Meus enjoos natalinos | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
28258 visitas/dia
890 mil/mês
Mais Recentes
>>> Palavraria Conversa e Versa
>>> Supercombo no Templo Music: Tour “Adeus, Aurora'
>>> Barracão Cultural estreia montagem de rua a partir de livro de Eva Furnari
>>> Marina Peralta lança novo EP, 'Leve'
>>> Dan Stulbach faz ensaio aberto de Morte Acidental de um Anarquista para alunos da Escola Wolf Maya
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
>>> O espelho quebrado da aurora, poemas de Tito Leite
>>> Carta ao(à) escritor(a) em sua primeira edição
>>> Paris branca de neve
>>> A cidade e o que se espera dela
>>> De pé no chão (1978): sambando com Beth Carvalho
>>> Numa casa na rua das Frigideiras
>>> Como medir a pretensão de um livro
>>> Nenhum Mistério, poemas de Paulo Henriques Britto
>>> Nos braços de Tião e de Helena
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 3
>>> Juntos e Shallow Now
>>> Dicionário de Imprecisões
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
Últimos Posts
>>> Efervescências
>>> Justoresoluto
>>> Em segundo plano
>>> A ver navios
>>> As esquinas dos amores
>>> Pelagem de flor I: VERMELHO
>>> Idade Mídia
>>> Quando a alma é visível
>>> A MECÂNICA CELESTE
>>> Diagnóstico falho
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O assassinato de Herzog na arte
>>> Animismo
>>> Para tudo existe uma palavra
>>> Lendo Virgílio, ou: tentando ler os clássicos
>>> Entrevista com André Fonseca
>>> Google: utopia ou distopia?
>>> Como medir a pretensão de um livro
>>> A Casa do Saber no Rio de Janeiro
>>> Marcel Proust e o tempo reencontrado
>>> Pedro Paulo de Sena Madureira
Mais Recentes
>>> Saara de Suzane Worcman pela Relume Dumara (2000)
>>> A Antecipação da Tutela Ex Officio de Fernando Luís França pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2003)
>>> Música e Literatura de Federico Sopena pela Nerman (1989)
>>> Paz e guerra entre as nações de Raymond Aron pela UnB (1979)
>>> Palavra de Advogado de José Anchieta da Silva/ Autografado pela Del Rey/ Belo Horizonte (2012)
>>> Dez Anos da Lei de Arbitragem: Aspectos Atuais e Perspectivas... de Ana Paula Rocha do Bomfim (e outro): Coord. pela Lumen Juris (2007)
>>> Responsabilidade e Eticidade de José Jairo Gomes pela Del Rey/ Belo Horizonte (2005)
>>> A Era da Globalismo de Octavio Ianni pela Civilização Brasileira (1996)
>>> História Sincera da República de Leôncio Basbaum pela Alfa-Omega (1985)
>>> Á Sombra de Hipocrates de Orlando de Albuquerque pela Appacdm (1995)
>>> Psicologia del Niño de Jean Piaget - Bärbel Inhelder pela Ediciones Morata, Madrid (1969)
>>> História da Literatura: Oriental, Grega, Latina... S/ Versificação de Marques da Cruz pela Comp. Melhoramentos de SP. (1933)
>>> Cenário Mundial - A Nova ordem Internacional de Cláudio Vicentino , Reinaldo Scalzaretto pela Scipione (1992)
>>> Sexualidade da Mulher Brasileira: Corpo e Classe Social no Brasil de Rose Marie Muraro (e Cola boradores) pela Vozes/ Petrópolis (1983)
