Píramo e Tisbe | Ricardo de Mattos | Digestivo Cultural

busca | avançada
37376 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
>>> Steve Jobs em 1997
>>> Jeff Bezos em 2003
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A insustentável leveza da poesia de Sérgio Alcides
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Millôr e eu
>>> As armas e os barões
>>> Quem é o autor de um filme?
>>> Cyrano de Bergerac
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Marco Lisboa na Globonews
>>> Bibliotecas públicas, escolares e particulares
>>> O Vendedor de Passados
Mais Recentes
>>> Psicanálise da maternidade: uma crítica a Freud a partir da mulher e de Nancy Chodorow pela Rosa dos Tempos (1999)
>>> O Preço de Uma Vida de Cristiane Krumenauer pela Novo Século (2018)
>>> Revista de História USP Nº 60 1964 de Diversos Autores pela Ffcl/USP (1964)
>>> Kerata O Colecionador de Cérebros de Juliana R. S. Duarte pela Novo Século (2017)
>>> Revista de História USP Nº 50 1962 de Diversos Autores pela Ffcl/USP (1962)
>>> Crepúsculo - Livro de Anotações da Diretora de Catherine Hardwicke pela Intrínseca Ltda (2019)
>>> Os Sertões de Euclides da Cunha pela Nova Cultural (2002)
>>> O Segredo e outras Histórias de Descoberta de Lygia Fagundes Tellles pela Companhia das Letras (2012)
>>> Uma Família Feliz de David Safier pela Planeta (2013)
>>> O Enigma da Pirâmide de Alan Arnold pela Circulo do Livro (1985)
>>> Adrienne Mesurat (prefáco Inédito) de Julien Green/ (Nota): Josué Montello pela Nova Fronteira (1983)
>>> Viagens de Gulliver (em 04 Partes) de Jonathan Swift/ Trad.: Octavio Mendes Cajado pela Globo/ RJ. (1987)
>>> O Mochileiro das Galáxias - Volume 5 - Praticamente Inofensiva de Douglas Adams pela Arqueiro (2010)
>>> Viagens de Gulliver (em 04 Partes)/ Encadernado de Jonathan Swift/ Prefácio: Almir Andrade pela W. M. Jackson (1970)
>>> Viagens de Gulliver (em 04 Partes)/ Encadernado de Jonathan Swift/ Prefácio: Almir Andrade pela W. M. Jackson (1970)
>>> Amigos de Todo Mundo: Romance de um Jardim Zoológico de Felix Salten/ Ilustrações: Philipp Arlen pela Edições Melhoramentos (1952)
>>> Lembranças Obscuras de um Judeu Polonês Nascido na França de Pierre Goldman pela Francisco Alves (1984)
>>> El Hombre de Annie Besant pela Glem (1957)
>>> Lo Spiritismo Nella Umanita de Casimiro Bonfiglioli pela Bologna (1888)
>>> Santo Tomas de Aquino de P.J. Weber pela Poblet (1949)
>>> Rumo a Consciência Cómica de Pagina de ouro de Ramasar pela Curitiba (1969)
>>> Reencarnação de J.H. Brennan pela O Hemus
>>> Rezando com o Evangelho de Pe. Lucas Caravina pela Paulus (1997)
>>> Resolução para o novo milênio de Jennifer Fox pela Ediouro (1999)
>>> Los Maestros sus Retratos Meditaciones y Graficos de David Anrias pela Horus (1973)
>>> La Doctrina Cosmica de Dion Fortune pela Luis Cárcamo (1981)
>>> Remotos Cânticos de Belém de Wallace Leal V. Rodrigues pela O Clarim (1986)
>>> Reencarnação e Imortalidade de Alexandra David Neel pela Ibrasa (1989)
>>> Raios de Luz Espiritual de Francisco Valdomiro Lorenz pela Pensamento
>>> Does God Exist? de A.E. Taylor pela The Macmillan Company (1947)
>>> Administração Básica de Adelphino Teixeira da Silva pela Atlas (2011)
>>> Como Resolver Conflitos no Trabalho de Jerry Wisinski pela Campus (1994)
>>> Administração de Investimentos de Peter L. Bernstein pela Bookman (2000)
>>> Sistemas Organização e Métodos de Tadeu Cruz pela Atlas (1998)
>>> Os 100 melhores livros de negócios de todos os Tempos de Todd Sattersten Jack Covert pela Campus (2010)
>>> Propaganda de Plínio Cabral pela Atlas (1980)
>>> Empresa Como Organizar e Dirigir de Antônio Carlos Ferreira pela Ouro
>>> Marketing Cultural ao Vivo de Vários pela Francisco Alves (1992)
>>> A Dose Certa de John C. Bogle pela Campus (2009)
>>> Já tenho idade para saber de Michael W. Smith pela BomPastor
>>> Sobreviver não é o Bastante de Seth Godin pela Campus (2002)
>>> Jesus, o maior psicólogo que já existiu de Mark W. Baker pela Sextante
>>> Aspectos Legais da Documentação em Meios Micrográficos Magnéticos e Ópticos de Ademar Stringher pela Cenadem (1996)
>>> Go Pro de Eric Worre pela Rumo (2019)
>>> Avaliação da aprendizagem - Componente do ato pedagógico de Cipriano Carlos Luckesi pela Cortez (2011)
>>> Pílulas do Bem-Estar de Daniel Martins de Barros pela Sextante (2019)
>>> Trilha de Diversos pela EuBlack
>>> Apostila de Vestibular Semi FGV 2 de Não Informado pela Cpv (2003)
>>> Documentos Maranhenses Pantheon Maranhense 2 Volumes de Antônio Henrique Leal pela Alhambra (1987)
>>> Economia de João Paulo de Almeida magalhães pela Não sei (2019)
COLUNAS

