Cegueira | Blog de Marco Garcia

busca | avançada
48334 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Residência Artística FAAP São Paulo realiza Open Studio neste sábado
>>> CONHEÇA OS VENCEDORES DO PRÊMIO IMPACTOS POSITIVOS 2022
>>> Espetáculo 'Figural', direçãod e Antonio Nóbrega | Sesc Bom Retiro
>>> Escritas de SI(DA) - o HIV/Aids na literatura brasileira
>>> Com Rincon Sapiência, Samanta Luz prepara quiche vegana no Sabor & Luz
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
>>> Sem chance
>>> Imcomparável
>>> Saudade indomável
>>> Às avessas
>>> Amigo do tempo
>>> Desapega, só um pouquinho.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> As mulheres e o futebol
>>> São Luiz do Paraitinga
>>> Discurso de William Faulkner
>>> Road Warrior
>>> O crime da torta de morango
>>> PT saudações
>>> Oscar Wilde, dândi imortal
>>> 30 de Novembro #digestivo10anos
>>> Uma história do Jazz
>>> Quando morre uma paixão
Mais Recentes
>>> 20 Dias no Mundo dos Mortos ou 20 Dias no mundo da Outra Vida de Jorge Adoum pela Fund Cultural Avatar (1991)
>>> As brumas de Avalon 3 o gamo-rei de Marion Zimmer Bradley pela Circulo do livro (1992)
>>> Administração de Produção e de Operações - edição. compacta de Henrique L Corrêa; Carlos A Corrêa pela Atlas (2013)
>>> A Irmandade dos Sete Raios de Rodrigo Romo pela Madras
>>> Pai, Um Homem de Valor de Hernandes Dias Lopes pela Voxlitteris (2008)
>>> Volume 1: Terapia Artística - Introdução aos fundamentos da pintura terapêutica de Paul Von der Heide pela Antroposófica (1987)
>>> A Espiritualidade dos Animais de Marcel Benedeti pela Mundo Maior (2008)
>>> Os Ensinamentos dos Essênios de Edmond Bordeaux Szekely pela Pensamento
>>> O Diário da Princesa de Meg Cabot pela Galera Record (2007)
>>> Crescendo hush hush de Becca Fitzpatrick pela Intrinseca (2011)
>>> Quando é Preciso Ser Forte de De Rose pela Egrégora (2014)
>>> O Livro das Letras de Lawrence Kushner pela Madras (2002)
>>> Marley e eu de John Grogan pela Prestigio (2006)
>>> Marina de Carlos Ruiz Zafon pela Suma (2011)
>>> A Sombra do Vento de Carlos Ruiz Zafón pela Objetiva (2004)
>>> Minha vida como traidora de Zarah Ghahramani pela Ediouro (2009)
>>> A menina que roubava livros de Markus Zusak pela Intrinseca (2011)
>>> Uma longa jornada de Nicholas Sparks pela Arqueiro (2013)
>>> O leopardo de Jo Nesbo pela Record (2014)
>>> A livraria 24 horas do Mr. penumbra de Robin Sloan pela Novo Conceito (2013)
>>> Luxuria de Judith Krantz pela Record
>>> O Simbolismo do Corpo Humano de Annick de Souzenelle pela Pensamento
>>> O livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Best bolso (2009)
>>> O Hobbit de J R R Tolkien pela Martins Fontes (2012)
>>> A herdeira livro 4 serie a seleção de Kiera Cass pela Seguinte (2015)
BLOGS >>> Posts

Quarta-feira, 27/1/2016
Cegueira
Marco Garcia

+ de 5500 Acessos

por Angela Veloso*

Recentemente o cenário musical perdeu mais um dos seus grandes ícones. A morte do cantor inglês, David Bowie, abalou os fãs e até mesmo aqueles que mal conheciam sua trajetória musical.

Confesso que não era sua fã e muitas vezes não associei sua música ao seu nome, mas conhecia e até cantarolava algumas delas, por total influência de uma amiga que é sua profunda admiradora.

Fato é que a morte de Bowie e as inúmeras notícias publicadas sobre o assunto, em todos os veículos de comunicação, me levaram a conhecer sua última canção, apresentada em um videoclipe semanas antes de sua morte, o que muitos apontaram como uma despedida em vida.

