Ruy Castro para a posteridade | Luis Eduardo Matta | Digestivo Cultural

busca | avançada
42881 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Sexta-feira, 19/2/2010
Ruy Castro para a posteridade
Luis Eduardo Matta

+ de 4700 Acessos


Crédito das fotos: Daniel Ramalho

Desde 1966, o Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro desenvolve o projeto Depoimentos para a Posteridade, cuja meta é preservar a memória cultural e artística nacional em todos os seus segmentos, como a música, as artes plásticas, as artes cênicas, a dramaturgia e a literatura. Pelo auditório do antigo palacete que abriga uma das sedes do MIS carioca, vizinho ao Museu Histórico Nacional, já passaram figuras notáveis como Dorival Caymmi, Clarice Lispector, Pixinguinha, Cícero Dias, Jamelão, Isaak Karabtchevsky, Tatiana Leskova, entre muitos outros, totalizando, até o momento, a impressionante marca de cerca de mil depoimentos. Um fantástico tesouro documental à disposição do público e, sobretudo, um legado precioso para as futuras gerações que terão a chance não só de travar contato com o que de melhor a cultura brasileira produziu ao longo dos tempos, mas, também, de conhecer a história de vida de cada um dos entrevistados, seus percalços, suas alegrias, suas conquistas, suas reviravoltas, suas paixões e suas visões do mundo, e, com isso, encontrar a necessária inspiração para também operar a sua revolução interior. Num mundo massacrante, carente de reflexão e permeado por toda sorte de cobranças fúteis, é sempre um alento ― e, em alguns casos, uma verdadeira salvação ― ter a chance de estar em contato, ainda que por poucas horas, com o testemunho inteligente e sensível de alguém que devotou a vida ao pensamento e à arte.

Foi o caso de Ruy Castro, um dos nossos mais importantes biógrafos e jornalistas em atividade, cujo depoimento ao MIS foi dado no último dia 27 de janeiro. Atendendo a um convite do próprio Ruy e aproveitando que eu tinha a tarde livre, parti para o centro do Rio. Minha expectativa quanto ao evento já era alta, mas Ruy Castro conseguiu superá-la, e muito, e brindou a mim e aos demais presentes na plateia com mais de cinco horas memoráveis do relato de sua trajetória como pessoa e como jornalista, escritor e pesquisador, sempre com um senso de humor apurado e um invejável desembaraço. Ruy não gaguejou uma única vez. As cinco horas passaram voando e todo mundo que estava ali lamentou sinceramente quando o evento chegou ao fim.

Ruy Castro é alguém com muito a dizer e, a despeito da sua capacidade de sintetizar fatos e de falar com clareza e rapidez, prevaleceu no auditório do MIS a impressão de que seriam necessários vários depoimentos com a mesma duração para que ele pudesse transmitir a sua mensagem por completo. Rodeado por um afiado time de entrevistadores formado por Rosa Maria Barboza de Araújo, João Máximo, Muniz Sodré, Isabel Lustosa e Álvaro Costa e Silva, Ruy recordou a infância, contando que aprendeu a ler sozinho aos quatro anos de idade, estimulado pela mãe que todas as tardes o punha no colo e lia em voz alta as crônicas de Nelson Rodrigues na coluna A vida como ela é, publicada no jornal Última Hora. Falou também da sua paixão pelo Rio de Janeiro, cidade que amou desde sempre, da carreira como jornalista e a passagem por diversos veículos de comunicação ― entre os quais Correio da Manhã, Playboy e Jornal do Brasil no qual, em abril de 1976, criou a revista Domingo, uma iniciativa pioneira no Brasil, inspirada em suplementos encartados em publicações estrangeiras, como a Sunday Magazine, do The New York Times. A Domingo permanece em circulação e ainda conta com grande prestígio, sendo, inclusive, lançadora de tendências na sociedade carioca.

