A Erva do Diabo, de Carlos Castaneda | Ricardo de Mattos | Digestivo Cultural

busca | avançada
55141 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quinta-feira, 14/11/2002
A Erva do Diabo, de Carlos Castaneda
Ricardo de Mattos

+ de 45100 Acessos

Carlos César Arana Castaneda nasceu em 1935 no estado de São Paulo. Estudou na Argentina e partiu para Los Angeles co o intuito de estudar antropologia na Universidade da Califórnia. Na década de sessenta do século passado, iniciou no estado americano do Arizona e no mexicano de Sonora as pesquisas e aprendizados narrados em vários livros, ao que parece, de imensa repercussão. No decênio seguinte resolve omitir seus dados biográficos, mesmo gerando confusão e dúvida, dizendo-se bruxo e pregando a pouca importância do passado. Insistiu nisso a ponto de hoje desconfiar-se da sua nacionalidade, se realmente brasileira ou peruana. Morreu e 1998. Talvez minha duvida inicial a seu respeito antecipe em vinte ou trinta anos a do leitor futuro que leia aleatoriamente um livro de Paulo Coelho, sem saber da acolhida recebida do público e da crítica quando do lançamento: ele deve ser levado a sério ou não?

No meu caso, o primeiro contato deu-se com o livro A Erva do Diabo, publicado em 1968, no qual é apresentada a figura de Don Juan Matus - que não é meu parente -, guia de Castaneda. O trabalho inicial deste referia-se às plantas de uso medicinal utilizadas pelos índios daquelas localidades. Contudo, apresentado no Arizona a Don Juan, o antropólogo embrenhou-se pela gnosiologia. O título original da obra é justamente The Teachings of Don Juan.

Don Juan Matus é o nome fictício do índio yaqui originário de Sonora, México. Como o discípulo, seu passado também não é revelado além do admitido por ele mesmo. Um nome não deve ser repetido aleatoriamente, e se conhecido, gera poderes sobre o nomeado. Certa vez, li em algum lugar que o nome de Deus não seria revelado aos judeus para que estes não se julgassem com algum poder sobre Ele. Por todo o livro vemos conceitos já encontrados em outros lugares, com outros nomes ou vestes, com variados graus de aprofundamento dos estudos. Um exemplo é o perigo que o Conhecimento pode representar, já mencionado nos livros sapienciais do Velho Testamento. De fato, o Conhecimento traz consigo a Responsabilidade, e se sabemos, por exemplo, que algo deve ser feito ou deixado de fazer, tornamo-nos responsáveis, queiramos ou não, pela ação ou omissão contrária ao sabido.

Voltando a Don Juan, deve-se verificar não ser ele nenhum santo ou, naqueles dias, uma lenda viva. Posteriormente, sim, ganhou certa aura mística, quando na verdade apenas elegeu um aluno para transmitir, de forma perceptivelmente séria, antigos e importantes ensinamentos de seu povo. É bom frisar que o próprio Castaneda iniciou suas investigações com a finalidade de registra-los antes que se perdessem.

O livro divide-se em duas partes. A primeira é a seleção e organização dos ensinamentos. Conforme Castaneda, as repetições foram suprimidas e os assuntos dispostos n'um sistema, inda que violada a cronologia. É a parte mais fluente, incluindo até cenas cômicas com um cão. Na segunda parte todo o aprendizado e as conclusões são expostos cientificamente, pois deve-se lembrar da destinação universitária desta obra.

Na primeira parte, Don Juan tem por escopo levar seu aluno à aquisição de conhecimentos, aquisição esta acompanhada n'um primeiro instante por plantas alucinógenas: "No contexto específico de seus ensinamentos, dom Juan associava o uso da Datura inoxia e da Psilocybe mexicana para a aquisição do poder, um poder que ele denominava 'aliado'. Associava o uso da Lophophora williamsii à aquisição da sabedoria ou o conhecimento da maneira certa de viver". Este poder aliado e conceituado mais adiante: "Um 'aliado', disse ele, é um poder que o homem pode introduzir em sua vida para ajudá-lo, aconselhá-lo e dar-lhe a força necessária para executar atos, grandes ou pequenos, certos ou errados. Este aliado é necessário para realçar a vida de um homem, orientar suas ações e aumentar seus conhecimentos".

Peiote é o nome popular da Lophophora williamsii, um cacto do qual se extrai a mescalina, mescal ou mescalito. Esta substância é utilizada desde épocas imemoriais em rituais religiosos na América Central e Sudoeste dos Estados Unidos. Não existe no Brasil. Embora eu ainda não os tenha lido, são muito citados os ensaios de Aldous Huxley sobre sua experiência com esta droga: Portas da Percepção e Céu e Inferno.

Datura é o nome usado por várias plantas solanáceas - dicotiledôneas gamopétalas, i.e. Pétalas soldadas - consistentes em árvores e arbustos venenosos, dentre os quais destaca-se por seu maior grau o estramônio ou figueira do inferno. Nativa da América do Norte, todas as suas partes contêm quantidades significativas de atropina e escopolaminas, além dos compostos relacionados.

