Digestivo Blogs

busca | avançada
73886 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> ZapMusic, primeiro streaming de músicos brasileiros, abre inscrições para violonistas
>>> Espetáculo de dança em homenagem à Villa-Lobos estreia nesta sexta
>>> Filó Machado comemora 70 anos de vida e 60 de carreira em show inédito com sexteto
>>> Série 8X HILDA tem sessões com leitura das peças As Aves da Noite e O Novo Sistema
>>> Festival Digital Curta Campos do Jordão chega a todo o território nacional com 564 filmes inscritos
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> Tiro ao alvo
>>> A TETRALOGIA BUARQUEANA
>>> Bom de bico
>>> Diário oxigenado
>>> Canção corações separados
>>> Relógio de pulso
>>> Centopéia perambulante
>>> Fio desemcapado
>>> Verbo a(fiado)
>>> Janelário
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Público, massa e multidão
>>> Vida de Estagiário II
>>> Biocyberdrama: quadrinhos pós-humanos
>>> Asia de volta ao mapa
>>> Suicídio on-line põe internet no banco dos réus
>>> O melhor presente que a Áustria nos deu
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Desfazendo alguns mitos sobre 64
>>> Uma homenagem a Maysa
>>> O Tigrão vai te ensinar
Mais Recentes
>>> Bonjour Tristesse de Françoise Sagan pela Distribooks (2010)
>>> Épico de Conor Kostick pela Galera Record (2007)
>>> La comunidad ilusoria de Marc Augé pela Gedisa (2012)
>>> O Rei do Inverno de Bernard Cornwell pela Record (2002)
>>> Na sala com Danuza de Danuza Leão pela Siciliano
>>> Por uma pedagogia da pergunta de Paulo Freire e Antonio Faundez pela Paz e terra
>>> As Chaves do Inconsciente de Renate Jost de Moraes pela Agir (1991)
>>> Ensaio sobre o entendimento humano de Caetano Galindo pela Biblioteca Paraná
>>> Dicionário de Ideias e Afins de Hermínio Sargentim pela Ibep
>>> Vidas Secas (edição comemorativa) de Graciliano Ramos pela Record (2018)
>>> Religious Rock 'n' Roll de Jimmy Swaggart pela Jimmy Swaggart
>>> Macunaíma - O herói sem nenhum caráter de Mário de Andrade pela Folha
>>> A Batalha do Rio da Prata de Eugen Millington Drake pela Flamboyant (1968)
>>> Richard Wagner e Tannhauser em Paris de Charles Baudelaire pela Edusp
>>> Terminologia de Mercado de Roberto Lobo pela Fauna (1969)
>>> O que é lugar de fala? de Djamila Ribeiro pela Letramento (2017)
>>> Neuropsicologia e Aprendizagem de Maria Gabriela Ramos Ferreira pela Intersaberes
>>> Violência do rosto de Emmanuel Lévinas pela Loyola (2014)
>>> O Sobrevivente do Pacífico de Georges Blond pela Flamboyant (1965)
>>> Loucura... e O incesto de Mário de Sá-Carneiro pela Lacerda
>>> A guerra do fim do mundo de Mario Vargas Llosa pela Alfaguara (2008)
>>> Graça Infinita de David Foster Wallace pela Companhia Das Letras (2014)
>>> Manon Lescaut de Abade Prévost pela Círculo do Livro
>>> O Jogo da Amarelinha de Julio Cortázar pela Civilização Brasileira (2013)
>>> Razão e Sensibilidade de Jane Austen pela Nova cultural
BLOGS

Segunda-feira, 1/2/2021
Digestivo Blogs
Blogueiros

 
Tudo é transitório

A vida que arrasta o fardo,
O tempo que arrasta a vida,
Os que vão e os que ficam,
Sem tempo pra despedida.

Não se sabe hora da partida,
O tempo não nos faz saber,
Se é triste para quem fica,
Quem vai sessa a dor e o sofrer.

Pudéramos compreender,
A transitoriedade da vida,
O que se faz e deixa de fazer,
Na página ao homem concedida.

