Viva a revolução | Blog de Marcio Acselrad

busca | avançada
51984 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> BELIZARIO 365 e GOROROBAS no aniversário da Belizario Galeria
>>> As Batalhas de Maria Auxiliadora da Silva
>>> Pará recebe projeto itinerante e gratuito que traz cultura a bordo de um caminhão
>>> Condecorada em Paris, brasileira é co-autora da maior coletânea de livros escrita por mulheres
>>> Cirandança tem inspiração na Semana de Arte Moderna e em coleção de Di Cavalcanti
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Desapega, só um pouquinho.
>>> Menos, Redentor. Menos
>>> Sou grato a Deus
>>> Água das águas
>>> Súplica
>>> Por que me abandonastes
>>> Política na corda bamba
>>> Aonde anda a liberdade
>>> Calar não é consentir
>>> Eu já morri, de Edyr Augusto
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Cabelo, cabeleira
>>> Viagens e viajantes
>>> Terminar o ano correndo
>>> A imprensa dos ruivos que usam aparelho
>>> O futuro do ritual do cinema
>>> Corpo é matéria, corpo é sociedade, corpo é ideia
>>> Abelhas afogadas em mel
>>> Desconstruindo o Russo
>>> Ode a Pablo Neruda
Mais Recentes
>>> Paixão pelo Rádio de Rodrigo Taves pela Maquinária (2009)
>>> Picnic de Abutres de Greg Palast pela Alta Books (2014)
>>> Terapêutica de Emergência de Divaldo P. Franco pela Alvorada (1983)
>>> Mecânica Geral Cinemática e Dinâmica de Sérgio Sonnino pela Nobel (1982)
>>> Anámnesis 5 O Ano Litúrgico História Teologia e Celebração de M. Augé A. J. Chupungco e Outros pela Paulinas (1991)
>>> Deus um Delírio de Richard Dawkins pela Companhia das Letras (2007)
>>> No Divã de Deus Vol. II de Caio Fábio pela Vinde
>>> Acerte o Seu Alvo de Bob Mumford pela Atos
>>> 90 Km As Lições do Brasileiro Recordista de Nato Amaral pela Select (2018)
>>> Elementos de Ciências do Ambiente de Samuel Murgel Branco e Outro pela Cetesb (1987)
>>> Caderno de Projetos de Telhados em Estruturas de Madeira de Antonio Moliterno pela Edgard Blücher (1981)
>>> A Bíblia na Linguagem de Hoje Novo Testamento de Não Informado pela Sociedade Bíblica (1973)
>>> Curso de Planejamento Municipal Integrado de Célson Ferrari pela Pioneira (1988)
>>> Hinos de Louvores e Súplicas a Deus Nº 4 de Não Informado pela Congregação
>>> Nos Tempos de Agostinho de Chico Lopes pela Sulminas
>>> Zequinha de Abreu Revisitado de Maria Amália Corrêa Giffoni pela Não Informado (1986)
>>> O Que é Amor Exigente de Maria Silvia Carvalho de Menezes pela Loyola (1992)
>>> Rapa do Tacho de Maria Aparecida de Féo pela Sulminas (2011)
>>> Outras Recordações e Algo Mais de Maria Aparecida de Féo pela Sulminas (2009)
>>> Memórias Inacabada de Humberto de Campos pela José Olympio (1935)
>>> 1932 A Guerra Paulista O Ciclo de Vargas Vol. V de Hélio Silva pela Civilização Brasileira (1976)
>>> Os Robôs e o Império de Isaac Asimov pela Record (1985)
>>> O Mundo e Eu de João Mohana pela Agir (1964)
>>> Administração Financeira Corporate Finance de Ross Westerfield Jaffe pela Atlas (2002)
>>> Introdução à Microeconomia de Joseph E. Stiglitz e Outro pela Campus (2003)
BLOGS >>> Posts