O cogumelo provavelmente utilizado por Don Juan é o Psylocybe mexicana, o "cogumelo sagrado", do qual se extrai a psilocina. Aproveitado nos ritos pelos nativos daquele trecho da América. No Brasil, há o Psylocybe cubensis e uma espécie do gênero Paneoulus. Todas estas plantas são chamadas "divinatórias", pois acreditavam os usuários ancestrais que elas colocavam o feiticeiro em condições de dizer o futuro. Os efeitos dos alucinógenos são os descritos por Castaneda: grande excitação cerebral, visões coloridas, sonhos agradáveis, sensações inusitadas, êxtases profundos, impressão de viver n'outro plano e algum desconforto físico ao retornar à lucidez.

O que denominamos "alucinação", Don Juan acreditava ser um "estado de realidade não comum", no qual tencionava adquirir sabedoria. Lastimável. "Alucinação" significa desvario, falta de razão; é a interpretação como real de algo irreal. Difere da ilusão por esta ser uma percepção errônea, por meio de sentidos perfeitos, de algo real - ilusão de óptica. Dispensa comentário o ato de valer-se alguém da alucinação para entender o real. Pobre ser humano, incapaz de lidar sequer com a realidade em que vive, busca outros "níveis" e mais se perde do que se esclarece. Conhecimento exige esforço e perseverança, trabalho ininterrupto e dedicado.

É relevante assinalar que Castaneda não estimulou o uso indiscriminado de qualquer alucinógeno. Se mudou de opinião, ignoro, mas na entrevista concedida à revista Veja - número 356 ano 1975 - ele afirma ser mínimo e provisório o uso dessas substâncias apenas até o aprendiz conseguir atingir sozinho o estado ou realidade procurados. Oxalá nenhum adolescente cisme de ler o livro e tentar alguma experiência por conta própria, a despeito dos detalhes fornecidos. Pode tornar-se ainda mais cretino ao invés de adquirir algum conhecimento efetivo. Perceba-se que eu não critico Don Juan, transmissor de conhecimentos ancestrais de seu povo, nem Castaneda, que ao menos nesta obra, relatou o que viu e analisou os fatos segundo o programa da instituição a que pertencia. O que observo é a atitude de algumas pessoas que, apesar das toneladas de informações disponíveis, resolvem realizar viagens de regresso doloroso ou mesmo inexistente e encastelam-se em suas fantasias. Buscam atalhos para algo que nem sabem definir numa primeira abordagem. Querem a "realidade superior", mas insistem em não reconhecer a amplitude da realidade em que estão mergulhadas.

Ao começo deste ano a mesma revista trouxe uma reportagem intitulada Literatura Tóxica, a respeito do então recém-lançado The Road Of Excess, livro de autoria do crítico inglês Marcus Boon. Nesta obra são elencados escritores que trabalhavam em estado de alienação provocada, ou eram notórios usuário de álcool e outras drogas lícitas ou ilícitas, valendo-se ou não da desculpa de buscar uma "realidade superior". Já citei, em minha coluna sobre Surrealismo, as experiências de André Breton e partidários. Há que diferenciá-los dos demais: Breton queria saber, através de experiências acompanhadas, como seria a produção artística desvinculada da razão e da lógica. Sumária a minha opinião sobre este assunto: se o indivíduo for um gênio, sê-lo-á apesar do uso de entorpecentes. Se for uma besta, continuará sendo. E com o risco de piorar.


Ricardo de Mattos
Taubaté, 14/11/2002


Mais Ricardo de Mattos
Mais Acessadas de Ricardo de Mattos em 2002
01. A Erva do Diabo, de Carlos Castaneda - 14/11/2002
02. Diário do Farol, de João Ubaldo Ribeiro - 15/8/2002
03. Moça Com Brinco de Pérola, de Tracy Chevalier - 24/10/2002
04. Cidade de Deus, de Paulo Lins - 17/10/2002
05. O Oratório de Natal, de J. S. Bach - 26/12/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




INVESTIMENTO EM AÇÕES
GIL ARI DESCHATRE
THOMAS NELSON BRASIL
(2009)
R$ 25,00



AMÉRICA LATINA: DA CONQUISTA À NOVA EVANGELIZAÇÃO
LEONARDO BOFF
ÁTICA/ SP.
(1992)
R$ 51,90



A REVOLTA DOS FANTASMAS
CLAUDIO THEBAS
LE
(1964)
R$ 9,90



FREI VON ANGST
PETER STIEGNITZ
ORIGINALAUSGABE
(1981)
R$ 20,00



OBJETO NA ARTE BRASIL ANOS 60
DAISY VALLE MACHADO PECCININI
FAAP
(1978)
R$ 250,00



PAIS E FILHOS VIVENDO A MISSA
BERNARDO CANSI
PAULINAS
(1979)
R$ 8,00



COMO TRATAR SEU GATO, ALIMENTAÇÃO, VARIEDADES, DOENÇAS E TRATA..
ALISOON WENLOCK
PUBLICAÇÕES EUROPA - AMÉRICA
(1995)
R$ 54,68



CONTABILIDADE AVANÇADA - TEXTO E TESTES COM AS RESPOSTAS
JOSÉ HERNANDEZ PEREZ JUNIOR
ATLAS
(1997)
R$ 20,00



NINA CONTA SEUS CAUSOS
JOÃO MILTON ANANIAS
LETRAS DO PENSAMENTO
(2014)
R$ 10,00



A AMAZÔNIA E O PETRÓLEO
ROMEU M. CABRAL
FULGOR
(1960)
R$ 9,00





busca | avançada
55141 visitas/dia
1,1 milhão/mês