Em defesa das calçadas | Eduardo Carvalho | Digestivo Cultural

busca | avançada
67078 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Lançamento do livro 'Pesquisa e ensino de história na Amazônia'
>>> Maurício Limeira lança coronavídeo GUERRA
>>> Mostra de Teatro traz quatro peças para assistir on-line
>>> Festival Som na Faixa apresenta edição online com atrações da música instrumental
>>> Leituras Urbanas começa novo ciclo literário
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Cuba e O Direito de Amar (1)
>>> Aos nossos olhos (e aos de Ernesto)
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
Colunistas
Últimos Posts
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
Últimos Posts
>>> Saudade do amanhã
>>> Cata-lata
>>> A busca
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Poeira, pra que te quero?
>>> Mehmari: 150 anos de Nazareth
>>> Ser intelectual dói
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Defesa dos Rótulos
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Mapa da sala de aula
>>> Gostar de homem
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> O chá do imperador
Mais Recentes
>>> Um judeu Marginal de John Meier pela Imago (2003)
>>> Vik Muniz. Tudo Até Agora de Pedro Correia pela Capivara (2019)
>>> Revista Força Aérea Nº 51 de Diversos Autores pela Action (2008)
>>> Revista Força Aérea Nº 47 de Diversos Autores pela Action (2007)
>>> Controle da Qualidade As Ferramentas Essenciais (Abordagem Gerencial) de Robson Seleme e Humberto Stadler pela Ibpex (2010)
>>> Revista Força Aérea Nº 42 de Diversos Autores pela Action (2006)
>>> Revista Força Aérea Nº 10 de Diversos Autores pela Action (1998)
>>> O protestantismo, a maçonaria e a questão religiosa no Brasil de David Gueiros Vieira pela Unb (1980)
>>> Revista Força Aérea Nº 06 de Diversos Autores pela Action (1997)
>>> O Despertar do Amor de Dr. Nicholas C. Demetry e Dr. Edwin L. Clonts pela Cultrix
>>> Ouvindo Deus de Dallas Willard pela Ultimato, Textus (2002)
>>> Memórias de José Garibaldi de Alexandre Dumas pela Companhia Graphico Ed. - Monteiro Lobato (1925)
>>> Da religião bíblica ao judaísmo rabínico de Donizete Scardelai pela Paulus (2008)
>>> Noites de Tormenta de Nicholas Sparks pela Novo Conceito (2008)
>>> O Escândalo do Petróleo de Monteiro Lobato pela Companhia Ed. Nacional (1936)
>>> As formas literárias do Novo Testamento de Klaus Berger pela Loyola (1998)
>>> Joaquim Nabuco e o Brasil na América de Olímpio de Souza Andrade pela Companhia Ed. Nacional (1978)
>>> Lampião de Ranulfo Prata pela Sebo Vermelho (2010)
>>> Getúlio Vargas e o seu tempo: um retrato com luz e sombra (2 volumes) de Fernando Jorge pela Taq (1987)
>>> Contribuição à História das Idéias no Brasil de Cruz Costa pela Civilização Brasileira (1967)
>>> Ciência e religião de Russel Stannard pela Edições 70 (1996)
>>> Gostaria de informá-los de que amanhã seremos mortos com nossas famílias de Philip Gourevitch pela Companhia das letras (2006)
>>> Maze Runner - Correr ou Morrer de James Dashner pela Plataforma (2010)
>>> É preciso duvidar de tudo (Bolso) de Soren Kierkegaard pela Martin Fontes (2003)
>>> A Menina Que Roubava Livros de Markus Zusak pela Intrínseca (2006)
>>> Etnoeducação Potiguara de José Mateus do Nasciemnto pela Ideia (2012)
>>> O espetáculo do sagrado de Estevam Fernandes de Oliveira pela Epígrafe (2011)
>>> O sagrado e o urbano de Paulo Agostinho e outros 3 pela Paulinas (2010)
>>> Ciências sociais e ciências da religião de Marcelo Camurça pela Paulinas (2008)
>>> A Cultura Ocultada de Jorge Carvalho do Nascimento pela Criação (2020)
>>> Senhores de engenho. Judeus em Pernambuco colonial 1542-1654 de José Alexandre Ribemboim pela Ed 20-20 comunicação (2002)
>>> Trovão inverso de Eugene H. Peterson pela Habacuc (2005)
>>> Meninas de Calça - O terceiro Verão da Irmandade de Ann Brashares pela Rocco (2005)
>>> O Negócio do Livro de Jason Epstein pela Record (2002)
>>> Fundamentos da biologia celular de Alberts e outros pela Artmed (2008)
>>> Pedagogia da autonomia de Paulo Freire pela Paz e Terra (1996)
>>> Elogio da Mentira de Patrícia Melo pela Rocco (2010)
>>> Demian e Sidarta de Hermann Hesse pela Best Bolso (2012)
>>> Quincas Borba de Machado de Assin pela Ciranda Cultural (2017)
>>> O fim do Verão e Um encontro inesperado de Rosamunde Pilcher pela Best Bolso (2012)
>>> Criando Prosperidade e as leis espirituais do sucesso de Deepak Chopra pela Best Bolso (2012)
>>> Diários do vampiro Reunião Sombria de L.J. Smith pela Galera (2011)
>>> Diários do vampiro A fúria de L.J. Smith pela Galera (2010)
>>> Diários do vampiro O confronto de L.J. Smith pela Galera (2010)
>>> Biologia celular e molecular de Luiz C. Junqueira, José Carneiro pela Guanabara, Gen (2005)
>>> O Jogo do Anjo de Carlos Ruiz Zafón pela Suma de Letras (2017)
>>> Diários do vampiro O despertar de L.J. Smith pela Galera (2010)
>>> Os Crimes da Luz de Dante Alighieri pela Planeta (2005)
>>> A Cidade Dorme de Luiz Ruffato pela Companhia das Letras (2018)
>>> Introdução á Climatologia para os Trópicos de J.O. Ayoade pela Bertrand Brasil (1996)
COLUNAS

