A Erva do Diabo, de Carlos Castaneda | Ricardo de Mattos | Digestivo Cultural

busca | avançada
57428 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Zé Guilherme recebe o pianista Matheus Ferreira na série EntreMeios
>>> Chamada Vale recebe cadastro de cerca de 3 mil projetos
>>> Lançamento do Mini Doc Tempo dell'Anima
>>> Cinema in Concert com João Carlos Martins une o cinema à música sinfônica em espetáculo audiovisual
>>> Editora Unesp lança 20 livros para download gratuito
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
>>> Eddie Van Halen (1955-2020)
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
Colunistas
Últimos Posts
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
>>> Van Halen no Rock 'n' Roll Hall of Fame
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
Últimos Posts
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
>>> Perplexo!
>>> Orgulho da minha terra
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Nem tudo é pessoal
>>> Jeff Beck em Big Block
>>> 10 de Fevereiro #digestivo10anos
>>> Chama Atenção
>>> 9 de Fevereiro #digestivo10anos
>>> Scott Weiland (1967-2015)
>>> 7 de Setembro
>>> Sobre jabutis, o amor, a entrega
>>> Hiperbóreo nos trópicos: a poesia de Oleg Almeida
>>> Imagens do Grande Sertão de Guimarães Rosa
Mais Recentes
>>> A Dança do Viúvo de Rick Riordan pela Record (2014)
>>> O Ladrão de Raios - Percy Jackson e os Olimpianos 1 de Rick Riordan pela Intrínseca (2010)
>>> Vá Em Frente! Não Deixe Nada Pra Depois de Zibia Gasparetto pela Evd/ Vida e Consciência (2016)
>>> O Último Olimpiano - Percy Jackson e os Olimpianos 5 de Rick Riordan pela Intrínseca (2010)
>>> A Criança e Seus Jogos de Arminda Aberastury pela Artes Médicas (1992)
>>> A Batalha do Labirinto - Percy Jackson e os Olimpianos 4 de Rick Riordan pela Intrínseca (2010)
>>> O Construtivismo na Sala de Aula de Vários Autores pela Ática (2001)
>>> A Função do Filho – Espelhos e Labirintos da Infância de Esteban Levin pela Vozes (2001)
>>> A Infância em Cena – Constituição do Sujeito e Desenvolvimento Psicomotor de Esteban Levin pela Vozes (2002)
>>> Psicologias – Uma Introdução ao Estudo de Psicologia de Ana M. Bahia Bock, Odair Furtado e Maria de Lourdes T. Teixeira pela Saraiva (1999)
>>> Vigiar e Punir - História da Violência nas Prisões de Michel Foucault pela Vozes (1998)
>>> Psicanálise & Pedagogia de Lino de Macedo e Bernadete Amêndoa de Assis (Orgs.) pela Casa do Psicólogo (2002)
>>> Os Segredos da Mente Milionária de T. Harv Eker pela Sextante (Gmt) (1992)
>>> Ensaio sobre a cegueira de Jose Sarmago pela Companhia Das Letras (2004)
>>> Poesia na varanda de Sonia junqueira pela Autentica
>>> O Ano da Morte de Ricardo Reis de José Saramago pela Caminho (1984)
>>> Dorme,menino,dorme de Laura herrera pela Lm
>>> A culpa e da pipoca de Dayse torres pela Papirus
>>> Talisma do tibet de Anna flora pela Ftd
>>> Quinho e o seu caozinho,um caozinho especial de Lae de souza pela Eco arte
>>> O umbigo do mar de Lucia martinez pela Brasil s.a
>>> O trem e o maquinista nos trilhos da fantasia de Sandra zeni carli pela Giordani (2012)
>>> Lino de Andre neves pela Callis
>>> A terra vista do alto de Fernando carraro pela Ftd
>>> Menino gato de Pablo david sanches pela Aletria
>>> Super fotos especiaç--as grandes fotos publicadas em superinteressante de Abril pela Abril
>>> Vida boa de Fabio zimbres pela Zarabatana
>>> As máscaras de Deus - Volume 3 - Mitologia ocidental de Joseph Campbell pela Palas Athena (2004)
>>> As máscaras de Deus - Volume 2 - Mitologia oriental de Joseph Campbell pela Palas Athena (1994)
>>> As máscaras de Deus - Volume 1 - Mitologia primitiva de Joseph Campbell pela Palas Athena (2010)
>>> Pulsão - Tempo Psicanalítico Nº 25 de Sociedade de Psicanálise Iracy Doyle pela Spid (1991)
>>> Educação Biocêntrica: um movimento de construção dialógica de Ruth Cavalcante; Cezar Wagner; Fatima Diógenes; Cristiane Arraes; Cássia Regina pela Cdh (2007)
>>> Mamória de minhas putas tristes de Gabriel Garcia Marques pela Record (2007)
>>> Emmanuel Levinas: Um estudo sobre a ética da alteridade de Abimael Francisco do Nascimento pela Brazil Publishing (2020)
>>> Coleção folha grandes vozes Tom Jobim - Wave nº 5 de Folha de São Paulo pela Mediafashion (2012)
>>> A Colonização - uma Mancha no Espaço de Felippe Siciliano pela Multifoco (2017)
>>> Uma História do Capitalismo: das origens até a primeira guerra mundial de Osvaldo Coggiola pela Brazil Publishing (2020)
>>> A questão social e a cidadania no neocapitalismo de Evandro Prestes Guerreiro pela Brazil Publishing (2020)
>>> Coleção folha grandes vozes Dean Martin nº 24 de Folha de São Paulo pela Mediafashion (2012)
>>> Fortaleza Avançada - Uma Mancha no Espaço II de Felippe Siciliano pela Anthology (2017)
>>> Um dia: vinte anos, duas pessoas de David Nicholls pela Intrínseca (2011)
>>> A Coragem de Ser Imperfeito de Brené Brown pela Sextante (Gmt) (2016)
>>> O Que Eu Sei de Verdade de Oprah Winfrey pela Sextante (2014)
>>> O Mundo Pós-Americano de Fareed Zakaria pela Companhia das Letras (2008)
>>> Brasileiro Baiano Pobre - uma Conspiração de Esforço, Carisma e Sorte de Carlito ( Carlos Alves da Silva ) pela Sextante (2005)
>>> Coleção folha grandes vozes Anita Ó Day de Folha de São Paulo pela Mediafashion (2012)
>>> Revisões sistemáticas da literatura: guia prático de Graziela de Luca Canto pela Brazil Publishing (2020)
>>> Falsa Submissão de Laura Reese pela Record (2013)
>>> Coleção folha grandes vozes Tom canta Vinicius / The composer of Desafinado Plays de Folha de São Paulo pela Mediafashion (2012)
>>> Cultura Rj - Caminhos Cheios de Bossa ... de Vários Autores pela Daidorim (2014)
COLUNAS

