>>> Princípios de Direitos Autorais - Livro I - 1898/1998 de Eduardo Pimenta pela Lumen Juris (2004)
>>> Tráfico de Anjos de Luiz Puntel pela Ática (1992)
>>> Sexo se Aprende na Escola de Marta Suplicy e Antonio Carlos Egypto e outros pela Olho Dágua (2000)
>>> Disney Art Attack - Art Festa nº 1 de Disney Coleção Crie-Brinque pela Cia de Livros (2006)
>>> Tratado da Propriedade Intelectual - Tomo II - Patentes de Denis Borges Barbosa pela Lumen Juris/Direito (2014)
ENSAIOS

Segunda-feira, 18/2/2008
O enigma de Lindonéia
Antônio do Amaral Rocha

+ de 18400 Acessos

Rubens Gerchman (1942-2008), falecido em janeiro, vítima de um câncer raro de pulmão, um dos mais importantes artistas plásticos brasileiros, deixa um importante legado, entre muitos outros trabalhos. Trata-se da enigmática obra intitulada A Bela Lindonéia ou A Gioconda do Subúrbio, de 1966, que pode ser assim descrita: o suporte é um espelho, no centro há o desenho de uma imagem feminina jovem, com marcas sombreadas, junto ao olho esquerdo, nariz e lábio inferior. Esse recurso da sombra pode ser simplesmente só a sombra, mas também sugere que tal pessoa possa ter sido agredida. Tal como alguém posando seriamente para uma fotografia 3x4, Lindonéia destila em seu olhar uma expressão de susto ou irritação. O desenho caricatural, de vertente serigráfica, e efeito pop nas cores alaranjado e preto, é emoldurado com motivos florais pintados no estilo rococó abrasileirado, kitsch, tal como os antigos entalhes nos vidros que cobriam os porta-retratos de casamentos de nossos avós. O espelho é montado num suporte de cartão(?) na medida de 60 x 60 cm, na mesma cor alaranjada, onde aparecem, como se fossem uma página de jornal sensacionalista, os títulos e legendas: "UM AMOR IMPOSSÍVEL". "A BELA LINDONÉIA DE 18 ANOS MORREU INSTANTANEAMENTE", fazendo uso dos registros textuais, tão ao gosto da pop art ― "antropofagiza" e vai além de Andy Warhol.

Tanto a representação pictórica quanto o título justificam a hipótese de se tratar de um assassinato, de um acerto de contas amoroso; e são referências de um caso policial, da crua crônica policial brasileira. Por outro lado, o nome Gioconda é um claro contraponto caricato e irônico ao "sorriso" enigmático de Mona Lisa de Da Vinci. Mas, se ao invés de vítima, Lindonéia fosse ré? Certamente encimaria a obra os dizeres "Procurada", tão próxima está da técnica dos cartazes de "Wanted", difundida pelos westerns ou filmes de cowboy americanos. Naquele tempo, na era pré-industrial, esses cartazes eram reproduzidos com a tecnologia mais avançada que existia, as máquinas minervas, de impressão manual, e no seu tempo ― na era industrial ― o artista da pop art também fez uso dos cartazes, usando técnicas de reprodução de uma era pré-industrial e baixas tiragens numeradas. Vale lembrar, pouco tempo depois de Lindonéia vir a público, cartazes "Procura-se" começaram a "decorar" as paredes das cidades, em aeroportos, estações de trem, estações ferroviárias e halls de edifícios públicos. Esses cartazes produzidos pelo milionário aparato repressor da ditadura militar também fez uso de técnicas de reprodução da era pré-industrial, tal como os conhecidos "lambe-lambes". As fotos em clichês dos "terroristas políticos perigosos procurados" eram aquelas que menos os favoreciam esteticamente, figurando como "bandidos". E ainda havia a advertência: "Para a sua segurança, coopere, identificando-os ao órgão policial". O uso de uma técnica superada (impressão em máquinas gráficas manuais) gerava o sentido do rebaixamento. Seria uma maneira de rebaixar ainda mais o que já era perseguido, humilhado e enxovalhado?

Mas, voltemos a Lindonéia. Instigante deve ser o efeito da apreciação da obra quando ela é vista (raramente, pois é de coleção particular) ao vivo numa parede de galeria. Ali a imagem do espectador é refletida no suporte espelhado e se funde com a figura feminina. Esse é mais um aspecto da estranheza desse trabalho de Gerchman, ausente quando se aprecia a imagem impressa em papel.

Mas por que a importância de Lindonéia extrapolou o circuito das artes plásticas e se incorporou no imaginário da música brasileira? Consta que Nara Leão encomendou a Caetano e Gil uma canção inspirada nesta obra. O resultado é a conhecida composição em ritmo abolerado que Nara, de forma delicada, registrou em sua participação no disco seminal do movimento tropicalista, Tropicália ou Panis et Circensis (Philips, 1968). "Lindonéia" (ao lado de "Miserere Nobis", "Coração materno", "Panis et Circenses", "Parque industrial", "Geléia geral", "Baby", "Três caravelas", "Enquanto seu lobo não vem", "Mamãe coragem", "Batmakumba" e "Hino do Senhor do Bonfim") se soma ao conjunto do manifesto e não causa estranhamento ― nem pelo arranjo kitsch orquestral de Rogério Duprat ― tão colada está na proposta de miscelânea estética que era a Tropicália, que comemora 40 anos, mas ressalta o drama de Lindonéia, que é um pouco o drama de todos, vivendo no estado ditatorial daquele emblemático ano de 1968, quando a "velha ordem" foi contestada.

