Histórias de agosto | Marcelo Barbão | Digestivo Cultural

busca | avançada
65675 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Trajetória para um novo cinema queer em debate no Diálogos da WEB-FAAP
>>> ÚLTIMAS APRESENTAÇÕES ONLINE DO ESPETÁCULO O DESMONTE
>>> Rodolpho Parigi participa de live da FAAP
>>> Para fugir de ex-companheiro brasileira dá volta ao mundo com pouco dinheiro
>>> Zé Guilherme encerra série EntreMeios com participação da cantora Vania Abreu
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
>>> Eddie Van Halen (1955-2020)
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Meu malvado favorito
Colunistas
Últimos Posts
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
>>> Van Halen no Rock 'n' Roll Hall of Fame
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
Últimos Posts
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
>>> Perplexo!
>>> Orgulho da minha terra
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A PROPÓSITO DE UM POEMA
>>> Como E Por Que Ler O Romance Brasileiro
>>> Jornalista, um bicho de 7 cabeças e 10 chifres
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> O amigo do escritor
>>> O primeiro Show do Milhão a gente nunca esquece
>>> SemiÓtica
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Cinema e os Direitos Humanos
>>> Elogio Discreto: Lorena Calábria e Roland Barthes
Mais Recentes
>>> O Uraguai de Basílio Gama pela Leitura XXI (2009)
>>> Dexter Design de Um Assassino de Jeff Lindsay pela Planeta (2011)
>>> Dexter no Escuro de Jeff Lindsay pela Planeta (2010)
>>> Querido e Devotado Dexter de Jeff Lindsay pela Planeta (2009)
>>> O Guardião de Memórias de Kim Edwards pela Sextante (2007)
>>> Querida Filha de Elizabeth Little pela Rocco (2017)
>>> Cinquenta Tons Mais Escuros de E. L. James pela Intrísica (2012)
>>> Cinquenta Tons de Cinza de E. L. James pela Intrísica (2012)
>>> Viver é coisa Perigosa - Orientações para soluções de conflitos de Guilherme Schelb pela Do autor (2008)
>>> Contos (Literatura Francesa) de Voltaire pela Nova Cultural (2003)
>>> Mulherzinhas (Literatura Norteamericana) de Louisa May Alcott pela Nova Cultural (2003)
>>> O morro dos ventos uivantes (Literatura Inglesa/Britânica) de Emily Brontë pela Nova Cultural (2003)
>>> Naná (Literatura Francesa) de Emile Zola pela Nova Cultural (2003)
>>> Babbitt (Literatura norteamericana) de Siclair Lewis pela Nova Cultural (2003)
>>> Ivanhoé (Literatura Escocesa/Britânica) de Walter Scott pela Nova Cultural (2003)
>>> A mulher de Trinta Anos (Literatura Francesa) de Honorè de Balzac pela Nova Cultural (2003)
>>> Razão e Sensibilidade (Literatura Inglesa) de Jane Austen pela Nova Cultural (2003)
>>> Tom Jones (Literatura Inglesa) de Henry Fielding pela Nova Cultural (2003)
>>> Ninguém escreve ao coronel de Gabriel Garcia Marques pela Record (2014)
>>> Tragédias - Romeu e Julieta/Macbeth/Otelo, o mouro de Veneza de William Shakespeare pela Nova Cultural (2003)
>>> Mazzaropi - Uma antologia do riso (Humorismo/Cinema brasileiro) de Paulo Duarte pela Imprensa oficial (2009)
>>> Cordel - Poeta Severino José (Literatura de Cordel) de Luiz de Assis Monteiro (Introdução e antologia) pela Hedra (2001)
>>> STP- Socialismo Teoria Y Prática 2 Febrero -1987 de Ekaterina Shalaieva pela Agência Prensa Nóvosti (1987)
>>> Moll Flanders de Daniel Defoe pela Nova Cultural (2003)
>>> Preceitos Áureos do Esoterismo de G. de Purucker pela Lorenz (1991)
>>> A Metamorfose de Franz Kafka pela Nova Cultural (2002)
>>> Macroeconomia de Olivier Blanchard pela Campus (1999)
>>> Energias Além das Formas de Marly Del Corona pela Casa Editorial Schimidt (1994)
>>> Madame Bovary de Gustave Flaubert pela Nova Cultural (2002)
>>> Noites do Sertão de João Guimarães Rosa pela José Olympio (1976)
>>> A Arte da Ilusão de Nora Roberts pela Harper Collins (2015)
>>> Farmacologia Clínica para Dentistas 2ªed. de Lenita Wannmacher - Maria Beatriz Cardoso Ferreira pela Guanabara Koogan (1999)
>>> Signos em Rotação de Octavio Paz pela Perspectiva (1990)
>>> Mulheres Empilhadas de Patrícia Melo pela Leya (2019)
>>> Extraordinário de R,J Palacio pela Intríseca (2014)
>>> O Homem Revoltado de Albert Camus pela Record (1996)
>>> Antologia Meus Contos Preferidos de Lygia Fagundes Telles pela Rocco (2004)
>>> Educar Professores? de Beatriz Alexandrina de Moura Fétizon pela Universidade de São Paulo (1984)
>>> A Geração das Palavras: Skinner e Chomsky Vol 25 de Maria da Penha Villalobos pela Universidade de São Paulo (1986)
>>> A Televisão e os Adolescentes A Sedução dos Inocentes Vol 22 de Heloisa Dupas Penteado pela Universidade de São Paulo (1983)
>>> Revista do Instituto de Estudos Brasileiros n. 41 de Prof. Dra. Marta Rossetti Batista (Diretora) pela Universidade de São Paulo (1996)
>>> Os Ministérios na Igreja dos Pobres de Alberto Parra S. J. pela Vozes (1991)
>>> Direitos Humanos Direitos dos Pobres de Leonardo Boff e Outros pela Vozes (1991)
>>> A Cristandade Colonial Mito e Ideologia de Riolando Azzi pela Vozes (1987)
>>> A Militarização da Questão Agrária no Brasil de José de Souza Martins pela Vozes (1984)
>>> Holocausto Desafio à Teologia Cristã de S. Shapiro e Outros pela Vozes (1984)
>>> Odontopediatria 7ªed. de Ralph E. Mcdonald- David R. Avery pela Guanabara Koogan (2001)
>>> O Poder dos Donos de Marcel Bursztyn pela Vozes (1984)
>>> Homenagem a Ugo Foscolo Omaggio de Elvira Rina M. Ricci Professora Responsável pela Universidade de São Paulo (1979)
>>> No País das Fadas e Outras Histórias Fantásticas de H. G. Wells pela Paulicéia (1993)
COLUNAS