Quinta-feira, 14/11/2002
A Erva do Diabo, de Carlos Castaneda
Ricardo de Mattos

+ de 47700 Acessos

Carlos César Arana Castaneda nasceu em 1935 no estado de São Paulo. Estudou na Argentina e partiu para Los Angeles co o intuito de estudar antropologia na Universidade da Califórnia. Na década de sessenta do século passado, iniciou no estado americano do Arizona e no mexicano de Sonora as pesquisas e aprendizados narrados em vários livros, ao que parece, de imensa repercussão. No decênio seguinte resolve omitir seus dados biográficos, mesmo gerando confusão e dúvida, dizendo-se bruxo e pregando a pouca importância do passado. Insistiu nisso a ponto de hoje desconfiar-se da sua nacionalidade, se realmente brasileira ou peruana. Morreu e 1998. Talvez minha duvida inicial a seu respeito antecipe em vinte ou trinta anos a do leitor futuro que leia aleatoriamente um livro de Paulo Coelho, sem saber da acolhida recebida do público e da crítica quando do lançamento: ele deve ser levado a sério ou não?

No meu caso, o primeiro contato deu-se com o livro A Erva do Diabo, publicado em 1968, no qual é apresentada a figura de Don Juan Matus - que não é meu parente -, guia de Castaneda. O trabalho inicial deste referia-se às plantas de uso medicinal utilizadas pelos índios daquelas localidades. Contudo, apresentado no Arizona a Don Juan, o antropólogo embrenhou-se pela gnosiologia. O título original da obra é justamente The Teachings of Don Juan.

