Eles dançam | Digestivo Cultural

busca | avançada
84710 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Relacionamentos amorosos com homens em cárcere é tema do espetáculo teatral ‘Cartas da Prisão’, monó
>>> Curso da Unil examina aspectos da produção editorial
>>> “MEU QUINTAL É MAIOR DO QUE O MUNDO - ON LINE” TERÁ TEMPORADA ONLINE DE 10 A 25 DE ABRIL
>>> Sesc 24 de Maio apresenta Música Fora da Curva: bate-papos sobre música experimental
>>> Música instrumental e natureza selvagem conectadas em single de estreia de Doug Felício
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Gota d'agua
>>> Forças idênticas para sentidos opostos
>>> Entristecer
>>> Na pele: relação Brasil e Portugal é tema de obra
>>> Single de Natasha Sahar retrata vida de jovem gay
>>> A melancolia dos dias (uma vida sem cinema)
>>> O zunido
>>> Exposição curiosa aborda sobrevivência na Amazônia
>>> Coral de Piracicaba apresenta produção virtual
>>> Autocombustão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Picasso versus Duchamp e a crise da arte atual
>>> Usina
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Web 2.0 reloaded
>>> Lendas e mitos da internet no Brasil
>>> A loucura das causas
>>> Queen na pandemia
>>> Nerd oriented news
>>> 13 de Agosto #digestivo10anos
>>> O cão da meia-noite
Mais Recentes
>>> Vidas que nos Completam de Américo Simões pela Barbara (2011)
>>> Uma O Tau. Um Sinal Espiritualidade de Mariano Bigi pela Vozes (2004)
>>> Diálogo Com A Cidade de Cardeal Dom Cláudio Hummes pela Paulus (2005)
>>> Patologia das Fundações de Jarbas Milititsky, Nilo Cesar Consoli, Fernando Schnaid pela Oficina de Textos (2005)
>>> Escrita chinesa de Viviane Alleton pela L&Pm (2010)
>>> Caderno de revisão Química Conecte de M. Esther Nejm et al pela Saraiva (2014)
>>> A Igreja. 51 Catequeses do Papa Sobre a Igreja de Felipe Aquino pela Cleofas (2004)
>>> O Sono dos Hibiscos de Lygia Barbiere Amaral pela Lachatre (2005)
>>> Paris: uma história de Yvan Combeau pela L&Pm (2010)
>>> Vem!... de Cenyra Pinto pela Lachatre (1993)
>>> Plano diretor do Mercado de Capitais - Parceria Público-Privada de Sucesso de Ney Carvalho pela Publit Soluções Editoriais (2014)
>>> Cartas extraviadas e outros poemas de Martha Medeiros pela L&Pm (2009)
>>> Maigret E A Morte Do Jogador de Georges Simenon pela L&Pm (2009)
>>> Milagres a luz do espirito Aloha de Carmem Balhestero pela Madras (2014)
>>> Madeira de ponta a ponta - O caminho desde a floresta até o consumo de Sérgio Adeodato, Malu Villela, Luciana Stocco Betiol, Mario Monzoni pela FGV Rae (2011)
>>> Matemática Caderno de Competências de Conecte pela Saraiva (2014)
>>> Orgulho e preconceito de Jane Austen pela L&Pm (2010)
>>> Filho Herói de Elisa Medhus pela Paulus (2005)
>>> Maigret E O Sumiço Do Sr. Charles de Georges Simenon pela L&Pm (2009)
>>> Tragédias gregas de Pascal Thiercy pela L&Pm (2009)
>>> Controle de Custos de Implantação de Projetos Industriais de Sérgio Conforto & Mônica Spranger pela Taba Cultural (2016)
>>> Livro do Catequista: Fé, Vida de Vários Autores pela Paulus (1994)
>>> King Kong - O gorila mais conhecido em todo o mundo de Edgar Wallace pela Record (1977)
>>> Viagem por Mundos Sutis de Trigueirinho pela Pensamento (2011)
>>> Coisas da vida de Martha Medeiros pela L&Pm (2009)
BLOG >>> Posts