Segunda-feira, 9/9/2002
Histórias de agosto
Marcelo Barbão

+ de 3300 Acessos

Agosto sempre foi o mês do cachorro louco. Mas naquele quase longínquo ano de 1961, foi também o palco para um dos acontecimentos mais dramáticos da história do Brasil: a renúncia de Jânio Quadros e a longa disputa pela sucessão presidencial. Com o vice João Goulart em viagem pela China, os setores políticos conservadores queriam evitar sua posse (ignorando a Constituição), pois acreditavam que ele era comunista. Do outro lado, os trabalhistas e sindicalistas prometiam pegar em armas para defender a posse de Goulart. À frente destes, Leonel Brizola, governador do Rio Grande do Sul.

E no meio de toda esta confusão, encontramos um jovem estudante, que não gostava de política, sexualmente impotente e abandonado financeiramente pelo pai fazendeiro. Esta é a história, contada na calçada da Rua General Câmara, antiga Rua da Ladeira, centro de Porto Alegre, do livro Mês dos Cães Danados de Moacyr Scliar que é relançado pela L&PM. Originalmente escrito em 1977, ainda no final do período ditatorial, o livro ganhou o Prêmio Brasília daquele ano.

Mário Picucha é um mendigo. Vive em Porto Alegre e ganha a vida contando histórias. Segundo diz, conhece muitas e, por uma módica contribuição, pode entreter o ouvinte por dias, catorze dias para ser mais exato. As duas últimas semanas do mês de agosto de 61 que marcam a passagem da vida normal de um estudante de direito para o mendigo falador.

Naquele mesmo ano, Mário chega à capital do estado para fazer a faculdade de direito. Rapaz do interior, criado pela tia esquisita: "mulher enigmática, lacônica", o gaúcho acaba caindo na farra e gastando o dinheiro do pai, criador de gado da fronteira, num carro velho, mas luxuoso, e num apartamento confortável "pequeno, mas bem decorado: paisagens campestres, laços e boleadeiras pelas paredes, uma coleção de esporas e ferros de marcar nas prateleiras". Afinal, "e se me aparecesse uma mulherzinha bem a jeito?".

