Na translucidez à nossa frente | Elisa Andrade Buzzo | Digestivo Cultural

busca | avançada
84710 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Relacionamentos amorosos com homens em cárcere é tema do espetáculo teatral ‘Cartas da Prisão’, monó
>>> Curso da Unil examina aspectos da produção editorial
>>> “MEU QUINTAL É MAIOR DO QUE O MUNDO - ON LINE” TERÁ TEMPORADA ONLINE DE 10 A 25 DE ABRIL
>>> Sesc 24 de Maio apresenta Música Fora da Curva: bate-papos sobre música experimental
>>> Música instrumental e natureza selvagem conectadas em single de estreia de Doug Felício
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Gota d'agua
>>> Forças idênticas para sentidos opostos
>>> Entristecer
>>> Na pele: relação Brasil e Portugal é tema de obra
>>> Single de Natasha Sahar retrata vida de jovem gay
>>> A melancolia dos dias (uma vida sem cinema)
>>> O zunido
>>> Exposição curiosa aborda sobrevivência na Amazônia
>>> Coral de Piracicaba apresenta produção virtual
>>> Autocombustão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Amamos, vivimos y entendemos
>>> Ser intelectual dói
>>> O grito eletrônico do Overmundo
>>> Picasso versus Duchamp e a crise da arte atual
>>> Usina
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Web 2.0 reloaded
>>> Lendas e mitos da internet no Brasil
>>> A loucura das causas
>>> Queen na pandemia
Mais Recentes
>>> O Ser Consciente: Série Psicológica Joanna de Ângelis de Divaldo Pereira Franco pela Leal (2014)
>>> Les Dieux Ont Soif de Anatole France pela Gallimard (1989)
>>> Destinado - As Memórias secretas do Sr. Clarke de Carina Rissi pela Verus (2016)
>>> Terapêutica de Emergência de Divaldo Pereira Franco pela Lea (2015)
>>> Encontrada - A Espera do Felizes para Sempre de Carina Rissi pela Verus (2014)
>>> História da Riqueza do Homem 14ºed. de Lao Huberman pela Zahar (1978)
>>> Perdida - Um amor que ultrapassa as barreiras do tempo de Carina Rissi pela Baraúna (2011)
>>> Os Dez Mandamentos de Loron T. Wade pela Casa (2006)
>>> Novas Mensagens De Maria de Annie Kirkwood pela Nova ErA (1996)
>>> Expansao Da Mente de Tarthang Tulku pela Cultrix (1995)
>>> Espiritismo e Questão Social (Problemas da Atualidade I) de Prof. Rino Curti pela Feesp (1983)
>>> Persuasão - Edição Bilíngue - Português/Inglês de Jane Austen pela Landmark (2007)
>>> Os Anjos Respondem de Lynn Taylor pela Pensamento (1999)
>>> O Retorno À Origem de Lex Hixon pela Cultrix (1997)
>>> Emma - Edição Bilíngue - Português/ Inglês de Jane Austen pela Landmark (2012)
>>> O Vento Da Mudança de Julie Soskin pela Pensamento (2000)
>>> A Nave de Noé de Trigueirinho pela Pensamento (1999)
>>> Karma E Maturidade Um Guia Diferente para a Jornada de Eileen Connolly pela Cultrix (1999)
>>> Diálogos de Roman Jakobson e krystyna Pomorska pela Cultrix (1985)
>>> Receita da felicidades de Ken Keyes Jr. E Penny Keyes pela Pensamento (1995)
>>> História Caderno de Competências Conecte de M. Esther Nejm et al pela Saraiva (2014)
>>> A Viagem de Uma Alma de Peter Richelieu pela Pensamento (2006)
>>> Entre o Agora e o Sempre de J. A. Redmerski pela Suma de Letras (2014)
>>> Respostas da Vida de Francisco Cândido Xavier (Espírito André Luiz) pela Instituto André Luiz (1975)
>>> Entre o Agora e o Nunca de J. A. Redmerski pela Suma de Letras (2013)
COLUNAS

Quinta-feira, 10/12/2020
Na translucidez à nossa frente
Elisa Andrade Buzzo

+ de 2200 Acessos

Há uma curiosa sorte que acomete a um pensamento pandêmico. Nada começa, nada termina, em última instância. Existe uma continuidade de situações e ações consistindo em um início sem pedidos de licença, e términos de ações esmorecidas. Ou seja, são situações sem situacionamento e ações inativas. No entanto, tais coisas têm um pico e é exatamente este momento de altura que dá a marca da realidade preponderante.

