Obstinação | O Equilibrista

busca | avançada
42220 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
BLOGS >>> Posts

Quinta-feira, 31/3/2016
Obstinação
Heberti Rodrigo

+ de 600 Acessos

Meu post anterior, Contagem Regressiva, vem sendo reescrito há 3 dias. Durante uma das releituras lembrei de haver enviado a alguns amigos as palavras do escritor alemão Hermann Hesse. Como há um forte vinculo de idéias entre o texto que Hesse escreveu e Contagem Regressiva, resolvi, então, transcrevê-lo:


"Existe uma virtude - e só uma - a que muito amo: - a obstinação. Não atribuo o mesmo valor a todas as virtudes de que falam os livros e os professores. Entretanto, poderíamos abranger sob uma só palavra todas as virtudes inventadas pelo homem. Virtude é - obedecer! Toda a questão está em sabermos a quem obedecer...Também a obstinação é obediência. Mas todas as outras virtudes, tão estimadas e decantadas, são obediência a leis feitas pelos homens. Só a obstinação é que não dá a menor importância a tais leis... O obstinado obedece a outra lei, a uma lei única, absolutamente sagrada: - à lei em si mesma, ao sentido (Sinn) de seu próprio ser (des Eigenen).

Mas tomemos a palavra em seu sentido literal! Literalmente, que quer dizer "obstinação" (Eigensinn)? Significa que alguém tem seu sentido próprio, sua marca pessoal (eigenen Sinn). Ou não será isso?

Na verdade, tudo quanto existe sobre a terra tem seu "sentido próprio" (eigenen Sinn). Sim, todas as coisas o têm. Cada pedra, cada folha de grama, cada flor, cada arbusto cresce; cada animal vive, age e sente prefeitamente de acordo com seu "sentido próprio". É exatamente devido a isso que o mundo é tão bom, rico e belo. Se existem flores e frutos, carvalhos e bétulas, cavalos e galinhas, estanho e ferro, ouro e carvão, tudo isso resulta única e exclusivamente do fato de cada coisa, por mínima que seja, trazer em si mesma, dentro do universo, o seu "sentido", o seu selo, sua lei própria, e segui-la sempre de maneira total e inexorável.

Na terra só existem dois pequenos e desditosos seres aos quais não é concedido seguir esse apelo eterno; aos quais não é dado ser, crescer, viver e morrer sempre do modo como lhes impõe seu "sentido próprio" e inato. São o homem e o animal.

Só o homem e os animais por ele domesticados são condenados a seguir não a voz da vida e do progresso e, sim, leis outras, estabelecidas pelo próprio homem e por ele mesmo sempre, de tempos em tempos, alteradas ou violadas. É exatamente isso o que há de mais estranho: aqueles poucos homens que desrespeitam as leis arbitrárias para seguirem suas próprias leis naturais - são na maioria das vezes condenados e apedrejados para, depois, serem eles, precisamente eles, para sempre homenageados como heróis e libertadores!

(...) Pois bem. "Trágico" outra coisa não designa senão o destino do herói. Exatamente porque o herói se obstina em romper com as leis com que tentam sufocá-lo. E prossegue tenaz, em busca de sua própria estrela.

Por isso e somente por isso, amplia-se e abre-se sempre mais em direção a toda a humanidade a vivência do "sentido próprio" de cada coisa. O herói trágico, o homem obstinado, está sempre a apontar aos milhões de homens "submissos", aos covardes, que a desobediência a regulamentos humanos não é mero capricho arbitrário. É a fidelidade a uma lei mais sublime e sagrada. Noutros termos: o sentido gregário exige de cada um acomodação e submissão. Mas não reserva a humanidade suas honras mais elevadas aos acomodados, aos tolerantes, aos covardes, aos dóceis. E, sim, precisamente aos rebeldes, aos obstinados, aos heróis!

(...) "Egoísmo" - dirão alguns. Só que esse egoísmo é de todo diverso do egoísmo do homem ávido de dinheiro ou fascinado pelas seduções do poder.

A pessoa possuída pela obstinação que aqui advogo não procura o dinheiro nem o poder. Não os menospreza, como o faz o fanfarrão e o altruísta hipócrita e conformado.

Ao contrário. O ouro é de pouca monta para a pessoa que se descobriu e se transformou num verdadeiro obstinado, o ouro, e também o poder, e todas as coisas em cuja busca os homens se batem e acabam por se matar. Uma só coisa, e esta elevadíssima, é a sua meta verdadeira: - é a força misteriosa que nele habita e o faz viver e o ajuda a crescer interiormente. Não pode essa força ser conservada, aumentada ou aprofundada por meio do dinheiro ou coisas semellhantes. Dinheiro e poder são invenções da falta de confiança entre os homens. Quem, no seu íntimo, não confia na força da vida; quem não a possui, necessita buscar um substituto - por exemplo, o dinheiro - para se compensar dessa carência.

Para quem confia em si próprio, para quem outra coisa não deseja senão viver pura e simplesmente o seu destino e deixá-lo seguir seu caminho, os outros sucedâneos, demasiado apreciados e de todos tão estimados, caem a um nível inferior de meros meios que é agradável ter e usar, sem que sejam, entretanto, de decisiva importância."
Hermann Hesse


Postado por Heberti Rodrigo
Em 31/3/2016 às 08h24


Mais O Equilibrista
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




SKINNER X ROGERS - - MANEIRAS CONTRASTES DE ENCARAR A EDUCAÇÃO
FRANK MILHOLLAN / BILL E. FORISHA
SUMMUS EDITORIAL
(1978)
R$ 10,00



TEMAS DA ARTE CONTEMPORÂNEA - CAIXA COM 6 VOLUMES
KATIA CANTON
MARTINS FONTES
(2010)
R$ 849,99



COMO PASSAR EM PROVAS E CONCURSOS
WILLIAM DOUGLAS
IMPETUS
(2020)
R$ 80,00



O JOGO DA CORAGEM: TESTEMUNHO DE UM LIBERAL
CLAUDIO LEMBO
CULTURA
(1979)
R$ 19,90
+ frete grátis



NO ALTO DA SERRA
ALVARO CARDOSO GOMES
ÁTICA
(2010)
R$ 9,90



E DE ESPAÇO
RAY BRADBURY
HEMUS
(1978)
R$ 19,00



HIT PARADE
LAWRENCE BLOCK
HARPER
(2007)
R$ 10,00



CHOCOLATE: DELICIOSAS Y SENCILLAS RECETAS EXPLICADAS PASO PASO
EDITORA PARRAGON
PARRAGON
(2004)
R$ 9,00



LITTÉRATURE NOTRE CIEL!
DANIEL RONDEAU
GRASSET
(1992)
R$ 24,28



BIOGRAFIA DO DR. MARIO MOURÃO - 1ª EDIÇÃO
DR. CORNÉLIO TAVARES HOVELACQUE
EDIÇÃO DO AUTOR
(1977)
R$ 11,00





busca | avançada
42220 visitas/dia
1,3 milhão/mês