Cupido era o nickname dele | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
38448 visitas/dia
955 mil/mês
Mais Recentes
>>> MANU LAFER APRESENTA SHOW NOBODY BUT YOU - TRIBUTO A KIKA SAMPAIO
>>> Sesc Belenzinho recebe a banda E a Terra Nunca me Pareceu Tão Distante
>>> Sesc Belenzinho recebe a atriz e cantora Zezé Motta
>>> Psicólogo lança livro de preparação para concurseiros usando a Terapia Cognitiva-Comportamental
>>> O Sertão na Canção: Guimarães Rosa
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Era uma casa nada engraçada
>>> K 466
>>> 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis
>>> Minimundos, exposição de Ronald Polito
>>> Famílias terríveis - um texto talvez indigesto
>>> O Carnaval que passava embaixo da minha janela
>>> A menos-valia na poesia de André Luiz Pinto
>>> Lançamentos de literatura fantástica (1)
>>> Cidadão Samba: Sílvio Pereira da Silva
>>> No palco da vida, o feitiço do escritor
Colunistas
Últimos Posts
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
>>> Mon coeur s'ouvre à ta voix
>>> Palestra e lançamento em BH
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
Últimos Posts
>>> Kleber Mendonça volta a Cannes com 'Bacurau'
>>> Nem só de ilusão vive o Cinema
>>> As Expectativas de um Recrutador e um Desempregado
>>> A Independência Angolana além de Pepetela
>>> Porque dizer adeus?
>>> Direções da véspera IV
>>> Direções da véspera IV
>>> A pílula da felicidade
>>> Dispendioso
>>> O mês do Cinemão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Humor: artigo em extinção
>>> Armandinho, o subversivo, versus o Cabeça de Melão
>>> Por que ler poesia?
>>> O titânico Anselm Kiefer no Centre Pompidou
>>> Woody Allen
>>> The Second Coming of Steve Jobs, by Alan Deutschman
>>> Como detectar MAVs (e bloquear)
>>> Como detectar MAVs (e bloquear)
>>> 89 FM, o fim da rádio rock
>>> Crítica à arte contemporânea
Mais Recentes
>>> Postal de Alice Springs - um Romance Entre Mulheres de Diana Simmonds pela Gls (1996)
>>> A Linguagem do Meu Filho de Regina Celi Machado Cupello pela Revinter (1993)
>>> Acima de Qualquer Suspeita de Scott Turow pela Record
>>> Pensão Riso da Noite de José Condé pela Record (1987)
>>> Corcovado de Jean-paul Delfino pela Record (2005)
>>> A Ideologia Alemã I Crítica da Filosofia Alemã mais Recente de Karl Marx e Friedrich Engels pela Martins Fontes (1980)
>>> Pássaros de Vôo Curto de Alcione Araújo pela Record (2008)
>>> Metamorfoses do Pássaro - Vol. 3 de Alcione Araújo (autografado) pela Civilização Brasileira (1990)
>>> O Paraíso é uma Questão Pessoal de Richard Bach pela Record (2003)
>>> A Trajetória de um Brabo de Stalin a Giacominho de Evado Diniz pela Record (1984)
>>> O Galo Músico de Fernando Sabino pela Record (1999)
>>> Meio Século de Presença Literária (1919-1969) de Tristão de Athayde pela José Olympio (1969)
>>> O Rei das Estrelas de Edmond Hamilton pela Sabiá (1971)
>>> Um Céu numa Flor Silvestre de Rubem Alves pela Verus (2010)
>>> As Atribulações de uma Caixa de Supermercado de Anna Sam pela Record (2009)
>>> Administração de recursos humanos de Idalberto Chiavenato pela Atlas (1999)
>>> Iracema de José de alencar pela Panda books (2015)
>>> O Cortiço de Aluísio Azevedo pela Melhoramentos (2014)
>>> Cultura Brasileira, Temas e situações de Alfredo Bosi pela Ática (2008)
>>> O escravo dos escravos de Rosa freua de carvalho pela Feesp (2012)
>>> Obras completas - volume 7 - O cancioneiro de Dante Alighieri pela Das Américas
>>> Obras completas - volume 9 - O banquete, Da monarquia de Dante Alighieri pela Das Américas
>>> Obras completas - volume 10 - Da monarquia, Da linguagem vulgar, Epístolas, A questão da água e da terra de Dante Alighieri pela Das Américas
>>> Minha Formação de Joaquim Nabuco pela W.M. Jackson (1948)
>>> Deus um Fracasso Amoroso de E. L. Doctorow pela Record (2003)
>>> Os carneiros de Panúrgio de Bezerra de menezes pela Feesp (2012)
>>> Obras completas - volume 5 - A Divina Comédia - O purgatório de Dante Alighieri pela Das Américas
>>> Obras completas - volume 4 - A Divina Comédia - O inferno de Dante Alighieri pela Das Américas
>>> Memórias de um Delegado de Polícia de Renato Augusto de Lima pela Do Autor (1972)
>>> Obras completas - volume 3 - A Divina Comédia - O inferno de Dante Alighieri pela Das Américas
>>> Obras completas - volume 2 - A Divina Comédia - O inferno de Dante Alighieri pela Das Américas
>>> O Pai do Vento - Cordel de Chico Salles pela Graúna
>>> Obras completas - volume 1 - A Divina Comédia - O inferno de Dante Alighieri pela Das Américas
>>> Vie et Règne de l'Amour de Søren Aabye Kierkegaard pela Aubier
>>> Rumo à Cultura de L. Riboulet pela Globo (1960)
>>> No lar e no magistério de Esther Menna Barreto Costa pela Não consta
>>> Amor sem Fim de Ian McEwan pela Companhia das Letras (2001)
>>> Rei Édipo, antígone, Prometeu Acorrentado (Tragédias gregas) de Sófocles, Ésquilo pela Ediouro
>>> OMC Manual Prático da Rodada Uruguai de Ligia Maura Costa pela Saraiva (1996)
>>> Contos de I. L. Peretz de J. Guinsburg pela Perspectiva (2001)
>>> RS: Modernização & Crise na Agricultura de Elomar Tambara pela Mercado Aberto (1983)
>>> Terra: Planeta Em Perigo de Vinícius Bertoletti pela Chiado (2016)
>>> Sociedade e Estado Volume X - Número 2 de Vicente de Paula Faleiros e Outros pela Unb (1995)
>>> Antimémoires de André Malraux pela Gallimard (1967)
>>> Da Matéria dos Sonhos de Rosana Rios pela Saraiva (1995)
>>> O Último Portal de Eliana Martins e Rosana Rios pela Companhia das Letras (2003)
>>> Hqs Quando a Ficção Invade a Realidade de Rosana Rios pela Scipione (2007)
>>> A Pequena Dorrit de Carlos Dickens pela Bruguera (1969)
>>> Jacare-de-papo-amarelo de Rosana Rios pela Scipione (2003)
>>> La Divina Comedia - 2 volumes de Dante Alighieri pela Sopena (1942)
COLUNAS >>> Especial Amor na Internet

