Canto Infantil Nº 3: Série Vaga-lume | Daniel Aurelio | Digestivo Cultural

busca | avançada
38611 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Sexta-feira, 30/1/2004
Canto Infantil Nº 3: Série Vaga-lume
Daniel Aurelio

+ de 12100 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Tenho a convicção de que são três as séries de livros clássicas para a formação do jovem brasileiro: a "Primeiros Passos", da Editora Brasiliense; a "Para Gostar de Ler" e a "Vaga-lume", da Ática. Ocupam encorpado espaço na estante, apesar de estarem, constantemente, em muitas das minhas trips nostálgicas.

A série "Primeiros Passos" (que homenageei em texto especial para o IG nas comemorações dos 60 anos da Brasiliense) não chega a ser propriamente uma coleção infanto-juvenil, mas contribui para preservar, com uma simbiose ímpar de escrita leve e rigor teórico, os fundamentos da ciência, arte, filosofia, religião e cultura. Conhecimento que deveria fazer parte do cardápio básico do adolescente brasileiro tivesse o nosso sistema educacional um mínimo de dignidade.

"Para Gostar de ler", por sua sorte, cumpre papel similar, porém no campo literário, apresentando ao leitor em modelagem alguns dos grandes autores da literatura mundial, em contos ótimos, significativos e palatáveis. Conheci Guimarães Rosa e seu "A terceira margem do rio" no volume 10 da coleção. A minha edição possuía uma pequena entrevista com os autores, algumas delas composições in memoriam. Em outras, aprendi a "gostar de ler" o humor malandro e cínico de Stanislaw Ponte Preta. Que outra série juntaria, num mesmo exemplar, personalidades das letras tão distintas e talentosas?

A mais controversa, talvez por isso tão lida, é a série "Vaga-lume"; são mais de duas décadas cindindo educadores e especialistas em literatura. Também causa espécie nas bibliotecas públicas. Não fiz qualquer levantamento oficial, mas seguramente estão entre os livros mais registrados em listas de empréstimos. A quantidade de atrasos e apropriação indevida deles não deve ser menor.

O segredo não é nenhuma fórmula mirabolante. Quem desenvolveu seu projeto não padecia do espírito caótico do corpo diretivo da CBF. É a lógica da simplicidade. Simplicidade de um Guimarães Rosa, que usou da criatividade para chegar o mais próximo da força emocional das expressões corriqueiras. O óbvio e o sintético estão aí para nos livrar dos desvios de trajetória da arte (vide modernismo estapeia Bilac, punk deflora o progressivo, etc.). A "Vaga-lume" é isso: o recanto do singelo.

O ritmo é de thriller e os protagonistas são jovens envoltos em algum tipo de mistério. Existem algumas exceções, menos frenéticas e mais dramáticas. É recorrente o adolescente em contato com o meio urbano; e com ele suas desigualdades, idiossincrasias e alma agridoce. Algum equívoco ou certo ar inverossímil escapa (impossível agradar sempre); natural que existam oscilações de inspiração em uma série tão extensa e antiga. Acusar a "Vaga-lume" de coletânea de temas rasteiros turbinados pelo pique de aventura, entretanto, é cair na periculosidade intempestiva da pré-noção.

Fixar-me-ei no meu vaga-lume predileto: Tonico, de José Rezende Filho, em nenhuma instância pode ser taxado de uma trama escapista; nele, além da bela amizade e cumplicidade de Tonico e Carniça, podemos observar as relações sociais em sua verdade. O pernambucano Rezende Filho (falecido em 1977) deixa de lado o jeito marxista-ortodoxo de entender o mundo, com aquelas enfadonhas e ingênuas divisões macro da sociedade reguladas por aspectos exclusivamente econômicos: os ricos (burgueses maus), pobres (vítimas dos primeiros) e no meio, como estorvos a boiar anêmicos, a classe média.

Evidente que dá nojo ver celebridades e suas jóias alugadas na Ilha de Caras com tanta miséria, e ninguém duvida de que os tomos d'O Capital formem a mais aguçada e precisa análise do capitalismo de todos os tempos. Mas daí a propor uma linearidade, comportamental até, é dose. E Rezende Filho dribla, com astúcia, a saída fácil do maniqueísmo para o cenário de pobreza que cerca a enlutada família de Tonico e, na outra ponta, o menino do espírito livre Carniça. Preconceitos, intrigas, moralismo, servilismo, injustiças, cumplicidade e malandragem. Nada difere, portanto, dos sentimentos que os ricos nutrem de si e dos seus. A diferença está no estômago.

Congele a última frase. O dilema de Tonico começa aqui.