Sábado, 1/8/2015
Viva a revolução
Marcio Acselrad

+ de 6100 Acessos

Historiadores e curiosos não tem do que se queixar: nossa história está cheia de peripécias e de personagens interessantes. A aventura humana sobre o planeta deu lugar a incontáveis aventuras, algumas verdadeiramente inacreditáveis. Além, é claro, daquelas que a própria imaginação da espécie produziu com sua literatura e teatro. Às vezes as duas se encontram, e temos experiências como a do romance histórico, gênero literário que se apropria da realidade para recontá-la, recriá-la. A experiência pode ser magnífica, como na leitura de "O homem que amava os cachorros", do cubano Leonardo Padura (Boitempo editorial, 2013).
Ao longo de quase seiscentas páginas de tirar o fôlego, viajamos pela história do século XX em companhia de dois indivíduos que o acaso reuniu através de uma picareta: O primeiro, Liev Davidovitch, dito Trotsky, revolucionário russo de primeira hora, banido da pátria que ajudou a criar, chamada a partir de 1917 de União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, por defender que a prática revolucionária deveria se espalhar por todo o mundo para não morrer asfixiada pela burocracia estatal e por aventar a possibilidade herética de que Stalin, o georgiano que tomou o poder de forma escusa, não fosse deus. Repetindo a saga de seu povo, mais um judeu transformou-se em nômade errante, clamando por asilo político em um mundo que se fechava cada vez mais para ele. Acompanhamos Trotsky e a esposa em seu exílio forçado pela Turquia, França, Noruega até chegarem ao turbulento México dos anos 40, onde foram recebidos por dois outros personagens que parecem inventados, mas que existiram de verdade: Diego Rivera e Frida Kahlo, com quem Trotsky viria a ter um improvável romance.
O segundo, o catalão Ramon Mercader, dito um monte de coisas, entre as quais o russo Roman Pavlovitch Lopovo, o apátrida Soldado 13 e o fotógrafo belga Jacques Mornard., Filho da ex-burguesa convertida Caridad del Río, Ramon viveu de perto a bizarra experiência de contradição histórica que foi a Guerra Civil Espanhola, onde variadas facções de esquerda e direita se digladiaram em uma guerra fratricida que quase destruiu o país e, o que é pior, conduziu Franco ao poder. A ele coube a "honrosa" missão de dar cabo da vida do "traidor" da revolução, tarefa que deveria cumprir, como todas aquelas determinadas pelo novo czar de todas as Rússias, sem um pingo de hesitação ou reflexão crítica. Para esta missão, foi treinado pelo serviço secreto russo de tal modo que, ao fim do processo, não restava nem sinal do Ramon original. Nem ele mais sabia quem era...
Em questão, as interpretações que o século XX produziu e as contradições que criou. E a enormidade de vidas que foram mutilaram e ceifadas em nome de uma das mais nobres bandeiras, quais sejam, o socialismo, o comunismo e a luta contra o fascismo. Aos muitos "ismos" que dividiram o pensamento e a vida do século XX, surge mais um, o stalinismo, o culto à personalidade que fez a história se repetir, talvez como farsa, como diria o próprio Marx (outra ironia histórica) criando, novamente, o terror. Só que esta revolução, ao contrário da francesa de cento e vinte anos antes, não gerou o terror da instabilidade política que desembocou em Napoleão, mas o terror do pensamento único, do homem-ideologia que tomou conta de Moscou e do mundo em nome, vejam só, da liberdade e do fim da luta de classes. A burocratização ia realmente matar a revolução, mas isto só iríamos descobrir na tardia década de 1980. E Trotsky, a prova viva desta verdade, teve de desaparecer pois sua própria existência, mesmo vivendo no distante México, era a denúncia da impostura que Stalin não podia suportar.
Uma leitura imprescindível para quem quer compreender a história de um sonho naufragado. Para quem é de direita, para quem é de esquerda ou simplesmente para quem adora uma boa história. Aprecie sem moderação.


Postado por Marcio Acselrad
Em 1/8/2015 às 13h54


Mais Blog de Marcio Acselrad
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Energia - Coleção Viva Ioga
Peter Falloon-goodhew
Publifolha
(2003)



Bello and Bolívar - Poetry and Politics in the Spanish American Revolu
Antonio Cussen
Cambridge University Press
(2009)



Ornamento e Modernismo
Marcos Moraes de Sá
rocco
(2005)



Lila e o Segredo da Chuva
David Conway
Biruta
(2010)



Como Nascem as Florestas
Eliana Mariz Câmara Santanna
Miguilim
(1999)



O Caminho da Habilidade
Tarthang Tulku
cultrix
(1978)



É Fácil Fotografar Em Cores Com Agfacolor
João Koranui
Iris
(1960)



Revista Seleções Março de 2003
Readers Digest
Readers Digest
(2003)



Almas Em Redenção
Alexandre Luiz Rampin
Ide
(1998)



Mistério na Morada do Sol - 12° Edição
Isa Silveira Leal
Moderna
(1983)





busca | avançada
51984 visitas/dia
2,0 milhão/mês