Propostas para o nosso milênio (I) | Marcelo Spalding | Digestivo Cultural

busca | avançada
32715 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quinta-feira, 29/4/2010
Propostas para o nosso milênio (I)
Marcelo Spalding

+ de 4300 Acessos
+ 1 Comentário(s)


LIANA TIMM© (http://timm.art.br/)

Um dos grandes nomes da literatura mundial no século XX foi, sem dúvida, Italo Calvino, autor de obras como Palomar, Se um viajante numa noite de inverno, As Cidades Invisíveis e o célebre e produtivo Seis propostas para o próximo milênio.

As seis propostas, também conhecidas como lições americanas, são um conjunto de seis palestras que seriam proferidas na Universidade de Harvard em 1985, mas o autor faleceu repentinamente antes de escrever a sexta conferência, sobre a consistência, e antes de proferir as palestras, que foram publicadas postumamente, em 1988. A obra é um verdadeiro inventário de propriedades/convenções que seriam valorizadas pela arte no "próximo milênio", o nosso milênio, enfocando a leveza, a rapidez, a exatidão, a visibilidade e a multiplicidade.

Particularmente, me interessa pensar as propostas em relação às novas tecnologias de comunicação, inexistentes à época, para projetar o que os artistas em geral, e os escritores em particular, poderão fazer a partir dessas ferramentas na criação de suas obras.

Comecemos pela multiplicidade, última proposta na ordem de Calvino, mas a que mais evidentemente se aproxima da World Wide Web. Partindo da obra de Carlo Emilio Gadda, Calvino procura ler o "romance contemporâneo como enciclopédia, como método de conhecimento, e principalmente como rede (grifo nosso) de conexão". Ainda analisando a obra de Gadda, o italiano dirá que "seu discurso se alarga de modo a compreender horizontes sempre mais vastos, e se pudesse desenvolver-se em todas as direções acabaria por abraçar o universo inteiro".

Tais reflexões refletem-se na obra ficcional de Calvino. O próprio autor, adiante, afirmará que "estas considerações constituem a base de minha proposta ao que chamo de hiper-romance e do qual procurei dar um exemplo com Se um viajante numa noite de inverno. Meu intuito aí foi dar a essência do romanesco concentrando-a em dez inícios de romances, que pelos meios mais diversos desenvolvem um núcleo comum que agem sobre um quadro que o determina e é determinado por ele".

Publicado em 1979, o romance narra a busca de um leitor e uma leitora por determinado livro. À medida que eles vão pegando novos livros, a história desses livros interrompe a narrativa original, mas é também ela interrompida para que a narrativa original siga. Ao final do livro teremos lido um romance completo e outros 10 começos de romances inacabados, para desespero do leitor clássico, acostumados a enredos fechados com início, meio e fim. A obra é um modelo de narração como rede de possibilidades, explorando as construções acumulativas, combinatórias, modulares e não-sequenciais.

Dentro da concepção de Calvino de romance como enciclopédia, podemos dizer que as ferramentas utilizadas pela Wikipédia seriam de grande utilidade para a criação de um romance neste ambiente, permitindo a abertura de novas descrições, conflitos e possibilidades ao longo da narrativa. No caso particular de Se um viajante..., Calvino poderia ter escrito de forma linear a história principal, do leitor e da leitora, criando entre um capítulo e outro links que permitissem ao leitor-real acessar o livro que estava na mão do leitor-personagem. Como na versão impressa, a narrativa poderia ser interrompida num momento crítico da trama, mas aí, valendo-se das ferramentas de interatividade como as utilizadas na Wikipédia, o próprio leitor-real poderia continuar aquela história ou ler sugestões de continuação de outros tantos leitores-reais do mundo todo que tivessem passado por ali. Um verdadeiro puzzle, termo citado e valorizado pelo próprio Calvino ao citar o romance La vie mode d'emploi, de George Perec.

Calvino apontará ainda para outras possibilidades narrativas a partir da ideia de rede, como "um prédio tipicamente parisiense, onde se desenrola toda a ação, um capítulo para cada quarto, cinco andares de apartamentos dos quais se enumeram os móveis e os adornos e são mencionadas as transferências de propriedade e a vida de seus moradores, bem como de seus ascendentes e descendentes".

A conferência anterior, sobre a visiblidade, também encontrará forte ressonância no nosso milênio. Primeiro porque a cultura contemporânea pelo menos desde o apogeu da televisão é uma era de imagens, com dezenas de televisões transmitindo imagens 24 horas por dia, milhares de filmes sendo produzidos pela indústria cinematográfica todo ano, milhões de fotografias sendo tiradas e compartilhadas em câmeras digitais e telefones celulares. Depois porque a World Wide Web é por natureza um ambiente gráfico e multimídia, o que a diferencia de ferramentas anteriores de hipertexto e, à medida que as velocidades de conexão aumentam, mais são vistos imagens, sons e vídeos nos sites da internet.

Tecnicamente, assim como é possível criar um site feito apenas com textos, é possível criar um site feito apenas com imagens em movimento, seja em vídeo ou em Flash. Mais do que isso, economicamente quase não há diferença entre manter um site apenas com textos ou apenas com animações, desde que se tenha conhecimento para criar o conteúdo.

Neste ponto, impõe-se a questão sobre a necessidade de protagonismo do texto num objeto que se quer literário, sob o risco de um jogo de palavras-cruzadas ou caça-palavras on-line ser chamado de ciberpoesia. E aqui, novamente, se trará como exemplo a Wikipédia.