Sexta-feira, 1/5/2009
Cupido era o nickname dele
Ana Elisa Ribeiro

+ de 5500 Acessos
+ 3 Comentário(s)

Não tenho a menor dúvida: a internet amplia nossas chances de viver um romance. Também não tenho a menor dúvida de que a internet não pode garantir que a qualidade desse romance seja boa ou má. Outra certeza: as paqueras só começam na internet. De repente, elas saltam para a "vida real" e tornam-se como as outras. E quando são vividas apenas virtualmente, podem ser tão intensas quanto as paqueras de carne e osso, só que com um tico mais de fantasia, por conta da distância física.

Difícil e meio inútil ficar categorizando e prescrevendo coisas sobre o amor na internet. Só quem começa algo assim, mediado por computador ou qualquer outro dispositivo, sabe o que é estar nessa experiência. E isso não é coisa nova. O telefone oferecia possibilidade parecida na forma daqueles serviços tipo "Disque Amizade", que ainda hoje são divulgados na tevê. No entanto, essas coisas via Embratel eram vistas com preconceito e pareciam um tantinho bregas.

Na internet, tudo ficou chique. Conectado em banda larga, o carinha veste um nickname e entra em uma sala de bate-papo. Em meados dos anos 1990, esse chat era, em geral, no UOL. Os assuntos vão e vêm, as pessoas trocam ideias no mesmo horário, se gostam, simpatizam, aparentam afinidades e um dia se encontram.

