ATENAS/GRECIA e um pouco da sua história | Blog de Dinah dos Santos Monteiro

busca | avançada
57428 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Zé Guilherme recebe o pianista Matheus Ferreira na série EntreMeios
>>> Chamada Vale recebe cadastro de cerca de 3 mil projetos
>>> Lançamento do Mini Doc Tempo dell'Anima
>>> Cinema in Concert com João Carlos Martins une o cinema à música sinfônica em espetáculo audiovisual
>>> Editora Unesp lança 20 livros para download gratuito
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
>>> Eddie Van Halen (1955-2020)
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
Colunistas
Últimos Posts
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
>>> Van Halen no Rock 'n' Roll Hall of Fame
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
Últimos Posts
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
>>> Perplexo!
>>> Orgulho da minha terra
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Hiperbóreo nos trópicos: a poesia de Oleg Almeida
>>> Imagens do Grande Sertão de Guimarães Rosa
>>> A derrota do Marketing Político
>>> Jorge Drexler, no Bourbon Street, em 2009
>>> Asia de volta ao mapa
>>> Eu me pergunto para onde vai a imprensa...
>>> Drummond: o mundo como provocação
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Filmes de saiote
>>> Aerosmith no Morumbi
Mais Recentes
>>> A hora da estrela de Clarice Lispector pela Rocco (1977)
>>> Matrix - Bem Vindo ao Deserto do Real de William Irwin pela Madras (2003)
>>> O Terapeuta Como Companheiro Mítico: Ensaios de Psicologia Analítica de Walter Melo pela Espaço Artaud (2009)
>>> Pinball de Jerzy Kosinski pela Record (2000)
>>> Navegando de Rubem Alves pela Papirus (2004)
>>> Itinerários da Loucura Em Territorios Dogon de Denise Dias Barros pela Fiocruz (2004)
>>> Livro do mestre de Steve Winter pela Abril (1995)
>>> A obra em negro de Marguerite Youcenar pela Nova Fronteira (1968)
>>> Aspectos da Cultura Tukano - Cosmogonia e Mitologia de Marc Fulop pela Edua (2009)
>>> Epidemiologia da Imprecisão: Processo saúde / doença como objeto da epidemiologia de José Jackson Coelho Sampaio pela Fiocruz (1998)
>>> Contra Um Mundo Melhor: Ensaios do afeto de Luiz Felipe Ponde pela Leya (2010)
>>> Palavra e Verdade na Filosofia Antiga e na Psicanálise de Luiz Alfredo Garcia Roza pela Jorge Zahar Editor (1990)
>>> O Gigante Deitado de Jane Martins Vilela pela Clarim (1994)
>>> Psicologia do Desenvolvimento de Maria Aparecida Cória-Sabini pela Ática (1998)
>>> Psicologia – Das Raízes aos Movimentos Contemporâneos de Berenice Caspigiani pela Cengage Learning (2010)
>>> A Magia na Umbanda: da doença à desordem de Paula Montero pela Graal (1985)
>>> Educação Social de Rua: as Bases Políticas e Pedagógicas para uma educação popular de Walter Ferreira de Oliveira pela Artmed (2004)
>>> John Dewey – Uma Filosofia Para Educadores em Sala de Aula de Marcus Vinícius da Cunha pela Vozes (1999)
>>> Sobre a Construção do Sentido – O Pensar e o Agir Entre a Vida e a Filosofia de Ricardo Timm de Souza pela Perspectiva (2003)
