CANAÃ - A Terra Prometida | Blog de Dinah dos Santos Monteiro

busca | avançada
74821 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
BLOGS >>> Posts

Segunda-feira, 28/9/2015
CANAÃ - A Terra Prometida
Dinah dos Santos Monteiro

+ de 1600 Acessos

Nestes últimos meses tenho acompanhado pela TV uma novela que muito me tem levado a pensar sobre os nossos líderes religiosos atuais e as respostas para as minhas indagações eu as tenho encontrado na Bíblia Sagrada. Entre os povos antigos a religião tinha uma grande importância. A maioria deles acreditava na existência de seres superiores aos humanos, os deuses. Esses povos representavam seus deuses sob forma humana, animal ou antropozoomórfica (seres com uma parte humana e outra animal ). O desenvolvimento do monoteísmo entre os hebreus relacionou-se com um longo processo de mudanças no modo de vida desse povo. Na base da crença em um único deus estava a ideia de que os hebreus eram o povo escolhido por seu deus, que teria prometido a eles o domínio sobre a Terra de Canaã (Canaã, Terra baixa. Nome que se deu à parte baixa da costa Palestina para distingui-la da parte montanhosa do país), região hoje chamada de Oriente Médio.

Os arqueólogos acreditam que os hebreus eram originários da Mesopotâmia e que, entre 2.000 e 1.200 a. C. eram um povo nômade, que teria se deslocado por diferentes regiões da Ásia e da África. Organizavam-se em grupos de grandes famílias, cada uma delas comandada por um ancião, tal período foi denominado Patriarcal.

Na Bíblia Sagrada, no livro de Gênesis, os capítulos 12 a 50 delineiam as origens do povo de Israel. São relatos que falam de todo um ideal de salvação através de um único Deus, que se desenvolve sistematicamente na história religiosa da vida daqueles homens que colocaram tudo o que eram e tinham à disposição desse Deus. Quem nunca ouviu falar, contar ou leu sobre Abraão, Isaque e Jacó. Estes foram homens exemplos clássicos de obediência a um Deus no qual acreditavam existir. No livro de Gênesis, capítulo 12, versículo 1, lemos que esse Deus dá uma ordem específica a Abrão: "Sai-te da tua terra e da tua parentela". Abrão deveria renunciar a vida que construira, a sua comodidade e a muitas outras coisas as quais ele muito valorizava. No Novo Testamento Jesus disse: "Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo...". Isto foi o que Abrão fez. Ele deixou a sua terra e a sua parentela para seguir a Deus. A história de Abrão faz parte do Velho Testamento, mas no Novo Testamento essa velha história continua.

Deus faz três promessas a Abrão. Primeiro promete-lhe uma terra, mas esta deveria ser vista também na sua dimensão espiritual, pois seria um centro de difusão da salvação para o mundo inteiro. Que maravilha saber que eu já estava nos planos de Deus. Em segundo lugar Deus promete-lhe uma descendência. A sua descendência se tornaria uma grande nação. A terceira promessa é que através dele todas as famílias da terra seriam benditas. As duas primeiras promessas logo se cumpriram, mas a promessa de benção sobre as nações só viria a se cumprir num futuro bem distante. Isto aconteceu com a chegada do Messias, na pessoa de Jesus Cristo.

Abrão era uma pessoa comum, com uma história cheia de momentos maus e bons. Aos olhos de quem o conhecia ele não era ninguém especial. Mas porque então Deus o escolheu? A resposta está na fé de Abrão em um Deus que não podia ser visto ou tocado. Isto fez com que Deus o escolhesse como o alicerce de uma nova humanidade.

Abrão, conforme a vontade de Deus teria que deixar sua casa e parentela para ir para uma terra longínqua e estranha. Então, ele abandona sua nação e começa indo de um lugar para o outro com sua família e rebanhos, tendo muitas vezes que se desviar de povos hostis que encontrava pelo caminho.

Deus promete a Abrão a terra de Canaã e lhe concede uma visão do prometido. "Ergue os olhos e olha desde onde estás para o norte, para o sul, para o oriente e para o ocidente; porque toda essa terra que vês, Eu te darei, a ti e a tua descendência, para sempre." Deus diz a Abrão: "Anda em minha presença e sê perfeito — para que a terra de Canaã não vos vomite". A conduta errada o levaria a ser "vomitado" da Terra Prometida. Deus lhe garante que a terra é boa. Ela "mana leite e mel". A hipérbole mostra que Canaã era terra de fartura.

