Equipe econômica | Digestivo Cultural

busca | avançada
62542 visitas/dia
1,7 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Novos projetos do Festival de Dança de Joinville promovem atividades culturais para 120 alunos
>>> Toca do Morcego anuncia agenda primavera/verão 2022/2023
>>> Poeta Ivete Nenflidio lança obra 'Ataque - cale-se agora e para sempre'
>>> Alunos de Ribeirão Preto constroem maquete com trajetória das águas da cidade até o mar
>>> Coletivo oferece eventos de danças angolanas em outubro e novembro
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
>>> Casos de vestidos
>>> Elvis, o genial filme de Baz Luhrmann
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
Colunistas
Últimos Posts
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
Últimos Posts
>>> Baby, a chuva deve cair. Blade Runner, 40 anos
>>> Conforme o combinado
>>> Primavera, teremos flores
>>> Além dos olhos
>>> Marocas e Hermengardas
>>> Que porcaria
>>> Singela flor
>>> O cerne sob a casca
>>> Assim é a vida
>>> Criança, minha melhor idade
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Acho que entendi o Roberto Setubal
>>> Layon pinta o silêncio da cidade em quarentena
>>> Francisco Alves, o esquecido rei da voz
>>> Francisco Alves, o esquecido rei da voz
>>> Bréqui Friday
>>> 19 de Outubro #digestivo10anos
>>> Etapas da criação de uma pintura digital * VÍDEO *
>>> Separar-se, a separação e os conselhos
>>> Genealogia da Moral, de Nietzsche
>>> Robinson Shiba do China in Box
Mais Recentes
>>> De Repente, Nas Profundezas do Bosque de Amós Oz pela Cia. das Letras (2005)
>>> Alicia En El País de los Sueños - una Mirada Desde El Psicodrama de Gloria Reyes Contreras pela Do Autor
>>> Aplicação Prática de Gestão de Pessoas por Competências de Rogerio Leme pela Qualitymark (2005)
>>> Goosebumps Horrorland- a Vingança do Boneco Vivo - Vol-1 de R. L. Stine pela Fundamento (2010)
>>> Édipo Claudicante: do Mito ao Complexo de Antonio Carlos Farjani pela Edicon (1987)
>>> Geografia do Brasil - Dinamica e Contrastes de Helio Carlos Garcia e Tito Marcio Garavello pela Scipione (1992)
>>> O Último dos Moicanos Coleção: Clássicos de Bolso de J. Fenimore Cooper pela Ediouro
>>> Viagem ao Inonsciente de W. A. Mambert pela Nordica (1973)
>>> O Mundo Mágico de J. K. Rowling - a Magia do Cinema de Jody Revenson pela Panini Books
>>> Fundamentos de Matemática Elementar 4: Sequências Matrizes Deter... de Gelson Iezzi e Outros pela Atual (2013)
>>> Direitos do Torcedor e Temas Polêmicos do Futebol de Décio Luiz Jose Rodrigues pela Rideel (2003)
>>> Groo: Amigos e Inimigos (volume 1) (lacrado) de Sergio Aragonés pela Mythos Books
>>> Fundações Direito de Edson José Rafael pela Melhoramentos (1997)
>>> Psicometria Genética de Sara Paín pela Casa do Psicólogo (1992)
>>> O Caminho Rumo a Tamanrasset de Charles de Foucauld pela Paulinas (2009)
>>> A Gata Borralheira Clássicos Recontados de Charles Perrault pela Melhoramentos (2013)
>>> Política de Segurança: os Desafios de uma Reforma de Guaracy Mingardi (orgs.) pela Fund. Perseu Abramo (2013)
>>> Reengenharia Revolucionando a Empresa de Michael Hmmer pela Campus (1994)
>>> Zeus e a Conquista do Olimpo de Hélène Montarde pela Cia. das Letras (2012)
>>> Técnicas para uma Leitura Rápida e Eficaz de Donald Weiss pela Nobel (1992)
>>> Engenharia dos Quadrados Mágicos de Ordem Impar de Roberto Ferreira Filho pela Imprensa Universitária (2017)
>>> Coaching para Alta Performance e Excelência na Vida Pessoal de André Percia/ Bruno Juliani/ Mauricio Sita pela Ser Mais (2014)
>>> Além do Quintal: Poemas e Aquarelas - Autografado de Marlene Edir Severin pela Papa Terra (2011)
>>> Fotografia Digital - Aprendendo a Fotografas Com Qualidade de Enio Leite pela Viena (2015)
>>> O Retrato do Rei de Ana Miranda pela Cia das Letras (1991)
BLOG >>> Posts

Domingo, 30/11/2014
Equipe econômica

+ de 6200 Acessos

(Equipe econômica, causas e consequências)

Ainda Joaquim Levy...

A escolha da nova equipe econômica, para o segundo mandato de Dilma Rousseff, está carregada de simbolismos, e vale a pena "perder" um tempo com ela.

Em primeiro lugar, é o maior reconhecimento do fracasso da política econômica do primeiro mandato de Dilma. Não deu certo, estão fazendo um giro de 180 graus. Joaquim Levy é discípulo de Armínio Fraga, inclusive se aconselhou com ele antes de aceitar o convite. Armínio, ex-FHC, demonizado pela propaganda do PT, diametralmente oposto a Guido Mantega, ex-Dilma.