Segunda-feira, 23/1/2017
Píramo e Tisbe
Ricardo de Mattos

+ de 4300 Acessos

"...o que não vê o amor?" (Ovidius)

1. A lenda de Píramo e Tisbe encontra-se no Livro IV das Metamorfoses, a grande obra em verso do poeta latino Publius Ovidius Naso (43 a.C./17 d.C.). O livro de ouro da mitologia, como ficou traduzido entre nós The age of fable, de Thomas Bulfinch, traz sua versão resumida e em prosa. Nada receie o leitor, nem se acomode: o texto original, se vertido por tradutor que tenha percebido o espírito de simplicidade dos antigos poetas, é de tranquila leitura.

2. Quem foram estes personagens? Jovens babilônicos vivendo durante o reinado da lendária Semíramis, rainha da Babilônia, da Assíria e de outros reinos. Já à época da conversaçãoem que se declina a lenda dos dois amantes, os fatos são projetados num ainda mais remoto e incerto tempo-espaço. Neste ano, percebo-o agora, completam-se dois mil anos de desencarne do próprio poeta...

3. Píramo, o rapaz, era vizinho da jovem Tisbe. Ambos de beleza física equivalente. Nenhuma barreira que lhes impedisse a aproximação e o envolvimento. Convivendo na mesma localidade, atraíram-se. Juventude, beleza física, boa saúde e disposição: eis os prováveis atributos então buscados e encontrados, formando os elos iniciais da relação. Jovens divertindo-se um à vista do outro, um avaliando o desempenho do outro com maior ou menor discrição. Haveria contato físico? Inviável saber. Que tenha havido, apenas aumentaria o vínculo entre dois corpos plenos de frescor e de vitalidade, mutuamente eleitos entre tantos outros.

