A jovem guarda desvirtuou a família brasileira | Eduardo Mineo | Digestivo Cultural

busca | avançada
54003 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Segunda-feira, 29/9/2008
A jovem guarda desvirtuou a família brasileira
Eduardo Mineo

+ de 3700 Acessos
+ 3 Comentário(s)

Biquíni é bom, eu sei, mas quando vi o Jânio Quadros dizendo que proibiu os biquínis em respeito às damas paulistas, minha aura emanou a cor da austeridade e me indignei com o uso dessa pouca vergonha tanto quanto as velhinhas da década de 50 se indignaram com os Beatles. Vocês conseguem entender a nobreza de caráter necessária para alguém decretar uma lei, qualquer lei, em respeito às damas paulistas? Tudo que é feito em respeito às damas paulistas está correto, tudo; e quem disser o contrário vai tomar uma guarda-chuvada.


Jânio Quadros olhando muito indignado o uso da peça em questão

A opinião do brasileiro é que as paulistas são sem graça, mas como a opinião de quem elege o Lula não deve ser levada em consideração, vamos imaginar a opinião de um brasileiro ideal, teoricamente ideal: um brasileiro sensato que, quando ouve alguém falar das paulistas, não é afetado pela fúria impressionante de subir numa mesa se chacoalhando como num ataque de terror noturno gritando "Paulistas não têm essa malemolência aqui ó, ó, ó, ó!".

Esse brasileiro idealizado, bonitinho e bem-comportado deixaria de lado todo aquele seu rancor primitivo verde-amarelo para enxergar pela primeira vez a sutileza da graça paulista. É preciso mesmo um mínimo de civilidade para se admirar uma paulista e por isso não discuto quando um bárbaro ofende sua beleza. São pessoas sem a menor sensibilidade, dessas que se entediam num concerto de Tchaikovsky ou que resmungam da ostentação da igreja católica, porque, né, pessoas morrendo de fome e o Vaticano naquela ostentação toda e que é um grande absurdo, aquela ostentação lá, e todas estas chateações de sempre.

Mas, em suma: poetas escreveriam versos memoráveis diante de uma paulista. Já um viking, quebraria o osso de uma baleia na sua cara. É a diferença que distancia os mundos.

Entretanto, você pode muito bem recorrer à primeira emenda da constituição norte-americana ― que conheço devido às muitas horas que passei assistindo os episódios de Law and Order: Special Victims Unit ―, e reclamar a liberdade dos indivíduos de serem bárbaros e de se entediarem num concerto de Tchaikovsky ― a grande liberdade de bocejar nos concertos de Tchaikovsky ― e de resumirem a complexa estética das paulistas a uma mera sem-gracice e o que é que eu tenho a ver com isto etc., mas posso eu, de igual maneira, recorrer à droga da primeira emenda norte-americana e me dar o direito de considerá-los os bárbaros de sempre, que não têm a autoridade de questionar os concertos de Tchaikovsky e as qualidades civilizadas das paulistas. E estamos conversados, eu e os que conversam comigo.

Um bom exemplo de civilidade das paulistas, que muitas vezes é visto como frieza e falta de, perdão, calor humano, é o respeito pela privacidade alheia. Jamais aconteceu na história de uma paulista puxar assunto com alguém no metrô sobre o jogo da Ferroviária. Jamais! As paulistas, meus caros, respeitam a privacidade alheia até na discrição de sua beleza. Uma paulista nunca cometeria a indelicadeza de ser bonita demais. Os homens podem negar ― eu mesmo negaria até a morte ―, mas não é muito agradável o tipo que fica a nos dar ereções o tempo inteiro, ofuscando nossa mente com a violência de uma descarga elétrica que nos põe a gritar e a babar. Como disse Paulo Francis a respeito da Vera Fischer: olho pra ela e só consigo pensar em sexo.

É possível ― por que não? ― que alguém verdadeiramente respeitável, por algum motivo que eu desconheço completamente, poderia achar mesmo que as paulistas têm a sensualidade de uma parede branca, mas acredito que pelo menos se sentiria muito embaraçado por isso e morreria para não admitir tal absurdo. Vizinhas fofocando quando passassem por ele fariam-no tremer e se sujar todo de café, como num sketch qualquer do Monty Python. Seria uma mancha terrível em sua reputação, quase como gostar de Marcelo D2 ou rinha de galo. É verdade, filhos já foram expulsos de casa por muito menos...

Não, claro que não é verdade. Não é óbvio? Ou acreditaram no que eu estava falando? Relaxem, pelo amor de Deus, é tudo mentira. Mas deu pra convencer? É um bom exercício retórico, isto que eu fiz, gosto bastante de fazê-lo. A minha aula preferida na faculdade era dada por um professor da São Francisco que nos falava para defender causas impossíveis ― como as paulistas ― para tornar nossas retóricas eficazes e impressionantes. Na época, gostei tanto da idéia que passei meses defendendo o truco como modalidade olímpica, o governo de Luís XVI, a guerra contra a Malásia ― com o Lula na tevê falando "Isto é o que faremos com a porra da Malásia!" e esmagando um ovo na mesa ―, coisas do tipo. E até que é possível votar em Paulo Maluf com alguma dignidade, nem que seja apenas para descabelar petistas. Quer arruinar o dia de um petista? Chame Paulo Maluf de "Dr. Paulo". Você irá apreciar uma cena comovente. Com alguma criatividade e senso de humor é possível ficar do lado de tudo e de nada. Foi um dos ensinamentos que aproveitei na faculdade e que levarei para o resto da minha vida, no fundo do meu coração.