Don Juan Matus é o nome fictício do índio yaqui originário de Sonora, México. Como o discípulo, seu passado também não é revelado além do admitido por ele mesmo. Um nome não deve ser repetido aleatoriamente, e se conhecido, gera poderes sobre o nomeado. Certa vez, li em algum lugar que o nome de Deus não seria revelado aos judeus para que estes não se julgassem com algum poder sobre Ele. Por todo o livro vemos conceitos já encontrados em outros lugares, com outros nomes ou vestes, com variados graus de aprofundamento dos estudos. Um exemplo é o perigo que o Conhecimento pode representar, já mencionado nos livros sapienciais do Velho Testamento. De fato, o Conhecimento traz consigo a Responsabilidade, e se sabemos, por exemplo, que algo deve ser feito ou deixado de fazer, tornamo-nos responsáveis, queiramos ou não, pela ação ou omissão contrária ao sabido.

Voltando a Don Juan, deve-se verificar não ser ele nenhum santo ou, naqueles dias, uma lenda viva. Posteriormente, sim, ganhou certa aura mística, quando na verdade apenas elegeu um aluno para transmitir, de forma perceptivelmente séria, antigos e importantes ensinamentos de seu povo. É bom frisar que o próprio Castaneda iniciou suas investigações com a finalidade de registra-los antes que se perdessem.

O livro divide-se em duas partes. A primeira é a seleção e organização dos ensinamentos. Conforme Castaneda, as repetições foram suprimidas e os assuntos dispostos n'um sistema, inda que violada a cronologia. É a parte mais fluente, incluindo até cenas cômicas com um cão. Na segunda parte todo o aprendizado e as conclusões são expostos cientificamente, pois deve-se lembrar da destinação universitária desta obra.

Na primeira parte, Don Juan tem por escopo levar seu aluno à aquisição de conhecimentos, aquisição esta acompanhada n'um primeiro instante por plantas alucinógenas: "No contexto específico de seus ensinamentos, dom Juan associava o uso da Datura inoxia e da Psilocybe mexicana para a aquisição do poder, um poder que ele denominava 'aliado'. Associava o uso da Lophophora williamsii à aquisição da sabedoria ou o conhecimento da maneira certa de viver". Este poder aliado e conceituado mais adiante: "Um 'aliado', disse ele, é um poder que o homem pode introduzir em sua vida para ajudá-lo, aconselhá-lo e dar-lhe a força necessária para executar atos, grandes ou pequenos, certos ou errados. Este aliado é necessário para realçar a vida de um homem, orientar suas ações e aumentar seus conhecimentos".

Peiote é o nome popular da Lophophora williamsii, um cacto do qual se extrai a mescalina, mescal ou mescalito. Esta substância é utilizada desde épocas imemoriais em rituais religiosos na América Central e Sudoeste dos Estados Unidos. Não existe no Brasil. Embora eu ainda não os tenha lido, são muito citados os ensaios de Aldous Huxley sobre sua experiência com esta droga: Portas da Percepção e Céu e Inferno.

Datura é o nome usado por várias plantas solanáceas - dicotiledôneas gamopétalas, i.e. Pétalas soldadas - consistentes em árvores e arbustos venenosos, dentre os quais destaca-se por seu maior grau o estramônio ou figueira do inferno. Nativa da América do Norte, todas as suas partes contêm quantidades significativas de atropina e escopolaminas, além dos compostos relacionados.

O cogumelo provavelmente utilizado por Don Juan é o Psylocybe mexicana, o "cogumelo sagrado", do qual se extrai a psilocina. Aproveitado nos ritos pelos nativos daquele trecho da América. No Brasil, há o Psylocybe cubensis e uma espécie do gênero Paneoulus. Todas estas plantas são chamadas "divinatórias", pois acreditavam os usuários ancestrais que elas colocavam o feiticeiro em condições de dizer o futuro. Os efeitos dos alucinógenos são os descritos por Castaneda: grande excitação cerebral, visões coloridas, sonhos agradáveis, sensações inusitadas, êxtases profundos, impressão de viver n'outro plano e algum desconforto físico ao retornar à lucidez.

O que denominamos "alucinação", Don Juan acreditava ser um "estado de realidade não comum", no qual tencionava adquirir sabedoria. Lastimável. "Alucinação" significa desvario, falta de razão; é a interpretação como real de algo irreal. Difere da ilusão por esta ser uma percepção errônea, por meio de sentidos perfeitos, de algo real - ilusão de óptica. Dispensa comentário o ato de valer-se alguém da alucinação para entender o real. Pobre ser humano, incapaz de lidar sequer com a realidade em que vive, busca outros "níveis" e mais se perde do que se esclarece. Conhecimento exige esforço e perseverança, trabalho ininterrupto e dedicado.

