Garganta profunda | Blog de Renato Alessandro dos Santos

busca | avançada
59843 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Pousada e Recanto dos Pássaros – Sítio Vô Elias Maffei
>>> Coreógrafa carioca Esther Weitzman ministra oficina gratuita de dança no Sesc Santana
>>> Caleidos apresenta “Entrevista” para gestores e professores da rede pública de São Paulo
>>> É HOJE (30/9): Mostra Imaginários no Cine Bijou
>>> Etapa apresenta concerto gratuito da Camerata Fukuda com o violinista Ricardo Herz
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
>>> Casos de vestidos
>>> Elvis, o genial filme de Baz Luhrmann
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
Colunistas
Últimos Posts
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
Últimos Posts
>>> Cabelos brancos
>>> Liberdade
>>> Idênticos
>>> Bizarro ou sem noção
>>> Sete Belo
>>> Baby, a chuva deve cair. Blade Runner, 40 anos
>>> Conforme o combinado
>>> Primavera, teremos flores
>>> Além dos olhos
>>> Marocas e Hermengardas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> 50 anos de Bossa Nova
>>> O humor da Belle Époque
>>> 24 de Março #digestivo10anos
>>> Lendo Virgílio, ou: tentando ler os clássicos
>>> Introdução ao filosofar, de Gerd Bornheim
>>> Kindle DX salvando os jornais?
>>> A Casa de Ramos
>>> Reconhecimento
>>> A hora exata em que me faltaram as palavras
>>> Salão do Livro para crianças
Mais Recentes
>>> Fator de Enriquecimento de Paulo Vieira pela Gente (2016)
>>> Treinamento de Líderes Voluntários de Silvino J Fritzen pela Vozes (1982)
>>> A Sentence of Life de Julian Gloag pela World Books (1967)
>>> Amanhã é Natal de Liene Collaço Paulo pela Do Autor (1997)
>>> Pequenas Quinquilharias para Colecionadores Precoces de Liluah pela Saint Germain (2002)
>>> Dogsong de Gary Paulsen pela Aladdin (1985)
>>> A Vantagem Competitiva das Nações de Michael E. Porter pela Campus (1990)
>>> Sexo e Obsessão de Divaldo Pereira Franco pela Leal (2004)
>>> Sinfonia dos Animais Noturnos de Lourenço Cazarré pela Artes Ofícios (1994)
>>> Seja Feliz, Meu Filho! de Içami Tiba pela Gente (1995)
>>> Pai sem Computador de Amilcar Neves pela Atual (1993)
>>> Vinhedo das Vontades de Eduardo Dall Alba pela Iel (2000)
>>> Adoro Problemas de Michael Moore pela Leya Casa da Palavra (2011)
>>> O Mecanismo da Vida Consciente de Carlos Bernardo Gonzáles pela Logosófica (2002)
>>> S. Rita de Cássia de L. de Marchi pela Paulinas (1979)
>>> E o Nilo Continua... de Carmen Annes Dias Prudente pela Melhoramentos
>>> Nova Lei de Falências de Emilio Sabatovski Iara P Fontoura pela Juruá (2005)
>>> A Vida e o Amor Meninas 3 a 8 Anos Meninos e Jovens de Bernardette Delarge Doutor Emin pela Rideel
>>> Contos e Cânticos de Felicidade de A Bogaz e M Couto pela Escala
>>> Simbologia Braille de Geisa Leticia Kempfer Bock pela Dioesc (2013)
>>> Nem Sempre Verdade Nem Tanto Folclore de Pedro Sampaio pela Do Autor (2007)
>>> Rumo ao Sucesso - a Jornada de Us1 Bilhão da Phison... de Ks Pua pela Age (2012)
>>> A Hora - uma Revolução na Imprensa de Lauro Schirmer pela L&pm (2000)
>>> Feng Shui - o Livro das Soluções de Nancilee Wydra pela Pensamento (2000)
>>> Fragmentos Revista Vol 1 Nº 1 de Universidade Federal de Santa Catarina pela Ufsc (1986)
BLOGS >>> Posts

Sábado, 30/1/2016
Garganta profunda
Renato Alessandro dos Santos

+ de 4100 Acessos

Dusty Springfield não tem seu nome reconhecido por todo mundo que gosta de música, como eu e você. Minha sorte foi ler a crítica sobre os álbuns Dusty in Memphis (1969) e A girl called Dusty (1964) no 1001 discos para ouvir antes de morrer, livro que além de edulcorar a estante de CDs e discos de vinil traz sugestões do que vale a pena ouvir por aí.