Abrão e Sarai sua esposa, já bem avançados em idade, não esperavam mais ter filhos, a que descendência estaria então Deus se referindo? Era obrigação da época quando a esposa não concedia filhos ao marido ela, a esposa, podia oferecer uma serva ao marido para que ela concebesse em seu lugar. Assim, nasce Ismael, o primeiro descendente de Abrão.

Alguns anos depois do nascimento de Ismael lemos no Livro de Gênesis, capítulo 17, versículo 5, que Deus muda o nome de Abrão para Abraão. Porque a mudança? Também Sarai deixou de se chamar Sarai e passou a ser Sara. Bem, o fato aqui é que Deus anuncia que o pacto firmado com Abrão (a nova aliança da Promessa) diz respeito a toda uma descendência tipificada por Sara e Isaque, mas e Isaque?

Anos depois do nascimento de Ismael Deus concede a Sara a graça de ser mãe, nasce Isaque, o herdeiro da Promessa: "... Sara, tua mulher, te dará um filho, e lhe chamarás Isaque; estabelecerei com ele a minha aliança, aliança perpétua para a sua descendência. Quanto a Ismael, Eu te ouvi: abençoá-lo-ei, fá-lo-ei fecundo e o multiplicarei extraordinariamente; gerará doze príncipes, e dele farei uma grande nação." Embora os descendentes de Ismael não pertençam a linhagem da Promessa, Deus não os deixou de fora. "As leis da época, reveladas nos Tabletes de Nuzi, indicam não só o fato de que o filho da esposa tinha precedência sobre o filho da escrava no caso de herança, mas também que o filho da serva não podia ser expulso depois do nascimento do filho da esposa. Deus desfez os receios de Abraão, asseverando-lhe que Isaque era, realmente, o continuador da linha genealógica da benção prometida." (Rodapé pág. 26 — Bíblia Shedd)

O resultado de Sarai prover uma serva para dar filho ao seu marido Abrão deu origem ao surgimento, através de séculos, da discórdia na política do Oriente Médio, mediante a descendência de Ismael. Todos os árabes que aceitam a doutrina maometana alegam descender de Ismael.



Aqui vimos, em síntese, a essência da Aliança que Deus fez com Abraão e sua descendência. Os israelitas (povo escolhido de Deus), ao sairem do Egito, sonhavam chegar à terra que manava leite e mel, a Terra Prometida, mas sua desobediência destruiu este sonho. Tanto no passado como no presente, para chegarmos a Canaã, a Terra Prometida, devemos pautar a nossa vida conforme as exigências divina. "Ao longo dos séculos, Deus escolheu diversas maneiras de se revelar ao homem: a criação, os profetas e os escritos do Antigo Testamento. Mas sua autoexpressão completa e final culminou em seu filho, Jesus. A obra de Cristo coloca Deus, pela fé, ao alcance de todos os que Nele creem. ... nós somos sua habitação e sua obra de arte." (Bíblia Sagrada — comentário, pg. 1226).


Postado por Dinah dos Santos Monteiro
Em 28/9/2015 à 00h22


Mais Blog de Dinah dos Santos Monteiro
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




AMANHÃ É OUTRO DIA
J. M. SIMMEL
CÍRCULO DO LIVRO
(1988)
R$ 6,90



ARTE NOS SECULOS 77
ABRIL CULTURAL
ABRIL
R$ 6,90



VAGAS ESTRELAS - AUTOGRAFADO
CHICO DONATO
CORRIOLA
(1985)
R$ 15,00



PAPEIS AVULSOS 1
MACHADO DE ASSIS
GLOBO
R$ 12,00



FUGA DA BIBLIOTECA DO SR. LEMONCELLO
CHRIS GRABENSTEN
BERTRAND BRASIL
(2016)
R$ 22,50



SONHOS D´OURO
JOSÉ DE ALENCAR
EDIGRAF
R$ 8,75



CADERNO JURÍDICO: ANO I N.1 - ABRIL 2001
VÁRIOS AUTORES
IMPRENSA OFICIAL
(2001)
R$ 15,00



REVISTA COCAR PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO VOL 1Nº 1
VÁRIOS AUTOR
UEPA
(2007)
R$ 25,00



PLANEJAMENTO E PROJETOS 8607
NILSON HOLANDA
APEC
(1975)
R$ 17,00



UM EXEMPLO DE OFICIAL
MARIA DE LOURDES COSTA DIAS REIS
BH
(2013)
R$ 6,90





busca | avançada
74821 visitas/dia
1,8 milhão/mês