>>> Infância e Ilusão (Psico)Pedagogia – Escritos de Psicanálise e Educação de Leandro de Lajonquière pela Vozes (2000)
>>> O Círculo dos Fogos Feitos e Ditos dos índios Yanomami de Jacques Lizot pela Martins Fontes (1988)
>>> Desdobrando o Avesso da Psicanálise: Relações Com a Educação de Maria Nestrovsky Folberg (Org.) pela Ufrgs / Evangraf (2002)
>>> Soma: uma Terapia Anarquista (3volumes) de Roberto Freire pela Guanabara (1988)
>>> Estilo e Modernidade em Psicanálise de Joel Briman pela Trinta e Quatro (1997)
>>> Hospício é deus e O sofredor do ver (Box) de Maura Lopes Cançado pela Autêntica (2015)
>>> Urihi A: A Terra-Floresta Yanomami de Albert Bruce; William Milliken pela Isa (2019)
>>> Índio do Brasil de Julio Cezar Melatti pela Hucitec (1993)
>>> Na Mata do Sabiá: contribuições sobre a presença indígena no Ceará de Estevao Martins Palitot pela Imopec (2009)
>>> Psicologia e Povos Indígenas de Conselho Regional de Psicologia SP pela Conselho Reginal de Psicologia (2010)
>>> A Pílula Vermelha: Questões de Ciência, Filosofia e Religião em Matrix de Glenn Yeffeth pela Publifolha (2003)
>>> Cenas da Vida de Rubem Alves pela Papirus (2004)
>>> A cabeça bem-feita: Repensar a reforma. Reformar o pensamento de Edgar Morin pela Bertrand Brasil (2000)
>>> Os portais da felicidade de J. S. Godinho pela Holus Publicações (2004)
>>> Orçamento Público - contém orçamento por resultados de James Giacomoni pela Atlas (2018)
>>> Almanaque para garotas calientes de Jo Hallack / Nina Lemos / Raq Affonso pela Conrad Livros (1999)
>>> Almanaque para garotas calientes de Jo Hallack / Nina Lemos / Raq Affonso pela Conrad Livros (1999)
>>> Manual para moças em fúria de Jo Hallack / Nina Lemos / Raq Affonso pela Record (2003)
>>> Henri Wallon – Uma Concepção Dialética do Desenvolvimento Infantil de Izabel Galvão pela Vozes (1999)
>>> O senhor dos anéis de J. R. R. Tolkien pela Martins Fontes (2001)
>>> No Friend But the Mountains: Writing from Manus Prison de Behrouz Boochani pela Anansi International (2019)
>>> Voz Lusíada - Revista da Academia Lusíada de ciências, letras e artes de Vários Autores pela Fundação Calouste Gulbenkian (2001)
>>> Amor é Prosa - Sexo é Poesia de Arnaldo Jabor pela Objetiva (2004)
>>> Conceitos da Psicanálise – Depressão de Jeremy Holmes pela Relume Dumará / Ediouro (2005)
>>> Freud, pensador da cultura de Renato Mezan pela Companhia das letras (2005)
>>> Psicanálise e Desenvolvimento Infantil de Alfredo Jerusalinsky e Colaboradores pela Artes e Ofícios (1999)
>>> Pais Brilhantes - Professores Fascinantes de Augusto Cury pela Sextante (2003)
>>> O Primeiro Ano de Vida de René A. Spitz pela Martins Fontes (1987)
>>> Coleção folha grandes vozes Carlos Gardel nº3 de Folha de São Paulo pela Mediafashion (2012)
>>> E. PSI. B. A. Nº 9 – La Psicopedagogía Explorando Espacios Para/Con Sus Intervenciones de Vários Autores pela Escuela Psicopedagógica de Buenos Aires
>>> Mentiras no divã de Irvin D. Yalom pela Ediouro (1996)
BLOGS >>> Posts

