Em 2016 conserte a sua calçada... | Blog de Eduardo Pereira

busca | avançada
44941 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
BLOGS >>> Posts

Sábado, 2/1/2016
Em 2016 conserte a sua calçada...
Eduardo Pereira

+ de 800 Acessos

Há muito o que fazer para que 2016 seja um ano melhor. O problema, é que achamos que só o governo pode fazer alguma coisa. A começar os casais, em particular os mais jovens, poderiam ter um filho. Um filho que não haviam pensado. Portanto se desejavam ter dois, que sejam três. Os planos podem ser outros: um carro, uma viagem ou um MBA no exterior, e esse filho — um filho gerado - pode mudar tudo, mas mantenho o meu conselho.

Já se fala - ainda que timidamente — da preocupação de Economistas, Demógrafos e Governos, sobre o envelhecimento populacional, mas com enfoque muito grande nas aposentadorias. Há um grande receio de estudar mais a sério, o benefício de um verdadeiro baby boom daqui a 9 meses.

Por outro lado, arrancam os cabelos com a possibilidade do clima no planeta aumentar em 1 ou 2 graus até 2100, algo que, para muitos cientistas sérios (ignorados pela imprensa) é altamente discutível.

Mas o envelhecimento da população não é discutível. Em 2011, um padre italiano, foi visitar seu país natal, e me disse que ouviu tocar o sino da Igreja da pequena cidade onde estava, em um horário inusitado. Era porque havia nascido uma criança.

Eu preciso fazer essas contas, mas quantos empregos geram um bebê? Imaginem: um pais com taxa de natalidade de 1,81, passasse a ser de 2,81, causaria um alvoroço nas fábricas de fraldas, e com contratações de empregados! A indústria moveleira, precisaria se mexer para fabricar mais berços (Greenpeace, fique fora dessa conversa! )....e mais gente trabalhando.

Continuemos...

A construção civil não ficaria de braços cruzados, e precisaríamos de "mais médicos"...Opa ! essa expressão está deturpada, na verdade precisaríamos de "mais pediatras" ( melhor assim...). As escolas não estariam fechando, na verdade seriam abertas novas: particulares e públicas...

Eu falei em públicas? Caro leitor, à essa altura, a arrecadação de impostos já estaria aumentando, e as únicas pedaladas, seriam das crianças com seus brinquedos novos. Preciso repetir que a cada parágrafo, estamos "contratando" mais profissionais ? Portanto, não preciso me alongar falando do impacto na indústria automobilística, de entretenimento, de festas e eventos, de roupas infantis, alimentos. E não precisamos esperar mais 84 anos : muito do que descrevi, acontece em menos de cinco anos.

As famílias poderiam também assumir as rédeas deste país. Os cidadãos brasileiros sem medo de dizer o que pensam, porque a liberdade de expressão, não é exclusivo de ativistas gays e feministas, que não têm o direto de criminalizar quem pensa diferente.

A ciência poderia se libertar das ideologias e ser livre para pesquisar, desde que respeitasse a vida, pois se há quem se escandalize que cães sejam cobaias para indústria de cosméticos e até de medicamentos, não é possível não se importar que seres humanos sejam gerados para serem descartados como lixo em pesquisas de laboratório. Sejam quais forem essas pesquisas.

Que haja uma nova luz sobre as discussões sobre o racismo. A começar por parar de acusar o povo brasileiro de racista, coisa que pouca gente tem coragem de discordar, mas sabemos no íntimo, que essa afirmação é ideológica e visa gerar dividendos políticos, a partidos, Ongs e classes artísticas, não correspondendo ao verdadeiro sentimento do brasileiro. O negro para essas pessoas e entidades, não passa de um degrau, um trampolim.

Muito mais eficaz do que falar em "igualdade racial" é falar que Deus nos fez diferentes, para que nos amássemos através das diferenças.

Igualmente, precisamos enfrentar sem medo, essa onda de "vitimização" da mulher, que também está a serviço de um projeto político\ideológico. Estamos num país de 200 milhões de habitantes, a grosso modo, 100 milhões de mulheres. O fato de termos números absolutos elevados de violência doméstica, não significa que exista uma mulher sendo agredida em cada lar, em cada esquina.

Pior ainda, essa afirmação — baseada numa pesquisa mequetrefe! — de que a sociedade brasileira, acha que mulher de saia curta mereça ser estuprada. Homens e mulheres do Brasil, não desejam isso, não pensam assim.

A superexploração dos casos de violência contra a mulher, faz parte do tal projeto de "empoderamento" feminista, que visa criar um clima de comoção popular que facilite a implantação política do aborto no Brasil e da ideologia de gênero nas escolas, que pretende masculinizar meninas e efeminar meninos, com o argumento de que homens, "libertados de estereótipos de gênero" ( tradução: perder a sua masculinidade ), jamais agrediriam mulheres no futuro.

