Meus enjoos natalinos | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
50039 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Sexta-feira, 20/11/2009
Meus enjoos natalinos
Ana Elisa Ribeiro

+ de 3200 Acessos
+ 3 Comentário(s)

A esta altura eu começo a riscar os dias, como os presidiários de filmes. Menos um, menos outro, menos mais um. Assim passam os dias. O final do ano parece arrastar-se para um pouco além da borda do suportável. As propagandas insistentes e precoces (acho) de Natal começam a irritar. Nas Casas Bahia, na Renner, na Riachuelo, no Magazine Luiza e a musiquinha da Leader que nunca sai da cabeça da gente. Já é Natal na Leader, já é horaaaaa. Agora com novo arranjo. Carinha e vozinha nova para as mesmas coisas de sempre. Natais felizes são narrados na tevê, assim como os programas de entrevistas começam a pipocar falando de futuro e prognósticos. Uma verdadeira overdose de peças natalinas.

A esta altura eu começo a pensar que faltam menos de dois meses para a entrada de um ano novo que deveria me recarregar. O que farei no ano que vem? De diferente? Provavelmente nada. Talvez eu possa modalizar isso e dizer que "quase" nada, para deixar algum espaço para o inesperado. Uma viagem? Provavelmente não. Eu a faria apenas em casos muito específicos. Montando minha agenda de professora começo a garimpar os congressos que interessam. Umas dez pequenas viagens por ano, quase sempre sem sair do hotel.

Menos de dois meses. Antes disso há muita contracorrente para enfrentar. O pico da correção de provas. O rumor dos alunos que se formam. Os corredores cheios de desistentes, assim como de quem já passou. As cantinas mais cheias do que de costume e a biblioteca mais barulhenta do que o normal. Os vizinhos compram lonas de tampar piscina. O bairro começa a cheirar a panetone. Detesto frutas cristalizadas. Os bonecos de Papai Noel aterrorizam meus sonhos. Uma visita ao shopping para pagar contas no caixa eletrônico já é mais complicada. Ramos verdes, fitas vermelhas, bolas quebráveis e as festas de empresas que querem funcionários felizinhos com o sorteio da tevê de 32 polegadas. Patrão bom é isso.

Quase dezembro. Olhando aqui na folhinha torço para estarmos quase na metade do mês de novembro. Ainda há ar respirável no centrão. Dezembro é imóvel. As ruas ficam cheias demais de pessoas preocupadas com presentes que caibam no bolso. Décimo terceiro despejado nas lojas de 1,99. É apenas uma lembrancinha, alertam as tias e avós. As crianças são exigentes, claro, mas se enganam com qualquer chassi de plástico prata.

Novembro é mês morto. Tipo sexta-feira antes de feriado. Por qualquer desculpa se sai mais cedo. Não se deixa nada para resolver no Natal. Nem no Carnaval, que, afinal, são bastante parecidos.

Nos meus tempos de escola, ficávamos de férias mal terminava novembro. Eram plenos dois meses de isolamento dos professores e da arquitetura de cadeia (ou de hospital) que as escolas costumam ter. Dois meses para assistir à Sessão da Tarde, à novela em repeteco, brincar no meio da rua, com trânsito arrefecido, e brigar em jogos de videogame. Eram dois meses. Quinze dias na praia. Nada de menos pra pôr no currículo. Agora meu filho de cinco anos tem escola até dia 20 de dezembro. Minha escola terá dias letivos até Papai Noel chegar. Será pouco mais de um mês de umas férias tronchas. Correr para ver vovó, praia na primeira quinzena, o mais perto possível. O jeito é ir para a Região dos Lagos, onde encontraremos todos os outros vizinhos. Voltar e comprar mochila nova. Preocupar-se com os lanches diários, de novo.

Janeiro é morto. Em janeiro nada funciona direito. Nem empresa privada. Só hotel, e olhe lá. E se eu quiser ficar descalça em casa? Essa tem sido minha diversão. Réveillon não é mais nada. Verdade que nunca gostei de farra desbragada e nem de bebida alcoólica, mas uma festinha ia bem. Smirnoff Ice com gelo parece picolé de limão. Aquece. Música alta e boa. Amigos queridos a quem dizer "feliz ano novo". Nada mais. Mas Réveillon virou pó. Todo ano é ver os fogos na varanda lá de longe, onde alguém deve estar feliz e bêbado. Este ano, a depender dessa série de pequenos futuros, vou dormir no Réveillon. Pelo menos começo o ano descansada.

