Seguindo com arte | Taís Kerche | Digestivo Cultural

busca | avançada
31161 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial Quem vale a pena seguir

Quinta-feira, 4/6/2009
Seguindo com arte
Taís Kerche

+ de 5000 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Antes de surgir o Twitter, indo mais pra trás, mas muito mais pra trás, antes mesmo da criação da roda, os seres humanos seguem alguém ou são seguidos. Só somos o que somos porque alguém começou a ser. Admiramos, nos inspiramos, imitamos e, em alguns casos raros, transcendemos. Nos espelhar em alguém ou nos alimentar dos feitos de alguém é algo natural e intrínseco.

Não poderia ser diferente com a minha pessoa. Desde que me conheço por gente, tenho seguido pessoas e me inspirado em muitas. Beirando os trinta anos, acredito ter um repertório bacaninha para eleger os dez mais. Tarefa difícil, árdua e pesada. Pois há gente boa demais por aí. Só no Twitter, sigo 129 seres. Alguns por admiração, outros por curiosidade e outros por pura busca de informações, para me manter "antenada". Há muitos outros que gostaria de seguir, mas acredito que não estão dispostos a esta tecnologia, como, por exemplo, o Saramago.

Dentre os escritores, José Saramago me faz querer ler toda a sua obra. Ele me desafia com sua narrativa densa, de períodos longos, cheios de vírgulas e diálogos entre personagens diferenciados apenas pela letra maiúscula no início de cada fala. Me pergunto: se Saramago estivesse no Twitter, como ele lidaria com os 140 caracteres? Mas ele não está tão distante assim da tecnologia. O escritor possui um blog, o Caderno de Saramago, que eu sigo por RSS, com grade afinco. No ano passado, quando soube que o escritor português estaria em terras brasileiras para lançar A viagem do elefante, seu último romance, fiz de tudo para conseguir estar presente no Sesc Pinheiros e seguir por alguns minutos seus passos e suas ideias no palco do Teatro Paulo Autran.

E no teatro também tenho as minhas preferências. Sigo alguns dramaturgos. As montagens de Antunes Filho, com suas alegorias, me fazem sair de casa e adentrar o teatro de peito aberto para decifrar cada imagem composta por ele. É sempre bom ver um Nelson Rodrigues no palco de Antunes, como aconteceu com Senhora dos Afogados no ano passado. E no teatro também estou começando a seguir Marcelo Rubens Paiva, além de segui-lo no blog. Depois de ter visto No retrovisor duas vezes, pretendo não perder mais nenhuma de suas peças ricas em reflexões sobre relacionamentos. No caso de No retrovisor, era a amizade o tema central. Como pano de fundo, a década de 80. E estou preparadíssima para assistir A noite mais fria do ano que voltará em cartaz em breve.

Por falar em Marcelo, sigo com todo afinco Marcelo Tas, no Twitter, no blog, no CQC. O sigo por pura admiração com seu jeito de pensar, se comunicar e fazer jornalismo. No Twitter, mais de 50.000 seguidores. Eu não poderia ser diferente. Marcelo Tristão Ataíde de Souza fala a nossa língua. Do Ernesto Varela, passando pelo Professor Tibúrcio e agora como homem de preto no polêmico Custe o Que Custar. Aliás, programa pelo qual nutro uma paixão que me faz ser muito parcial em minhas opiniões.

Voltando às pessoas que sigo e no clima "CQCiano", no Twitter me divirto com a acidez de Rafinha Bastos, que expande sua arte de insultar além dos palcos, diariamente me fazendo rir. Seus comentários são dignos de vários RTs (retwitters).

E a arte de insultar é para poucos. No cinema, o diretor dinamarquês Lars Von Trier faz isso muito bem, com grande maestria. Faço questão de me dirigir ao cinema mais próximo quando sei que um dos seus filmes está em cartaz. Acredito que ele seja um dos cineastas que mais toca nas feridas do ser humano, e eu gosto disso. As imperfeições precisam ser relatadas sempre que possível e de todos os ângulos. Em Manderlay, Von Trier aborda a questão racial e suas crueldades na época da escravatura. Ele mostra as fragilidades, crueldades e podridões humanas tanto do lado escravocrata quanto do lado escravo. Dizendo em letras garrafais que ninguém é tão injustiçado assim, há sempre uma parcela de culpa nos dois lados da história.