>>> Desigualdade Reexaminada de Amartya Sen pela Record (2001)
>>> Eclipse de Lua um Dossiê Sobre a Menopausa de Alberto Goldin pela Relume (1994)
>>> Religião e Politização no Brasil ´A Igreja e o regime Autoritário de Thomas c. Bruneau pela Loyola (1979)
>>> Facts About Israel de Edited By Ellen Hirsch pela Israel Information Center (1996)
>>> Clássicos da Educação Brasileira- Volume 1 de Maria do Carmo Xavier: Organizadora pela Mazza/ Fapemig (2010)
>>> Marxismo Vivo - Revista N: 18 -Crise dos Alimentos -O Imperialismo e a fome -Campo Argentino , A rebelião dos ricos divide a esquerda de Revista Marxismo Vivo pela Marxismo Vivo (2008)
>>> Ritos de Passagem da Nossa Infância e Adolescência de Fanny Abramovich: Organização pela Summus Editorial (1985)
>>> Jakob: o Mentiroso de Jurek Becker pela Companhia das Letras/SP. (1987)
>>> Jakob: o Mentiroso de Jurek Becker pela Companhia das Letras/SP. (1987)
>>> Sociologia & Administração de Reinaldo Dias pela Alínea (2001)
>>> A Hora de Cinquenta Minutos: ... Contos Psicanalíticos Verídicos de Robert Lindner pela Imago (1972)
>>> Cousteau-Uma Biografia de Axel Madsen pela Campus (1989)
>>> Sexologia Forense de Orlando Soares pela Lfb (1996)
>>> Ética de Newton Bignotto e outros pela Companhia das Letras (1993)
>>> Nanook - Ele está chegando de Gustavo Bernardo pela Rocco (2016)
>>> Design e comunicação visual de Bruno Munari pela Martins Fontes (2006)
>>> Do Luxo ao Fardo de Pedro Salem pela Relume Dumara; (2004)
>>> Administração , Poder e Ideologia de Maurício Tragtenberg pela Unesp (2004)
>>> O caçador de pipas de Khaled Hosseini pela Nova fronteira (2005)
>>> Três Casos Policiais de Mário Livramento de Flávio Moreira da Costa pela Ediouro (2003)
>>> Grande Sertão - Veredas de João Guimarães Rosa pela Nova fronteira (2019)
>>> Memórias sentimentais de João Miramar de Oswalde de Andrade pela Globo (2006)
>>> Serafim Ponte Grande de Oswalde de Andrade pela Globo (2007)
>>> 10 Respostas Que Vão Mudar Sua Vida de Pe. Reginaldo Manzotti pela Ediouro (2010)
>>> Meu coração desnudado de Charles Baudelaire pela Autêntica (2019)
>>> Um artista da fome de Franz Kafka pela L&PM Editores (2009)
>>> Manuel Bandeira - Coleção melhores poemas de Francisco de Assis Barbosa, Manuel Bandeira pela Global (2007)
>>> Luna Clara & Apolo Onze de Adriana Falcão pela Salamandra (2002)
>>> A Casa Soturna de Charles Dickens pela Nova Fronteira (1986)
>>> Robinson Crusoé - Português/Inglês - Ilustrado de Daniel Defoe pela Ciranda (2017)
>>> Terrores da Noite - Quando a Noite Cai, os Morcegos Atacam de Martin Cruz Smith pela Record (1977)
>>> Códigos Eternos de Legrand pela Soler (2004)
>>> O Livro das Cortesães de Susan Griffin pela Susan Griffin (2003)
>>> O Mundo e Suas Maravilhas -A Aventura do Homem no Espaço e no Tempo de R. Argentiere pela Anchieta (1945)
>>> Escaldado em água fria de John Straley pela Globo (2002)
>>> O Oitavo Mandamento de Lawrence Sanders pela Nova Cultural (1989)
COLUNAS

