Lançamento de István Mészáros | Digestivo Cultural

busca | avançada
53965 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Quilombaque acolhe 'Ensaios Perversos' de fevereiro
>>> Espetáculo com Zora Santos traz a comida como arte e a arte como alimento no Sesc Avenida Paulista
>>> Kura retoma Grand Bazaar em curta temporada
>>> Dan Stulbach recebe Pedro Doria abrindo o Projeto Diálogos 2024 da CIP
>>> Brotas apresenta 2º Festival de Música Cristã
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
>>> The Nothingness Club e a mente noir de um poeta
>>> Minha história com o Starbucks Brasil
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jensen Huang, o homem por trás da Nvidia (2023)
>>> Philip Glass tocando Opening (2024)
>>> Vision Pro, da Apple, no All-In (2024)
>>> Joel Spolsky, o fundador do Stack Overflow (2023)
>>> Pedro Cerize, o antigestor (2024)
>>> Andrej Karpathy, ex-Tesla, atual OpenAI (2022)
>>> Inteligência artificial em Davos (2024)
>>> Bill Gates entrevista Sam Altman, da OpenAI (2024)
>>> O maior programador do mundo? John Carmack (2022)
>>> Quando o AlphaGo venceu a humanidade (2020)
Últimos Posts
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
>>> Ser ou parecer
>>> O laticínio do demônio
>>> Um verdadeiro romântico nunca se cala
>>> Democracia acima de tudo
>>> Podemos pegar no bufê
>>> Desobituário
>>> E no comércio da vida...
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O maior banco digital do mundo é brasileiro (2023)
>>> Digestivo empreendedor
>>> Alice no País do iPad
>>> Quando o AlphaGo venceu a humanidade (2020)
>>> Quatro anos de Orkut
>>> O ator e o teatro hoje
>>> Sobre responsabilidade
>>> Chamada a cobrar
>>> História de um papagaio de papel
>>> Soco no saco
Mais Recentes
>>> Onde Tem Bruxa Tem Fada [Capa comum] [2002] Bartolomeu Campos De Queiros de Bartolomeu Campos Queirós pela Moderna (2002)
>>> Quem Mexeu no Meu Queijo? de Spencer Johnson pela Record
>>> Livro História Geral A Itália Fascista Século XX de Marco Palla pela Ática (1996)
>>> Livro História do Brasil Dos Açores ao Brasil Meridional de Vilson Francisco de Farias pela Ufsc (1998)
>>> Livro Infanto Juvenis Home Sweet Home de Amadeu Marques pela Ática (1996)
>>> Os Incríveis - O Incrível Flecha de Dennis Rocket Shealy pela Edelbra (2004)
>>> As Conexões Ocultas de Fritoj capra pela Cultrix (2002)
>>> Natal De Fred, O de Maria Crismanda S. Oliveira pela Paulinas (2010)
>>> Oitenta Nº 2- Revista Literária: o Anarquismo Continua Vivo... de D.h. lawrence pela L e pm (1980)
>>> Pai Sem Terno e Gravata de Cristina Agostinho pela Moderna (2013)
>>> Saci de Monteiro Lobato pela Globo (2007)
>>> Livro Literatura Brasileira Lendas da Amazônia de Zeneida Lima de Araújo pela Ao livro Técnico (2001)
>>> Vovó tem Alzha... O Quê? de Veronique Van Den Abeele; Luís Camargo - trad. pela Ftd (2007)
>>> O Arqueiro - a Busca Do Graal, Vol. 1 de Bernard Cornwell pela Record (2010)
>>> Livro Infanto Juvenis Marcel Goes To Hollywood Com Cd de Stephen Rabley pela Pearson (2008)
>>> O Jogo De Não Jogar - Conforme Nova Ortografia de Miguel Ladeira pela Atual (1994)
>>> Livro Literatura Brasileira Um Detalhe em H de Fernando de Mendonça pela Paés (2012)
>>> Pré-vestibular Sociologia livro único de Sistema de Ensino Poliedro pela Poliedro (2021)
>>> Livro Didático Fundamentos da Biologia Moderna de Amabis e Martho pela Moderna
>>> 1968 O Que Fizemos De Nós + 1985 O Ano em que o Brasil Recomeçou de Zuenir Ventura; Edmundo Barreiros Pedro Só pela Planeta; Ediouro
>>> Livro dos sonetos de Paulo Bomfim pela Amaral gurgel (2006)
>>> Direito Supraconstitucional de Luiz Flávio Gomes pela Revista dos Tribunais (2010)
>>> Dragons - O guia definitivo (todo o que você precisa saber sobre os três filmes) de Dream Works pela Planeta Junior (2019)
>>> Mikaela - O Desencontro de Marcella Brafman pela Da Boa Prosa (2015)
>>> O ratinho do violão de Mata Reis pela Geraçãozinha (2012)
BLOG >>> Posts