Terça-feira, 21/7/2015
ATENAS/GRECIA e um pouco da sua história
Dinah dos Santos Monteiro

+ de 1400 Acessos

A Grécia é dotada de uma beleza natural muito particular, com um clima maravilhoso, um céu luminoso e azul. Conhecer algumas das suas ruínas e um pouco da história dos Gregos é um processo atraente. Desembarcar em Atenas ao anoitecer é algo que mexe com o emocional de qualquer ser humano. A visão que se tem da Acrópole, toda iluminada, é fantástica.

No ano de 1828 restabeleceu-se a independência da Grécia, e desde 1834 que Atenas é a sua capital. Atenas tem templos e edifícios estatais belíssimos, mas casas particulares bastante pobres. A história da Grécia está de tal modo misturada com a lenda que é difícil separar a verdade do mito.

No período micênico (Relativo à civilização que se irradiou a partir de Micenas, Grécia), a colina de Acrópole foi fortificada com as muralhas ciclópicas que protegiam o palácio soberano e as casas dos dignatários. "Cerca de oitocentos anos a. C., Atenas apenas era constituída por algumas aldeias à sombra da Acrópole, e até no tempo das guerras persas não passava de uma pequena cidade." (Grandes Impérios e Civilizações, Grécia, Vol. II, edições delPrado)

A história autêntica da Grécia data da primeira olimpíada no ano 776 a. C., a começar com os primeiros monumentos escritos. "O período histórico mais remoto, desde 776 a 500 a. C., pode considerar-se como o período do desenvolvimento de cada um dos estados de que se formou a nação. Os estados eram teoricamente independentes entre si, porém unidos pela linguagem, pela literatura, pelos jogos e pelo desenvolvimento nacional." (Dicionário da Bíblia, pag. 255)

No ano 490 a. C. os atenienses, ajudados pelos habitantes de Platéia, conseguiram a grande vitória de Maratona contra os generais de Dario Histaspes, rei da Pérsia. Logo depois no ano 479 a. C. os santuários da Acrópole e também toda a cidade de Atenas foram queimados pelos persas. Foi Péricles, com o seu colaborador Fídias, que reconstruiu os santuários da Acrópole. Dos edifícios restantes que decoravam a colina no período clássico se salvam somente ruínas ou vestígios.

A cidade de Atenas foi o centro luminoso da ciência, da literatura e da arte do antigo mundo. Os artistas de Atenas eram insuperáveis em oratória, literatura e escultura. Em filosofia, Sócrates, Platão e Aristóteles, Zenão e Epicuro, desempenharam um papel importante que se perpetua até aos dias de hoje.

No tempo de Cristo a língua grega era falada em todo o mundo civilizado. Nesta ocasião o Antigo Testamento foi traduzido para o grego. Em Atenas havia muitos altares erguidos a diversos deuses, até a um "Deus Desconhecido". O apóstolo Paulo estando nesta cidade aproveitou-se da ocasião e proferiu um discurso no Monte Marte, que ficava a uma curta distância a oeste da Acrópole, pregando Jesus como sendo esse "Deus Desconhecido".

O Pártenon, construído em 447-438 a. C. não só para honrar a deusa de Atenas, mas também para celebrar o papel que a cidade desempenhou como líder da Grécia na luta contra os Persas. Suas colunas ainda são admiráveis. As esculturas sobreviventes são poucas e estão um tanto danificadas, mas vale a pena observar as decorações escultóricas retratadas nos frisos, como: Cavaleiros em idade militar durante procissão da Acrópole, no dia do festival de Atena; O nascimento de Atenas visto pelos habitantes de Olimpo; Jovens conduzindo gado ao sacrifício; Jovens combatendo os centauros que haviam interrompido a festa de casamento do seu rei; O deus Dionisio e tantos outros. O Pártenon é o mais sublime de todos os monumentos de Atenas. As suas colunas podem ser vistas à distância. Foi construído, sob a direção de Fídias, para impressionar pelo "tamanho, peso e riqueza".

O Erectéion está construído no lugar em que ficava o templo antigo de Atena e do Posêidon. Trata-se de uma obra prima jônica. O pórtico sul — sustentado por mulheres de pedra ou caríatides — é o sítio onde algo sagrado era exibido ao público. Muito bonito, apesar de parcialmente destruído.

O Propileu, construído entre 437 e 432 a. C., era a entrada para a Acrópole. Na sua torre formada ao sul encontra-se o elegante templo jônico de Atena Nique (Atena da Vitória). A grandeza monumental do Propileu contrastava com a elegância de Atena Nique. Ambos podem ser admirados.

