Por quem os sinos dobram em Paris? | Vicente Escudero | Digestivo Cultural

busca | avançada
71132 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quinta-feira, 21/7/2011
Por quem os sinos dobram em Paris?
Vicente Escudero

+ de 2500 Acessos


Na França, à meia-noite, os sinos dobram pela nostalgia de um escritor de roteiros de Hollywood perdido nas memórias afetivas de seus ídolos literários convivendo numa Paris festiva e boêmia, um redemoinho agregador de artistas dividindo suas expectativas e dúvidas entre um trago e outro, dançando no ritmo do jazz de Cole Porter e se encontrando na casa de Gertrude Stein para discutir ideias e dividir opiniões sobre seus trabalhos. T.S. Eliot esteve lá, com Fitzgerald e Zelda, Pablo Picasso, Dalí e Matisse, todos formando uma particular posteridade descrita por Hemingway, incumbido da função de delator na biografia definitiva da boemia e efervescência cultural dos anos de ouro de Paris, nas primeiras décadas do século XX, em Paris é uma Festa, publicado em 1964, logo após sua morte. Quem não gostaria de voltar no tempo e tomar alguns goles de absinto com seus ídolos, enquanto estavam no auge criativo?

Viajar de volta no tempo ainda é uma tarefa impossível. Para amenizar esta dificuldade técnica, resta apenas ao cinema ligar os dois pontos distantes da história e transportar o espectador para dentro da fantasia, neste caso um retrato fiel, pelo menos sentimental, das emoções do protagonista do novo filme dirigido e escrito por Woody Allen, Meia Noite em Paris. Gil, interpretado por Owen Wilson, é um escritor de roteiros de Hollywood prestes a se casar, em visita a Paris com sua noiva Inez (Rachel McAdams) acompanhada da família. Gil é um roteirista insatisfeito com o trabalho, distante da realidade e indiferente ao presente. Sonha em viver apenas da literatura e abandonar os roteiros açucarados que produz, mas não tem confiança para avançar e terminar o romance que está escrevendo.

Allen mais uma vez faz uma paródia de si mesmo, utilizando Owen Wilson, ator um pouco mais limitado do que as suas escolhas para protagonistas de filmes anteriores, como Hugh Jackman, Ewan McGregor e Jonathan Rhys Meyers. Apesar de suas limitações, Wilson acaba compensando pela sutileza cômica, a trágica passividade expressada nos conflitos com a noiva Inez, sempre disposta a gastar a paciência e o adiantamento recebido por Gil pelo seu último roteiro até os últimos centavos. O roteirista deseja conhecer os becos e cafés tradicionais de Paris, onde seus ídolos literários se escondiam do medo do fracasso, caminhar pela cidade durante a chuva "quando a cidade é mais bela", mas Inez é quase indiferente aos seus impulsos saudosistas e românticos, preocupa-se apenas em replicar a vida que leva na Califórnia, dentro de Paris.

Woody Allen aproveita para depreciar o estilo de vida consumista e espalhafatoso, apresentado por Inez e sua família, ao contrapor Gil Pender ao pedantíssimo escritor e professor universitário chamado Paul (Michael Sheen), amigo de Inez visitando Paris para palestrar na Sorbonne, que encontra o casal logo no início da viagem, enquanto almoçam num restaurante. Paul se esforça para impressionar Inez, tornando-se onipresente na viagem do casal e servindo de modelo de refinamento intelectual e conta bancária a ser alcançado por Gil, segundo Inez. Paul domina os cenários para conseguir demonstrar que sempre domina os assuntos. Enquanto observam uma estátua de Rodin, Paul se encarrega de destrinchar para os presentes, de forma mecânica e burocrática, todos os detalhes factuais e cronológicos que serviram de inspiração para a criação da escultura, complemetando, interrompendo e questionando a apresentação feita pela guia do museu, interpretada por Carla Bruni. Paul, atendendo aos padrões de refinamento exigidos por Inez, também é um enófilo e sabe apreciar a delicadeza do aroma e do sabor de cada safra de vinhos, enquanto Gil está mais preocupado em comer no mesmo bar onde esteve James Joyce ou dividir com a noiva uma quitinete perto da Sorbonne para reviver as agruras de Hemingway e sua primeira esposa, Hadley.