A canção que encerra sua carreira chama-se Lazarus, uma menção ao personagem bíblico Lázaro, segundo a Bíblia, um homem que estava morto e foi ressuscitado por Jesus depois de quatro dias de sua morte.

O clipe é angustiante, o músico está em um quarto sombrio, preso numa cama. Seus olhos estão vendados com uma faixa de curativos e demarcados por círculos negros. A cena é de um sofrimento que nos prende a respiração e me fez pensar durante dias a respeito da dor que cada um de nós esconde sob nossas frágeis ataduras e sobre a cegueira que nos abate e imobiliza.

Sentimento igual tive apenas em outras duas oportunidades. Há algum tempo li um livro de José Saramago “Ensaio sobre a cegueira”, que relata a história de uma cidade tomada por uma doença que contamina todos os moradores levando-os à cegueira total, porém, apenas um deles continua a enxergar.

Sofreram muito os que estavam cegos, porém sofria mais ainda aquele que continuou ver o que acontecia ao seu redor: a miséria humana que impregnou aquele lugar, levando as pessoas a um comportamento quase que animal. O ver quando ninguém mais o podia fazer era o tormento diário do personagem de Saramago.

Tão sombria e assustadora quanto a cegueira descrita por Saramago era também a da personagem do filme de Lars Von Trier “Dançando no Escuro”. Selma, interpretada por Bjork, sofria de uma doença hereditária que a fez perder a visão, mesmo destino que teria seu filho caso não fosse submetido à uma cirurgia.

A busca da personagem pela cura para o filho e os desdobramentos dessa história denunciaram uma cegueira, não a da personagem, mas uma cegueira social, daqueles que a julgaram e a condenaram levando-a à morte.

E é aí que Saramago, Bowie e Von Trier se entrelaçam e me faz pensar na cegueira de cada um de nós. Quando não estamos enxergando além das nossas próprias feridas, quando deixamos de enxergar pelos olhos do outro, quando perdemos a visão de nós mesmos.

Quando não agimos diante do que acreditamos tornamo-nos Bowie na cama de um hospital, provavelmente instalado na cidade descrita por Saramago e nos deixamos julgar pelo mesmo júri que sentenciou a morte de Selma.

Em dado momento de sua música David Bowie desabafa: “Tenho cicatrizes que não podem ser vistas” e José Saramago nos arrebata: “Só num mundo de cegos as coisas serão o que verdadeiramente são”, porém é e a personagem de Lars Von Trier que no auge de seu sofrimento nos comove de maneira esperançosa: "They say it's the last song; They don't know us, you see; It's only the last song; If we let it be" (em português, Eles dizem que essa é a última canção, eles não nos conhecem, sabe. É apenas a última canção, se deixarmos que seja”.

O desejo de hoje é que a cegueira não nos contamine e que tenhamos tempo para mais uma canção.

*Texto gentilmente cedido pela autora. Angela Veloso é jornalista, mora em São Paulo.


Postado por Marco Garcia
Em 27/1/2016 às 22h27


Mais Blog de Marco Garcia
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Auditoria de Recuso Humanos
Angela Busse e Simone Manzoki
Ibpex
(2011)



Guias Praticos de Enfermagem - Geriatria
Isidoro Ruipérez / Paloma Llorente
Mc-graw-hill
(2000)



Guerra Civil 6ªreimpressão(2016)
Stuart Moore, Will Conrad, Michele Macculloch
Novo Século
(2014)



O último Encantamento
Mary Stewart
Best Seller



A equação de Deus
Corey S. Powell
ARX
(2005)



Lives of the Poets: Six Stories and a Novella
E. L. Doctorow
Avon Fiction
(1984)



Onze Minutos
Paulo Coelho
Rocco
(2003)



Augusto Rodrigues - 50 Anos de Arte: a Arte Como uma Anotação do Cotid
Jacob Klintowitz
Raizes
(1980)



Forez Velay
Lous Pize
B Arthaud
(1953)



Psiquiatria Em Face da Reencarnação
Dr. Inácio Ferreira
Feesp
(2011)





busca | avançada
48334 visitas/dia
1,6 milhão/mês