Bokinha quer falar reservadamente com Gaúcho. Como é que você é? Alto, tipo 1m e oitenta, olhos esverdeados (principalmente no sol), nem gordo nem magro, aloirado (em dias claros). E o que você faz na vida? Estudo Contábeis e moro com meus pais. Dirijo, tá? Bokinha fica feliz. Mas eles moram a 700 km um do outro. Fazer o quê? E ainda assim gastam noites inteiras batendo papo reservadamente.

Nos anos 1990, não existia Skype. Voz mesmo, nada. O jeito era "avaliar" a pessoa pela ortografia. Diz que não fez isso nenhuma vez? Claro que fez. O papo, os temas, o jeito de escrever. Mesmo em internetês, havia uma forma de avaliar os "você" com "ç" ou as trocas entre "z" e "s".

Mais ou menos em 1996, os bate-papos do UOL rolavam soltos. Conheci muita gente lá, virtualmente. A turma do Corvo foi um marco em minha vida social. Os encontros dessa turma eram sempre pela manhã. Um era dentista, outro era advogado, outra era promotora, outro era engenheiro. Pessoas de bem, que gostavam de bater papo na internet. Entrei nessa turma. Quatro ou cinco anos depois, o Corvo fundou um blog (O Corvo, claro), nos serviços Blig (blog do iG), e fomos todos para lá. Uma comunidade imensa, que trocava centenas (mesmo) de mensagens por dia, quando os serviços de comentários ainda precisavam ser caçados e agregados aos blogs meio na marra.

Conheci o Rio de Janeiro nessa época. São Paulo também. No Rio, o Corvo e a Marize me ciceroneavam. Em Sampa era o Guaraná que recebia tropas de amigos virtuais em sua quitinete em Moema. Copa do Mundo e nós todos lá, torcendo pelo Brasil, nos jogos da madrugada, gritando da sacada e vendo os aviões descerem pertinho.

JR Lemmon também. Bate-papo de hora do almoço. Eu na editora e ele na Receita. Papo vai, papo vem. Isso vicia. Tão gente boa. Passou mês, vamos almoçar? Vamos. Pronto. Daí resultou uma história longa e nos tornamos amigos. Ou meu marido, Jorge, que conheci por e-mail, por conta de um certo "movimento" da literatura na rede, ali pelos começos dos anos 2000.

Ele, jornalista, participava do Paralelos, no Rio. Eu, poeta, estava no bolo dos mineiros e paulistas que lançavam seus livros pela Ciência do Acidente, do Joca Terron. Papo vai, papo vem, me dá uma entrevista pro Paralelos? Dou. Primavera do Livro, no porto do Rio de Janeiro, vinho ruim, bancas de livros de literatura contemporânea, hospedados na casa da Marize, do Corvo. Namoramos, engravidamos, casamos. História perfeita? Não. As mesmas dificuldades de todos os casais. Nem melhor, nem pior.

O editor e o livro? Pela internet, claro. Comprei um livro do Joca, mandei uma carta (de papel, pelos Correios), ele me devolveu um e-mail e papo vai, papo vem, me dá seus originais aí, dou. Publiquei Perversa em 2002. Conheci o editor (cara a cara) no dia do lançamento do livro em Belo Horizonte. De novo, fui pra Sampa lançar o Perversa e fiquei na casa do Guaraná. Tudo misturado, não? E quem me levou pra conhecer o ABC foi o Flávio, também da internet.

Tem amor nisso aí? Não e sim. Amizades longas e verdadeiras, podem acreditar. Paqueras que nunca deram em nada. Paquera que virou casamento. Paquera que gerou filho de verdade. Paquera que virou paixonite e terminou mal. Tem de tudo. E a vida "real" estava parada? Claro que não. Estou contando apenas as possibilidades da internet. No mundinho mais próximo também havia personagens conhecidos em festinhas, em danceterias ou por meio de amigos. Amizades melhores? Não. Amores mais duradouros? Também não.

