A jovem guarda desvirtuou a família brasileira | Eduardo Mineo | Digestivo Cultural

busca | avançada
77305 visitas/dia
2,7 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Exposição virtual 'Linha de voo', de Antônio Augusto Bueno e Bebeto Alves
>>> MAB FAAP seleciona artista para exposição de 2022
>>> MIRADAS AGROECOLÓGICAS - COMIDA MANIFESTO
>>> Editora PAULUS apresenta 2ª ed. de 'Psicologia Profunda e Nova Ética', de Erich Neumann
>>> 1ª Mostra e Seminário A Arte da Coreografia de 17 a 20 de junho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
>>> André Barcinski por Gastão Moreira
>>> Massari no Music Thunder Vision
>>> 1984 por Fabio Massari
>>> André Jakurski sobre o pós-pandemia
>>> Carteiros do Condado
>>> Max, Iggor e Gastão
Últimos Posts
>>> A lei natural da vida
>>> Sem voz, sem vez
>>> Entre viver e morrer
>>> Desnudo
>>> Perfume
>>> Maio Cultural recebe “Uma História para Elise”
>>> Ninguém merece estar num Grupo de WhatsApp
>>> Izilda e Zoroastro enfrentam o postinho de saúde
>>> Acentuado
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Conversando no Bar
>>> Lula e a imprensa
>>> A Loja de Tudo - Jeff Bezos e a Era da Amazon, de Brad Stone
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> O tempo de Paulinho da Viola
>>> Daslusp
>>> A essência de Aldous Huxley
>>> 80 anos de Alfredo Zitarrosa
>>> Dize-me com quem andas e eu te direi quem és
>>> 7 de Setembro
Mais Recentes
>>> Infográficos das Copas de Gustavo Longhi de Carvalho e Rodolfo Rodrigues pela Panda Books (2014)
>>> Encyclopedia Britannica World Atlas de G. Donald Hudson pela Unabridged (1960)
>>> Grandes Personagens da Nossa História vol. 11 de Victor Civita pela Abril Cultural (1971)
>>> Grandes Personagens da Nossa História vol. 4 de Victor Civita pela Abril Cultural (1970)
>>> Grandes Personagens da Nossa História vol. 1 de Victor Civita pela Abril Cultural (1969)
>>> Geografia Ilustrada Brasil de Abril pela Abril Cultural (1975)
>>> Geografia Ilustrada Brasil de Abril pela Abril Cultural (1975)
>>> Geografia Ilustrada Volume 11 de Abril pela Abril Cultural (1971)
>>> Geografia Ilustrada Brasil de Abril pela Abril Cultural (1975)
>>> The Earth and Man de Julian Huxley pela Rand Mcnally (1978)
>>> Mapas Históricos Brasileiros de Grandes Personagens de Nossa História pela Abril Cultural (1973)
>>> Geografia Ilustrada Brasil Volume 1 de Abril pela Abril Cultural (1975)
>>> Geografia Ilustrada Brasil Volume 1 de Abril pela Abril Cultural (1975)
>>> Geografia Ilustrada Volume 3 de Abril pela Abril Cultural (1972)
>>> Hammond´s World Atlas and gazetteer de Caleb D. Hammond pela C. s. Hammond & Co., Nem York (1951)
>>> Cidade Signos de um Novo Tempo a São Paulo de Ramos de Azevedo de Maria Aparecida Toschi Lomonacoq pela 5 (1975)
>>> Grandes Personagens da Nossa História - Cronologia de Jurandir dos Santos pela Jurandir dos Santos (1970)
>>> The maritime gallery at mystic seaport de Vários Autores pela Modern Marine Master (2000)
>>> Thesouro da Juventude - Vol. 14 de Vários Autores pela W. M. Jackson
>>> O Eterno Verão do Reggae de Carlos Albuquerque pela 34 (1997)
>>> Palácio da Justiça - São Paulo de José Renato Nalini pela Assessoria de Comunicação (1989)
>>> Umc - Omec - Universidade de Mogi das Cruzes de Regina Coeli Bezerra de Melo Nassri pela Lís (2002)
>>> Daee - uma Autarquia Em Desenvolvimento. de Secretaria de Obras e do Meio Ambiente pela Secretaria de Obras e do Meio Ambiente (1982)
>>> Fernando de Noronha de Giovanni Urizio pela Banco Sudameris Brasil (1995)
>>> Resgate Cultural - Estrada Real de Sebrae Minas Geraes pela Sebrae/ Mg (2006)
COLUNAS

Segunda-feira, 29/9/2008
A jovem guarda desvirtuou a família brasileira
Eduardo Mineo

+ de 4200 Acessos
+ 3 Comentário(s)

Biquíni é bom, eu sei, mas quando vi o Jânio Quadros dizendo que proibiu os biquínis em respeito às damas paulistas, minha aura emanou a cor da austeridade e me indignei com o uso dessa pouca vergonha tanto quanto as velhinhas da década de 50 se indignaram com os Beatles. Vocês conseguem entender a nobreza de caráter necessária para alguém decretar uma lei, qualquer lei, em respeito às damas paulistas? Tudo que é feito em respeito às damas paulistas está correto, tudo; e quem disser o contrário vai tomar uma guarda-chuvada.