O ponto alto do depoimento, contudo, foi a parte dedicada às biografias, em especial a trinca formada por O anjo pornográfico (1992), sobre Nelson Rodrigues, Estrela solitária (1995), sobre Garrincha, e Carmen (2005), sobre Carmen Miranda. Todo candidato a biógrafo no Brasil ― e mesmo alguns veteranos ― deveria tomar conhecimento da experiência de Ruy Castro nesse campo. Pois para se escrever uma biografia ampla e confiável é necessário muito mais do que pesquisa, cultura livresca e escrita competente. O biógrafo precisa ter um verdadeiro fascínio pela vida do biografado e pela História em geral, além de uma saudável obsessão em levantar e checar informações, por menores que sejam, à exaustão e de uma boa dose de experiência de vida ― a experiência das ruas, nas palavras de Ruy ― para, por exemplo, buscar compreender realmente por que Carmen Miranda se tornara dependente de psicotrópicos ou por que Garrincha se destruiu no alcoolismo. No caso de Garrincha, Ruy teve de descobrir os antepassados indígenas do jogador para chegar à resposta. Carmen Miranda, por sua vez, foi objeto de uma interessantíssima análise que Ruy fez do ambiente contraditório onde ela cresceu ― o bairro da Lapa na década de 1910 onde a boemia nascente convivia com um arraigado conservadorismo religioso ― e as consequências determinantes disso ao longo de sua vida, algo que seria muito difícil caso o biógrafo não conhecesse intimamente a história e a geografia da cidade do Rio de Janeiro.

Todos os Depoimentos para a Posteridade estão à disposição do público nas dependências do Museu da Imagem e do Som, no Rio de Janeiro. O depoimento de Ruy Castro vale a pena ser visto. Eu próprio tenho pensado em assisti-lo novamente e recomendo a todos que reservem uma tarde para isso. Não será tempo perdido e o único risco que se corre é sair de lá convertido a uma espécie de "ruy-castrismo".

Nota do Editor
Leia também "Ruy Castro n'O B_arco".


Luis Eduardo Matta
Rio de Janeiro, 19/2/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Paris branca de neve de Renato Alessandro dos Santos
02. As Lavadeiras, duas pinturas de Elias Layon de Jardel Dias Cavalcanti
03. Sebastião Rodrigues Maia, ou Maia, Tim Maia de Renato Alessandro dos Santos
04. Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal de Jardel Dias Cavalcanti
05. O jornalismo cultural na era das mídias sociais de Fabio Gomes


Mais Luis Eduardo Matta
Mais Acessadas de Luis Eduardo Matta
01. Sim, é possível ser feliz sozinho - 19/9/2006
02. Os desafios de publicar o primeiro livro - 23/3/2004
03. A difícil arte de viver em sociedade - 2/11/2004
04. A favor do voto obrigatório - 24/10/2006
05. Literatura de entretenimento e leitura no Brasil - 21/11/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




GEORGE CLOONEY, POR FAVOR, CASE-SE COM MINHA MÃE
SUSIN NIELSEN; MARINA MARIZ
PANDA BOOKS #
(2011)
R$ 15,00



IGREJA NO BRASIL - DIRETÓRIO LITÚRGICO - 1996
CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL
CNBB
(1996)
R$ 7,00



TARSILA E O BRASIL DOS MODERNISTAS CASA FIAT DE CULTURA
REGINA TEIXEIRA DE BARROS
CASA FIAT DE CULTURA
(2011)
R$ 90,00



DESENVOLVIMENTO E DIREITOS HUMANOS: DIÁLOGOS NO FÓRUM SOCIAL MUNDIAL
ABONG
PEIRÓPOLIS
(2003)
R$ 13,00



NO MEU RIO TEM MÃE DÁGUA
MANOEL AMBRÓSIO JUNIOR
IMPRENSA OFICIAL
(1987)
R$ 100,00



MAR DE HISTÓRIAS - ANTOLOGIA DO CONTO MUNDIAL 8º VOLUME
AURÉLIO BUARQUE DE HOLANDA FERREIRA E PAULO RONAI
NOVA FRONTEIRA
(1986)
R$ 15,00



DE CRIANÇA PARA CRIANÇA
PIETRA CURI BERTONCELLO
SUPERGRAF
(2019)
R$ 20,00



LISBOA ANTIGA - BAIRROS ORIENTAIS - VOLUME II
JÚLIO DE CASTILHO (2ª EDIÇÃO)
S INDUSTRIA DA C M L (LISBOA)
(1935)
R$ 36,82



O MUNDO EM MANCHETE (CRÔNICAS)
FERNANDO AFFONSO GAY DA FONSECA
PALLOTTI
(1995)
R$ 14,00



A MÁGICA DO MARKETING- COMO OBTER LUCROS E DOMINAR AS CARTAS DA NEG...
CLÓVIS TAVARES
NAVEGAR
(1995)
R$ 4,40





busca | avançada
42881 visitas/dia
1,2 milhão/mês