Terça-feira, 6/9/2011
Em defesa das calçadas
Eduardo Carvalho

+ de 3200 Acessos

Não existe alternativa de transporte ambientalmente mais correta do que andar a pé. O pedestre é totalmente inofensivo com relação ao ar da cidade e consome pouquíssima energia. É estranho, portanto, que — num momento em que tudo precisa ser sustentável, ecológico, orgânico — esse hábito não seja mais estimulado nas nossas maiores cidades. Em São Paulo, por exemplo, andar a pé ainda é considerado um hábito excêntrico ou impossível.

Mas não é: caminhar é a modalidade de transporte mais popular na cidade de São Paulo, na verdade. Ainda assim, ela não deixa de ser também uma aventura. A situação das calçadas de São Paulo é provavelmente a nossa mais absurda calamidade urbana: porque a calçada talvez seja o espaço público mais importante de uma cidade.

Não é à toa que Jane Jacobs, no clássico e maravilhosamente bem escrito Morte e Vida das Grandes Cidades, dedica os três primeiros capítulos a calçadas e a questões da vida urbana que dependem diretamente delas: segurança, contatos e, curiosamente, assimilating children. Para Jane Jacobs, o movimento de pessoas numa calçada não é importante apenas para a segurança da rua ou para estreitar a relação entre os habitantes do mesmo bairro: a calçada — que é também um ambiente para crianças se divertirem sob o olhar de adultos — tem ainda uma função pedagógica, civilizadora.

É muito triste ler Jane Jacobs e andar por São Paulo. Só o fato da obrigação em conservar a calçada ser do proprietário do imóvel lindeiro já é uma aberração: porque o piso perde a regularidade, a manutenção não acontece, o custo é mais alto e a responsabilidade dilui-se entre milhões de proprietários anônimos. Uma das conseqüências desse modelo tropical de manutenção é que o estado das nossas calçadas consegue ser pior do que o das nossas ruas.

Os problemas variam, mas são graves em todos os tipos de bairros paulistanos. Nos mais ricos, arquitetos são incapazes de diferenciar uma área que precisa funcionar — como uma área de pedestre em que as pessoas precisam antes de tudo andar — de um espaço mais, digamos, contemplativo. Na Faria Lima, por exemplo, em frente a um desses prédios que se consideram sustentáveis e inteligentes, uma calçada chega ao cúmulo de ter seu traçado em zigue-zague, obrigando o pedestre quase a rebolar em seu trajeto.

