Viver para contar - parte 1 | Marcelo Barbão | Digestivo Cultural

busca | avançada
37668 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Segunda-feira, 18/11/2002
Viver para contar - parte 1
Marcelo Barbão

+ de 11300 Acessos

Antes de qualquer coisa, preciso fazer uma confissão, esta resenha está dividida em duas partes por incompetência deste resenhista. Por causa dos muitos compromissos que resolvo assumir nos meus dias otimistas, acabo não dando conta de todos nos dias mais realistas. Assim, apesar do tempo que tive para ler a impressionante biografia de Gabriel García Márquez, não consegui dar cabo da mesma. Passei um pouco da metade. E como sou honesto, não vou escrever sobre o que ainda não li, apesar de ter visto muitas resenhas em jornais que só citavam os eventos que estão nas primeiras páginas. Mas quem sou eu para falar de algum resenhista de um grande jornal?

A tão esperada autobiografia de "Gabo"como é chamado pelos hispano falantes ou de "Gabito" como o chama sua família, começa com uma revelação (já conhecida daqueles que acompanharam sua trajetória): ele escreveu somente sobre sua família e sua infância. Independente de onde suas novelas estão situadas, dos personagens e acontecimentos retratados, a base de tudo isso é sua própria família e sua infância.

Não preciso dizer que toda generalização é perigosa e estou correndo um sério risco aqui. Portanto, vou melhorar meu pensamento: vários livros de García Márquez basearam-se nas experiências de sua infância, entre eles "Cem Anos de Solidão" e "O Amor nos Tempos do Cólera". Mas, tenho certeza que não exagero quando digo que estes anos foram os mais importantes na construção de todo o universo imaginativo que rondou os principais livros de Márquez.

A descrição da Colômbia da época é muito diferente do que imaginamos nos dias de hoje, apesar de García Márquez mostrar os elementos políticos que podem ter levado às divisões e à guerra civil que tomou o país. A luta entre Liberais e Conservadores que levou a diversos golpes, renúncias e assassinatos, é algo que atravessou todo o século XX.

E, desde os anos 40, esta guerra foi alimentada pelo surgimento de várias guerrilhas. Quase todas começaram como grupos de autodefesa dos camponeses, mas foram influenciadas pelo maoísmo e güevarismo nas décadas seguintes.

E, se a Colômbia soa como um lugar "exótico" para nossos sentidos, que podemos falar da região caribenha do país? O próprio Gabo quando voltou à pequena Aracataca, onde viveu com os avós pelos primeiros oito anos de sua vida, declarou: "Eu me sinto latino-americano de qualquer país, mas sem renunciar nunca à nostalgia de minha terra: Aracataca, à qual regressei um dia e descobri que entre a realidade e a nostalgia estava a matéria-prima de minha obra."

Na primeira metade deste primeiro volume (a biografia de Gabo está programada para ser publicada em três volumes), somos apresentados a alguns personagens que, quem conhece a obra do colombiano, são fáceis de reconhecer. O principal é seu avô materno, Nicolás Márquez, retratado na apaixonante obra, uma das várias que viraram filmes, "Ninguém escreve ao coronel", de 1961.

A influência destes primeiros anos também pode ser vista no clássico "Cem Anos de Solidão", que reflete a grande quantidade de parentes que o cercava na casa dos avós. Tantos que o almoço era servido em três turnos. E, como primogênito, sempre se sentava ao lado de seu avô.

Foi somente com mais idade que Gabito foi viver com seus pais. Mesmo sem avós e tios, a família continuou grande (na época, eram seis filhos e chegaram a onze), mas a diferença era que o menino que sempre havia vivido no meio dos adultos, agora é o mais velho dos irmãos.

Foi nessa época, quando o pai ainda tentava montar uma farmácia na região, que a família Márquez viveu seu pior momento. A pobreza era muito grande e isso deixava o menino, que já era bastante tímido, ainda mais introspectivo. E também facilmente influenciável. Aos 12 anos, magro e branco, só sabia desenhar e cantar. Assim, ouviu uma vizinha falar com a mãe:

"- Desculpe que o diga, senhora, mas acho que este menino não vai durar muito."