A internet precipitou (no sentido da química) relações; ampliou as possibilidades de nuclear pessoas em torno de certos temas; potencializou os modos de formar redes de relações; facilitou o contato (especialmente depois do Google, já que também facilitou que se encontre as pessoas). E estamos na chuva já bem molhados, não? Medo de quê? De mentirem para mim? Mas isso sempre se fez, on ou off-line. De o namoro dar errado? Precisa responder?

A humanidade está na briga contra o tempo e a distância faz tempo. A internet é mais um desses artifícios de trapacear Cronos. Talvez também Eros e Afrodite. E talvez tenhamos transformado a flecha do Cupido em um cursor.


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 1/5/2009


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Uísque ruim, degustador incompetente de Ana Elisa Ribeiro
02. Amor e dor para crianças em três passos de Verônica Mambrini
03. Antologia dos Poetas Feios de Alexandre Soares Silva
04. Só existe um Deus, e Bach é seu único profeta de Rafael Azevedo


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2009
01. Amor platônico - 10/4/2009
02. Aconselhamentos aos casais ― módulo I - 13/3/2009
03. Aconselhamentos aos casais ― módulo II - 27/3/2009
04. Eu + Você = ? - 27/2/2009
05. Escrever? Quantas linhas? - 12/6/2009


Mais Especial Amor na Internet
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
3/5/2009
12h48min
Bravo, Ana Elisa! Adoro os seus textos! Que gostoso ler um texto sem pudores em relação a algo que revolucionou o nosso cotidiano, nossos relacionamentos, nossas formas de leitura e escrita, enfim, mudou a nossa sensibilidade, além de nos aproximar cada vez mais! abs do Sílvio Medeiros. Campinas, é outono de 2009.
[Leia outros Comentários de Sílvio Medeiros]
13/5/2009
10h51min
AER, saudações. Já postei algo semelhante num blog, faz algum tempo. Eu disse: "... ainda sou mais um olhar profundo..." e citei "Quem não compreende um olhar, tão pouco compreenderá uma longa explicação..." (Mario Quintana). Sempre tive medo do escuro...rs e a internet é isso (de certa forma). É um verdadeiro "rebu". Realmente mentiras, decepções e erros sempre foram desfecho de trágicos relacionamentos. Mas os olhos ainda são o espelho da alma. O que vemos podemos julgar por nós mesmos e somos assim o Juiz, o júri e o carrasco executor.
[Leia outros Comentários de Gleiciano Sacramento]
15/5/2009
10h50min
Ana Elisa, sem mais comentários. Gostei muito do texto todo, mas o último parágrafo "matou a pau"! Grande abraço, Áurea
[Leia outros Comentários de Aurea Thomazi]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CAMBIO: FORMACIÓN Y SOLUCIÓN DE LOS PROBLEMAS HUMANOS (2308)
PAUL WATZLAWICK E OUTROS
HERDER
(2007)
R$ 90,00



A UNIFICAÇÃO DA EUROPA
VAMIREH CHACON
SCIPIONE
(1992)
R$ 6,00



LIVRO NADA A PERDER 1
EDIR MACEDO
PLANETA
(2012)
R$ 12,00



NOVO TESTAMENTO
D. VICENTE M. ZIONI E PE. E. TINTORI
EDIÇÕES PAULINAS
(1969)
R$ 80,00
+ frete grátis



TEOLOGIA DO CATIVEIRO E DA LIBERTAÇÃO
LEONARDO BOFF
CÍRCULO DO LIVRO
(1989)
R$ 24,00



LA PSYCHOLOGIE DIFFERENTIELLE
HENRI PIERÓN
PRESSES UNIVERSITAIRES
(1949)
R$ 26,82



REPRESENTAÇÕES E POLÍTICAS LINGUÍSTICAS PARA AS ESCOLAS DE FRONTEIRA
GREICI LENIR REGINATTO CAÑETE
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 454,00



COMO A MÚSICA FICOU GRÁTIS - O FIM DE UMA INDUSTRIA... 1ª EDIÇÃO
STEPHEN WITT
INTRÍNSECA
(2015)
R$ 18,00



SUPERE-SE SEXUALMENTE
SARAH BREWER
MANOLE
(1998)
R$ 10,00



HOMENS DE NEGÓCIO, COMPANHIAS E COMÉRCIO
CLARA DE A. FARIAS
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 454,00





busca | avançada
38448 visitas/dia
955 mil/mês