Sexta-feira, 20/11/2009
Meus enjoos natalinos
Ana Elisa Ribeiro

+ de 3100 Acessos
+ 3 Comentário(s)

A esta altura eu começo a riscar os dias, como os presidiários de filmes. Menos um, menos outro, menos mais um. Assim passam os dias. O final do ano parece arrastar-se para um pouco além da borda do suportável. As propagandas insistentes e precoces (acho) de Natal começam a irritar. Nas Casas Bahia, na Renner, na Riachuelo, no Magazine Luiza e a musiquinha da Leader que nunca sai da cabeça da gente. Já é Natal na Leader, já é horaaaaa. Agora com novo arranjo. Carinha e vozinha nova para as mesmas coisas de sempre. Natais felizes são narrados na tevê, assim como os programas de entrevistas começam a pipocar falando de futuro e prognósticos. Uma verdadeira overdose de peças natalinas.

A esta altura eu começo a pensar que faltam menos de dois meses para a entrada de um ano novo que deveria me recarregar. O que farei no ano que vem? De diferente? Provavelmente nada. Talvez eu possa modalizar isso e dizer que "quase" nada, para deixar algum espaço para o inesperado. Uma viagem? Provavelmente não. Eu a faria apenas em casos muito específicos. Montando minha agenda de professora começo a garimpar os congressos que interessam. Umas dez pequenas viagens por ano, quase sempre sem sair do hotel.

Menos de dois meses. Antes disso há muita contracorrente para enfrentar. O pico da correção de provas. O rumor dos alunos que se formam. Os corredores cheios de desistentes, assim como de quem já passou. As cantinas mais cheias do que de costume e a biblioteca mais barulhenta do que o normal. Os vizinhos compram lonas de tampar piscina. O bairro começa a cheirar a panetone. Detesto frutas cristalizadas. Os bonecos de Papai Noel aterrorizam meus sonhos. Uma visita ao shopping para pagar contas no caixa eletrônico já é mais complicada. Ramos verdes, fitas vermelhas, bolas quebráveis e as festas de empresas que querem funcionários felizinhos com o sorteio da tevê de 32 polegadas. Patrão bom é isso.

Quase dezembro. Olhando aqui na folhinha torço para estarmos quase na metade do mês de novembro. Ainda há ar respirável no centrão. Dezembro é imóvel. As ruas ficam cheias demais de pessoas preocupadas com presentes que caibam no bolso. Décimo terceiro despejado nas lojas de 1,99. É apenas uma lembrancinha, alertam as tias e avós. As crianças são exigentes, claro, mas se enganam com qualquer chassi de plástico prata.

Novembro é mês morto. Tipo sexta-feira antes de feriado. Por qualquer desculpa se sai mais cedo. Não se deixa nada para resolver no Natal. Nem no Carnaval, que, afinal, são bastante parecidos.

Nos meus tempos de escola, ficávamos de férias mal terminava novembro. Eram plenos dois meses de isolamento dos professores e da arquitetura de cadeia (ou de hospital) que as escolas costumam ter. Dois meses para assistir à Sessão da Tarde, à novela em repeteco, brincar no meio da rua, com trânsito arrefecido, e brigar em jogos de videogame. Eram dois meses. Quinze dias na praia. Nada de menos pra pôr no currículo. Agora meu filho de cinco anos tem escola até dia 20 de dezembro. Minha escola terá dias letivos até Papai Noel chegar. Será pouco mais de um mês de umas férias tronchas. Correr para ver vovó, praia na primeira quinzena, o mais perto possível. O jeito é ir para a Região dos Lagos, onde encontraremos todos os outros vizinhos. Voltar e comprar mochila nova. Preocupar-se com os lanches diários, de novo.

Janeiro é morto. Em janeiro nada funciona direito. Nem empresa privada. Só hotel, e olhe lá. E se eu quiser ficar descalça em casa? Essa tem sido minha diversão. Réveillon não é mais nada. Verdade que nunca gostei de farra desbragada e nem de bebida alcoólica, mas uma festinha ia bem. Smirnoff Ice com gelo parece picolé de limão. Aquece. Música alta e boa. Amigos queridos a quem dizer "feliz ano novo". Nada mais. Mas Réveillon virou pó. Todo ano é ver os fogos na varanda lá de longe, onde alguém deve estar feliz e bêbado. Este ano, a depender dessa série de pequenos futuros, vou dormir no Réveillon. Pelo menos começo o ano descansada.

Natal é cada vez mais lembrança. Houve um tempo em que era farra de primos. Natal significava encontrar todo mundo pra brincar e ouvir os sorteios engraçados do tio animadão. A gente cresceu e os sorteios ficaram cansativos, os presentes pioraram, as crianças são outras. A avó está cansada, é menos comida (não a avó, mas o repasto mesmo), menos animação. As pessoas envelheceram e ficaram doentes. A avó fica sentada com cara de quem rememora. Em duas cadeiras estavam duas tias lindas no ano passado. Este ano as cadeiras estão vazias. Dia de finados foi intenso.