E regiões em transformação estão perdendo a oportunidade de se organizar de maneira mais urbana. Quarteirões inteiros estão sendo fechados para abrigar condomínios-clubes. Um bairro agradável oferece padarias, mercados, lojas de roupas, lavanderias, livrarias, etc., que dão vida à vizinhança. Sem esse pequeno comércio, um bairro se esvazia. E, suburbano, fica menos divertido e mais perigoso. Na Vila Olímpia, o problema com as calçadas se repete, mas em outro sentido: multiplicou-se infinitamente a quantidade de pessoas que freqüentam a região, mas a infra-estrutura continua igual. Os pedestres então se acotovelam nas calçadas, onde disputam espaço com carrinhos de cachorro quente, ou são obrigados a andar no meio da rua.

É verdade que existem projetos pontuais na direção oposta, em geral de iniciativa privada. O Branscan Century Plaza, no Itaim, abriu uma praça que é praticamente uma extensão do calçamento em seu entorno. O alargamento e a padronização da calçada num trecho da Oscar Freire melhoraram seu aspecto e circulação. No Centro, a família Manccini recuperou um trecho da Rua Avanhandava. Na Vila Madalena, o edifício residencial Simpatia 236 afasta a grade da rua e oferece um banco ao pedestre. É de iniciativas generosas, inteligentes e baratas assim que São Paulo precisa.

Se não me engano, foi Bernard Shaw que disse que, quanto mais altos os muros de uma cidade, menos civilizada ela é. A lógica funciona também com relação à qualidade das calçadas. Daí — independentemente do carro que guiamos, das pontes que atravessamos, da quantidade de helicópteros que sobrevoam São Paulo — é possível estimar o estágio de civilização em que nos encontramos. E, se pretendemos sair dele, portanto, precisamos aprender a andar de pé. Ops, a pé.

Nota do Editor
Texto gentilmente cedido pelo autor. Originalmente publicado na revista Amarello


Eduardo Carvalho
São Paulo, 6/9/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Aquarius, quebrando as expectativas de Guilherme Carvalhal
02. Preparar Para o Impacto de Marilia Mota Silva
03. Jornalistossaurus x Monkey Bloggers de Diogo Salles
04. A bem-sucedida invenção do gaúcho de Marcelo Spalding
05. Stela Adler Sobre Ibsen, Strindberg e Chekhov de Ricardo de Mattos


Mais Eduardo Carvalho
Mais Acessadas de Eduardo Carvalho
01. Com a calcinha aparecendo - 6/5/2002
02. Festa na floresta - 9/9/2002
03. Hoje a festa é nossa - 23/9/2002
04. Preconceito invertido - 4/7/2003
05. Por que eu moro em São Paulo - 8/7/2005


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O MARIDO DA ADÚLTERA IMORTAIS DA NOSSA LITERATURA
LÚCIO DE MENDONÇA
TRÊS
(1974)
R$ 8,00



AUTOMÓVEL
ARTHUR HAILEY
NOVA FRONTEIRA
(1971)
R$ 10,00



ROMA NA LUZ DO ANOITECER
JULIANUS SEPTIMUS/NADIR GOMES
SOFIA
(2015)
R$ 37,90



SE LIGUE EM VOCÊ
LUIZ ANTONIO GASPARETTO
ESPAÇO VIDA / CONSCIÊNCIA
(1997)
R$ 6,60



CAMINHOS DA CARTA - UMA LEITURA ANTROPOFÁGICA DA CARTA DE PERO VAZ DE
MÁRIO CHAMIE
FUNPEC
(2002)
R$ 24,20



O NOVIÇO
MARTINS PENA
GLOBO
(1997)
R$ 5,00



A ESCOLA VIVA -PSICOLOGIA GERAL
AFRO DO AMARAL FONTOURA
AURORA
(1962)
R$ 5,00



PRECIOSO DINHEIRO, AMOR VERDADEIRO, DIÁLOGO ENTRE UM RACIONALISTA E...
HORST KURNITZKY
DPÁGINASTANTAS
(1985)
R$ 55,83



THE ARGUMENTATIVE INDIAN - WRITINGS ON INDIAN HISTORY, CULTURE
AMARTYA SEN
PICADOR
(2005)
R$ 95,00



AS AMOROSAS
KATHLEEN WINSOR
NOVA CULTURAL
(1987)
R$ 5,00





busca | avançada
67078 visitas/dia
2,0 milhão/mês