Quero ser Marina Abramović | Elisa Andrade Buzzo | Digestivo Cultural

busca | avançada
70777 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Clube do Conto Apresenta: Criaturas, de Carol Bensimon
>>> Vancouver Animation School apresenta webinário gratuito de animação
>>> Núcleo Menos1 Invisível evoca novas formas de habitar o mundo em “Poemas Atlânticos”
>>> Cia O Grito faz intervenção urbana com peças sonoras no Brás
>>> Simbad, o Navegante está na mostra online de teatro de Jacareí
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
Colunistas
Últimos Posts
>>> Blue Origin's First Human Flight
>>> As últimas do impeachment
>>> Uma Prévia de Get Back
>>> A São Paulo do 'Não Pode'
>>> Humberto Werneck por Pedro Herz
>>> Raquel Cozer por Pedro Herz
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
Últimos Posts
>>> Renda Extra - Invenção de Vigaristas ou Resultado
>>> Triste, cruel e real
>>> Urgências
>>> Ao meu neto 1 ano: Samuel "Seu Nome é Deus"
>>> Rogai por nós
>>> Na cacimba do riacho
>>> Quando vem a chuva
>>> O tempo e o vento
>>> “Conselheiro do Sertão” no fim de semana
>>> 1000 Vezes MasterChef e Nenhuma Mestres do Sabor
Blogueiros
Mais Recentes
>>> American Horror Story: Asylum
>>> Nos braços de Tião e de Helena
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> A semente da impunidade
>>> Não existem autores novos
>>> Have a Book in You?
>>> O desafio dos media-watching
>>> Gerald Thomas: arranhando a superfície do fundo
>>> Realismo fantástico
>>> Snoop Dogg - Ups & Downs
Mais Recentes
>>> Guias de Armas de Guerra - Destróieres Vol 2 de John Jordan pela Nova Cultural (1975)
>>> Guia de Armas de Guerra Tanques da Segunda Guerra Mundial Volume 1 de Nova Cultural pela Nova Cultura (1981)
>>> Det som tillhor mic de Anne Holt pela Pirat
>>> A Elite de Kiera Cass pela Seguinte (2013)
>>> The Fault in Our Stars de John Green pela Dutton Books (2012)
>>> Solidão Acompanhada de Ana Silva; Lauren Palma pela Globo
>>> Sintonia de Luz de Bruno J. Gimenes pela Luz da Serra (2011)
>>> O Poder do Adolescente Que Ora de Stormie Omartian pela Mundo Cristão (2006)
>>> Só o Coração Pode Entender de Américo Simões pela Paz de Espirito (2012)
>>> Manual de Linguagem Jurídica - 2ª Edição de Maria José Constantino Petri pela Saraiva (2009)
>>> Rua do Berro - Coração da Múmia de Tommy Donbavand pela Salamandra (2010)
>>> Barriga de Trigo de William Davis; Waldea Barcellos pela Martins Fontes (2013)
>>> Uma Vida Com Propósitos: Você Não Está Aqui por Acaso de Rick Warren pela Vida (2008)
>>> Paris For One de Jojo Moyes pela Penguin Books (2014)
>>> Aprendiz de Inventor de João Anzanello Carrascoza pela Ática (2003)
>>> El Gato Negro y Otros Relatos de Edgar Allan Poe pela Fontana (2011)
>>> Dicionário Larousse Inglês - Português Avançado de Larousse pela Larousse (2006)
>>> Viva à Sua Própria Maneira de Osho pela Academia
>>> Variações Sobre o Prazer de Rubem Alves pela Planeta (2011)
>>> Pedagogia Diferenciada - das Intenções à Ação de Philippe Perrenoud pela Artmed (2000)
>>> O Diário de Anne Frank - Contos do Esconderijo Col. Vira Vira de Anne Frank pela Best Bolso (2010)
>>> Herdeiros do Novo Mundo de André Luiz Ruiz pela Ide (2009)
>>> Espanhol Em 24 Passos de Escala pela Escala
>>> Dons Espirituais - 21 Dias Descobrindo e Ativando de Silvio Galli pela Amav (2014)
>>> A Caixa Maluca de Michele Iacocca; Flávia Muniz pela Moderna (2004)
COLUNAS

Quinta-feira, 7/5/2015
Quero ser Marina Abramović
Elisa Andrade Buzzo

+ de 3300 Acessos

Não sei se preciso necessariamente desacelerar; talvez minha vida, na contramão da própria vida estandartizada, não seja assim tão acelerada. Talvez eu tenha estratégias próprias de sobrevivência. Ao menos, não me vanglorio de ter uma "vida corrida" e todas as publicidades enganosas, vícios e vaidades que daí podem decorrer. No entanto, estive em uma sessão, com o intuito de "desacelerar", do Método Abramović, que "reúne uma série de exercícios que exploram os limites do corpo e da mente". Alguns ingênuos pensavam que ela, a avó da performance, estaria presente pessoalmente para ensinar o método a nós, pobres mortais, pois todos querem ver Marina Abramović.

