O que você está lendo? | Abdalan da Gama | Digestivo Cultural

busca | avançada
90259 visitas/dia
2,3 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Dois Dobrado - Show especial de São João
>>> Série Brasil Visual tem pré-estreia neste sábado no RJ e estreia dia 25/6, no canal Curta!
>>> Thiago Monteiro apresenta seu primeiro álbum autoral “Despretensioso”, em Rib. Preto - 25/06
>>> DIADORIM | NONADA SP
>>> Porto Blue Sound, festival de música gratuito chega a Belo Horizonte em julho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pulsão Oblómov
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jensen Huang aos formandos do Caltech
>>> Jensen Huang, da Nvidia, na Computex
>>> André Barcinski no YouTube
>>> Inteligência Artificial Física
>>> Rodrigão Campos e a dura realidade do mercado
>>> Comfortably Numb por Jéssica di Falchi
>>> Scott Galloway e as Previsões para 2024
>>> O novo GPT-4o
>>> Scott Galloway sobre o futuro dos jovens (2024)
>>> Fernando Ulrich e O Economista Sincero (2024)
Últimos Posts
>>> Cortando despesas
>>> O mais longo dos dias, 80 anos do Dia D
>>> Paes Loureiro, poesia é quando a linguagem sonha
>>> O Cachorro e a maleta
>>> A ESTAGIÁRIA
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A poesia afiada de Thais Guimarães
>>> Olimpíadas sentimentais
>>> A Última Ceia de Leonardo da Vinci
>>> Pra que mentir? Vadico, Noel e o samba
>>> O que é canção, por Luiz Tatit
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. Epílogo. Ambaíba
>>> Uma jornada Musical
>>> Evan Williams por Battelle
>>> Um Furto
>>> Jovens blogueiros, envelheçam (extras)
Mais Recentes
>>> Psicopedagogia Clínica - Uma Visão Diagnóstica dos Problemas de Aprendizagem Escolar de Maria Lúcia Lemme Weiss pela Lamparina (2008)
>>> Colaboração Premiada - doutrina e prática de Clayton da Silva Bezerra - Giovani Celso Agnoletto pela Mallet (2016)
>>> Babies Love Cuidado melhor do seu Filho, da Gravidez aos 3 anos - The Carpenters de Vários Autores pela Innovant
>>> Homossexualidade sob a ótica do Espírito Imortal de Andrei Moreira pela Ame (2014)
>>> A Grande Mudança de Nicholas Carr pela Landscape (2008)
>>> Livro Calculo Aplicado Deborah Hughes Hal Ed. 2005 de Deborah Hughes-hallett pela Fisicalbook (2005)
>>> Estrelas Tortas de Walcyr Carrasco pela Moderna (1997)
>>> Nada Easy de Tallis Gomes pela Gente (2017)
>>> A revolução de um talento de Aluizio A Silva pela Vinha (2011)
>>> As Upstarts - Como a Uber, o Airbnb e as Killer Companies do novo Vale do Silício estão mudando o mundo de Brad Stone pela Intrinseca (2017)
>>> Sem Medo de Viver de Max Lucado pela Thomas Nelson Brasil (2009)
>>> Principios De Fisica Vol 2 de Raymond A. Serway pela Cengage (2004)
>>> Filosofia Para Todos de Gianfranco Morra pela Paulus (2001)
>>> Meditando com os metres dos 7 raios de Maria Silvia pela Madras (2004)
>>> An Introduction To The Physics Of Semiconductor Devices (the Oxford Series In Electrical And Computer Engineering) de David J. Roulston pela Oxford University Press (1998)
>>> Manual De Mães E Pais Separado de Marcos Wettreich pela Ediouro (2006)
>>> Manual Para Não Morrer De Amor de Walter riso pela Academia (2017)
>>> Mães De Milhares De Milhares de Márcia Silva pela Vinha (2023)
>>> Patologia Geral - Bogliolo - 3ª Ed. de Brasileiro Filho Geraldo pela Guanabara (2004)
>>> Como Ensinar Seu Bebê A Ler: A Suave Revolução de Glenn e Janet Doman pela Madras (2018)
>>> A Face Cinza da Fé de Jader Guterres Hoffmeister pela Feic (2014)
>>> Introducao A Ciencia Da Computacao de Enrico Giulio Franco Polloni pela Cengage (2003)
>>> Para Tão Longo Amor Tão Curta a Vida de Luís de Camões pela Ftd
>>> Fundamentos de um ministério frutífero de Aluizio A Silva pela Vinha (2018)
>>> Como Passar Em Provas E Concursos de William Douglas pela Impetus (2024)
COLUNAS