Apesar de sua natureza multimídia, as imagens nos verbetes da enciclopédia estão sempre em função do texto, com o fim de ilustrar, esclarecer e/ou demonstrar. Vejamos o caso do verbete Brasil da versão em português: ali temos uma imagem da bandeira, do brasão, um mapa-múndi identificando a posição do Brasil, um mapa topográfico brasileiro, alguns infográficos, fotos e reproduções de pintura que ilustram os capítulos do verbete, mas sempre como acessórios ao texto, organizado de forma linear, e apontando diversos hyperlinks.

Naturalmente, é possível que exista ou que venha a existir enciclopédia baseada na imagem ou no vídeo, em que os verbetes serão representados em filmes ou em áudios, mas isso não impedirá que haja a Wikipédia e que muitos usuários prefiram a Wikipédia, prefiram o texto à imagem, a leitura à visualização, por diversas razões que não nos cabe aqui examinar, mas que também asseguram, então, um lugar para o texto ficcional mesmo num universo multimídia como a internet.

Ainda assim, voltando à citação de Calvino, não pode o escritor negar a prioridade da imagem visual de nossos dias, e será necessário que ele escolha a melhor apresentação visual para o seu texto on-line, assim como as editoras já o fazem com os livros impressos, definindo cuidadosamente capa, tipo e tamanho da fonte, investindo por vezes em páginas internas de cores diferentes etc. Não há, evidentemente, fórmula para o quanto ou como se deve usar de imagens nos textos literários. Se utilizarmos como termo de comparação os websites empresariais, há alguns extremamente limpos, com pouquíssimas imagens, como o próprio Google, e outros mais "poluídos", com diversas imagens, cores e animações, como o Portal UOL. Vale, no caso empresarial, a estratégia mercadológica da empresa. E, no caso literário, o senso estético do criador.

Sobre este aspecto, Calvino fará questão de alertar que inclui a visibilidade em sua lista de valores para advertir que "estamos correndo o perigo de perder uma faculdade humana fundamental: a capacidade de pôr em foco visões de olhos fechados, [...] de pensar por imagens".

Enfim, assim como será necessário que o escritor escolha a melhor apresentação visual para o seu texto on-line, será fundamental que não perca de vista a tradição literária e o que motiva as pessoas a procurarem literatura na internet ou nas prateleiras das bibliotecas. Não podemos perder de vista que é o mesmo internauta que, cansado do YouTube e suas imagens pré-fabricadas, rápidas e superficiais, procura a literatura on-line, assim como é o mesmo homem ou a mesma mulher que cansados da telenovela desligarão a TV para buscar na estante um bom livro.

Na próxima coluna faremos esta relação com as outras três propostas, exatidão, rapidez e leveza.

Para ir além






Marcelo Spalding
Porto Alegre, 29/4/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Viagem a 1968: Tropeços e Desventuras (2) de Marilia Mota Silva
02. Bonecas russas, de Eliana Cardoso de Eugenia Zerbini
03. Seamus Heaney, poeta de reconciliação de Celso A. Uequed Pitol
04. A polícia militar e o atentado à democracia de Gian Danton
05. Elesbão: escravo, enforcado, esquartejado de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Marcelo Spalding
Mais Acessadas de Marcelo Spalding em 2010
01. A quem interessa uma sociedade alienada? - 2/9/2010
02. O hiperconto e a literatura digital - 8/4/2010
03. Free: o futuro dos preços é ser grátis - 11/11/2010
04. Bastardos Inglórios e O Caso Sonderberg - 27/5/2010
05. O espiritismo e a novela da Globo - 30/9/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
30/4/2010
04h26min
O importante num homem é todo o corpo, pensamento e alma. O corpo físico um dia vira pó, o pensamento eterniza, e alma é coisa deste e de outro mundo, nem religioso ou físico matemático sabem convergir suas explicações. Italo se instalou na prosperidade, embora esteja vivendo ou poeirando numa outra dimensão.
[Leia outros Comentários de Manoel Messias Perei]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




WARREN HAYNES GUIDE TO SLIDE GUITAR + CD
WARREN HAYNES E MIKE LEVINE
HAL LEONARD
R$ 90,00



O ESPARGO
MÁRIO F. BENTO RIPADO
PRESENÇA
(1986)
R$ 15,00



O NARIZ DO MORTO
ANTONIO CARLOS VILLAÇA
ROCCO
(1975)
R$ 6,90



MESTRES DA LITERATURA CONTEMPORANEA 100 VOLUMES ALTAYA
VARIOS
ALTAYA
R$ 1.400,00



NOIVA ATÉ SEXTA - COLEÇÃO NOIVAS DA SEMANA
SANDRA MARTHA DOLINSKY
VERUS
(2017)
R$ 25,00



A FANTÁSTICA VOLTA AO MUNDO
ZECA CAMARGO
GLOBO
(2004)
R$ 10,00



LICEU DE ARTES E OFÍCIOS DE SÃO PAULO - MISSÃO EXCELÊNCIA
VÁRIOS AUTORES
MARCA DAGUA
(2000)
R$ 20,00



GUIA VEJA DE MEDICINA E SAÚDE - VOL. 6
AUTORES DIVERSOS
ABRIL
(2008)
R$ 22,00



MOTIVADO PARA VENCER 2
D DCARTIO
LIO
(2008)
R$ 14,00



A ILHA DO TESOURO - ADAPTADO
ROBERT LOUIS STEVENSON
GIRASSOL
(2012)
R$ 13,90





busca | avançada
32715 visitas/dia
1,4 milhão/mês