Todos querem Marina e sonham em vê-la tomando um cafezinho no Sesc Pompeia, que abriga a maior retrospectiva de sua obra já feita na América Latina. Sua presença é onipresente: televisores em linha exibem as performances históricas, nas quais vemos o rosto de Marina comendo cebolas, o rosto de Marina imerso entre cristais, o cabelo de Marina penteado com fúria enquanto ela diz "art must be beautiful", o corpo de Marina engolfado por uma cobra gigante e medonha, Marina lavando um esqueleto com afinco, o rosto de Marina, o corpo de Marina. Além desses vídeos, que se iniciam na década de 70 e prolongam-se até os anos 2000, telões com as performances impressionantes em colaboração com o antigo parceiro Ulay e trabalhos de performers brasileiros complementam a mostra.

Mas os vídeos, o único registro dessa arte, não são suficientes. O público quer Marina em carne e osso. Nem que, para tanto, sejam necessárias horas de espera numa fila imensa dos ingressos para uma de suas conferências públicas. E quando Marina fala, seu tom de voz é tão calmo e envolvente, que somos imediatamente cativados por ela, transportados para outra frequência (além de ficarmos extremamente felizes de entendermos tudo o que ela fala em inglês, devido a seu sotaque). Sempre de preto, como se usasse um uniforme político, e com os longos cabelos impecáveis, ela lança um aspecto de semideusa por onde passa e, no entanto, o afeto com que trata seu público a traz de volta à realidade.

A performance, o teatro real, lugar onde tudo pode acontecer e tem sua dose de perigo, onde não há falas marcadas, aquilo que não é para ser necessariamente belo, onde se confrontam os medos, onde se repousam as questões, o quão longe é possível ir, um teste dos limites humanos, uma arte imaterial − tudo isso diz a artista sobre a chamada performance, em sua primeira palestra ao público brasileiro. E, revendo agora suas palavras, acompanhando outros performers no Sesc, parece-me que a arte performática é a que mais se parece com a vida em estado vivo, pulsante, o acontecer diário, a que se conjuga no instante presente e fugaz das ações, reinando absoluta e obrigatória na existência própria.

Estou agora com um fone de ouvido especial, com o qual nada mais se ouve, a não ser o abafamento bizarro do nada, como se o ar pudesse ser limpo do mero adereço do som. Deito numa cama com cristais encravados na cabeceira, fecho os olhos. Sou acordada com um leve toque de dedos. Percorro o ambiente lentamente, sentindo todos os ossinhos dos pés passeando no chão. A cada passo, meu corpo se inclina, o centro de massa é alterado. Agora estou sentada, novamente envolta por cristais. Depois, em pé, no vão mais longínquo do galpão percebo uma grande aranha preta caminhar pela estrutura do telhado. Não vejo seu corpo, apenas uma de suas patas, que alternadamente surge e se oculta na dimensão da viga de madeira.


Elisa Andrade Buzzo
São Paulo, 7/5/2015


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Os defeitos meus de Renato Alessandro dos Santos
02. Algo de sublime numa cabeça pendida entre letras de Elisa Andrade Buzzo
03. Cidades do Algarve de Elisa Andrade Buzzo
04. O massacre da primavera de Renato Alessandro dos Santos
05. O Abismo e a Riqueza da Coadjuvância de Duanne Ribeiro


Mais Elisa Andrade Buzzo
Mais Acessadas de Elisa Andrade Buzzo em 2015
01. Rugas e rusgas - 15/1/2015
02. Viagem aos baixos do Viaduto do Chá - 5/2/2015
03. 50 tons de Anastasia, Ida e outras protagonistas - 26/2/2015
04. Quero ser Marina Abramović - 7/5/2015
05. Em noite de lua azul - 6/8/2015


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Praticamente Normal - uma Discussão Sobre o Homossexualismo
Andrew Sullivan
Companhia das Letras
(1996)



Core Servlets and Javaserver Pages Volume 1 - Core Technologies
Marty Hall / Larry Brown
Sun
(2002)



A Vida e o Sagrado - 9º Ano
Coleção a Vida e o Sagrado
A Vida é Mais
(2012)



Globalização e Socialismo (socialismo Em Discussão)
Maria da Conceição Tavares/emir Sader/eduardo Jorg
Perseu Abramo
(2001)



Olhar, Escutar, Ler - 1ª Edição
Claude Lévi-strauss
Companhia das Letras
(1997)



O Segredo do Ídolo de Barro
Elisabeth Loibl
Melhoramentos
(2000)



Emagreça sem segredos
Jeanne Lima
Literare Books International
(2018)



Como A Água Que Corre
Marguerite Yourcenar
Nova Fronteira
(1983)



Filosofia II - Volume Único Ensino Médio
Edson Bispo
Expoente
(2011)



Contabilidade Introdutória + Livro de exercícios
Equipe de Professores da FEA da USP
Atlas
(1985)





busca | avançada
70777 visitas/dia
2,4 milhões/mês