E, assim, passou vários meses esperando a morte súbita chegar.

A convivência com a família também não durou muito porque García Márquez passou por vários colégios internos onde se destacou na música e na literatura. Seu gosto pela leitura, algo desenvolvido desde a infância, influenciado pelo avô, tomou um rumo mais consistente. Em parte devido ao convívio com alguns nomes de peso como o poeta Carlos Martín que foi diretor de sua escola por algum tempo.

E, aos poucos, a personalidade do futuro escritor vai se modificando. Começam as bebedeiras e as noites de boêmia, cantando e tocando. Envolveu-se com mais de uma mulher casada e, uma vez, foi salvo pelas artes de cura de seu pai. É que o marido traído poupa a vida do jovem Gabriel porque havia sido curado de uma terrível gonorréia pelas artes farmacêuticas do Márquez-pai.

É a partir do momento em que resolve ir estudar em Bogotá que Márquez começa efetivamente sua vida literária, primeiro participando de diversos círculos de escritores nos cafés da capital e publicando, em seguida, seus primeiros contos em jornais e revistas literárias. Mas, isso fica para o próximo capítulo.

(Continua aqui)

Para ir além
Vivir para contarla
Gabriel García Márquez
Editorial Sudamericana - Buenos Aires
579 páginas


Marcelo Barbão
São Paulo, 18/11/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. YouTube, lá vou eu de Adriane Pasa
02. Fotonovela: Sociedade/ Classes/ Fotografia de Duanne Ribeiro
03. Machado de Assis, Huysmans e os rabos de gato de Eugenia Zerbini
04. Um Lugar para Fugir Antes de Morrer de Adriane Pasa
05. Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge de Duanne Ribeiro


Mais Marcelo Barbão
Mais Acessadas de Marcelo Barbão em 2002
01. Viver para contar - parte 1 - 18/11/2002
02. Cuentos da Espanha - 23/9/2002
03. Tiques nervosos na ponta da língua - 25/7/2002
04. A idolatria do século XXI - 19/8/2002
05. Viver para contar - parte 2 - 2/12/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




TRIBUTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO
EURICO MARCOS DINIZ DE SANTI
QUARTIER LATIN
(2001)
R$ 190,00



HISTÓRIA DO SELO POSTAL PORTUGUÊS, 1853 - 1953, VOL 1 OS SELOS
A. H. DE OLIVEIRA MARQUES
PLANETA
(1996)
R$ 67,70



OS QUETRO AMORES
C. S. LEWIS
THOMAS NELSON BRASIL
(2017)
R$ 27,00
+ frete grátis



DIREITO CIVIL PARTE GERAL - SÉRIE LEITURAS JURÍDICAS
GUSTAVO RENE NICOLAU
ATLAS
(2006)
R$ 39,90
+ frete grátis



TUTAMÉIA - TERCEIRAS ESTÓRIAS
JOÃO GUIMARÃES ROSA
JOSÉ OLYMPIO
(1979)
R$ 20,00



AS GRANDES CORRENTES DA LINGUÍSTICA MODERNA
MAURICE LEROY
CULTRIX EDUSP
(1971)
R$ 17,00



EDUCADORES EM CRISE
J. M. DE BUCK
AGIR
(1965)
R$ 10,00



MANUAL DO AGRICULTOR BRASILEIRO
C. A. TAUNAY
COMPANHIA DAS LETRAS
(2001)
R$ 10,00



O MILAGRE BRASILEIRO
MURILO MELO FILHO
ED. BLOCH
R$ 5,00



CON LA VENIA DE LOS HELIOTROPOS
EUGENIA SANCHEZ NIETO (YUYIN) (DEDICATÓRIA)
ULRIKA (BOGOTÁ)
(1990)
R$ 15,82





busca | avançada
37668 visitas/dia
1,1 milhão/mês