Viva a revolução | Blog de Marcio Acselrad

busca | avançada
49127 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Projeto que une cultura e conscientização ambiental traz teatro gratuito a Minas Gerais
>>> Show da Percha com Circo do Asfalto
>>> Evento Super Hacka Kids reúne filmes, games, jogos de mesa e muita diversão para a família
>>> SESC BELENZINHO RECEBE RÁDIO DIÁSPORA
>>> Música de Feitiçaria
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Jô Soares (1938-2022)
>>> Casos de vestidos
>>> Elvis, o genial filme de Baz Luhrmann
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
Colunistas
Últimos Posts
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
Últimos Posts
>>> Direitos e Deveres, a torto e a direita
>>> Os chinelos do Dr. Basílio
>>> Ecléticos e eficazes
>>> Sarapatel de Coruja
>>> Descartável
>>> Sorria
>>> O amor, sempre amor
>>> The Boys: entre o kitsch, a violência e o sexo
>>> Dura lex, só Gumex
>>> Ponto de fuga
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Entrevista com Milton Hatoum
>>> Prenda-me se for capaz
>>> Entrevista com o tradutor Oleg Andréev Almeida
>>> O nome da morte
>>> 21º de Mozart: Pollini e Muti
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Jornalismo: as aulas de Joel Silveira
>>> O 4 (e os quatro) do Los Hermanos
>>> Homenagem a Yumi Faraci
>>> Teledramaturgia ao vivo
Mais Recentes
>>> De Homens e Maquinas de Roberto Mange pela Senai São Paulo (1991)
>>> De Homens e Maquinas de Roberto Mange pela Senai São Paulo (1991)
>>> Projetos e Presepadas de um Curumim na Amazônia de Edson Kayapó pela Positivo (2019)
>>> O Enraizamento de Simone Weil pela Edusc
>>> Adolescencia de Arminda Aberastury pela Kargieman
>>> Como Encontrar a Medida Certa de Carlos Marcondes; Nelson Gentil pela Atica (1992)
>>> A Essência do Franchising de Martin Mendelsohn pela Difusão de Educação e Cultural (1994)
>>> Engenharia Econômica - Cem Tabelas de Juros Impressas Em Computador de Geraldo Hess e Outros pela Difel (1982)
>>> Uma Vida Em Segredo de Autran Dourado pela Ediouro
>>> Os Melhores Contos da America Latina de Flávio Moreira da Costa pela Agir (2008)
>>> A Casa da Madrinha de Lygia Bojunga pela Agir (1932)
>>> Um Hotel na Esquina - Coleção 100 Milhões de Leitores de Jamie Ford pela Agir (2012)
>>> Vira- Lata Virador de Daniel Pennac pela Agir (1995)
>>> 2 Grau Matematica 3 Serie de Atual pela Atual
>>> A Historia de Fernao Capelo Gaivota de Richard Bach pela Editorial Nordica Ltda. (1970)
>>> Almas Antigas de Tom Shroder pela Sextante (2001)
>>> Estação Carandiru de Drauzio Varella pela Companhia das Letras (1999)
>>> O Fugitivo de J. M. Dillard pela Estadão (1997)
>>> Clássicos da Poesia Brasileira - Ler é Aprender de Frederico Barbosa pela Klick (1997)
>>> A Terapia do Abraço 2 de Kathleen Keating pela Pensamento (1987)
>>> Fogo Morto - Ler é Aprender de José Lins do Rego pela Klick
>>> The Founders of Modern Finance: Their Prize-winning Concepts and 1990 de Cfa pela Cfa (1992)
>>> O Poder Cosmico do Homem de Vernon Howard pela Record
>>> Introdução À Mecânica dos Solos de Milton Vargas pela Mcgraw-hill (1977)
>>> 6 +1 Traits of Writing de Ruth Culham e Outros pela Scholastic (2003)
BLOGS >>> Posts

