Um thriller desengonçado: A máscara de Atreu | Luis Eduardo Matta | Digestivo Cultural

busca | avançada
92061 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Sesc 24 de Maio apresenta programação de mágica para toda família
>>> Videoaulas On Demand abordam as relações do Homem com a natureza e a imagem
>>> Irene Ravache & Alma Despejada na programação online do Instituto Usiminas
>>> Zé Guilherme canta Orlando Silva em show no YouTube no dia 26 de setembro
>>> Setembro Amarelo é tema de EntreMeios especial com Zé Guilherme e Leliane Moreira
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
>>> Filmes de guerra, de outro jeito
Colunistas
Últimos Posts
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
>>> Rodrigo Gurgel entrevista Yuri Vieira
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Concisão e sensibilidade
>>> Blog do Reinaldo Azevedo
>>> Alerta aos que vão chegar
>>> Cultura e Patrocínio
>>> Deus, um delírio, de Richard Dawkins
>>> O delfim, de José Cardoso Pires
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Thor
>>> Das Kunstwerk der Zukunft
>>> É Julio mesmo, sem acento
Mais Recentes
>>> Fortaleza digital - 5D de Dan Brown pela Arqueiro (2015)
>>> Arquivologia e Ciência da Informação - 5D de Maria Odila Kahl Fonseca pela Fgv (2008)
>>> Aristofanes Las Nubes Lisistrata Dinero de Elsa García Novo pela Alianza Editorial (1987)
>>> Fisiologia do exercício - 8C de Marília dos Santos Andrade pela Manole (2016)
>>> Musculação Funcional. Ampliando os Limites da Prescrição Tradicional - 8C de Cauê Vazquez la Scala Teixeira pela Phorte (2016)
>>> Personal Trainer. Uma Abordagem Prática do Treinamento Personalizado - 8C de Fabiano Pinheiro Peres pela Phorte (2013)
>>> Temas Fundamentais De Criminalistica - 3D de Jose Lopez Zarzuela pela Sagra luzzatto (1995)
>>> As sete leis espirituais do sucesso - 3D de Deepak Chopra pela Best Seller (2009)
>>> A Escolha - 3D de Nicholas Sparks pela Novo Conceito (2015)
>>> Ser Elegante É… - 3D de Candace Simpson-Giles pela Sextante (2014)
>>> Seu Sexto Sentido. Ativando Seu - 3D de Belleruth Naparstek pela Rocco (1999)
>>> História geral das Civilizações Volume 1 - O oriente e a Grécia Antiga de Maurice Crouzet pela Bertrand Brasil (1993)
>>> O Diário de Anne Frank de Ane Frank pela Pé da Letra (2019)
>>> A sombra do poder: Martinho de Melo e Castro e a administração da Capitania De Minas Gerais (1770-1795) de Virgínia Maria Trindade Valadares pela Hucitec
>>> A Revolta da Vacina de Sevcenko, Nicolau pela UNESP
>>> A quebra da mola real das sociedades: A crise política do antigo regime Português na província do Grão-Pará (1821-1825) de André Roberto Arruda Machado pela Hucitec
>>> A paz das senzalas: Famílias Escravas e Tráfico Atlântico C.1790- C.1850 de Florentino, Manolo pela UNESP
>>> A outra Independência: O Federalismo Pernambucano de 1817 a 1824 de Mello, Evaldo Cabral de pela 34
>>> A História do Brazil de Frei Vicente do Salvador. História e Política no Império Português do Século XVII de Maria Lêda Oliveira pela Versal
>>> A experiência do tempo: Conceitos e narrativas na formação nacional brasileira (1831-1845) de Araújo, Valdei Lopes de pela Hucitec
>>> A Educação Pela Noite de Antônio Candido pela Ouro sobre Azul
>>> A Diplomacia na Construção do Brasil. 1750-2016 de Rubens Ricupero pela Versal
>>> A Corte na Aldeia de Vários Autores pela Verbo
>>> A Companhia de Jesus na América por Seus Colégios e Fazendas de Márcia Amantino and Carlos Engemann pela Garamond Universitaria
>>> A carne e o sangue: A Imperatriz D. Leopoldina, D. Pedro I e Domitila, a Marquesa de Santos de Priore, Mary de pela Rocco
>>> 1889: Como um imperador cansado, um marechal vaidoso e um professor injustiçado contribuíram para o fim da Monarquia e a de Laurentino Gomes pela Globo Livros
>>> 1822: Como um homem sábio, uma princesa triste e um escocês louco por dinheiro ajudaram dom Pedro a criar o Brasil - um de Laurentino Gomes pela Globo Livros
>>> 1808: Como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a História de Portugal de Laurentino Gomes pela Globo Livros
>>> 130 Anos: Em Busca Da República de Lessa, Renato; Wehling, Arno; Franco, Gustavo; Tavares Guerreiro, José Alexa pela Editora Intrínseca
>>> Arte de Gramática da Língua Mais Usada na Costa do Brasil de José de Anchieta pela EdUFBA (2014)
>>> Inglorious Revolution de William R. Summerhill pela Yale University Press (2015)
>>> O governo das conquistas do Norte de Fabiano Vilaça dos Santos pela Annablume (2011)
>>> O sol e a sombra de Laura de Mello e Souza pela Companhia das Letras (2006)
>>> Amazon Frontier - the defeat of the Brazilian Indians de John Hemming pela Papermac (1995)
>>> International Law de Malcolm Evans (edited by) pela Oxford University Press (2014)
>>> Complete International Law: Text, Cases, and Materials de Ademola Abass pela Oxford University Press (2014)
>>> Salvador de Sá and the struggle for Brazil and Angola, 1602 - 1686 de C. R. Boxer pela University of London (1952)
>>> Instituições Políticas Brasileiras de Oliveira Vianna pela Senado Federal (2019)
>>> O populismo e sua história - debate e crítica de Jorge Ferreira (Org.) pela Civilização Brasileira (2001)
>>> Marxismo e Judaísmo - história de uma relação difícil de Arlene Clemesha pela Boitempo (1998)
>>> Trópico dos pecados de Ronaldo Vainfas pela Civilização Brasileira (2014)
>>> Brasil: formação do Estado e da Nação de István Jancsó (Org.) pela Hucitec (2011)
>>> História da Vida Privada em Portugal - 4º Volume (Os nossos dias) de José Mattoso pela Temas e Debates (2011)
>>> História de Angola - da Pré-História ao Início do Século XXI de Alberto Oliveira Pinto pela Mercado de Letras (2016)
>>> Visconde do Uruguai de José Murilo de Carvalho (Org.) pela 34 (2002)
>>> A ilusão americana de Eduardo Prado pela Alfa Omega (2001)
>>> Postmodernism or, the cultural logic of late capitalism de Fredric Jameson pela Duke University Press (1992)
>>> The Established and the Outsiders de Norbert Elias and John L. Scotson pela Sage Publications (2017)
>>> The Satanic Verses de Salman Rushdie pela Randon House (2019)
>>> Los detectives salvajes de Roberto Bolaño pela Vintage Español (2010)
COLUNAS