É a estética da fome de Glauber Rocha sem militância. Tonico perdeu o pai, e deveria assumir seu posto no provimento da casa. Precisava "virar homem", ainda que não passasse de um meninote. E o Carniça (garoto andante, desprendido e bom de bola), visto com péssimos olhos pela sua mãe, tornava-se, de certo modo, sua figura paterna. O modelo masculino, apesar de terem quase a mesma idade. O que Tonico precisava ser, Carniça já era. Dono do seu destino e de alguns péssimos hábitos, como o de sorver nicotina em um cilindro. Não disse nada sobre o livro, e já foi desenhado meia dúzia de perspectivas divergentes dentro da mesma esfera de convívio, sem que fosse apontado ou induzido o "caminho certo".

Tonico não é nem a loirice saltitante de Xuxa e genéricos, nem professa a lista de boas maneiras do palhaço Carequinha. Não é a MTV, nem os diretórios acadêmicos de faculdade. Rezende versa sobre a falta, mas não faz uma busca ferrenha por ela; apenas narra o desenrolar de uma vida humana, ponderando excessos e florescendo poesia de trivialidades. O livro é, sem dúvida, um dos momentos mais felizes da literatura infanto-juvenil do Brasil.

E não é um título menor da série. Divide com A Ilha Perdida, Os barcos de papel, Mistério do Cinco Estrelas e o belíssimo Meninos Sem Pátria, o posto de maior êxito comercial da Vaga-lume.

Sinceramente, se topar com seu filho de doze ou treze anos com um desses, anime-se. É uma boa pedida, embora não creia que o hábito da leitura, por si e indiscriminado, vá transformar o planeta e tal. Conheço amigos que entre Paulo Coelho, Zibia Gasparetto e Veríssimo, já passaram dos 200 livros lidos, números muitos superiores à média da população. E não saíram disso. E tem também os "filósofos", que devoraram tantos Morus, Hobbes, Pascal e Voltaire que esqueceram de que havia vida para além da caverna. Acabaram tragados para dentro das suas páginas.

Fortalecer o senso crítico. Diversificar. Escolher o caminho menos usual, para depois voltar aos trilhos. Chuva e sol. Saber sem crises, divertida e nada banal aventura. Pois deixe o moleque ler em paz.

São esses que, no futuro, lerão Marx sem cabrestos e Maiakóvski sem afetações.

Para ir além






Daniel Aurelio
São Paulo, 30/1/2004


Quem leu este, também leu esse(s):
01. 453 – São Paulo para gregos e troianos de Verônica Mambrini
02. E Viva a Abolição – a peça de Lisandro Gaertner
03. Eleições Americanas – fatos e versões de Fabio Silvestre Cardoso
04. Deitado eternamente em divã esplêndido – Parte 1 de Luis Eduardo Matta
05. Canto Infantil Nº 2: A Hora do Amor de Daniel Aurelio


Mais Daniel Aurelio
Mais Acessadas de Daniel Aurelio em 2004
01. Canto Infantil Nº 3: Série Vaga-lume - 30/1/2004
02. Max Weber desencantado - 2/4/2004
03. Aina: dos álbuns conceituais até a ópera-rock - 6/8/2004
04. Laymert politizando novas tecnologias - 12/3/2004
05. Romaria e prece em Guatapará - 20/2/2004


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
10/11/2008
14h21min
Quando o cinema nacional vai descobrir o tesouro que é a série Vaga-Lume? Quem não gostaria de ver um filme do seu livro favorito da série? Um abraço.
[Leia outros Comentários de Sebastião Pereira]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MODERNA TECNICA DE ABERTURA NO XADREZ
EUGÊNIO ZNOSKO BOROVSKY
EDIOURO
R$ 6,90



STREAMING CRIE SUA PRÓPRIA RÁDIO WEB E TV DIGITAL
RENATO NOGUEIRA PEREZ AVILA
BRASPORT
(2004)
R$ 15,00



VOCÊ CONHECE WALT DISNEY?
WHITNEY STEWART
FUNDAMENTO
(2015)
R$ 38,80



CRESCER É PERIGOSO
MARCIA KUPSTAS
MODERNA
(1994)
R$ 18,00
+ frete grátis



OS LITIGANTES
JOHN GRISHAM
ROCCO
(2012)
R$ 10,00



A OUTRA FACE DE DEUS
F. T. FARAH
RAI
(2012)
R$ 18,00



MADONNA REVEALED
DOUGLAS THOMPSON
CAROL GROUP
(1991)
R$ 30,00



CST EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO MÓDULO 1. 2
ANDRÉ TONANI E OUTROS
UNISEB INTERATIVO
(2012)
R$ 40,00



ECONOMITOS - OS DEZ MAIORES EQUÍVOCOS DA ECONOMIA
DAVID ORRELL
BEST BUSINESS
(2012)
R$ 32,90



CASA E JARDIM TEMPEROS E MOLHOS
JOSÉ ALEXANDRE QUINTÃO ( DIRETOR)
FC
R$ 6,47





busca | avançada
38611 visitas/dia
1,4 milhão/mês