Laymert politizando novas tecnologias | Daniel Aurelio | Digestivo Cultural

busca | avançada
44557 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Sexta-feira, 12/3/2004
Laymert politizando novas tecnologias
Daniel Aurelio

+ de 5200 Acessos

Ao contrário da acidez discursiva adotada contra os intelectuais, afirmo a tolice de renegá-los por completo. Etimologicamente, aliás, a palavra já elimina o charlatanismo acadêmico e serve apenas aos homens de estirpe. O prefixo "pseudo" está ai, é usado exaustivamente, e não me deixa confundir o "ser" e o "parecer ser". Então, sem a menor crise, farei a crítica ao livro Politizar as novas tecnologias (Editora 34, 2003) , escrito por um desses ilustres pensadores, o professor Laymert Garcia dos Santos.

Laymert é doutor em Ciência da Informação pela Universidade de Paris IV e titular de cátedra na Unicamp. Não tem olhar blasé e nunca o vi levar a mão ao queixo ao posar para fotografias, mas tem aqueles vícios que a plebe adora espinafrar. Ainda assim, e por isso mesmo, vou executar o movimento contrário ao eixo mais óbvio e resenhar sua coletânea de ensaios. Vamos ver no que resulta.

Pode ser uma generalização de ocasião, não sei. Mas separo os intelectuais em categorias de especulação e nenhuma, em absoluto, é maior do que a outra: há os que, como Norberto Bobbio e Bertrand Russel, subvertem a linha rasa da cronologia e adiantam, em décadas, temas pulsantes e mudanças comportamentais e os que se atêm a análises de fenômenos passados para depois meterem o dedo na ferida do horizonte, como bem fizeram Focault e Norbert Elias. (Claro, a ruptura de pensamento não é tão dura e chapada assim e os grandes mestres sempre passam por diferentes estágios. Apenas utilizei-me de alegoria momentânea. Acho que ela cabe.)

Um terceiro grupo, menos numeroso, se não é sempre certeiro, de longe é o mais corajoso. Constituí-se de indivíduos que decidem pensar com a locomotiva em movimento, no chamado "tempo real". Laymert faz parte desse time, que encontrou nos velhos frankfurtianos e no indefectível Maquiavel a sua melhor tradução (Marx tinha tudo para alinhar-se ao primeiro grupo, mas usou do expediente do segundo para fracassar, junto com seus seguidores, no terceiro).

Na ausência de melhor termo, fico com a definição de Francisco de Oliveira, vertida na orelha da obra: "A produção intelectual de Laymert (...) bem podia chamar-se de olhos bem abertos para perceber a novidade, captar seu significado, enfrentar a esfinge mirando-a nos olhos". A analogia com Kubrick não é despropositada. Chico de Oliveira reverencia um dos maiores especialistas em biotecnologia e seu impacto social do Brasil.

Isso não significa, obviamente, a beatificação do professor. Até porque Laymert escreve mal pra burro. Pode apostar. O texto em si é tão ruim quanto qualquer artigo de Francisco "não obstante" Weffort. Politizar... comprime, nas suas mais de trezentas páginas, as mais horripilantes manias e terminologias das ciências humanas, o que inclui a clássica e modorrenta repetição de passagens e a palavra "através" a serviço de qualquer mote de raciocínio. Totalmente desaprovado, portanto, para uma leitura seqüencial. Recebi meu exemplar no final de 2003. Precisei de três meses para concluí-lo. Noventa dias de nenhum prazer.

Até ai, Friederich Hegel também castigava nossos olhos e mentes com pelotaços verborrágicos de orgulhar Jacques Lacan. Seu desafeto histórico, o filósofo Arthur Schopenhauer, divertia-se a debochar dele. Cínico, alegava uma suposta ausência de clareza e concisão no autor de A Filosofia do Direito - os conhecedores do ranço legendário de Schopenhauer, entretanto, miminizam seu depoimento. A letra travada, de qualquer forma, não impediu Hegel de ter papel crucial nas noções de Direito, Estado e Sociedade Civil modernos. As grandes idéias, enfim, sobrevivem para além do estilo habilidoso.

Laymert pode não ser Hegel (é impossível que seja um dia), mas produz conhecimento de qualidade, é comoventemente destemido e abraça, com idêntica parcimônia, assuntos com variados graus de delicadeza e polêmica, como o projeto Genoma e o cinema do finlandês Lars Von Trier. Por sinal, seu artigo sobre Dançando no Escuro (que consagrou uma surpreendente Björk como atriz) figura entre as melhores coisas do livro.

Sem apelar para a futurologia abestalhada, sua obra consegue encontrar um elo de ligação sutil (e consistente) entre tecnologias dos mais diversos fins. Sobre a realidade virtual, chega a ser de uma originalidade absurda; quando busca referências e respaldo fora do circuito, torna-se um trator de idéias que não curva a espinha ao sagrado. E isso é mais que um mérito: é atestado de valentia.