Terça-feira, 22/7/2008
O que você está lendo?
Abdalan da Gama
+ de 7000 Acessos
+ 6 Comentário(s)

"Polônio: O que está lendo, meu Príncipe?
Hamlet: Palavras, palavras, palavras.
"
William Shakespeare, em Hamlet

Muitos amigos sempre vêm a mim com a pergunta "O que está lendo?" (dispenso o tratamento "príncipe"). Sou do tipo que lê compulsivamente. Aprecio livros, levo-os ao banheiro. Devoro não apenas o pão fermentado com cobertura açucarada. Gosto até mesmo de livros que foram escritos para não gostar. Aqueles asmos da sinceridade e da verdade. Quero crer que não sou raça em extinção, figurinha difícil. Você não tem a impressão que o número de bem-aventurados que são atraídos a algum tipo de leitura está em expansão? Eu acredito. Só me preocupa que tipo de livros esses leitores encontram e qual sua atitude ao fazê-lo.

Todos nos lembramos com trauma dos livros que fomos obrigados a ler. Samuel Johnson disse certa vez que um homem deve ler na medida em que sua inclinação o conduza; o que se lê por tarefa far-lhe-á pouco bem. Retiremos, portanto, os livros (bem como as bulas, manuais e letras miúdas dos contratos) que lemos por obrigação. Flip through1.

Agora, escolher um livro pode ser tarefa penosa se partimos da proposta "escolha um autor como se escolhe um amigo". Que amigo recomendaria, levaria à cabeceira, ao banheiro? Flávio Moura, diretor de programação da Flip 2008 oferece uma solução: "A Flip é cada vez mais uma chancela fundamental que orienta o que vale e o que não vale a pena ler". Talvez um livro escrito com muito labor e zelo, vindo com sinceridade da alma de um autor. Será? Aldous Huxley (1894-1963) já advertiu que mesmo um livro ruim tem essas características. Você escolheria um "clássico"? Achei que era idéia minha a definição de "clássico": livros que gostamos sem termos lido; Mark Twain (1835-1910) já havia falado coisa parecida. Fiquei decepcionado.

Deleitou-me, sim, Pierre Bayard, psicanalista e professor de literatura da Universidade de Paris. Bayard que falou com todas as letras na Flip: "A apreciação de um livro não requer a sua leitura". Ele é o autor de Como falar dos livros que não lemos. I flipped out2. Adorei esse livro. Clássico. Segundo li, Marcelo Coelho, crítico cultural, ao lado de Bayard, foi ainda mais longe (itálico meu): "Recebo muitos livros por semana por conta do meu blog. E tenho que confessar que acabo adotando a quinta essência da distorção jornalística: leio um ou dois parágrafos e faço a análise". Flip lipped3. Veja que talvez venha aí o segundo volume: Como analisar livros que não lemos, com nota explicativa "A análise de um livro não requer a sua leitura". Sou desconhecedor do método e me resguardo sob a égide de Samuel Taylor Coleridge (1772-1834): "Até que entenda a ignorância de um escritor, julgue a si mesmo ignorante do seu conhecimento."