No hoje e nessa luta renhida,
Mais um Janeiro se vai.
Muitas vidas nos deixaram,
Seus espíritos caminham ao Pai.

[Comente este Post]

Postado por Blog Feitosa dos Santos - Prosas & Poemas
1/2/2021 às 13h24

 
Visibilidade Trans: “Elise” chega ao Youtube.

Natasha Sahar, Lara Oliver e Kate Dias durante apresentação do espetáculo.

O espetáculo “Uma História para Elise” ganhou uma versão compacta para o YouTube. A produção do PoloAC (Polo Artístico-Cultural), com 31,5 minutos de duração, apresenta o relato comovido de três artistas da noite sobre a violência policial; uma tentativa de impedir os atos de agressão que sempre resultavam em dores (e muitos constrangimentos) às profissionais.

A produção, que também celebra o Dia da Visibilidade Trans, descreve a investigação sobre o sumiço de uma das artistas da boate da Rua XII, colocando em dúvida o depoimento de Albertina (Natasha Sahar), Bernardina (Lara Oliver) e Campesina (Kate Dias), personagens coadjuvantes da casa noturna. O espetáculo é resultado de uma oficina de pesquisa cênica.

A versão compacta descreve parte do cotidiano vivenciado por três artistas – duas delas transexuais – de uma boate cujo mistério em relação ao desaparecimento da principal personagem revela a hostilidade e a violência praticadas por um oficial de Justiça; Antero da Redenção buscava por respostas, mas ignorava o cuidado e o devido respeito às profissionais.

“O oficial de justiça acreditava que as artistas podiam esclarecer o mistério em torno do desaparecimento de Elise, que não deixou vestígios. Mas, para isso, usou do ‘rigor da Lei’ para conseguir as informações. Antero da Redenção é agressivo e parece não se incomodar com a violência, principalmente contra Campesina”, disse o escritor e diretor Anselmo Dequero.


Para ter acesso ao vídeo, clique aqui
.

Elenco
A montagem do espetáculo reúne as atrizes transexuais Kate Dias – Conservatório Carlos Gomes, em Campinas/SP –, Lara Oliver – formação em teatro burlesco por escolas de arte dramática de Paris – e a drag queen Natasha Sahar, referência no cenário LGBTQI+ no país. “Além do talento natural, todas conhecem a realidade deste cenário artístico”, afirmou.

Para Anselmo Dequero, a experiência profissional destas artistas pode ser considerada um diferencial nesta montagem de “Uma História para Elise”. “Na prática, todas trabalham ou já trabalharam em casas e boates destinadas ao público LGBTQI+ do Brasil e exterior. Por isso, trazem, além da disposição, bagagem para falar sobre os percalços da profissão”.


BLOG | Site


Visibilidade Trans
A fim de ampliar a divulgação do material ao YouTube, as artistas produziram videochamadas a partir do relato de agressões e violências cometidas contra transsexuais. São três vídeos com os depoimentos de Kate Dias, Lara Oliver e Natasha Sahar. “Além da divulgação do espetáculo, a intenção foi alertar o público para este tipo de violência”, disse Lara Oliver.

A atriz lembrou que o Brasil é o país que mais mata transsexuais, segundo um levantamento realizado pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra). “Este é um dado muito alarmante, mas que infelizmente passa despercebido pela maioria das autoridades. Por isso, não podemos nos calar ante às agressões e violências”, finalizou a atriz.

Conteúdo PoloAC

[
Comente este Post]

Postado por Githo Martim
29/1/2021 às 13h35

 
Flor no asfalto

A boa nova há de
brotar em caminhos

nunca dantes navegados
de preferência onde

esperanças ainda não
tenham se enraizado...

[Comente este Post]

Postado por Metáforas do Zé
28/1/2021 às 23h55

 
Kate Dias vive Campesina em “Elise

Atriz afirma que personagem é vótima de violência.

O ciúme a torna muito indiferente e a ironia a deixa bastante irritada! Esta a definição da atriz Kate Dias à Campesina, sua personagem em “Uma História para Elise”, do diretor Anselmo Dequero, que tem estreia prevista para a primeira quinzena de dezembro. O espetáculo conta ainda com as atrizes Lara Oliver e Natasha Sahar e produção geral de Vinícius Silva.

