Jornalismo de todos para todos | Gabriela Vargas | Digestivo Cultural

busca | avançada
51542 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> “É Hora de Arte” realiza oficinas gratuitas de circo, grafite, teatro e dança
>>> MOSTRA DO MAB FAAP GANHA NOVAS OBRAS A PARTIR DE JUNHO
>>> Ibevar e Fia-Labfin.Provar realizam uma live sobre Oportunidades de Carreira no Mercado de Capitais
>>> PAULUS Editora promove a 6º edição do Simpósio de Catequese
>>> Victor Arruda, Marcus Lontra, Daniela Bousso e Francisco Hurtz em conversa na BELIZARIO Galeria
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
Últimos Posts
>>> Parei de fumar
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
Blogueiros
Mais Recentes
>>> teu filho, teu brilho
>>> O Medium e o retorno do conteúdo
>>> A Poli... - 10 anos (e algumas reflexões) depois
>>> Web-based Finance Application
>>> Pensando sozinho
>>> Aventuras pelo discurso de Foucault
>>> Chega de Escola
>>> Hipermediocridade
>>> A luta mais vã
>>> História da leitura (I): as tábuas da lei e o rolo
Mais Recentes
>>> 12 Meses para Enriquecer - o Plano da Virada de Marcos Silvestre pela Lua de Papel (2010)
>>> A Filha do Restaurador de Ossos de Amy Tan pela Rocco (2002)
>>> Outsiders: Vidas sem Rumo de Susan E. Hinton pela Brasiliense (1985)
>>> Repensando uma Cultura de Paz e Liberdade de Carlos Góes / Acácio Alvarenga / Átila da Veiga pela Unb (2010)
>>> Míni Aurélio de Marina Baird Ferreira pela Positivo (2006)
>>> Vaticano de Edizioni Musei Vatican pela Portoghese
>>> Konig de Ana Rita Petraroli pela Scortecci (2012)
>>> Comentários ao Código Tributário Nacional, Vol. II de Hugo de Brito Machado pela Atlas (2004)
>>> Chic Homen: Manual de Moda e Estilo de Gloria Kalil pela Senac (2004)
>>> O Ciclo das Aguas de Moacyr Scliar pela L&pm (2010)
>>> Contos de Lugares Distantes de Shaun Tan pela Cosac Naify (2008)
>>> B is For Burglar: Intermediate (macmillan Readers) de Sue Grafton pela Macmillan Education (2005)
>>> Sucessão: Charges no Jornal do Brasil de Barcímio Amaral e Outros pela Jornal do Brasil (1983)
>>> Os cientistas e seus experimento de arromba de Dr. Mike Goldsmith pela Seguinte (2007)
>>> Ninguém Pode Saber de Karin Slaughter pela Harper Collins (2019)
>>> Aqui e Agora de Saul Bellow pela Bloch (1967)
>>> Innovation - the Attackers Advantage de Richard Foster pela vSummit Books (1986)
>>> Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre Filosofia de Paul Kleinman pela Gente (2014)
>>> Ana Terra de Erico Verissimo pela Globo (1979)
>>> Quando é Preciso Ser Forte Autobriografia de De Rose pela Egrégora (2012)
>>> The Bat Scientists de Mary Kay Carson pela Desconhecida
>>> Poesia Completa de Alberto Caeiro (de Bolso) de Fernando Pessoa pela Companhia das Letras (2005)
>>> Estrelas Fritas com Açúcar de Leticia Wierzchowski pela Planeta (2020)
>>> Derivatives in Financial Markets With Stochastic Volatility de Jean-pierre Fouque; George Papanicolaou pela Cambridge University Press (2000)
>>> Contos de Voltaire pela Abril (1972)
COLUNAS >>> Especial Blogueiros e Jornalistas

Terça-feira, 15/4/2008
Jornalismo de todos para todos
Gabriela Vargas

+ de 6000 Acessos
+ 5 Comentário(s)

Com a explosão da Web 2.0, que estremeceu o modelo broadcasting (de um para todos) e que trabalha na consolidação de um modelo altamente interativo "de todos para todos", os jornalistas tiveram que se atualizar ou, se ainda não o fizeram, terão de fazer, pois a convergência de mídias ― vídeo, áudio, texto e imagem juntos na internet ― está mudando o perfil do jornalismo. Segundo o professor da PUCRS, especialista em Jornalismo On-line, Eduardo Campos Pellanda, cerca de 3.700 mil pessoas não foram despedidas apenas por contenção de despesas na BBC de Londres em março de 2005, mas também por falta de qualificação nessa nova fase do jornalismo em que a interatividade é soberana.