Jânio Quadros olhando muito indignado o uso da peça em questão

A opinião do brasileiro é que as paulistas são sem graça, mas como a opinião de quem elege o Lula não deve ser levada em consideração, vamos imaginar a opinião de um brasileiro ideal, teoricamente ideal: um brasileiro sensato que, quando ouve alguém falar das paulistas, não é afetado pela fúria impressionante de subir numa mesa se chacoalhando como num ataque de terror noturno gritando "Paulistas não têm essa malemolência aqui ó, ó, ó, ó!".

Esse brasileiro idealizado, bonitinho e bem-comportado deixaria de lado todo aquele seu rancor primitivo verde-amarelo para enxergar pela primeira vez a sutileza da graça paulista. É preciso mesmo um mínimo de civilidade para se admirar uma paulista e por isso não discuto quando um bárbaro ofende sua beleza. São pessoas sem a menor sensibilidade, dessas que se entediam num concerto de Tchaikovsky ou que resmungam da ostentação da igreja católica, porque, né, pessoas morrendo de fome e o Vaticano naquela ostentação toda e que é um grande absurdo, aquela ostentação lá, e todas estas chateações de sempre.

Mas, em suma: poetas escreveriam versos memoráveis diante de uma paulista. Já um viking, quebraria o osso de uma baleia na sua cara. É a diferença que distancia os mundos.

Entretanto, você pode muito bem recorrer à primeira emenda da constituição norte-americana ― que conheço devido às muitas horas que passei assistindo os episódios de Law and Order: Special Victims Unit ―, e reclamar a liberdade dos indivíduos de serem bárbaros e de se entediarem num concerto de Tchaikovsky ― a grande liberdade de bocejar nos concertos de Tchaikovsky ― e de resumirem a complexa estética das paulistas a uma mera sem-gracice e o que é que eu tenho a ver com isto etc., mas posso eu, de igual maneira, recorrer à droga da primeira emenda norte-americana e me dar o direito de considerá-los os bárbaros de sempre, que não têm a autoridade de questionar os concertos de Tchaikovsky e as qualidades civilizadas das paulistas. E estamos conversados, eu e os que conversam comigo.

Um bom exemplo de civilidade das paulistas, que muitas vezes é visto como frieza e falta de, perdão, calor humano, é o respeito pela privacidade alheia. Jamais aconteceu na história de uma paulista puxar assunto com alguém no metrô sobre o jogo da Ferroviária. Jamais! As paulistas, meus caros, respeitam a privacidade alheia até na discrição de sua beleza. Uma paulista nunca cometeria a indelicadeza de ser bonita demais. Os homens podem negar ― eu mesmo negaria até a morte ―, mas não é muito agradável o tipo que fica a nos dar ereções o tempo inteiro, ofuscando nossa mente com a violência de uma descarga elétrica que nos põe a gritar e a babar. Como disse Paulo Francis a respeito da Vera Fischer: olho pra ela e só consigo pensar em sexo.

É possível ― por que não? ― que alguém verdadeiramente respeitável, por algum motivo que eu desconheço completamente, poderia achar mesmo que as paulistas têm a sensualidade de uma parede branca, mas acredito que pelo menos se sentiria muito embaraçado por isso e morreria para não admitir tal absurdo. Vizinhas fofocando quando passassem por ele fariam-no tremer e se sujar todo de café, como num sketch qualquer do Monty Python. Seria uma mancha terrível em sua reputação, quase como gostar de Marcelo D2 ou rinha de galo. É verdade, filhos já foram expulsos de casa por muito menos...