Natal começa a deixar a gente sem paciência em novembro. O que farei ainda antes dos estertores do ano? Última viagem para fora do estado. Mais duas ou três bancas. Dois relatórios. Três semanas de aulas e os alunos querendo fugir. O ar parece estar sempre acabando. Lá vem o Natal da Leader me lembrar que há batalhões a quem dar lembrancinhas, senão fica chato. Panetone trufado é melhor do que o tradicional. Ano de novo.

Nota do Editor
Leia também "Natal S.A."


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 20/11/2009


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A Copa, o Mundo, é das mulheres de Luís Fernando Amâncio
02. K 466 de Renato Alessandro dos Santos
03. Minimundos, exposição de Ronald Polito de Jardel Dias Cavalcanti
04. Cidadão Samba: Sílvio Pereira da Silva de Renato Alessandro dos Santos
05. Entrevista com a tradutora Denise Bottmann de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2009
01. Amor platônico - 10/4/2009
02. Aconselhamentos aos casais ― módulo I - 13/3/2009
03. Aconselhamentos aos casais ― módulo II - 27/3/2009
04. Eu + Você = ? - 27/2/2009
05. Cupido era o nickname dele - 1/5/2009


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
20/11/2009
09h23min
Você andou investigando a minha vida por acaso? Well, por isso prefiro os livros...
[Leia outros Comentários de thomas18]
20/11/2009
13h39min
Estou pensando em passar o Natal acordado e o Ano Novo dormindo, já fiz isso algumas vezes. É a melhor experiência que alguém pode ter, pelo menos pra mim: passar um réveillon deitado, sem ver e ouvir nada. No outro dia, você acorda com a sensação de que tudo é apenas uma ilusão: a vida é como uma imensa noite de poucos mais, ou menos, 100 anos (passa muito rápido)... Se você não pensar, me disse uma vez, um professor, alguém pensará por você. Eis a grande verdade da vida.
[Leia outros Comentários de Ronaldo Magella]
22/11/2009
15h32min
Ana Elisa, adorei seu texto. Você está cheia de razão! E o pior: de finais de novembro até o Carnaval, no Brasil, nada de novo debaixo dos sóis de 40 graus (calor insuportável). Até mesmo a imprensa nos estanca. Hoje conferi "Estadão" e "Folha de São Paulo": pouco conteúdo, inúmeras propagandas e outros que tais desses nossos tempos do sempre igual e de fatos indecorosos.
[Leia outros Comentários de Sílvio Medeiros]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




IN MEMORIAM DE DELFIM GUIMARÃES 1872 - 1933
GALINO MARQUES
GUIMARÃES
(1934)
R$ 50,00



PORTUGUÊS. CONTEXTO, INTERLOCUÇÃO E SENTIDO. 2º ANO
OUTROS; MARIA LUIZA M. ABAURRE
MODERNA
(2008)
R$ 50,00



SERPENTES DO CERRADO - GUIA ILUSTRADO
OTAVIO A. V. MARQUES
HOLOS
(2015)
R$ 55,06



O MUSEU DO SENHOR ASDRÚBAL
MARIA PRADO SARTORELLI
FTD
(1999)
R$ 12,00



MINHA PRISÃO SEM GRADES (5866)
WILLIAM CÉSAR ALVES MACHADO
KELPS
(1999)
R$ 46,00



A GRANDE BARREIRA DE RECIFES
GRAIG MCGREGOR
CIDADE CULTURAL
(1983)
R$ 15,00



REVISTA ÁLVARES PENTEADO - VOL. 3 - Nº 7-DEZEMBRO - NOVA
AUTOR FECAP
FECAP
(2001)
R$ 10,00



LONGA JORNADA NOITE ADENTRO
EUGENE O , NEILL
PEIXOTO
(2018)
R$ 25,00



GRANDES SUCESSOS SÉRIE OURO - O SEQUESTRO DO METRÔ
JOHN GODEY
CÍRCULO DO LIVRO
(1984)
R$ 7,00



BOSQUE ENCANTADO - PARA COLORIR, ESTIMULAR A IMAGINAÇÃO E RELAXAR
VÁRIOS
EDIOURO
(2015)
R$ 9,90





busca | avançada
28258 visitas/dia
890 mil/mês