Terça-feira, 13/2/2007
Um thriller desengonçado: A máscara de Atreu
Luis Eduardo Matta

+ de 5700 Acessos
+ 2 Comentário(s)

A publicação do livro O código Da Vinci, - em 2003, nos Estados Unidos e em 2004, no Brasil - foi uma espécie de marco zero de uma vertente ficcional até então pouco explorada no Ocidente: a de romances que conjugam, em suas tramas, suspense e elementos históricos - em geral, mistérios relacionados à religião ou a obscuros acontecimentos, personagens ou lendas do passado. Após o estrondoso sucesso do best-seller de Dan Brown, e numa velocidade impressionante, uma avalanche de livros nesta linha foi escrita e despejada no mercado. Poucos foram, no entanto, os que conseguiram chegar perto de igualar Brown, seja em vendas, seja na própria construção das tramas. São livros como Labirinto, A irmandade do Santo Sudário, O segredo do anel e O último templário, que, no afã de quererem se tornar o novo Código Da Vinci, perderam-se em narrativas um tanto bisonhas e, muitas vezes confusas e disparatadas, nitidamente mais preocupadas em pegar carona no lucrativo e atraente filão literário do momento, do que em contar uma história bem urdida, com personagens convincentes e um texto claro, fluido e sedutor.