O espetáculo narra a história de três artistas que trabalham na Estrelinha da Praça, uma das mais tradicionais boates da Rua XII, em um subúrbio qualquer de um grande centro urbano. As artistas são constantemente vítimas da violência desenfreada de um oficial de justiça que busca incansavelmente por Elise, considerada a principal estrela desta casa noturna.

Neste contexto, Campesina é obrigada a criar “Uma História para Elise” a fim de garantir o fim da violência provocada pelo oficial de justiça. “A personagem é amável, distraída e confia demais nas pessoas. Mas já estava cansada de tanta violência cometida por Antero da Redenção – o tal oficial de justiça –, que sempre saía ileso dos atos criminais”, comenta a atriz.

Kate Dias explica que, com o apoio de Albertina (Natasha Sahar) e Bernardina (Lara Oliver), é obrigada a criar um enredo fictício para garantir que Antero da Redenção nunca consiga encontrar Elise na boate da Rua XII. “O texto traz revelações, surpresas sobre esta atuação desenfreada do oficial de justiça com as demais artistas da boate da Rua XII”, diverte-se.


BLOG | Site


Kate Dias
Formada em Artes Cênicas pelo Conservatório Carlos Gomes, de Campinas/SP, Kate Dias atuou e produziu diversos espetáculos infanto-juvenis criados para os alunos de unidades públicas e privadas de ensino. Nesse período, também se empenhou nas atividades de pesquisa cênica voltadas à Farsa, gênero teatral que se fundamenta em espetáculos cômicos populares.

Nos últimos anos, a atriz também passou a se dedicar às pesquisas sobre o Teatro do Absurdo e, ainda, à personagem “Kate Marrone”, uma debochada – e decadente – atriz de cabaré. “Com esta personagem, por exemplo, me apresentei em boates e casas noturnas de todo o Estado de São Paulo, o que me serviu de base à criação de Campesina”, completou Kate Dias.

Conteúdo PoloAC

[
Comente este Post]

Postado por Githo Martim
22/1/2021 às 22h55

 
Editora Sinna lança “Ninha, a Bolachinha”

Publicação é resultado de pesquisa de Tåmires Souza.

O livro “Ninha, a Bolachinha”, resultado de pesquisa realizada pela publicitária e escritora Tåmires Souza, foi lançado no fim do ano passado pela Editora Sinna como aposta de entretenimento e divertimento ao público infantil. A publicação – inédita em nível nacional – está disponível no site da editora.

Elaborado de forma lúdica e criativa, “Ninha, a Bolachinha” apresenta a história da delicada e pequena bolacha Maria (Ninha). “Esta personagem foi resgatada de uma grande e poderosa indústria pela querida tia Alberta, que decide leva-la para a cidade de São Biscoito de Polvilho”, comenta a escritora.

Nesta cidade, Tåmires Souza disse que a bolachinha terá que superar grandes desafios, como os relacionados à ansiedade, à baixa autoestima, ao medo e à rejeição. “Ninha descobre, no entanto, que o apoio de amigos pode ser fundamental. Por isso, passa a contar com o carinho de Tida, uma goiabinha feliz, Rudi, um tubinho muito mal-humorado e Drogo, um pãozinho de mel animado.”

Em meio a todos os desafios, Ninha ainda precisará salvar a receita do amável confeiteiro da vilã que deseja roubá-la com o intuito de criar um pó mágico e muito especial. “Esta história é comovente e o enredo bastante inspirador. Espero que todos possam se entreter e se divertir com Ninha”, declarou.


Produção
O segundo livro da publicitária e escritora Tåmires Souza, com previsão de lançamento para o fim deste semestre, promete uma aventura medieval às crianças. “Os textos foram elaborados com fundamento no depoimento de pais e educadores que já tiveram acesso à primeira publicação”, complementou.


Venda
“Ninha, a Bolachinha” está disponível no site da Editora Sinna. Para adquirir a publicação, clique aqui.