Transformaram a masculinidade em um problema e o homem em um inimigo potencial da mulher. Os pais não sabem disso e pensam que essa porcaria é uma coisa boa.Precisamos sim, é discutir a natureza masculina e a natureza feminina e reformar o ensino de modo a respeitar as características de cada sexo — e não gênero — tendo em conta que o ensino nas últimas décadas, negligenciou o sexo masculino.

Que pessoas que creditam em Deus, não em um "deus etéreo", que povoa na mente de muitos artistas movidos a hedoísmo e cannabis, que tudo permite e nada pede, mas nesse Deus real, que faz parte da Fé e da cultura sólida de tantos países cristãos da Europa, das Américas, mas também de muitos países da África, Ásia e Oceania, essas pessoas, em particular no Brasil, não se sintam intimidados e afastados do debate politico. Que não aceitem os rótulos que lhe são impingidos e falem com firmeza, pois são cidadãos, pagam impostos, e tem o direito de participar dos rumos deste pais.

É preciso lembrar quer os laicos, têm suas crenças e valores - caracterizados pela demagogia social, racial e sexual, pelo hedonismo, individualismo, intolerância, mentira e homicídio - e eles os levam no debate politico. Os cristãos também tem os seus valores, e têm o direito de fazer o mesmo, pois não devem ficar restritos em seus lares, mas atuar fortemente na esfera pública.

Para concluir, mais um conselho: consertem as suas calçadas em 2016. As calçadas deste país estão quebradas e sujas. Não penso apenas em idosos ou cadeirantes - parece que tudo neste país, tem que ser pensado em prol de um grupo social eternamente vitimado - mas em cada cidadão.

Essas calçadas de todo o país, que parecem pequenos aterros sanitários, causam a impressão de que o povo brasileiro não se importa com o que acontece fora da sua porta de casa. Não há desculpa para pobre ou rico, para casa própria ou alugada, nem para imóveis comerciais, industriais, ou terrenos baldios.

De quebra, a calçada reformada, afasta o lixo. A calçada para uma cidade confere dignidade. São como sapatos novos em uma pessoa. Imagina uma pessoa bem vestida e com sapatos gastos, sujos, furados ?

Há muito mais do que pensar, além de que alguém pode cair ao caminhar por elas, embora isso seja suficientemente grave. Acreditem: reformar as calçadas, será um gesto cultural e politico de grande impacto neste país. Mudará a nossa paisagem, aumentará a nossa auto-estima, e significará que assumimos as rédeas do nosso pais.

Do Governo, espero muito, mas é outra conversa. Já falamos tanto esse ano! Fico com as palavras de uma jovem comerciante que ao ouvir de mim que o governo nos causou muitos problemas em 2015, me respondeu:

"Foi o povo que causou. O povo colocou esse governo no poder. O povo pode tirar"

Concordo. Feliz 2016 !



Postado por Eduardo Pereira
Em 2/1/2016 às 16h20


Mais Blog de Eduardo Pereira
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CHOBITS VOL 8
CLAMP
JBC
(2000)
R$ 4,90



PASSE NA OAB 2A FASE - QUESTOES E PECAS COMENTADAS - TRABALHO
MARTHA MACEDO SITTONI, MARCELO HUGO DA ROCHA
SARAIVA
(2012)
R$ 20,00



A ÚLTIMA CAÇADA DE KRAVEN
MARVEL
MARVEL
(2004)
R$ 20,00



DIRETORES BRASILEIROS - O CINEMA E A CONSTRUÇÃO DE CONTRA-HISTÓRI
JOÃO BATISTA DE ANDRADE
CCBB
R$ 26,82



HISTORIA Y ANTOLOGIA DEL PENSAMIENTO ECONOMICO: ANTIGUIDADE Y EDAD MED
JESUS SILVA HERZOG
FONDO DE CULTURA ECON
(1945)
R$ 26,28



O RELATÓRIO HITE - UM PROFUNDO ESTUDO SOBRE A SEXUALIDADE FEMININA
SHERE HITE
DIFEL
(1978)
R$ 10,00



SISTEMAS DAS CONTRADIÇÕES OU FILOSOFIA DA MISÉRIA
PIERRE- JOSEPH PROUDHON
ICONE
(2003)
R$ 40,00



UM AMIGO DA FAMÍLIA
LISA JEWELL
RECORD
(2006)
R$ 10,00



A PORTA DAS SETE CHAVES
EDGAR WALLACE
EDIOURO
(1983)
R$ 5,70



HISTÓRIA DO BRASIL
LUÍS CÉSAR AMAD COSTA E LEONEL ITAUSSU A. MEL
SCIPIONE
(1994)
R$ 5,90





busca | avançada
44941 visitas/dia
1,3 milhão/mês