Implícita ou explicitamente, abusa de Gilles Deleuze e Walter Benjamim, mas faz questão (e com profunda pertinência) de evocar nomes menos afeitos a textos científicos como o do poeta alemão Heiner Muller ou dos obscuros Richard Fuller e John Walker. No seu caldeirão fumegante acomodam-se ainda o padroeiro da causa beat alucinógena, Timothy Leary, a escritora e ativista política sul-africana Nadine Gordimer (Nobel de Literatura em 1980) e até um hacker paspalhão, perplexo com a teoria algo apocalíptica de que robôs substituirão, em menos de trinta anos, a futuramente dispensável raça humana. Espanta-se como se isso não fosse algo que já ocorresse em "chãos de fábrica" há pelo menos duas décadas. Laymert, arguto, toma como ponto de partida o antagonismo entre discurso e método do rapaz. A humanidade está confusa e amedrontada, pêndula entre vitima e vilã.

Reconhecer se o autor cumpriu a promessa do título (politizar, no sentido estrito e massificado, o debate sério sobre a tecnologia) é problemático, pois o livro continua reduzido ao seu meio e não parece mostrar sinais do contrário - o texto e a divulgação também não colaboram. Mas Laymert, indubitavelmente, pegou na veia. São a tecnocracia, a política silenciosa do Estado e os serviços de inteligência & deptos. de pesquisa, com seu dialeto próprio e impenetrável, que maculam a imagem do intelectual e a aproximam da anedota. Na impossibilidade de compreender o "economês", o "sociologês" e as linguagens programáticas dos computadores, é razoável que fiquemos putos. Afinal de contas, elas são justamente as matérias cardeais para nossa vida social.

Ao mesmo compasso em que somos distraídos com plebiscitos sobre o regime político ou quem deve ser o próximo eliminado do Big Brother , decisões verdadeiramente valorosas são tratadas e resolvidas, na calada da noite, por técnicos e iniciados. Afastar o populacho do saber jurídico-econômico-administrativo é o bastante. O resto resume-se a gritos efusivos de gol e o exercício bienal do voto.

Como tese, o resultado final é impecável. Todavia, é Laymert o primeiro a desobedecer ao próprio clamor pela democratização real do conhecimento. Talvez o medo de exceder no didatismo e "infantilizar" o leitor tenha atrapalhado a redação final do grande professor. Com isso, nosso analfabetismo digital perdura mais um bocado.

Se ao menos ele escrevesse como o Élio Gaspari...

Para ir além






Daniel Aurelio
São Paulo, 12/3/2004


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Xamãs & Concurseiros de Guilherme Pontes Coelho
02. E agora, Lula? de Heitor De Paola
03. Herança de Arcano9


Mais Daniel Aurelio
Mais Acessadas de Daniel Aurelio em 2004
01. Canto Infantil Nº 3: Série Vaga-lume - 30/1/2004
02. Max Weber desencantado - 2/4/2004
03. Aina: dos álbuns conceituais até a ópera-rock - 6/8/2004
04. Laymert politizando novas tecnologias - 12/3/2004
05. Romaria e prece em Guatapará - 20/2/2004


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




DICTIONNAIRE RAISONNÉ ET ILLUSTRÉ DU THÉÂTRE À LITALIENNE
ALAIN ROY
ACTES SUD-PAPIERS
(1992)
R$ 99,82



O EREMITA DA FLORESTA EYCON
ELLIS PETERS
RECORD
(1998)
R$ 21,00



NAZISTAS ENTRE NÓS: A TRAJETÓRIA DOS OFICIAIS DE HITLER .. - 1ª EDIÇÃO
MARCOS GUTERMAN
CONTEXTO
(2016)
R$ 35,95



VIDA URBANA ARTIGOS E CRÔNICAS 9847
LIMA BARRETO
BRASILIENSE
(1956)
R$ 17,00



VOCÊ TAMBÉM PODE CHEGAR LÁ ( O REENCONTRO )
SHIRLEY MACLAINE
RECORD
(1975)
R$ 7,00



AMOR E AMIZADE
WHIT STILLMAN
GUTENBERG
(2016)
R$ 14,00



A MÁGICA DO MARKETING
CLÓVIS TAVARES
NAVEGAR
(2000)
R$ 7,80



MOTIVATE! WORKBOOK WITH AUDIO
FIONA MAUCHLINE; E. HEYDERMAN
MACMILLAN EDUCATION
(2013)
R$ 40,00



OS EXTRATERRESTRES NA HISTÓRIA
JACQUES BERGIER
HEMUS
(1970)
R$ 10,00



A GUERRA
QUINCY WRIGHT
BIBLIEX
(1988)
R$ 22,42





busca | avançada
44557 visitas/dia
1,2 milhão/mês