Contato
E-Mail | Instagram | Whatsapp


Sobre a Autora
O universo de histórias infantis sempre marcou a trajetória de Tåmires Souza. Desde criança, aprecia as obras literárias destinadas ao público infantil e infanto-juvenil, com destaque às que deram origem aos desenhos animados e filmes com super-heróis (e também super vilões)!

Os clássicos da literatura nacional, assim como os produzidos pela indústria cultural em todo o mundo, serviram – e ainda servem – de base à autora, que também ama animais e brigadeiros. Tamires Souza é uma destas profissionais modernas e multimídia, que circulam com absoluta tranquilidade e profissionalismo entre escrita, fala e imagem.

Ela também tem o dom de deixar as pessoas sempre mais felizes e melhores; e adora distribuir abraços quentinhos.

Conteúdo PoloAC

[
Comente este Post]

Postado por Githo Martim
20/1/2021 às 19h45

 
“Elise”: Lara Oliver representa Bernardina

Apresentação virtual será em 29 de janeiro.

A tradicional boate da Rua XII infelizmente não representa mais nenhuma novidade a Bernardina, personagem da atriz Lara Oliver em “Uma História para Elise”. A experiente profissional não esconde sua insatisfação com o trabalho que realiza; também não esconde seu descontentamento com outras personagens da boate nesta trama do diretor Anselmo Dequero.

“Uma História para Elise” relata o cotidiano de três artistas que trabalham na Estrelinha da Praça – como é conhecida a boate da Rua XII –, num subúrbio qualquer de um grande centro urbano. Neste contexto, as artistas são constantemente vítimas da violência de um oficial de justiça que busca por Elise, considerada a principal estrela desta casa noturna.

Para escapar das agressões do homem da Lei, Bernardina se junta à Albertina (Natasha Sahar) e Campesina (Kate Dias). “Na verdade, Bernardina não queria manter contato com as demais artistas da boate. Mas, por forças da ocasião, viu-se obrigada a juntar forças para inventar uma história que o convencesse de que nada sabia sobre Elise”, afirmou Lara Oliver.

A atriz explicou que a experiência adquirida na noite deixou a personagem bastante amargurada e, por vezes, irritada. “Bernardina já estava cansada de tudo e de todos, mas já não tinha muitas forças para recomeçar. Por isso, deixou de esconder sua amargura e insatisfação com o trabalho. Apesar de tudo, é uma artista muito interessante”, complementou.


BLOG | Site


Lara Oliver
A atriz atuou em diversas casas noturnas e boates ao público LGBTQI+ de Paris, onde morou por oito anos. Neste período, especializou-se em arte burlesca, além de ter participado de oficinas e workshops voltados às artes cênicas. “Foi um período importante de aprendizado, pois ampliei os conhecimentos que possuía da época em que atuava no Brasil”, garantiu.

Lara Oliver também integra o grupo de pesquisa cênica do Polo Artístico-Cultural (PoloAC) voltado à Farsa e ao Teatro do Absurdo. Também integra outros projetos da companhia, inclusive os desenvolvidos às plataformas de podcasts. “Acredito que o aprendizado seja contínuo em artes cênicas, como em praticamente tudo que ocorre em nossa vida”.

Conteúdo PoloAC

[
Comente este Post]

Postado por Githo Martim
19/1/2021 às 19h23

 
Tonus cristal

Coragem
é o
músculo
da alma...

Vulgo
Nervos
de
Aço.

[Comente este Post]

Postado por Metáforas do Zé
8/1/2021 às 11h40

 
Meu avô

Vou me lembrar pra sempre das temporadas de meio de ano na fazenda de meus avós. Tinha vez, vovó pedia pra ir na venda, eu não gostava.

Todo dia, escuro ainda, meu avô levantava e pegava o cavalo. Montado, recebia a marmita e o agasalho das mãos de vovó. Só voltava no fim da tarde. Às vezes demorava.

— Meu filho, vai lá na venda e traz seu avô.

Tonto, os olhos teimando em ficar abertos, me via, baqueava. Podia estar no melhor da prosa, gesticulando, contando façanha. Abaixava a cabeça e me seguia.