É justamente esse o caso de A máscara de Atreu (Landscape, 2006, 344 págs), escrito pelo inglês radicado nos Estados Unidos A. J. Hartley. A proposta e o próprio projeto gráfico do livro impressionam. Ao contemplar a capa e ler a sinopse tem-se a impressão de se ter em mãos um daqueles romances inesquecíveis, que seqüestrarão a nossa atenção e as nossas horas, proporcionando-nos momentos intensos de uma leitura vibrante. Infelizmente, não é o que acontece. O próprio texto da quarta capa da edição brasileira já passa uma rasteira no leitor ao sugerir que os assassinatos do livro estão relacionados a um suposto "Graal". Só que não há Graal algum no livro, o que me leva, inevitavelmente, a aventar três hipóteses: o redator da quarta capa não leu a história, aconteceu um mal-entendido qualquer ou, então, houve má-fé por parte da editora. Prefiro acreditar em uma das duas primeiras opções.

A protagonista de A máscara de Atreu é Deborah Miller, curadora de um pequeno museu de arqueologia em Atlanta, Estados Unidos, cujo diretor, Richard Dixon, é misteriosamente assassinado. Seu corpo é encontrado numa câmara secreta, junto a várias relíquias arqueológicas guardadas por ele a sete chaves. Disposta a desvendar o mistério em torno do crime, Deborah se lança numa busca incessante que a levará à Grécia e a descobertas alarmantes que remontam à Segunda Guerra Mundial e às escavações de Heinrich Schliemann - o célebre arqueólogo alemão que, no século XIX, descobriu as ruínas de Tróia.

A máscara de Atreu, vejam bem, não é um thriller propriamente ruim. Ele tem certo valor e sua leitura não é de todo enfadonha. O livro possui passagens interessantes e há alguns momentos de real tensão e suspense. O argumento da trama é interessante; o problema é que foi mal desenvolvido. Percebe-se, de imediato, que A. J. Hartley, apesar de ser mestre e Ph.D. em Literatura pela Universidade de Boston, é um ficcionista muito inexperiente, ainda engatinhando no ofício da escrita e com um longo caminho pela frente para apurar e potencializar sua técnica e sua criatividade. Esse livro, para usar uma definição mais apropriada, é um thriller desengonçado. Ele não está sozinho nesta condição. Muitos dos livros deste tal "novo filão" inaugurado por Dan Brown padecem de situação similar. Um trabalho autocrítico de reformulação, aliado a um aconselhamento editorial bem feito, certamente teriam ajudado Hartley a superar a sua própria inexperiência e sua pouca familiaridade com o riquíssimo universo do thriller, levando-o a produzir uma obra de vulto dentro do gênero.

A história, apesar de algumas reviravoltas e de todo o seu cuidadoso embasamento científico e histórico - resultado da paixão do autor pela arqueologia - não convence. Os motivos da ida de Deborah para Atenas logo no início da trama são totalmente fora de propósito e não fazem sentido. A perseguição que ela sofre também parece ter sido colocada no livro de maneira forçada, provavelmente motivada pela crença de que as cenas de ação são imprescindíveis em qualquer thriller que se preze. A própria protagonista carece de carisma e não estabelece grande empatia com o leitor. Os coadjuvantes são ainda piores, com destaque para a dupla de policiais e para a canastrona Tonya, funcionária do museu do qual Deborah é curadora. Por outro lado, o leitor poderá aprender bastante com o livro, já que Hartley expõe seus conhecimentos sobre arqueologia e História da Antiguidade e essas informações são muitíssimo bem distribuídas pelo livro, sem atrapalhar o desenrolar da trama. Ou seja: o grande inimigo da trama é a sua própria construção e não as informações nela contidas. É realmente uma pena que uma idéia tão interessante tenha sido desperdiçada nas mãos de um autor tão pouco hábil.