4. A explicação do mundo natural, dos eventos sociais e mesmo do destino do espírito facultou a Mitologia. Mitos para a criação do mundo; mitos para a elucidação das ocorrências da sociedade; mitos tentando definir a jornada do espírito. Um panteão de deuses gregos e latinos que, conforme mostra-nos Agostinho em outro monumento literário, A cidade de Deus, precisa desdobrar-se e especializar-se para manter-se. Júpiter é o onipotente, mas em caso de aumento patológico da temperatura corporal, deve ser evocada a deusa Febre. Agostinho critica a confusão mental que envolveria o pagão na busca de socorro para uma demanda. Tendo enrolado o leitor um pouco, posso voltar ao casal.


Semíramis

5. Lamentável que a união entre Píramo e Tisbe estivesse fadada à irrealização. Não a queriam seus familiares. Ignora-se se havia de cada lado planos para eles, ou se tratava de rivalidade entre vizinhos. Caso William Shakespeare tenha realmente utilizado a lenda como base de sua peça Romeu e Julieta, preferiu a rivalidade. Mitos são registrados e reavivados adiante. São ímãs psíquicos que podem expor nosso conteúdo e, por sua vez, servem de estofo para outras obras.

6. Que fazia o casal pós o anoitecer, cada um recolhido em sua casa? Habitavam construções vizinhas, divididas por uma parede. Píramo e Tisbe encontraram uma fresta na parede, estreita o suficiete para ter sido ignorada, mas larga o bastante para deixar passar seus murmúrios de lado a lado. O laço entre eles aperta-se. O que é físico tende a saciar-se e afastar-se. De barriga cheia, quem assistirá programa de culinária? É até irritante... A paixão entre Píramo e Tisbe encontrou meio de alimentar seus sentimentos independentemente da presença física. Pela fresta comunicavam-se, trocavam recados e juras. E se não pudessem sair de casa por causa da chuva ou do frio, ou se alguém precisasse acompanhar os familiares em visitas ou trabalhos? A fresta estaria ali, constantemente conferida pelo que ficasse.

7. Lembremos que os familiares vetaram a união. Li algures que não se interfere entre o ser e seu destino, não se intromete com o indivíduo no cumprimento do sentido de sua existência. Havia mais que atração física e paixão entre eles. O Amor fez-se notado. O Amor, entidade resultante do encontro de duas individualidades, do encontro de duas singularidades, como que percebeu o terreno propício e plantou-lhes a ideia da fuga. E escolheram fugir: definiram horário e ponto de encontro.

8. Tisbe chegou primeiro. Trazia até um véu, atributo de toda noiva e aceno para a seriedade de sua atitude. Esperou por Píramo, conforme combinado, sob amoreira branca próxima a um lago. Conhecessem melhor a vida selvagem, saberiam que esta é mais ativa justamente à noite, quando a temperatura é mais amena, as presas mais lerdas e os predadores mais ativos. É uma leoa que veio ao lago beber, com a boca vermelha do sangue de sua recente refeição. Tisbe recolheu-se a uma gruta para esperar o animal afastar-se. Não percebeu a queda de seu véu. A leoa retirou-se, não sem prévia destruição do véu encontrado em seu caminho.

Tisbe, por William Waterhouse

9. Deveras, melhor deizar que cada um realize o sentido de sua existência. Que mostre quem é por meio do que faz. Na lenda de Píramo e Tisbe, a leoa ficou com o papel das intercorrências a vida, aqueles imprevistos que surgem e poluem a questão principal. Deixassem o casal em paz e não se decidiriam pela fuga. Se não acordes em fugir e não iniciado o plano, não estariam no caminho da leoa. Certas ocorrências podem ser contornáveis para uns e fatais para outros.

10. Contornável para Tisbe: viu o animal e afastou-se. Fatal para Píramo, que chegou ao local e encontrou pegadas e um véu roto e ensanguentado. "Acabou-se", pensou ele em desespero, tirando um punhal da cita e ferindo-se. Ovidius foi mais sanguinolento e comparou o sangue saído da ferida de Píramo à água que sai ruidosa de um cano de chumbo partido. O sangue, de qualquer forma, saiu com força suficiente para tingir nos galhos as amoras até então brancas. E também pentrou a terra, sendo absorvido pelas raízes da planta e originando nova variedade.