Do tamborete da cozinha escutava o sermão de sempre. Não falava, não interrompia vovó, os olhos fixos na chama do tição de lenha.

Ela destampava a panela, vinha com uma tigela de caldo fumegante e punha na mesa. Ajeitava o xale e o coque e saía pra sala.

Muitas vezes, sem que ele percebesse, eu ficava por perto.

E aí começava. A discussão com o encarregado do curral que descuidava da ração dos animais, a mulher do retireiro reclamando da escola dos filhos, a demora pra receber as contas da última colheita. Ficava exaltado, movendo a colher no ar. Outras vezes permanecia em silêncio como que ouvindo o interlocutor, movendo a cabeça, concordando ou desaprovando.

Foram muitas temporadas na casa dos meus avós nas férias de meio de ano.

Eu gostava de tudo na fazenda. Só não gostava quando tinha que trazer vovô da venda. Chegava lá, ele me via, abaixava a cabeça e me seguia.

[Comente este Post]

Postado por Blog de Anchieta Rocha
3/1/2021 às 11h46

 
Um instante no tempo

Aquele sorriso tímido desfez a sisudez.
Longe vai o tempo desse ocorrido,
Éramos apenas crianças crescidas,
Não tínhamos noção do ocorrido,
E o sabor desse sorriso imorredouro,
Alcançou a maturidade intelectual.

Hoje lembro e sinto saudade do fato,
Por onde andará a então menina?
Gostaria de saber o porquê da marca,
Foi simples, emocionante, mas tão fugaz,
Que não ouso macular esse instante,
Com pensamento e palavra não galante.

Foi esse o supremo momento em criança,
Instante em um templo de alcance espiritual,
Um tempo inebriante de alma pura,
Talvez tenha eu marcado o seu espirito,
De beleza, suavidade, harmonia e candura,
Num raro tempo que insta a eternidade.

[Comente este Post]

Postado por Blog Feitosa dos Santos - Prosas & Poemas
2/1/2021 às 09h24

 
Salvem à Família

Assistimos e vivemos dias da família,
De base sólida e da fé cristã,
Jesus, José e Maria de Nazaré,
Cidade onde formara o seu clã,
Filho, pai e mãe de todos,
Pedra angular da família cristã.

Ter família é tudo o que se quer,
Pai, mãe, avós, irmãos e irmãs,
Viver em família dias e noites,
Despertar nas algazarras das manhãs,
Sentir que a vida é vivida,
Mesmo assim vivenciá-la com afã.

A família é a base do progresso,
O caminho certeiro da educação,
Consórcio entre o homem e a mulher,
Célula mater, para a procriação,
Amparada nos ajustes e reajustes,
Para um povo ainda em formação.

Salva oh! Deus nossas famílias,
Nossos avós, pais e nossos irmãos,
Afastai de nós os desagregadores,
Células destrutivas dessa construção,
Tantos séculos se passaram,
Mas os Herodes aqui ficaram,
Nas famílias, fomentam a destruição.

[Comente este Post]

Postado por Blog Feitosa dos Santos - Prosas & Poemas
1/1/2021 às 10h15

Mais Posts >>>

Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Física do Cristianismo - 1ªedição
Frank J. Tipler
Cultrix
(2010)
R$ 46,95



A Última Guerra Européia
John Lukacs
Nova Fronteira
(1980)
R$ 12,00



A Morte da Luz
George R. R. Martin
Leya Casa da Palavra
(2012)
R$ 15,00



Orbitografia - Contribuição ao Estudo da Semiologia Orbitária
Roberto Abucham
Edição do Autor
(1971)
R$ 25,68