Natal é cada vez mais lembrança. Houve um tempo em que era farra de primos. Natal significava encontrar todo mundo pra brincar e ouvir os sorteios engraçados do tio animadão. A gente cresceu e os sorteios ficaram cansativos, os presentes pioraram, as crianças são outras. A avó está cansada, é menos comida (não a avó, mas o repasto mesmo), menos animação. As pessoas envelheceram e ficaram doentes. A avó fica sentada com cara de quem rememora. Em duas cadeiras estavam duas tias lindas no ano passado. Este ano as cadeiras estão vazias. Dia de finados foi intenso.

Natal começa a deixar a gente sem paciência em novembro. O que farei ainda antes dos estertores do ano? Última viagem para fora do estado. Mais duas ou três bancas. Dois relatórios. Três semanas de aulas e os alunos querendo fugir. O ar parece estar sempre acabando. Lá vem o Natal da Leader me lembrar que há batalhões a quem dar lembrancinhas, senão fica chato. Panetone trufado é melhor do que o tradicional. Ano de novo.

Nota do Editor
Leia também "Natal S.A."


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 20/11/2009


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Mano Juan, de Marcos Rey de Gian Danton
02. Natureza Humana Morta de Vicente Escudero
03. Eu não acredito em pesquisa de opinião de Daniela Sandler


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2009
01. Amor platônico - 10/4/2009
02. Aconselhamentos aos casais ― módulo I - 13/3/2009
03. Aconselhamentos aos casais ― módulo II - 27/3/2009
04. Eu + Você = ? - 27/2/2009
05. Cupido era o nickname dele - 1/5/2009


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
20/11/2009
09h23min
Você andou investigando a minha vida por acaso? Well, por isso prefiro os livros...
[Leia outros Comentários de thomas18]
20/11/2009
13h39min
Estou pensando em passar o Natal acordado e o Ano Novo dormindo, já fiz isso algumas vezes. É a melhor experiência que alguém pode ter, pelo menos pra mim: passar um réveillon deitado, sem ver e ouvir nada. No outro dia, você acorda com a sensação de que tudo é apenas uma ilusão: a vida é como uma imensa noite de poucos mais, ou menos, 100 anos (passa muito rápido)... Se você não pensar, me disse uma vez, um professor, alguém pensará por você. Eis a grande verdade da vida.
[Leia outros Comentários de Ronaldo Magella]
22/11/2009
15h32min
Ana Elisa, adorei seu texto. Você está cheia de razão! E o pior: de finais de novembro até o Carnaval, no Brasil, nada de novo debaixo dos sóis de 40 graus (calor insuportável). Até mesmo a imprensa nos estanca. Hoje conferi "Estadão" e "Folha de São Paulo": pouco conteúdo, inúmeras propagandas e outros que tais desses nossos tempos do sempre igual e de fatos indecorosos.
[Leia outros Comentários de Sílvio Medeiros]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O MELHOR DE VINICIUS DE MORAES
VINÍCIUS DE MORAES
FOLHA DE SÃO PAULO
(1994)
R$ 6,28



ANATOMY OF CRITICISM, FOUR ESSAYS
NORTHROP FRYE
PRINCETON
(1973)
R$ 45,82



JETSTREAM BEGINNER
AMANDA MARIS
HELBLING
(2015)
R$ 40,00



A FAZENDA PÚBLICA E A COBRANÇA JUDICIAL DOS DÉBITOS FISCAIS
ANTONIO FELIPPE A. GALLO
REVISTA DOS TRIBUNAIS
(1994)
R$ 5,00



CURSO DIDÁTICO DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL
ELPÍDIO DONIZETTI
DEL REY
(2005)
R$ 20,00



AS SETE IRMÃS #1
LUCINDA RILEY
NOVO CONCEITO
(2014)
R$ 12,00



A BRIGHT RED SCREAM: SELF-MUTILATION AND THE LANGUAGE OF PAIN
MARILEE STRONG
VIKING
(1998)
R$ 110,00



HISTÓRIAS PARA AQUECER O CORAÇÃO
JACK CANFIELD E OUTROS
SEXTANTE
(2001)
R$ 4,00



LESSENTIEL DES INSTITUTIONS DE IUNION EUROPÉENNE
JEAN-CLAUDE ZARKA
GUALINO ÉDITEUR
(2004)
R$ 5,50



HARRY POTTER E O PRISIONEIRO DE AZKABAN (HARRY POTTER #3)
J. K. ROWLING
ROCCO
(2000)
R$ 10,00





busca | avançada
50039 visitas/dia
1,2 milhão/mês