Terça-feira, 7/6/2005
Eles dançam

+ de 1400 Acessos

Anteontem eu assistia a novela América, quando apareceu a Mariana Ximenes dançando. (O senhor ali do fundo, o intelectual de gola rulê, por favor, não me atire tomates. Muito menos esse volume de Guerra e Paz aí. Vai, vai, resigna-se, homem! Todo mundo assiste novela.) Onde eu estava mesmo? Ah, sim a Mariana Ximenes dançava. Era a coisa mais linda que já vi. Não, não sou homossexual (apesar de ter desejado muito o ser, ao conhecer certos homens. O que, não adiantaria em nada, dizem-me serem os problemas idênticos). Mas, não é preciso ser homossexual para reconhecer a beleza de Mariana Ximenes. E o que quase me matou de inveja: ela dança. Com o corpo todo, sabe? Tem uma graça imensa na maneira como ela dança.

Sou uma mulher que não dança. Uma meia-mulher. Porque, não dançar é um atestado de feminilidade baixa nos dias de hoje. Não concordo, mas é assim, para os outros. Todas as vezes em que tentei dançar, senti como nunca antes, o peso da gravidade. Meus joelhos emperravam. Meus braços pareciam ter bolas de ferro nas pontas. Meu pescoço endurecia, na sensação de pesadelo que é a de todos estarem olhando pra mim. Se fechava os olhos, eu me olhava. Tinha a consciência de como cada pedacinho do meu corpo era atrapalhado e sem graça. E, o pior, eu não sabia que cara fazer. Que cara se deve fazer quando dançamos? De felicidade, de sedução, de relaxamento, de distração? Eu não conseguia definir, em todas as minhas tentativas de dança, que cara eu tinha que ter. Olhava as outras pessoas, e, pareciam estar à vontade com as caras que escolheram fazer.

Uma amiga disse-me que tenho, certamente, couraças emocionais que me impedem de dançar. Nos ombros, porque carrego o mundo nas costas. No pescoço, pelo peso de raciocinar. Nos quadris, por medo de uma paixão avassaladora. Nas pernas, por comodismo, preguiça de ir. Nos braços, que cruzo no tórax, ela disse ser um movimento de protecão e medo de revelar os sentimentos no meu peito. Também explicou-me que, posso livrar-me delas com auto-conhecimento e meditação transcendental. Mas, eu penso que não deve haver um problema sério em continuar com as minhas couraças. Gosto delas. São quentinhas e me protegem. E tão, tão pesadas como uma armadura medieval, impedem que meus pés andem nas nuvens.

Mas, uma vez, dancei. E foi bom. Só havia uma pessoa olhando. Descobri naquele dia, um zíper escondido que deixava cair as couracas, como as roupas. Ufa, nem foi preciso fazer meditação transcendental. Usei minha própria cara, como ele usou a dele.


Postado por Andréa Trompczynski
Em 7/6/2005 às 14h17


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Google: análise numerológica de Yuri Vieira
02. Claudia Leitte, articulista... de Fabio Silvestre Cardoso
03. Nordeste literário de Pilar Fazito
04. Coetzee, um escritor inventivo de Daniel Lopes
05. Profissão: jornalista cultural de Julio Daio Borges


Mais Andréa Trompczynski no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Escrava Isaura
Bernardo Guimarães
Atica
(1976)



Michaelis Pequeno Dicionário Francês-português
Melhoramentos
Melhoramentos



Prova de Fogo
Phillip Margolin
Ed. Rocco
(2001)



Shazam! E A Sociedade Dos Monstros
Jeff Smith
Panini
(2014)



Indicadores de Sostenibilidad para La Industria Extractiva Minera
Roberto Villas Boas e Christian Beinhoff
Cnpq; Cyted
(2002)



Understanding Shiran - a Dialogical Approach
Hee-sung Keel
Asian Humanities Press
(1995)



Direito Civil. Contratos Em Espécie - Volume 3
Silvio de Salvo Venosa
Atlas
(2008)



Uma Igreja Apaixonante
Mike Breen e Walt Kallestad
Cpad
(2005)



Avaliação de Equipes de Vendas
Antonio Vieira de Carvalho
Atlas
(1989)



Documentos da Política Externa Independente 2
Alvaro da Costa Franco
Fag
(2018)





busca | avançada
84710 visitas/dia
2,6 milhões/mês