Um erro, a meu ver, é encarar a leitura exclusivamente como fonte de entretenimento. Há, claro, os livros que foram escritos precisamente para esse fim, mas não se pode esperar sempre recreação ou passatempo quando se reconhece que muito da verdadeira literatura foi criada por grandes autores identificados como loucos, suicidas, heréticos, sonhadores, rebeldes e céticos, cujo objetivo ao escrever era nos impacientar e provocar nossa úlcera. Assim, tendo os grandes escritores a vocação da infelicidade, gostar ou não gostar do que se lê não pode ser o árbitro do que é um bom ou mau livro. "Gostar do que se lê" é muito diferente de "gostar de ler".

Ler não é apenas decifrar o código ou interpretar os signos. Ler requer inteligência. Captamos os dados e organizamos o que apreendemos. Exercitamos a capacidade de percepção e abstração e vivemos o que lemos. Há que se ter discernimento. Emocionamo-nos, evoluímos ao ler. Mas há aqueles que não lêem de jeito nenhum. O que a literatura pode fazer por estes? Um atalho? Li uma possível resposta na Newsweek: "O que a literatura pode e deve fazer é mudar as pessoas que ensinam as pessoas que não lêem" (A. S. Byatt, 5 de Junho de 1995). Mudar os mestres! Flip-flop4.

Na Flip era possível encontrar muita gente que gosta de ler ― 35 mil espectadores. Além disso, com a presença de 40 autores convidados deveria ser fácil encontrar muitos que sofrem de cacoethes scribendi. Ao dar assim, de cara, com um autor sorridente, degustando seu flip5, o que lhe perguntaria? Nem pense a antiga "quais são suas influências?" ― ele já deve ter ouvido essa pergunta algumas dúzias de vezes nesse dia. Ele iria dar um flip-flop. Muito pior foi a proposta de certo jovem que encontrou James Joyce (1882-1941) em Zurique e flipped his lip6: "posso beijar a mão daquele que escreveu Ulysses?" ― veja que a tendência à veneração de ícones não é privilégio tupiniquim. Sua resposta se seguiu igualmente reverenciosa: "Não. Ela (a mão que escreveu Ulysses) fez muitas outras coisas também". Percebo que tais amenidades estranhamente se manifestam de vez em sempre ao encontrarmos escritores.

Tendo sido antecipado por Twain na minha definição de "clássico", arrisco mais uma tentativa de originalidade: ler é a arte de escolher uma má companhia. Não tenham os escritores e seus escritos em tão alta conta. Precisamos ler mais e com a desconfiança mais aguçada. Pelo fruto se conhece a árvore. A quem porventura se oponha, lembro que Lord Byron (1788-1824) foi acusado de incesto. Ele admirava Thomas Chatterton (1752-1770) que se matou aos 17. Samuel Taylor Coleridge era viciado em drogas. Edgar Allan Poe (1809-1849) era alcoólatra. Christopher Marlowe (1564-1593) foi esfaqueado por quem ele desejava esfaquear.

Lanço ao meu leitor a pergunta: O que está lendo, meu Príncipe?

1 Leia rápida e descuidadamente. [voltar]
2 Eu fiquei entusiasmado (ou chocado). [voltar]
3 Palrador. [voltar]
4 Mudar bruscamente de estratégia, estado. [voltar]
5 Mistura de aguardente, rum ou cerveja com açúcar e ovos. [voltar]
6 Jogou conversa fora. [voltar]