Os principais jornais do Brasil disponibilizam hoje na rede não apenas o seu conteúdo impresso, mas outras opções como vídeos, notícias atualizadas minuto a minuto e muito mais, além de dar espaço para o cidadão-repórter, como é chamado no país, ou para o UGC (Conteúdo Gerado pelo Usuário), como é conhecido nos EUA, que pode participar mandando notícias, fotos ― até mesmo tiradas pelos celulares ― e vídeos. Ou seja, está se concretizando uma mídia de todos para todos, e talvez seja exatamente com isso que alguns jornalistas, mais conservadores, não saibam lidar.

Pode ter virado motivo para críticas amargas de alguns, porém não se pode negar que realmente está acontecendo a tal democratização dos meios de comunicação e os modelos estão se alterando rapidamente. O jornalista que apenas redige textos, que só tira fotos ou edita áudio está entrando em extinção. As empresas de comunicação estão à procura de jornalistas multimídia, e as focas saem das universidades cada vez mais preparadas para lidar com esse tipo de tecnologia, mas sem a experiência dos grandes profissionais.

Com toda essa mudança na forma de comunicar, que se deve, praticamente, a um dos cientistas mais importantes da atualidade, o inventor da web Tim Berners-Lee, houve a explosão dos messengers, da música digital e dos blogs. Porém, são os eles que têm gerado polêmicas com os jornalistas. Em 2004 houve o estouro dos blogs, e hoje, o Brasil conta com cerca de 10 milhões de leitores desse tipo de site.

Creio que os blogueiros não queiram tomar o lugar dos jornalistas, como alguns pensam, mas apenas ter um lugar no qual postar suas críticas, opiniões e visões tanto sobre as questões mais banais, quanto sobre as questões mais complexas. Um bom blog é construído a partir da credibilidade que se adquire pelo julgamento do leitor. As pessoas gostam desse tom pessoal. Há quem se identifique com a visão de uma adolescente sobre os seus problemas juvenis, ou de um advogado que posta sobre sua visão de mundo.

Jornalistas também podem ser blogueiros, mas as duas atividades não se equivalem. Em primeiro lugar, Jornalismo é uma profissão, e, pelo menos aqui no Brasil, é necessário que tu tenhas um diploma para exercê-la. Enquanto que num blog, esse tipo de certificado não tem importância nenhuma. O que realmente faz um blog se destacar entre tantos outros é o jeito como a pessoa escreve e o que passa para os leitores, além da interação que exerce com os tais. Para isso, então, pode-se ser um jornalista ou um contador, basta ter bom senso, idéias boas e dedicação; afinal, as pessoas gostam de posts atualizados.

Um exemplo famoso no Brasil é o Alessandro Martins, jornalista e blogueiro, dono de quatro blogs de muito respeito nesse meio. Em um dos seus blogs, ele escreve muito sobre essa polêmica entre blogueiros e jornalistas. Em alguns dos seus posts, como "5 coisas que os blogueiros ensinam aos jornalistas" e "5 coisas que os jornalistas ensinam aos blogueiros", ele faz pensar se realmente existe essa oposição entre ambos e mostra como podem se completar, ou, pelo menos, ajudar.

O blogueiro não tem uma pauta determinada, escreve sobre o que tiver vontade, desde o complexo acidente da TAM até os simples problemas do dia-a-dia. Além disso, não sofre cortes nos seus posts e os leitores têm possibilidade de interagir, expondo suas opiniões sobre os assuntos tratados. Alguns jornais no Brasil já disponibilizam não apenas um, mas diversos blogs cheios de conteúdo. Um exemplo é o Zero Hora, que tem uma parte do seu conteúdo on-line direcionada apenas para os blogs de seus colunistas, onde eles escrevem além do que sai nas tiragens do jornal e interagem com os leitores.