A fotografia de Paris pinta a adoração de Allen pela cidade. O movimento só existe durante a noite, o dia é reservado para o cotidiano banal da família de Inez, contrapondo a boemia noturna de ruas solitárias com o frenesi do trânsito intenso do dia. Gil Pender explora os becos estreitos durante a noite e acaba encontrando num velho calhambeque Peugeot os passageiros que o conduzem para a Paris de suas lembranças, onde encontra os ídolos que construíram suas obras favoritas, discutindo sobre a vida com Hemingway, Fitzgerald, Getrude Stein, T. S. Eliot e outros artistas, além de ter seu livro avaliado por Gertrude Stein e ganhar um conselho que muda o rumo de sua vida. Entre as viagens no tempo, um amor que se encerra no passado acaba renascendo no presente, num jogo entre épocas que imita a composição dos tempos de um romance.

Owen Wilson é uma surpresa interessante no papel de Gil Pender. Suas viagens pelo tempo na Cidade da Luz são uma representação fiel das preferências de Woody Allen e reproduzem o sonho comum dos escritores de algum dia dividir as angústias da escrita com seus ídolos. Nesse processo de reconstrução das imagens de homens e mulheres imperfeitos, mas autores de obras monumentais, a memória sacrifica os defeitos e acaba impondo aos personagens uma aura de santidade, sempre acompanhados de perto pela ingenuidade das lembranças de um admirador do futuro. Na homenagem a Paris, Woody Allen extravasa o humor de costumes e encerra uma reverência aos seus ídolos precursores. E é neste defeito, a sinceridade, que se encontra o grande valor do filme.


Vicente Escudero
Campinas, 21/7/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O que este país tão longe ao sul tem a oferecer de Duanne Ribeiro
02. Quem tem medo de Gerald Thomas? (Parte I) de Jardel Dias Cavalcanti
03. Meio-dia no Rio de Janeiro de Marta Barcellos
04. A última discoteca básica de Wellington Machado
05. Palmeiras Selvagens e os Sabichões de Alessandro Silva


Mais Vicente Escudero
Mais Acessadas de Vicente Escudero em 2011
01. Kindle, iPad ou Android? - 14/4/2011
02. O incompreensível mercado dos e-books - 3/3/2011
03. O ponto final da escrita cursiva - 15/9/2011
04. Lynch, David - 8/12/2011
05. Diário da Guerra do Corpo - 9/6/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




SUCESSOS DA COZINHA SAUDÁVEL
ELISA BIAZZI
NATUREZA
(1997)
R$ 7,00



A HERDEIRA
HENRY JAMES
CÍRCULO DO LIVRO
(1999)
R$ 8,90



CONTABILIDADE DE CUSTOS
MARCOS FREIRE GUIMARÃES
VESTCON
(2003)
R$ 5,00



A CORAGEM DA DESESPERANÇA LACRADO NOVO
SLAVOJ ZIZEK
ZAHAR
R$ 59,90



CASA DE PENSÃO - 3ª ED. - SÉRIE BOM LIVRO
ALUÍSIO AZEVEDO
ÁTICA
(1981)
R$ 7,00



DEMOGRAFIA BRASILEIRA
PAUL HUGON
ATLAS
(1973)
R$ 11,00



TEX EDIÇÃO HISTÓRICA 89 - FANTASMAS NO DESERTO
G. L. BONELLI
MYTHOS
(2014)
R$ 14,87



O DESAFIO DAS DROGAS E O DIREITO
MENNA BARRETO
RENES
(1971)
R$ 6,00



INTRODUCCION A LA EXPLORACION CLINICA EM PEDIATRIA
PROF. A. GALDÓ
QUESADA GRANADA
(1959)
R$ 15,00



OS ECONOMISTAS - TEORIA DA ECONOMIA POLÍTICA
JEVONS
NOVA CULTURAL
(1996)
R$ 6,90





busca | avançada
71132 visitas/dia
2,6 milhões/mês