Apesar de tudo, porém, devo confessar que não desgostei de todo deste livro. Como não sou crítico e, ao ler uma obra literária, valho-me tanto da razão quanto da emoção, posso afirmar que as noites que gastei na companhia de A máscara de Atreu foram prazerosas. Todos os parágrafos acima descrevem as minhas impressões, digamos, técnicas, do livro. O lado emocional, no entanto, me fez sentir alguma falta da trama depois que virei a última página. É como eu sempre digo: a leitura é uma aventura complexa e múltipla, que foge aos rigores da nossa razão. Por isso mesmo, é uma aventura sempre imprevisível e, em boa parte das vezes, fascinante.

Para ir além






Luis Eduardo Matta
Rio de Janeiro, 13/2/2007


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Algo de sublime numa cabeça pendida entre letras de Elisa Andrade Buzzo
02. Se a vida começasse agora de Luís Fernando Amâncio
03. Em defesa dos roteiristas de quadrinhos de Gian Danton
04. Chiquinho Inteligente de Elisa Andrade Buzzo
05. Eles – os artistas medíocres de Julio Daio Borges


Mais Luis Eduardo Matta
Mais Acessadas de Luis Eduardo Matta em 2007
01. Recordações de Sucupira - 12/6/2007
02. O desafio de formar leitores - 15/5/2007
03. O Casal 2000 da literatura brasileira - 24/7/2007
04. A literatura, a internet e um papo com Alex Castro - 20/3/2007
05. Algumas leituras marcantes de 2007 - 18/12/2007


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
14/2/2007
10h12min
Olha, Luis, acredito que eu seja a única pessoa na face da Terra que ainda não leu "O Código da Vinci". Não consegui passar da segunda página, rss. Resolvi assistir ao filme e nem assim consegui entender a gana pelo tema. Achei previsível. O engraçado é que de tempos em tempos surge algo assim ou parecido, que seja. Lembra do livro "Profecia Celestina"? ou "As Brumas de Avalon", coqueluche de um verão remoto? Pois é, acho que o místico misturado a pitadas de fatos históricos continua redendo boas fórmulas. Agora, nada se compara ao "Enigma do Oito" mas essa é uma outra história, rsss. Abraços e parabéns pela excelente resenha! Andréa
[Leia outros Comentários de Andréa Augusto]
14/2/2007
12h19min
Na verdade acho que nem o próprio Brown conseguiu superar o "Código da Vinci". Como eu li e gostei, decidi ler o "Fortaleza Digital", do mesmo autor. E que decepção! Uma história fajuta sobre criptografia e com personagens impossíveis. Matador surdo perseguindo ruídos e defesa descarada da "política de guerra preventiva"... Lamentável que tanto papel tenha sido gasto para conceber tamanha mediocridade.
[Leia outros Comentários de Everton Lodetti]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




REVISTA PAULISTA DE MEDICINA VOL. 35 Nª 4
ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE MEDICINA
ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE MEDI
(1949)
R$ 10,89



MARTIN FIERRO
JOSÉ HERNANDEZ
BRUGUERA
(1984)
R$ 18,00



THE CHIBRET INTERNATIONAL AWARD
MERCK
MERCK
(1986)
R$ 5,00



PHYSICA MÉDICA 1ª VOL.
NEY CABRAL
GLOBO
(1935)
R$ 11,76



DEAD AS A DOORNAIL
CHARLAINE HARRIS
ACE BOOKS
(2006)
R$ 5,00



FOLGUEDOS POPULARES DO BRASIL
ROSSINI TAVARES DE LIMA
RICORDI
R$ 24,00



PAULINA AO PIANO
ALICE VIEIRA
EDITORIAL CAMINHO
(2005)
R$ 34,70



LIÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL VOLUME I
ALEXANDRE FREITAS CAMARA
LUMEN JURIS
(2007)
R$ 5,00



ON TRACK 2
ANGELA LLANAS LIBBY MARCELO
MACMILLAN
(2012)
R$ 9,90



AN INCONVENIENT TRUTH
AL GORE
RODALE
(2006)
R$ 22,82





busca | avançada
92061 visitas/dia
2,2 milhões/mês