Dusty brigou com meio mundo por causa de seu álbum Dusty in Memphis, seu debute. O processo de produção de um disco não é uma junção de elementos reunidos à toa ou à base de sorte, pois um produtor musical de talento sabe os botões que tem de apertar. Dusty Springfield brigou com esse cara, com o cara dos arranjos, com o porteiro, com o faxineiro, com a loira do banheiro, com Deus, com o mundo. Uma artista que tem consciência do que é capaz de fazer e que, por isso, não arreda o pé, não é, diz, uma pessoa para se respeitar? Deu no que deu: os admiráveis Dusty in Memphis e A girl called Dusty, como você já sabe, foram parar no meio dos 1001 discos e, por isso, estamos aqui, eu e você, na peleja com este texto.

Vamos ignorar os discos dela dos anos 1980 em diante, porque, mais do que um trabalho de maturidade, o que há ali são algumas moedinhas jogadas à toa na fonte da juventude; à toa porque secou. Melhor lembrar de Dusty Springfield nos anos 1960, quando fez de sua música um convite para ouvi-la, enquanto na cabeça de quem a ouve um carrossel de parque de diversões fica rodopiando, rodopiando...

Difícil não incluir algumas contas de vidro dessa intérprete de soul, rock e pop no dia a dia, como “Son of a preacher man” (talvez sua canção mais conhecida), “Mockinbird”, “I only want to be with you”, “He’s got something”, “What do you do when you love”, “Don’t forget about me”, “Breakfast in bed” e, finalmente, a comovente “Goin’ back”, que deve ter sido feita para marejar de lágrimas o chão onde rolam os fãs de Dusty. É uma canção que fala de olhar para trás com o arrependimento que, decerto, toma conta desse cérebro onde relâmpagos cintilam acima dos ombros seus, leitor.

Pena descobrir que Dusty Springfield não conseguiu fazer o câncer de mama beijar a lona, derrotado. Era dois de março de 1999. Dona Morte só podia estar de brincadeira… Certo é que ela é dona de uma dessas vozes que enchem a sala toda, como cabe a uma garota de talento como ela. Tomara que o tempo dê o lugar que ela merece na Quadrilha das Gargantas Profundas, esse clube fechado onde vozes de veludo como E_ _ a James, _l_a Fitzge_ald, Aret_ _ Franklin e Am_y Whinehouse fazem a festa.
+++
Ilustração de Thaís Alberti; texto publicado originalmente no site Tertúlia


Postado por Renato Alessandro dos Santos
Em 30/1/2016 às 16h09


Mais Blog de Renato Alessandro dos Santos
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Grande Esperança
Ellen G. White
Casa Publicadora Brasileira
(2012)



A Paternidade Faz a Diferença
Wilmer Bottura Junior
Gente
(1994)



Através do Espelho
Jostein Gaarder
Cia das Letras
(2012)



O Desenvolvimento Econômico Brasileiro / 15ª Ed - Confira !!!
Argemiro Jacob Brum
Vozes
(1995)



Kairós
Padre marcelo Rossi
principium
(2013)



Altíssima Pobreza
Giorgio Agamben; Selvino J. Assmann
Boitempo
(2014)



As Formas do Conteúdo
Umberto Eco
Perspectiva
(1974)



Produtividade no Brasil: a Chave do Desenvolvimento Acelerado
Mckinsey Adapt Mirian Leitão
Campus
(1999)



Livros - Cochichos e Sussurros - Contos
Edson Gabriel Garcia
Atual
(1988)



Pequenas Historias da Vila Galvão
Vicência Purificação Fernandes
Própria
(2002)





busca | avançada
59843 visitas/dia
2,0 milhão/mês