A Torre dos Ventos Octagonal foi construída no século I antes de Cristo. Era relógio de sol, de água e cata-ventos. Os relevos na parte de cima da torre representam os oito ventos. Encontra-se em bom estado de conservação. Fica do lado de fora da ágora romana.

A Porta de Adriano indicava o limite da cidade antiga de Atenas. A pessoa atravessando a Porta se encontrava no bairro novo que se chamava Nea Atenas (Atenas Nova). Foi fundado pelo Imperador Adriano no começo do século 2º d. C., neste mesmo século também teve sua construção completada pelo imperador Adriano O Templo de Zeus Olimpio. Era um templo com duas ordens de colunas a sua volta, construído com mármore do monte Pentélico (Grécia).

A grande porta de Atenas para Elêusis é considerada uma grande obra de engenharia. A estrada que liga Elêusis a Esparta ainda se conserva ladeada de muitos de seus monumentos aos mortos, como era costume da época, alguns em bom estado de conservação.

O Teséion, exemplo mais completo de um templo dórico hexagonal. Encontra-se em muito bom estado de conservação. Foi o primeiro grande edifício construído a seguir ás Guerras Pérsicas.

O Teatro de Herodes Ático, data do Império Romano. Foi um dos últimos edifícios a ser construído em Atenas nos tempos antigos. Vale a visita. O Areópago se encontra na parte noroeste da Acrópole. Aí reunia-se o Parlamento do Areópago, o corpo cível e judicial mais antigo de Atenas.

Stoa de Átalo, atualmente funciona como Museu. Exibe principalmente os achados das escavações do local da Ágora (mercado). Existem inscrições, estátuas, esculturas em relevo, vasos, moedas, joias, objetos de cobre, os primeiros tipos de pesos e medidas dos Atenienses (uma clepsidra de barro) etc.

No Museu Arqueológico Nacional estão expostos achados de todos os locais do Mundo Grego antigo, desde aqueles que datam da Época Neolítica até os últimos anos romanos.

Existem ainda na Grécia muitos outros Museus, como o Bizantino, Benáki, também alguns Mosteiros, Sítios Arqueológicos e muitas outras ruínas que eu gostaria de mencionar, mas vou ficando por aqui, depois conto mais.


Postado por Dinah dos Santos Monteiro
Em 21/7/2015 às 21h57


Mais Blog de Dinah dos Santos Monteiro
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MODULAÇÃO EM MATÉRIA TRIBUTÁRIA (AUTOGRAFADO) - 5552
FÁBIO MARTINS DE ANDRADE
QAURTIER LATIN
(2011)
R$ 80,00



A ORTODOXIA DA IGREJA
WATCHMAN NEE
ÁRVORE DA VIDA
(1993)
R$ 50,00



DICIONÁRIO DA LINGUA PORTUGUESA- EDIÇÃO ESPECIAL
AURÉLIO BUARQUE
POSITIVO
(2007)
R$ 31,92



A REVOLUÇÃO CHINESA
HOLIEN GONÇALVES BEZERRA
ED. ATUAL
(1986)
R$ 7,90



RODERICK - VOL.386 - ARGONAUTA
JOHN SLADEK
LIVROS DO BRASIL
(1989)
R$ 28,38



OS INDIGENTES ENTRE A ASSISTÊNCIA E A REPRESSÃO A OUTRA LISBOA NO 1...
MARIA DE FÁTIMA PINTO
HORIZONTE
(1999)
R$ 31,72



FILOSOFIA ELEMENTAR DA ROSACRUZ MODERNA.
J. VAN RIJCKENBORGH
LECTORIUM ROSICRUCIANUM
R$ 16,00



O LIVRE ARBÍTRIO : LIVRO 1
SANTO AGOSTINHO / RICARDO TAURISANO
FILOCALIA
(2019)
R$ 149,00



UM MÉDICO DIFERENTE
FRANK G SLAUGHTER
RECORD
(1966)
R$ 29,00



CRÍTICA III SÉRIE
HUMBERTO DE CAMPOS
JACKSON
(1954)
R$ 6,90





busca | avançada
57428 visitas/dia
2,1 milhões/mês