Em segundo lugar, é a maior comprovação de que a campanha eleitoral de João Santana mentia deslavadamente. Joaquim Levy chega para fazer ajustes na área fiscal, reencaminhar a inflação para o "centro da meta" e retomar o crescimento econômico. Um governo que lhe passa uma missão dessas oficialmente reconhece que as contas públicas estavam desorganizadas, a inflação estava descontrolada e o crescimento econômico não ia bem. Ou seja: o oposto do discurso da candidata Dilma. A expressão "estelionato eleitoral" não é um exagero aqui.

Chegamos, então, aos eleitores de Dilma, a seus apoiadores, e não só na área econômica. Quem votou na política econômica de Guido Mantega, acaba de eleger, na prática, Armínio Fraga, isto é: Aécio Neves ou, até, Marina Silva. É natural que quem acreditou na cantilena de "emprego e renda" - ainda que ela seja "fake" - se decepcionou, descarregou sua frustração nas redes sociais e até assinou "manifestos" sem pé nem cabeça. Se o estelionato eleitoral já estava configurado entre os eleitores menos informados - que se deixaram levar pela lavagem cerebral de Santana -, o que dizer dos, supostamente, mais bem informados? Talvez mereçam, mais do que os outros, esse "choque de realidade". Mas isso não elimina a sensação de logro...

Dilma, por outro lado, não tinha alternativa se queria manter o "grau de investimento", o Brasil como o "B" dos BRICs e até os "especuladores" ou, como preferem chamar na Argentina, os "abutres". (Não vamos sofrer Argentinização. Nem Venezualização. Pelo menos, não na economia. E, pelo menos, não no curto prazo...)

Mas Joaquim Levy não resolve todos os nossos problemas (nem os da Dilma). Além do fogo amigo, do PT, dos aliados inconformados e dos eleitores enganados da presidente, Levy não é garantia de paz com a oposição e nem de apoio dos eleitores de oposição.

Joaquim Levy é, literalmente, um estranho no ninho, e a grande questão, por parte de quem desconfia do "arranjo", é: quanto tempo ele vai durar?

Porque a escolha de Levy não é, simplesmente, a de alguém para "acalmar" o mercado. É quase uma escolha de programa de governo. E, dilmistas: está mais parecido com o de Aécio Neves.

Controlar os gastos do governo, por exemplo, significa controlar os investimentos em programas sociais, quando não cortar os próprios programas (lembram que votar em Aécio "significava" cortar Bolsa Família e Minha Casa, Minha Vida?).

Controlar inflação pode significar cortar os aumentos do salário mínimo - descolados dos ganhos em produtividade. (Que é o que Dilma fez nos últimos quatro anos.) Ou seja: dilmistas, esqueçam o aumento "compulsório" da "renda" da época de Guido Mantega...

E promover o crescimento significa, num primeiro momento, trazer o Brasil para um realismo que, há muito, não se via. Além dos ajustes em preços defasados de combustíveis e energia, isso talvez se traduza em aumento de impostos... "Mais impostos". Ou: "novas ideias, novos impostos".

Joaquim Levy já prometeu um 2015 ruim, um 2016 "menos ruim" e um 2017, quiçá, bom...

Isso tudo complementado pela eclosão do escândalo da Petrobras, cuja próxima fase da investigação tem como foco... políticos e partidos. (Advinhe quais siglas...)

Dilma fez a coisa certa, nomeando Joaquim Levy para a Fazenda? Sim. Mas isso vai encerrar o que estão chamando de "terceiro turno" da eleição? Não.


Postado por Julio Daio Borges
Em 30/11/2014 às 14h21


Quem leu este, também leu esse(s):
01. As últimas do impeachment de Julio Daio Borges
02. Ouça Fetch the Bolt Cutters de Fiona Apple de Julio Daio Borges
03. O recente choque do petróleo de Julio Daio Borges
04. Jesus não era cristão de Julio Daio Borges
05. Jack Ma e Elon Musk de Julio Daio Borges


Mais Julio Daio Borges no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Humanidades: um Novo Curso na Usp
Renato Janine Ribeiro
Edusp
(2001)



Visão do Além
Charlaine Harris
Lua de Papel



A Imagem Autônoma - Confira!
Evaldo Coutinho
Perspectiva
(1996)



A Ordem do Discurso
Michel Foucault
loyola
(1996)



Desafios da Comunicaçao
Ladislau Dowbor
Vozes
(2003)



Arsene Lupin Contra Herlock Sholmes
Maurice Leblanc
Tricaju
(2021)



O Pequeno Polegar
Irmãos Grimm
Kuarup
(1988)



A Mansão Renoir
Dolores Bacelar (esípirito Alfredo)
Correio Fraterno
(1987)



O Renascimento do Império China
Cláudia Trevisan
planeta
(2006)



Os Fantasmas da Gaveta
Fernando Pessoa Ferreira
codecri
(1981)





busca | avançada
62542 visitas/dia
1,7 milhão/mês