Quarta-feira, 6/5/2015
Lançamento de István Mészáros
+ de 2400 Acessos

Acaba de ser publicado no Brasil o mais recente livro de István Mészáros, "A montanha que devemos conquistar". É um título que chama a atenção na livraria. Não é comum encontrar obras com um tom convocatório tão otimista e encorajador, exceto, talvez na prateleira de auto-ajuda, onde Mészáros não gostaria que suas obras fossem colocadas. E é natural; afinal, trata-se de um pensador de grande calibre, um dos nomes mais relevantes do pensamento progressista contemporâneo e, sendo discípulo e amigo de Lukács, marxista ortodoxo numa época em que eles não são mais comuns. O lugar de Mészaros é, portanto, na prateleira de ciências humanas.

Cumpre perguntar que montanha é esta que Mészáros tão entusiasticamente nos convida a conquistar. E ele nos responde logo nas primeiras páginas: "O Estado se afirma e se impõe como uma montanha que devemos escalar e conquistar". Trata-se aqui, portanto, do Estado, que será, ao longo de sete capítulos, alvo de uma crítica radical sob o ponto de vista marxista. Fazendo o Estado, segundo ele, parte do mesmo sistema do capital e do trabalho e um dos elementos que o protegem, legitimam e reforçam, deverá sofrer o mesmo processo de "fenecimento" (termo usado nesta tradução) e ser, definitivamente, ultrapassado, dando espaço a novas formas de sociabilidade.

Podemos, é claro, impugnar o entendimento de Mészáros em vários pontos. Faremos mal, contudo, em deixar de apreciar os diálogos que estabelece com autores como Hobbes e, principalmente, com Hegel, pensador que ele conhece a fundo e por quem guarda grande estima. O percurso de Mészaros até a montanha a ser conquistada é, portanto, interessante mesmo para aqueles que não querem chegar até ela.

As pouco mais de cem páginas da obra (sucedidas por um longo apêndice e por uma entrevista com o autor) deixam muitas questões em aberto. Meszáros parece estar bem ciente disso: logo na introdução, anuncia a preparação de um novo livro, chamado "A Crítica do Estado", que incorporará parte de "A Montanha que devemos conquistar". Aguardemos, portanto. Enquanto isso, os apontamentos, leituras, alertas e provocações de Mészáros neste caminho até a montanha permanecem conosco.


Postado por Celso A. Uequed Pitol
Em 6/5/2015 às 16h49

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Eu ganhei tanta coisa perdendo de Julio Daio Borges
02. Cassionei Niches Petry de Julio Daio Borges
03. Sontag sobre envelhecer de Julio Daio Borges
04. Privatiza, Presidente! de Julio Daio Borges
05. A luta continua reloaded de Julio Daio Borges


Mais Celso A. Uequed Pitol no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Volta ao Mundo em 80 Dias
Júlio Verne
Martin Claret
(2005)



Estrada para o Sucesso (lacrado)
Laura Colby
Benvirá
(2017)



A Bela Adormecida
Clássicos Disney Para Ler e Ouvir
Abril Coleções
(2008)



Sentindo na Própria Pele
Mônica de Castro - Leonel
Vida e Consciência
(2008)



Diretrizes do Pensamento Filosófico
J. M. Bochenski
Epu
(1977)



A Era Do Escândalo
Mario Rosa
Geração
(2020)



O Velho e o Menino: O Rio
José Carlos Martins
Cria
(2021)



Coisas de Homem - Coisas de Mulher
Laé de Souza
EcoArte
(2008)



Existencialismo e Alienação na Literatura Norte-americana
Sidney Finkelstein
Paz e Terra
(1969)



O Grande Plano do Amor
T. L. Osborn
Graça
(2000)





busca | avançada
53965 visitas/dia
1,8 milhão/mês