A letra da canção "Lindonéia" é quase descritiva da representação e grande parte dos versos são sugeridos pela apreciação da obra, a começar pelo suporte. Está dito na primeira estrofe:

"Na frente do espelho
Sem que ninguém a visse
Miss
Linda, feia
Lindonéia desaparecida"

O nome Lindonéia remete a uma pessoa bonita, mas o registro cafona e popularesco do nome sugere também que ela seja um retrato da miscigenação brasileira. Na segunda estrofe:

"Despedaçados
Atropelados
Cachorros mortos nas ruas
Policiais vigiando
O sol batendo nas frutas
Sangrando"

Define-se algo que está sugerido fora da imagem de Lindonéia, mas no clima do crime descrito no suporte alaranjado, como se fosse a primeira página de um jornal. E "policiais vigiando" é também a expressão escarrada da ditadura que se vivia naquele tempo. A terceira estrofe:

"Lindonéia, cor parda
Fruta na feira
Lindonéia solteira
Lindonéia, domingo
Segunda-feira
Lindonéia desaparecida
Na igreja, no andor
Lindonéia desaparecida
Na preguiça, no progresso
Lindonéia desaparecida
Nas paradas de sucesso"

Remete ao centro da representação e define a possível origem branco/mulata da personagem, no seu cotidiano de trabalhadora, talvez empregada doméstica, um tipo brasileiro, imigrante, despossuída e descreve retratos do cotidiano de Lindonéia, sua religiosidade, sua denguice, seu sonho de se aproximar do sucesso, de vencer na vida, entrecortado com a lembrança de que este não será um sonho com final feliz, pois Lindonéia está morta. É um retrato do alto e do baixo, do sublime e do cruel. A canção se encerra com:

"No avesso do espelho
Mas desaparecida
Ela aparece na fotografia
Do outro lado da vida
Despedaçados, atropelados
Cachorros mortos nas ruas
Policiais vigiando
O sol batendo nas frutas
Sangrando"

Aqui os versos remetem novamente para dentro da representação ao se referir ao espelho, mas ao outro lado do espelho, pois a retratada é uma mera fotografia de uma vida "do outro lado da vida", isto é, a morte; e mais uma vez lembra o universo de um cotidiano violento referido pela periferia do suporte. A repetição da segunda estrofe reitera o estado policial.

No final de todas as estrofes, um refrão ― com a mesma função do coro na tragédia, como se fosse uma voz coletiva ― permite ao poeta o desfrute de assumir aquele sofrimento ao afirmar: "Oh, meu amor/ A solidão vai me matar de dor".

Lindonéia (representação gráfica) e "Lindonéia" (música), ambas cumprem assim a função de dar sentido a uma realidade perversa, uma tragédia brasileira.


Antônio do Amaral Rocha
São Paulo, 18/2/2008

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Wilson Martins (1921-2010) de Miguel Sanches Neto
02. Macunaíma, de Mário de Andrade de Miguel Sanches Neto
03. Caderno de caligrafia de Paula Mastroberti
04. Italo Calvino: descobridor do fantástico no real de Pedro Maciel
05. Kane era um amador de Sérgio Augusto


Mais Antônio do Amaral Rocha
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




DESPERTAR - SÉRIE WATERSONG
AMANDA HOCKING
PLANETA
(2012)
R$ 10,00



SE EU FICAR
GAYLE FORMAN
NOVO CONCEITO
(2014)
R$ 22,00



OS PENSADORES MONTAIGNE VOLUME II
OS PENSADORES MONTAIGNE
NOVA CULTURAL
(1996)
R$ 4,00



TODA A SORTE DO MUNDO
THERESA CHEUNG
FUNDAMENTO
(2004)
R$ 17,91



RETORNO DO REI
GILLIAN G. GAAR
MADRAS
(2011)
R$ 35,00
+ frete grátis



ABSORCIÓN Y ACCIÓN DE LOS ANESTÉSICOS
E I EGER II
SALVAT
(1976)
R$ 129,90
+ frete grátis



DIÁRIOS DE JACK KEROUAC: 1947-1954
JACK KEROUAC
L&PM
(2006)
R$ 38,00



DEXTER É DELICIOSO
JEFF LINDSAY
PLANETA
(2011)
R$ 24,00



CUIDANDO DE QUEM CUIDA: CAPACITAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA REDE SOCIOASSISTENCIAL DO DISTRITO FEDERAL
DIRCE BARROSO FRANÇA, ALDEIAS INFANTIS SOS BRASIL E IBC - INSTITUTO BERÇO DA CIDADANIA
CRITÉRIO REVISÃO TEXTUAL
(2016)
R$ 10,00



NUNCA DESISTA DO SEUS SONHOS
AUGUSTO CURY
SEXTANTE
(2005)
R$ 10,00





busca | avançada
31589 visitas/dia
1,1 milhão/mês