Se há uma cachoeira, e esta impressiona pela força de cascata e pela nuvem de espumas, a nascente e a foz percorrem seu fluxo abrangente de continuidade e contingência. Há estados que começam, duram anos e terminam sem nada ser dito, pois há quem do impulso inicial retire meios para a continuidade, deixando as coisas morrerem por si só, incapazes de dar um fecho. Incapazes, aliás, de dar um começo, portanto, naturalmente, o final também é um ponto em suspenso.

Assim sendo, não há marcos, nem aniversários, nem bodas, antes uma suspensão que, antes de haver uma retomada, chega a ponto de concluir as coisas por si só no desaparecimento por completo. E isto gera uma perplexidade quando se dá conta do ocorrido, como também uma sensação fina de alívio. Foi melhor assim. Uma retrospectiva positiva em relação ao passado duvidoso. O que é bem diferente de “tem de ser”. Uma perspectiva, amarga em relação ao futuro indesejado.

Entráramos em um local que não devíamos, entráramos em qualquer lado, sem medir as consequências, e de tal forma que nada diferente daquilo pudera ser, e tudo se tornara repentinamente tão vitalmente necessário para a existência de abutre faminto de vida, que não haveria meio de dissuadir-se de tais intentos. Andamos, longamente. E certos fios de seda apontam na pele como um dedo a indicar um caminho, ou a pretender que paremos. Quais leves toques são esses, de insetos, de bichinhos em imensa quantidade que seguem sua vida em voo e caminhar concomitante à nossa, e nos alcançam em uma picada acidental, um resvalar sutil? Ou serão armadilhas superpostas na translucidez à nossa frente?

Está-se a todo o momento a atravessar uma teia. Entramos em um lado qualquer, entre duas paredes de plantas, um labirinto de trepadeiras e arbustos fechados. Mas não sabemos para o lado que vamos dar. A grande teia segue-nos. Não, envolve-nos. Grande teia, da qual a insensibilidade mormente impossibilita o seu sentimento. Finos veios invisíveis – olhamos, não há nada palpável, tudo some no ar, esfarela-se na derme, na roupa, mas sente-se um repuxamento. Intrincada teia, e parecemos sempre estar no lugar errado depois de pensar que era o certo. Às vezes ela nos emaranha. Nós, que pensávamos ser segura aranha.

Não se começa, não se termina; aguarda-se o pico e o seu desvanecimento. Encontramos na blusa preta vestígios da teia. Sim, eles desaparecem em mais alguns passos, para depois um novo bloqueio. No entanto, por sua vez, mais uma vez nos desvencilharemos e as linhas, quebradas, desse desenho de geometria animal, tiveram a chance de nos dar qualquer coisa como um aviso, um empecilho.


Elisa Andrade Buzzo
São Paulo, 10/12/2020


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Traçar no papel é mais fácil que na vida de Vitor Nuzzi


Mais Elisa Andrade Buzzo
Mais Acessadas de Elisa Andrade Buzzo em 2020
01. Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa - 20/8/2020
02. Alma indígena minha - 14/5/2020
03. Na translucidez à nossa frente - 10/12/2020
04. Vandalizar e destituir uma imagem de estátua - 1/10/2020
05. Alameda de água e lava - 29/10/2020


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Beijo do Otário
Alan Parker
Planeta
(2004)



O novo testamento ilustrado
Liga Bíblica
A palavra de Deus
(1990)



Viva Como Você Quer Viver
Eduardo Shinyashiki
Gente
(2004)



A Carta de Pero Vaz de Caminha
Poliana Asturiano e Rodval Matias
Ftd
(1999)



A Vida Acidentada de um Vampirinho
Carlos Queiroz Telles e Eneas Carlos Pereira
Ftd
(1997)



Nicolai Gogol - Uma biografia
Vladimir Nabokov
Ars Poética
(1994)



O Vendedor de Queijos e Outras Crônicas
Alexandre Azevedo
Atual
(2016)



A Bruxa de Portobello
Paulo Coelho
Gold
(2007)



Linda Historia De Linda Em Olinda, A
Adrienne Myrtes E Marcelino Duarte
Escala Educacional
(2007)



Administrando a Micro Informatica na Empresa
Naomi Karten
Campus
(1992)





busca | avançada
84710 visitas/dia
2,6 milhões/mês