Outro cineasta que consegue transpor para as telas histórias com um cunho social grande e que me instiga bastante é Fernando Meirelles. Ele reflete na tela exatamente o que eu gostaria de fazer caso fosse cineasta. Pretensão que tive um dia na vida, mas que não deu certo. Desde Domésticas até a adaptação de Ensaio sobre a cegueira, de Saramago, vi todos os seus filmes na telona, inclusive Cidade de Deus, mais de uma vez, confesso!

E mais de uma vez adentrei teatros e casas de shows para ver e ouvir Ney Matogrosso. Desde que conquistei uma independência financeira, adquiro ingressos para seus shows com uma alegria estonteante, pois é um alimento para a alma, para o corpo, inclusive o coração e o cérebro. Seus shows, com temas bem definidos, focados em artistas da música brasileira ― como Cartola e o Chico Buarque ― ou focados em um tipo de música ― como no Canto em qualquer canto, em que ele é acompanhado apenas por instrumentos de corda, viola, violão e violoncelo ―, fazem a diferença e inspiram a nos aprofundar naquilo que gostamos até esgotar todo o conhecimento.

E faço exatamente isso com o artista que está no topo da minha lista de artistas pelos quais tenho adoração: Chico Buarque. Eu e mais uma grande porcentagem da população feminina mundial e algum público masculino considerável. Tenho certeza de que o seguimos completamente às cegas. Entre um CD e um livro, ou vice-versa, lá estamos nós em shows, palestras, lançamentos. Todos os livros lidos, CDs escutados e suas músicas dissecadas até o entendimento total de suas letras. A riqueza nas letras nos faz entender o mundo ao nosso redor. Sentimentalmente, culturalmente, historicamente. E não é exagero, basta folhear livros dedicados à análise de suas obras. Se acha que já conhece tudo, ainda há muito, mas muito a conhecer. Me alimento de Chico Buarque quase todos os dias, para pensar melhor, escrever melhor e sentir melhor.

E, para finalizar essa lista dos dez mais, o último a quem sigo é meu coração. Pode ser piegas, mas é verdade. Não o escute, não o siga para ver o que acontece! A vida não anda e, se anda, pega o caminho errado.


Taís Kerche
São Paulo, 4/6/2009


Quem leu este, também leu esse(s):
01. T.É.D.I.O. (com um T bem grande pra você) de Renato Alessandro dos Santos
02. A Fera na Selva, filme de Paulo Betti de Jardel Dias Cavalcanti
03. Dilapidare de Elisa Andrade Buzzo
04. Man in the Arena 100 (e uma história do Gemp) de Julio Daio Borges
05. I-ching-poemas de Bruna Piantino de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Taís Kerche
Mais Especial Quem vale a pena seguir
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
15/6/2009
14h19min
Muito bom texto. Apesar de não conhecer todos os que foram citados, Saramago, Chico, Ney, e o CQC (todos assim, com intimidade mesmo...) são referências que não deveriam estar de fora da vida de ninguém. E, sim, tudo só valerá a pena se seguirmos nosso coração. (Que mal há em ser piegas quando o que se quer é ser sincero?)
[Leia outros Comentários de Daniel]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




LA GRANDE HISTOIRE DE LA SECONDE GUERRE MONDIALE - 2 VOLUMES
PIERRE MONTAGNON
PYGMALION
(1999)
R$ 190,00



RAINHA DO LAR? UMA OVA!
ONILZA BRAGA
ROSA DOS TEMPOS
(1991)
R$ 10,00



CASÉ O JACARÉ QUE ANDA EM PÉ
CARLOS EDUARDO NOVAES
ÁTICA
(1994)
R$ 10,00



OS VINGATIVOS DJINN DESVENDADO OS DESIGNIOS OCULTO DOS GÊNIOS
ROSEMARY ELLEN GUILEY / PHILIP J IMBROGNO
MADRAS
(2012)
R$ 43,19



RITUAL
MO HAYDER
RECORD
(2011)
R$ 30,00



RITOS DA PAIXÃO EM LAVOURA ARCAICA
ANDRÉ LUIS RODRIGUES
EDUSP
(2006)
R$ 28,00



MATEMÁTICA NOS VESTIBULARES
ÁLVARO Z. ARANHA
POLICARPO
R$ 25,00



DIREITO INTERNACIONAL PUBLICO
EDUARDO CORREIA BAPTISTA
ALMEDINA MATRIZ
(2004)
R$ 208,00



NO BURACO
TONY BELLOTTO
COMPANHIA DAS LETRAS
(2010)
R$ 10,57



SUPERFREAKONOMICS
STEVEN D. LEVITT STEPHEN J. DUBNER
PENGUIN BOOKS
(2009)
R$ 25,00





busca | avançada
31161 visitas/dia
1,3 milhão/mês