Abdalan da Gama
Vitória da Conquista, 22/7/2008

Mais Abdalan da Gama
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
20/7/2008
15h59min
Muita coisa pra se pescar aqui, uma coluna cheia de idéias como uma lagoa cheia de peixes. Desde a definição de um clássico até a questão dos amigos e das más companhias. Se bem me lembro, a Verônica Mambrini, colunista aqui no Digestivo, já disse que ninguém gosta de ler, ou seja, a gente não gosta do exercício da leitura: a gente gosta é do que está escrito. Vai uma boa diferença aí. Também gosto, principalmente, de como está escrito. Ultimamente tenho me preocupado com a "vocação da infelicidade" e me aproximo da definição ligeiramente cáustica de Hamlet para a literatura: "palavras, palavras, palavras." Ótima coluna, Abdalan. E, por falar nisso, o que você anda lendo? Abçs
[Leia outros Comentários de Guga Schultze]
23/7/2008
10h55min
A vaca vermelha na Índia sagrada
A vida vermelha nos trópicos é sangue
A aurora boreal vermelha não é bom sinal
Nada é vermelho por acaso o vampiro negro morre
No vau o rio vermelho nos espera
A venda ainda tapada no vento redondo de Vênus
Você desconhecido que nem sei que vestimenta tu vestes
Viaja mas a videira virgem ainda branca é viaje que se vai...
Madalena vermelha está! (NL)
[Leia outros Comentários de Neuza Ladeira]
23/7/2008
16h59min
Palavra das palavras. Tudo é palavra. Mas o que não dá é para ficar teorizando muito acerca do que é ou deixa de ser a leitura, algo tão simples, que somente quem lê, sabe do que se está falando. Se se gosta ou não do que se lê (ou do que está escrito ou ainda de como foi escrito), não tem a menor importância. Não vem ao acaso. Gosta-se de ler e ponto. Leio até artigo de jornal. É um vício. Se o livro presta ou não, não me importo com isso. Esqueço-o, mas lio-o. Ponto para o leitor. Se essa leitura me "edifica" ou não, não ligo a mínima. Gosto dos livros, que me vêem constantemente à lembrança. Esses, sim, merecem destaque. Fora isso, tudo é vaidade. Gostei do teu texto, ó Abdalan.
[Leia outros Comentários de Américo Leal Viana]
23/7/2008
22h42min
Eu não gosto de andar lendo. Acho um pouco cansativo. Mas quando estou sentado gosto de ler apostilas de Direito Administrativo.
[Leia outros Comentários de Rafael]
26/7/2008
19h39min
Estou lendo Sêneca, "Aprendendo a viver". Não tenho plano de leitura, vou lendo o que aparece. No caso desse livro, foi por causa de uma crítica de jornal. E depois de ler dois terços do livro, percebo que o crítico usou o método do Marcelo Coelho. Felizmente estou gostando do livro, mas por outras razões. E não posso dizer que escolheria Sêneca para amigo.
[Leia outros Comentários de José Figueiredo]
27/7/2008
11h16min
"palavras, palavras, palavras". ótimo texto. assinei o Digestivo Cultural e estou muito feliz. aproveito e indico alguns livros...
[Leia outros Comentários de Eninha]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Eureka!
Rupert Lee
Nova Fronteira
(2006)



Half a Wing, Three Engines and a Prayer (aviação)
Brian D. Oneill
Mcgraw-hill
(1999)



Mulheres de Médicos
Frank G. Slaughter
Circulo do Livro
(1967)



Livro Psicologia Dos Delitos e das Penas
Cesare Beccaria
Martins Fontes
(2005)



Eu sou Brian Wilson
Brian Wilson, Ben Greenman
Novo Século
(2018)



Livro Literatura Estrangeira Cinco Semanas Num Balão O Dr. Fergusson é o herói de uma das mais arrojadas aventuras do homem sobre a Terra. Coleção de Até 17 Anos
Júlio Verne
Ediouro
(1972)



Fuga
William Boyd
Rocco
(2007)



A Comédia dos Anjos
Adriana Falcão
Planeta
(2004)



A Saga Dos Marx
Juan Goytisolo
Companhia Das Letras
(1996)



Sob Pressão 591
Marcio Maranhão
Globo Livros
(2017)





busca | avançada
90259 visitas/dia
2,3 milhões/mês