11. Triste desfecho para nosso casal. Tisbe saiu da gruta e não reconheceu a amoreira de frutos tintos. Correu ao corpo de seu amado e recebeu dele o último olhar. Suicidou-se pretendendo encontrá-lo no outro mundo. As famílias cremaram os corpos e reuniram as cinzas em túmulo único. Grande consolo.

12. Entretanto, caro leitor, permita-me considerar que na lenda de Píramo e Tisbe, pretendi identificar a atração física entre os jovens; identificar um entrosamento de afeições - poeticamente representado na conversa pela fresta - que permitisse falar em paixão ou, melhor ainda, em união psíquica entre eles; enfim, tudo coroar com a identificação do encontro espiritual que consagrou o Amor entre eles e possibilitou uma decisão, uma atitude perante o mundo. Ainda que mal sucedida, tomá-la reforçou seu valor. Permita-me, caro leitor, acreditar ter exposto neste exercício, recorrendo a personagens mitológicas, algo da teoria tridimensional do Amor elaborada por Viktor Frankl. Não creia, contudo que este humílimo seguidor esgotou o assunto.


Ricardo de Mattos
Taubaté, 23/1/2017


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Precisa-se de empregada feia. Bem feia. de Yuri Vieira
02. O escritor e as cenas: mostrar e não dizer de Marcelo Spalding
03. Diário de Rato, Chocolate em Pó e Cal Virgem de Duanne Ribeiro
04. Kokoro, de Natsume Soseki de Ricardo de Mattos
05. Uma gentileza, por favor de Adriana Carvalho


Mais Ricardo de Mattos
Mais Acessadas de Ricardo de Mattos
01. A Erva do Diabo, de Carlos Castaneda - 14/11/2002
02. Da Poesia Na Música de Vivaldi - 6/2/2003
03. A Sombra do Vento, de Carlos Ruiz Zafón - 9/9/2004
04. O Presidente Negro, de Monteiro Lobato - 29/7/2008
05. Poesia, Crônica, Conto e Charge - 13/11/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




OS PASTORES DA NOITE
JORGE AMADO
RECORD
(1983)
R$ 18,00



SONHOS E REALIDADE: PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XX, A
NEREIDE SCHILARO SANTA ROSA
PINAKOTHEKE
(2002)
R$ 17,56



COLEÇÃO MODERNA DE ESTUDOS PRIMÁRIOS MATEMÁTICA - 9685
VICENTE KOSIEN
ECLAL
(1969)
R$ 10,00



BIBLIOGRAFIA DE HISTÓRIA DO BRASIL
NÃO DEFINIDO
MINISTÉRIO DE RELAÇÕES EXT.
(1946)
R$ 12,00



À PRIMEIRA VISTA
NICHOLAS SPARKS
ARQUEIRO
(2012)
R$ 10,00



RETRATOS DE UMA ÉPOCA: O ACERVO PICTÓRICO DO HOSPITAL PORTUGUÊS
FRANCIANE LINS
SECRETARIA DE CULTURA SÃO LUÍS
(2005)
R$ 27,28



FILTRO ACTIVO DE POTÊNCIA PARA INTERFACE DA REDE COM CARGAS ELÉCTRICAS
MANUEL JOÃO SEPÚLVEDA MESQUITA DE FREITAS
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 524,00



DANO MORAL- 4ª EDIÇÃO
CLAYTON REIS
FORENSE (RJ)
(1997)
R$ 9,82



MAINSTREAMING THE ENVIRONMENT: THE WORLD BANK GROUP AND THE
JOCELYN MASON
WORLD BANK
(1995)
R$ 19,28



CONTABILIDADE PARA MBAS - TEXTOS E CASOS
JOSIR SIMEONE GOMES
CAMPUS
(2000)
R$ 6,93





busca | avançada
37376 visitas/dia
1,1 milhão/mês