Os luxos que Mário ganhava despertavam a ira do irmão mais velho, que continuou na fazenda do pai, trabalhando como peão. Mário, por sua vez, cria uma tumultuada relação com seus colegas na faculdade. Os momentos de ódio e de amizade se revezam. Nem conservador nem agitador, Mário não se interessa pela política e conserva esta posição até o último dia daquele mês. Por não se alinhar a nenhum dos dois lados, é atacado por todos. Numa destas disputas, quando descobre que um de seus amigos, o esquerdista Manuel, é o responsável por bilhetes que o acusam de latifundiário sanguinário, resolve mostrar que não está para brincadeiras. A tiros, o estudante transforma os globos de luz da faculdade em uma "chuva de minúsculos cacos".

Quanto maior a crise política com a renúncia de Jânio, maior o isolamento de Mário. No início, isto não parece ser um problema. Afinal, Júlia, mulher mais velha, com dois filhos e vários problemas, aparece na vida do gaúcho. Apaixonado, mas sem perder a postura de macho, o estudante exige: "Assim não vai dar, eu disse. Mulher minha é só minha. Mulher minha não fica se exibindo para homens. Mulher minha fica em casa". Como ele não tinha dinheiro para sustentar a "sua" mulher, a solução é pedir mais dinheiro ao pai.

É neste ponto que Mário começa a perder, rapidamente, tudo o que conquistou. Perde os amigos, sugados pelo turbilhão político que varre a cidade e o país, perde a potência sexual apesar das diversas tentativas com Júlia e prostitutas. Perde o apoio dos irmãos, perde o apoio do pai (que o abandona depois de descobrir que o filho quer sustentar a amante, deixando-o somente com a espada que pertenceu ao avô), perde o apartamento, o carro, perde uma perna e quase perde a razão.

Torna-se o morador de rua que gosta de contar histórias, em troca de uma pequena contribuição financeira, é claro. O final inesperado serve para provar que talvez nem todas as histórias de Mário Picucha são inventadas.

Mês de cães danados é uma narrativa nervosa e tensa, efeito que Scliar consegue com um diálogo onde só uma voz participa. O personagem que ouve é totalmente secundário (com uma grande reviravolta no fim) e parece ser somente uma desculpa para que Mário fale sem parar, como se fosse acometido de uma necessidade de contar sua vida antes que seja tarde demais.

Para ir além





Marcelo Barbão
São Paulo, 9/9/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Eleições nos Estados Unidos de Marilia Mota Silva
02. Por que a Geração Y vai mal no ENEM? de Ana Elisa Ribeiro
03. Algumas leituras de 2009 de Vicente Escudero
04. O que você está lendo? de Abdalan da Gama
05. As duas divas da moderna literatura romântica de Luis Eduardo Matta


Mais Marcelo Barbão
Mais Acessadas de Marcelo Barbão em 2002
01. Viver para contar - parte 1 - 18/11/2002
02. Cuentos da Espanha - 23/9/2002
03. Tiques nervosos na ponta da língua - 25/7/2002
04. A idolatria do século XXI - 19/8/2002
05. Viver para contar - parte 2 - 2/12/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O PRÍNCIPE
NICOLAU MAQUIAVEL
PRINCIPIS
(2019)
R$ 14,00



SEDES DA COPA
STEPHAN CAMPINEIRO E DANIEL GONÇALVES
ARTE ENSAIO
(2012)
R$ 14,00



GUIA DO EMPREENDEDOR ESTRANGEIRO NA CHINA
JUAN ANTONIO FERNANDEZ- SHENGJUN
LEAP
(2010)
R$ 29,00



BELEZA SUSTENTÁVEL: COMO PENSAR, AGIR E PERMANECER JOVEM
CARLA GÓES SOUZA PÉREZ
INTEGRARE
(2010)
R$ 6,00



DICIONÁRIO DE DECISÕES TRABALHISTAS - 19ª EDIÇÃO
B. CALHEIROS BOMFIM E OUTROS
TRABALHISTAS
(1997)
R$ 5,00



OBESIDADE, NUTRIÇÃO E DIETA
DR. EMÍLIO PERES
CAMINHO
(1982)
R$ 12,00



LIÇÕES DE VIDA
ANNE TYLER
ED. IMAGO
(1989)
R$ 5,00



A BREVE SEGUNDA VIDA DE BREE TANNER
STEPHENIE MEYER
INTRÍNSECA
(2010)
R$ 5,00



DIREITO DO TRABALHO
PEDRO PAULO TEIXEIRA MANUS
ATLAS
(1999)
R$ 5,90



OS DEZ MANDAMENTOS
LORON WADE
CASA PUBLICADORA BRASILEIRA
(2007)
R$ 15,00





busca | avançada
65675 visitas/dia
2,1 milhões/mês