Sábado, 1/8/2015
Viva a revolução
Marcio Acselrad

+ de 5900 Acessos

Historiadores e curiosos não tem do que se queixar: nossa história está cheia de peripécias e de personagens interessantes. A aventura humana sobre o planeta deu lugar a incontáveis aventuras, algumas verdadeiramente inacreditáveis. Além, é claro, daquelas que a própria imaginação da espécie produziu com sua literatura e teatro. Às vezes as duas se encontram, e temos experiências como a do romance histórico, gênero literário que se apropria da realidade para recontá-la, recriá-la. A experiência pode ser magnífica, como na leitura de "O homem que amava os cachorros", do cubano Leonardo Padura (Boitempo editorial, 2013).
Ao longo de quase seiscentas páginas de tirar o fôlego, viajamos pela história do século XX em companhia de dois indivíduos que o acaso reuniu através de uma picareta: O primeiro, Liev Davidovitch, dito Trotsky, revolucionário russo de primeira hora, banido da pátria que ajudou a criar, chamada a partir de 1917 de União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, por defender que a prática revolucionária deveria se espalhar por todo o mundo para não morrer asfixiada pela burocracia estatal e por aventar a possibilidade herética de que Stalin, o georgiano que tomou o poder de forma escusa, não fosse deus. Repetindo a saga de seu povo, mais um judeu transformou-se em nômade errante, clamando por asilo político em um mundo que se fechava cada vez mais para ele. Acompanhamos Trotsky e a esposa em seu exílio forçado pela Turquia, França, Noruega até chegarem ao turbulento México dos anos 40, onde foram recebidos por dois outros personagens que parecem inventados, mas que existiram de verdade: Diego Rivera e Frida Kahlo, com quem Trotsky viria a ter um improvável romance.
O segundo, o catalão Ramon Mercader, dito um monte de coisas, entre as quais o russo Roman Pavlovitch Lopovo, o apátrida Soldado 13 e o fotógrafo belga Jacques Mornard., Filho da ex-burguesa convertida Caridad del Río, Ramon viveu de perto a bizarra experiência de contradição histórica que foi a Guerra Civil Espanhola, onde variadas facções de esquerda e direita se digladiaram em uma guerra fratricida que quase destruiu o país e, o que é pior, conduziu Franco ao poder. A ele coube a "honrosa" missão de dar cabo da vida do "traidor" da revolução, tarefa que deveria cumprir, como todas aquelas determinadas pelo novo czar de todas as Rússias, sem um pingo de hesitação ou reflexão crítica. Para esta missão, foi treinado pelo serviço secreto russo de tal modo que, ao fim do processo, não restava nem sinal do Ramon original. Nem ele mais sabia quem era...
Em questão, as interpretações que o século XX produziu e as contradições que criou. E a enormidade de vidas que foram mutilaram e ceifadas em nome de uma das mais nobres bandeiras, quais sejam, o socialismo, o comunismo e a luta contra o fascismo. Aos muitos "ismos" que dividiram o pensamento e a vida do século XX, surge mais um, o stalinismo, o culto à personalidade que fez a história se repetir, talvez como farsa, como diria o próprio Marx (outra ironia histórica) criando, novamente, o terror. Só que esta revolução, ao contrário da francesa de cento e vinte anos antes, não gerou o terror da instabilidade política que desembocou em Napoleão, mas o terror do pensamento único, do homem-ideologia que tomou conta de Moscou e do mundo em nome, vejam só, da liberdade e do fim da luta de classes. A burocratização ia realmente matar a revolução, mas isto só iríamos descobrir na tardia década de 1980. E Trotsky, a prova viva desta verdade, teve de desaparecer pois sua própria existência, mesmo vivendo no distante México, era a denúncia da impostura que Stalin não podia suportar.
Uma leitura imprescindível para quem quer compreender a história de um sonho naufragado. Para quem é de direita, para quem é de esquerda ou simplesmente para quem adora uma boa história. Aprecie sem moderação.


Postado por Marcio Acselrad
Em 1/8/2015 às 13h54


Mais Blog de Marcio Acselrad
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Aleijadinho
Freudenfeld
Melhoramentos



1808: Como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a História de Portugal e do Brasil
Laurentino Gomes
Planeta
(2007)



Baltimore Blues
Laura Lippman
Record



Ciências Naturais 8ª - Aprendendo com o Cotidiano
Eduardo Leite do Canto
Moderna
(1999)



Discurso, Interação e Aprendizagem Matemática Em Ambientes Virtua
Marcelo Almeida Bairral
Edur
(2007)



Vale a Pena Acreditar
Monalisa Guimarães
Yes Books
(2018)



Lucios o Encontro Com a Luz
Lucius e Ortiz B de Souza
Madras
(2003)



Terapia pela Roupa
Mamede de Alcântara
Mandarim
(1996)



Retalhos de Emoções
Carlos J. Benatti
Palas Athena
(1988)



Le Guide Du Routard - Bretagne - 1994/95
Philippe Gloaguen
Hachette
(1995)





busca | avançada
49127 visitas/dia
2,0 milhão/mês