É relevante assinalar que Castaneda não estimulou o uso indiscriminado de qualquer alucinógeno. Se mudou de opinião, ignoro, mas na entrevista concedida à revista Veja - número 356 ano 1975 - ele afirma ser mínimo e provisório o uso dessas substâncias apenas até o aprendiz conseguir atingir sozinho o estado ou realidade procurados. Oxalá nenhum adolescente cisme de ler o livro e tentar alguma experiência por conta própria, a despeito dos detalhes fornecidos. Pode tornar-se ainda mais cretino ao invés de adquirir algum conhecimento efetivo. Perceba-se que eu não critico Don Juan, transmissor de conhecimentos ancestrais de seu povo, nem Castaneda, que ao menos nesta obra, relatou o que viu e analisou os fatos segundo o programa da instituição a que pertencia. O que observo é a atitude de algumas pessoas que, apesar das toneladas de informações disponíveis, resolvem realizar viagens de regresso doloroso ou mesmo inexistente e encastelam-se em suas fantasias. Buscam atalhos para algo que nem sabem definir numa primeira abordagem. Querem a "realidade superior", mas insistem em não reconhecer a amplitude da realidade em que estão mergulhadas.

Ao começo deste ano a mesma revista trouxe uma reportagem intitulada Literatura Tóxica, a respeito do então recém-lançado The Road Of Excess, livro de autoria do crítico inglês Marcus Boon. Nesta obra são elencados escritores que trabalhavam em estado de alienação provocada, ou eram notórios usuário de álcool e outras drogas lícitas ou ilícitas, valendo-se ou não da desculpa de buscar uma "realidade superior". Já citei, em minha coluna sobre Surrealismo, as experiências de André Breton e partidários. Há que diferenciá-los dos demais: Breton queria saber, através de experiências acompanhadas, como seria a produção artística desvinculada da razão e da lógica. Sumária a minha opinião sobre este assunto: se o indivíduo for um gênio, sê-lo-á apesar do uso de entorpecentes. Se for uma besta, continuará sendo. E com o risco de piorar.


Ricardo de Mattos
Taubaté, 14/11/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. E não sobrou nenhum (o caso dos dez negrinhos) de Gian Danton
02. A Puta, um romance bom prá cacete de Jardel Dias Cavalcanti
03. Autoajuda e Poesia de Mariana Portela
04. As cartas de Dostoiévski de Luiz Rebinski Junior
05. Beirute: o renascimento da Paris do Oriente de Luis Eduardo Matta


Mais Ricardo de Mattos
Mais Acessadas de Ricardo de Mattos em 2002
01. A Erva do Diabo, de Carlos Castaneda - 14/11/2002
02. Diário do Farol, de João Ubaldo Ribeiro - 15/8/2002
03. Moça Com Brinco de Pérola, de Tracy Chevalier - 24/10/2002
04. Cidade de Deus, de Paulo Lins - 17/10/2002
05. O Oratório de Natal, de J. S. Bach - 26/12/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




SÃO MARCOS DE PALESTRA ITÁLIA
CELSO DE CAMPOS JR.
REALEJO
(2011)
R$ 50,29



NA LEI OU NA MARRA - 1964-1968 – VOL. 1
PAULO MARKUN
SARAIVA
(2014)
R$ 33,00



BELONA, LATITUDE NOITE
MOACIR C. LOPES
CÁTEDRA
(1975)
R$ 15,00



GAROTADA CRIATIVA DESENHO ARTISTICO
KAT RAKEL - FERGUSON
MADRAS
(2006)
R$ 37,00



O HOMEM E SUA INDIVIDUALIDADE
ALZIRA ALVES PINTO
NÃO ENCONTRADA
(2005)
R$ 5,99



DRAGON SLAYER SEJA VOCÊ TAMBÉM UM ALQUIMISTA
DRAGON SLAYER - ROLE PLAYING GAME
ESCALA
R$ 8,90



SEGREDOS DA MAGIA DE UMBANDA E QUIMBANDA
W. W. DA MATTA E SILVA ( MESTRE YAPACANI )
ÍCONE
(2017)
R$ 66,95



CARA OU COROA TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE MONARQUIA REPÚBLICA
ÁLVARO PEREIRA
GLOBO
(1993)
R$ 5,00



LIBERTIGINICIDA VERSI E PROSA
URSULINO DOS SANTOS ISIDORO
CONE
(2000)
R$ 7,00



ISSO É GREGO PARA MIM!
MICHAEL MACRONE
ROTTERDAN
(1994)
R$ 29,90





busca | avançada
57428 visitas/dia
2,1 milhões/mês