Não, claro que não é verdade. Não é óbvio? Ou acreditaram no que eu estava falando? Relaxem, pelo amor de Deus, é tudo mentira. Mas deu pra convencer? É um bom exercício retórico, isto que eu fiz, gosto bastante de fazê-lo. A minha aula preferida na faculdade era dada por um professor da São Francisco que nos falava para defender causas impossíveis ― como as paulistas ― para tornar nossas retóricas eficazes e impressionantes. Na época, gostei tanto da idéia que passei meses defendendo o truco como modalidade olímpica, o governo de Luís XVI, a guerra contra a Malásia ― com o Lula na tevê falando "Isto é o que faremos com a porra da Malásia!" e esmagando um ovo na mesa ―, coisas do tipo. E até que é possível votar em Paulo Maluf com alguma dignidade, nem que seja apenas para descabelar petistas. Quer arruinar o dia de um petista? Chame Paulo Maluf de "Dr. Paulo". Você irá apreciar uma cena comovente. Com alguma criatividade e senso de humor é possível ficar do lado de tudo e de nada. Foi um dos ensinamentos que aproveitei na faculdade e que levarei para o resto da minha vida, no fundo do meu coração.


Eduardo Mineo
São Paulo, 29/9/2008


Mais Eduardo Mineo
Mais Acessadas de Eduardo Mineo em 2008
01. Dê-me liberdade e dê-me morte - 20/10/2008
02. Razoavelmente desinteressante - 18/2/2008
03. Bem longe - 4/2/2008
04. Não ria! - 21/7/2008
05. Trauma paulistano - 25/8/2008


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
29/9/2008
12h01min
Caros Eduardo e leitores: sobre este assunto, a voz do bardo, do coração baiano, impõe-se acima de qualquer exercício de retórica, de qualquer suspeita: "Alguma coisa acontece no meu coração/ Que só quando cruza a Ipiranga e a avenida São João/ É que quando eu cheguei por aqui eu nada entendi/ Da dura poesia concreta de tuas esquinas/ Da deselegância discreta de tuas meninas/ Ainda não havia para mim Rita Lee/ A tua mais completa tradução..." Intraduzível: "porque és o avesso, do avesso, do avesso, do avesso..." abraços do Sílvio Medeiros. Campinas, é primavera de 2008.
[Leia outros Comentários de Sílvio Medeiros]
29/9/2008
18h01min
Uma vez fui ver uma exposição de quadros do Jânio Quadros, aqui em Belo Horizonte. Uma pintura repleta de forças ocultas, dava pra sentir. Na saída, encarei um pequeno grupo de damas paulistas, cheias de malemolência, discrição e sotaque. Timidamente me perguntaram onde encontrar o melhor pão de queijo de BH. "Não tem", eu disse, "é uma lenda urbana". "Oh", disseram elas, "que desapontameinto". Fiquei observando enquanto se dirigiam a uma loja de roupas, do outro lado da rua, com um monte de biquinis nas vitrines. Mas, Mineo, minha pobre retórica não me permite desenvolver o tema Jânio e as mulheres paulistas da forma brilhante que você fez. Grande, meu! Abraços!
[Leia outros Comentários de Guga Schultze]
6/11/2010
13h05min
Jânio Quadros foi parte de um joguinho, que ele mesmo idealizou, pra renunciar e voltar nos braços do povo. Proibir biquinis, briga de galo, multar polícia, isto tudo era só impacto. Agora, bocejar ouvindo Tchaikovsky, não representa impacto, ainda mais quando o Digestivo escolhe a data da morte dele ocorrida aos 53 anos em Petersburgo, pra publicar este texto. O impacto histórico hoje é ver alguém fazer tomografia que não está a disposição da população na rede pública de saúde, por uma bolinha de papel. É de mandar caçar sapo com bodoque.
[Leia outros Comentários de Manoel Messias Perei]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Tramas e Mentiras. Jogos de Verossimilhança
Silvia Regina Pinto (org) Várias Dedicatórias
7 Letras
(2008)



Problemas de Processo Judicial Tributário 4º Volume
Valdir de Oliveira Rocha (coord.) 4º Vol
Dialética
(2000)



Afirmar Portugal no Mundo
Aníbal Cavaco Silva
Imprensa Nacional
(1993)



Direito Ambiental Doutrina, Casos Práticos e Jurisprudência
Belinda Pereira da Cunha
Alameda
(2011)



More Stories and Afterthoughts
William Heppell Mason
Blackwell
(1966)



La Droga, Potencia Mundial: El Negocio Con El Vicio
Hans-georg Behr
Planeta
(1981)



Principles of Drug Addiction a Research Based Guide
Nida
National Institute on Dru
(1999)



Comics Starwars - Clássicos 1
Roy Thomas e Outros
Planeta Deagostini
(2015)



Eli Picture Dictionary English
Joy Olivier Illustrated Alfredo Brasioli
Eli
(1996)



Histoire de La Colonisation Française
Xavier Yacono
Puf
(1969)





busca | avançada
77305 visitas/dia
2,7 milhões/mês