My Gal Sunday
Mary Higgins Clark
Simon & Schuster
(1996)
R$ 15,00



Manual Prático de Procedimentos
Vários Autores
Yendis
(2013)
R$ 14,56



P 105 -a Frota -fantasma
Perry Rhodan
Edoiuro
(1978)
R$ 4,81



Lord Edgware Dies
Agatha Christie
Harper
(2007)
R$ 15,90



Uq Holder! - Vol. 2
Ken Akamatsu
Jbc
(2016)
R$ 15,00



The Pelican Book of English Prose Vol 2
Raymond Williams
S/n
R$ 5,00




>>> A Lanterna Mágica
>>> BLOG DO EZEQUIEL SENA
>>> Githo Martim
>>> Abrindo a Lata por Helena Seger
>>> Blog belohorizontina
>>> Blog da Mirian
>>> Blog da Monipin
>>> Blog de Aden Leonardo Camargos
>>> Blog de Alex Caldas
>>> Blog de Ana Lucia Vasconcelos
>>> Blog de Anchieta Rocha
>>> Blog de ANDRÉ LUIZ ALVEZ
>>> Blog de Angélica Amâncio
>>> Blog de Antonio Carlos de A. Bueno
>>> Blog de Arislane Straioto
>>> Blog de CaKo Machini
>>> Blog de Camila Oliveira Santos
>>> Blog de Carla Lopes
>>> Blog de Carlos Armando Benedusi Luca
>>> Blog de Cassionei Niches Petry
>>> Blog de Cind Mendes Canuto da Silva
>>> Blog de Cláudia Aparecida Franco de Oliveira
>>> Blog de Claudio Spiguel
>>> Blog de Dinah dos Santos Monteiro
>>> Blog de Eduardo Pereira
>>> Blog de Ely Lopes Fernandes
>>> Blog de Enderson Oliveira
>>> Blog de Expedito Aníbal de Castro
>>> Blog de Fabiano Leal
>>> Blog de Fernanda Barbosa
>>> Blog de Geraldo Generoso
>>> Blog de Gilberto Antunes Godoi
>>> Blog de Hector Angelo - Arte Virtual
>>> Blog de Humberto Alitto
>>> Blog de Isaac Rincaweski
>>> Blog de João Luiz Peçanha Couto
>>> Blog de JOÃO MONTEIRO NETO
>>> Blog de João Werner
>>> Blog de Joaquim Pontes Brito
>>> Blog de José Carlos Camargo
>>> Blog de José Carlos Moutinho
>>> Blog de Kamilla Correa Barcelos
>>> Blog de Lourival Holanda
>>> Blog de Lúcia Maria Ribeiro Alves
>>> Blog de Luís Fernando Amâncio
>>> Blog de Marcio Acselrad
>>> Blog de Marco Garcia
>>> Blog de Maria da Graça Almeida
>>> Blog de Nathalie Bernardo da Câmara
>>> Blog de onivaldo carlos de paiva
>>> Blog de Paulo de Tarso Cheida Sans
>>> Blog de Raimundo Santos de Castro
>>> Blog de Renato Alessandro dos Santos
>>> Blog de Rita de Cássia Oliveira
>>> Blog de Rodolfo Felipe Neder
>>> Blog de Sonia Regina Rocha Rodrigues
>>> Blog de Sophia Parente
>>> Blog de suzana lucia andres caram
>>> Blog de TAIS KERCHE
>>> Blog de Thereza Simoes
>>> Blog de Valdeck Almeida de Jesus
>>> Blog de Vera Carvalho Assumpção
>>> Blog de vera schettino
>>> Blog de Vinícius Ferreira de Oliveira
>>> Blog de Vininha F. Carvalho
>>> Blog de Wilson Giglio
>>> Blog do Carvalhal
>>> Blog Feitosa dos Santos - Prosas & Poemas
>>> Blog Ophicina de Arte & Prosa
>>> Cinema Independente na Estrada
>>> Consultório Poético
>>> Contubérnio Ideocrático, o Blog de Raul Almeida
>>> Cultura Transversal em Tempo de Mutação, blog de Edvaldo Pereira Lima
>>> Escrita & Escritos
>>> Eugênio Christi Celebrante de Casamentos
>>> Flávio Sanso
>>> Fotografia e afins por Everton Onofre
>>> Impressões Digitais
>>> Me avise quando for a hora...
>>> Metáforas do Zé
>>> O Blog do Pait
>>> O Equilibrista
>>> Relivaldo Pinho
>>> Ricardo Gessner
>>> Sobre as Artes, por Mauro Henrique
>>> Voz de Leigo

busca | avançada
73886 visitas/dia
2,1 milhões/mês