Essa tal crise talvez não exista de verdade, e o que pode estar a acontecer seja desconhecimento por parte das pessoas que, muitas vezes, não sabem lidar com essa nova forma de comunicação. Como boa blogueira e estudante de jornalismo, não consigo ver grandes perdas causadas por essa mudança; pelo contrário: acho que só temos a ganhar se soubermos aproveitar. A tecnologia está mostrando novas formas de comunicar e todas elas podem ser aproveitadas, desde que estejamos de acordo em pelo menos experimentá-las.

Afinal, desde sempre, o ruim foi descartado e isso não vai mudar se um blog for de má qualidade ou se um jornalista não for competente.


Gabriela Vargas
Porto Alegre, 15/4/2008


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O mundo é pequeno demais para nós dois de Renato Alessandro dos Santos
02. Literatura Falada (ou: Ora, direis, ouvir poetas) de Fabio Gomes
03. O retalho, de Philippe Lançon de Wellington Machado
04. Os olhos de Ingrid Bergman de Renato Alessandro dos Santos
05. Aqui sempre alguém morou de Elisa Andrade Buzzo


Mais Gabriela Vargas
Mais Especial Blogueiros e Jornalistas
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
15/4/2008
10h21min
Muito bom! Eu vivo batendo na tecla de que se todo mundo interagir a internet será um lugar melhor! Pena que ainda tem muita gente usando cabresto né?
[Leia outros Comentários de Carol]
16/4/2008
10h22min
Gabriela, parabéns pelo artigo e obrigado pela citação. É legal saber que as nossas aulas contribuem. Continue assim.
[Leia outros Comentários de Eduardo Pellanda]
17/4/2008
13h41min
Gabriela Vargas, após um encontro tão breve com o brilhantismo de seu artigo, rápida vou ser... Há blogs que não respeitam opiniões, e cortam a carne dos comentaristas. Grata, calypso escobar
[Leia outros Comentários de calypso escobar]
17/4/2008
15h39min
Adorei seu texto, Gabriela. É importante entender que há espaço para todos. Sou jornalista e tenho um blog, onde posso me expressar, postar sobre quem e o quê eu quiser, formatar e ilustrar minhas matérias, mas sempre seguindo o critério jornalístico que aprendi. Penso que saber escrever é um ponto importante tanto para jornalistas quanto blogueiros. Imprescindível. Quando postamos, estamos interagindo e postar um comentário também faz parte dessa troca. A vida fica mais rica de informações e sabemos que, enfim, não estamos sós.
[Leia outros Comentários de Solange de Paula]
28/4/2008
12h38min
Verdade. Toda interação será sempre saudável. Um aquário com um Beta pequeno ao lado de um aquário com um Beta grande, faz com que os dois fiquem agressivos, cresçam de tamanho para exibir força, mas nunca se tocarão. Mas também nunca ficarão apáticos...
[Leia outros Comentários de Guto Maia]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Escravidão no Brasil: Trabalho e Resistência
Júlio Quevedo
Ftd
(1996)



Estude e Viva
Chico Xavier
Federação Espírita Brasileira
(2008)



Tudo Pode Dar Certo
Paulo Henrique Durci
Intelítera
(2013)



L'arte Des Origines A Nos Jours Tomo 1 - Leon Deshairs
Leon Deshairs
Larousse
(1932)



Seu Horóscopo Chines para 2014
Neil Somerville
Best Seller
(2013)



The Last Sherlock Holmes Story
Michael Dibdin
Oxford BookWorms
(2003)



Marcel and the White Star
Stephen Rabley
Penguin Readers
(1999)



À Prova de Fogo
Consuelo de Castro
Hucitec
(1977)



7 de Setembro Independência Até Onde Se Chegou?
Alfredo Boulos Júnior
Ftd
(1997)



Ria da Minha Vida Antes Que Eu Ria da Sua
Evandro Augusto Daolio
Arx
(2006)





busca | avançada
51542 visitas/dia
1,8 milhão/mês