Eduardo Mineo
São Paulo, 29/9/2008


Quem leu este, também leu esse(s):
01. De volta à antiga roda rosa de Elisa Andrade Buzzo
02. Saudade de ser 'professor' de Filosofia de Cassionei Niches Petry
03. Os Doze Trabalhos de Mónika. Prólogo. Sem Alarde de Heloisa Pait
04. Fazendo a coisa certa de Fabio Gomes
05. Eu blogo, tu blogas? de Fabio Gomes


Mais Eduardo Mineo
Mais Acessadas de Eduardo Mineo em 2008
01. Dê-me liberdade e dê-me morte - 20/10/2008
02. Razoavelmente desinteressante - 18/2/2008
03. Bem longe - 4/2/2008
04. Não ria! - 21/7/2008
05. Trauma paulistano - 25/8/2008


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
29/9/2008
12h01min
Caros Eduardo e leitores: sobre este assunto, a voz do bardo, do coração baiano, impõe-se acima de qualquer exercício de retórica, de qualquer suspeita: "Alguma coisa acontece no meu coração/ Que só quando cruza a Ipiranga e a avenida São João/ É que quando eu cheguei por aqui eu nada entendi/ Da dura poesia concreta de tuas esquinas/ Da deselegância discreta de tuas meninas/ Ainda não havia para mim Rita Lee/ A tua mais completa tradução..." Intraduzível: "porque és o avesso, do avesso, do avesso, do avesso..." abraços do Sílvio Medeiros. Campinas, é primavera de 2008.
[Leia outros Comentários de Sílvio Medeiros]
29/9/2008
18h01min
Uma vez fui ver uma exposição de quadros do Jânio Quadros, aqui em Belo Horizonte. Uma pintura repleta de forças ocultas, dava pra sentir. Na saída, encarei um pequeno grupo de damas paulistas, cheias de malemolência, discrição e sotaque. Timidamente me perguntaram onde encontrar o melhor pão de queijo de BH. "Não tem", eu disse, "é uma lenda urbana". "Oh", disseram elas, "que desapontameinto". Fiquei observando enquanto se dirigiam a uma loja de roupas, do outro lado da rua, com um monte de biquinis nas vitrines. Mas, Mineo, minha pobre retórica não me permite desenvolver o tema Jânio e as mulheres paulistas da forma brilhante que você fez. Grande, meu! Abraços!
[Leia outros Comentários de Guga Schultze]
6/11/2010
13h05min
Jânio Quadros foi parte de um joguinho, que ele mesmo idealizou, pra renunciar e voltar nos braços do povo. Proibir biquinis, briga de galo, multar polícia, isto tudo era só impacto. Agora, bocejar ouvindo Tchaikovsky, não representa impacto, ainda mais quando o Digestivo escolhe a data da morte dele ocorrida aos 53 anos em Petersburgo, pra publicar este texto. O impacto histórico hoje é ver alguém fazer tomografia que não está a disposição da população na rede pública de saúde, por uma bolinha de papel. É de mandar caçar sapo com bodoque.
[Leia outros Comentários de Manoel Messias Perei]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




TERMINGLES:AMPLIADO-GLOSSARIO DE EXPRESSOES INGLESAS DE USO CORRENTE
E. P. LUNA
LTC LIVROS TÉCNICO CIENTÍFICOS
(1984)
R$ 15,00



COMUNICAÇÕES ÓTICAS
JOSÉ ANTÔNIO JUSTINO RIBEIRO
ÉRICA
(2009)
R$ 100,00



INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS - PREDIAIS E INDUSTRIAIS (3ª EDIÇÃO)
ARCHIBALD - JOSEPH - MACINTYRE
LTC
(1996)
R$ 130,00



OS IMORTAIS - FUSCA
COORD. LUIZ GUERREIRO
ESCALA
(2015)
R$ 30,00



O QUE FAZER DEPOIS DA CRISE
JOÃO PAULO DE ALMEIDA MAGALHÃES
CONTEXTO
(2009)
R$ 9,00



LIVROS E TELEVISÃO - CORRELAÇÕES
SANDRA REIMÃO
ATELIÊ
(2004)
R$ 40,00



O LÍDER SEDUTOR, VÉRTICES 12
CLARA PRACANA
CLIMEPSI
(2001)
R$ 21,21



REALIDADE REVISTA
JOSÉ CARLOS MARÃO E JOSÉ HAMILTON RIBEIRO
REALEJO
(2010)
R$ 38,00



PAI CRÔNICO
FLÁVIO SALLES
FLÁVIO SALLES
(2009)
R$ 5,00



O BOTÃO DE PUCHKIN
SERENA VITALE
RECORD
(2003)
R$ 19,90





busca | avançada
54003 visitas/dia
1,1 milhão/mês