Um Furto | Ricardo de Mattos | Digestivo Cultural

busca | avançada
28252 visitas/dia
851 mil/mês
Mais Recentes
>>> Sidney Rocha lança seu novo livro, A Lenda da Seca
>>> Oficina de Alegria encerra o mês das crianças com a festa Bloquinho na Praça - 27 de outubro
>>> EMP Escola de Música faz apresentação gratuita de alunos e professores
>>> Miami Ad School Rio promove curso sobre criatividade que desmistifica o padrão do que é ser criativo
>>> Exposição destaca figura feminina com a leveza da aquarela
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Inferno em digestão
>>> Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos
>>> As pedras de Estevão Azevedo
>>> O artífice do sertão
>>> De volta à antiga roda rosa
>>> O papel aceita tudo
>>> O tigre de papel que ruge
>>> Alice in Chains, Rainier Fog (2018)
>>> Cidades do Algarve
>>> Gosta de escrever? Como não leu este livro ainda?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> A moral da dúvida em Oakeshott e Ortega Y Gasset
>>> Por um triz
>>> Sete chaves a sete cores
>>> Feira livre
>>> Que galho vai dar
>>> Relâmpagofágico
>>> Caminhada
>>> Chama
>>> Ossos perduram
>>> Pensamentos à política
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Apresentação
>>> Apresentação
>>> Um defeito de cor, um acerto de contas
>>> Cuidado: Texto de Humor
>>> O Oratório de Natal, de J. S. Bach
>>> My fair opinion
>>> Hitler e outros autores
>>> A alma boa de Setsuan e a bondade
>>> Cigarro, apenas um substituto da masturbação?
>>> Conceição Evaristo em BH
Mais Recentes
>>> Manipulação da Linguagem e Linguagem da Manipulação de Claudinei Jair Lopes pela Paulus (2008)
>>> Mobilidade Religiosa: Linguagens, Juventude, Política de Pedro a Ribeiro de Oliveira, Geraldo de Mori Org pela Paulinas (2012)
>>> Em Sonho. uma Boa Conversa Entre o Romeiro Sebastião e Padre Cícero de Annette Dumoulin pela Paulinas (2017)
>>> Em Desnuda Oração de Paulo Gabriel pela Paulinas (2010)
>>> Santa Teresa Verzeri - Vida e Obra de Rosa Cassinari pela Paulinas (2008)
>>> Santa Teresa Verzeri de Rosa Cassinari pela Paulinas (2008)
>>> Educação para a Comunicação nos Institutos de Filosofia e Teologia de Cnbb pela Paulinas/sepac (2001)
>>> Educação para a Comunicação nos Institutos de Filosofia e Teologia de Cnbb pela Paulinas/sepac (2001)
>>> Lucíola de José de Alencar pela Ct (2001)
>>> Casa Velha de Machado de Assis pela Ct (2001)
>>> A Espada e a Pena. Como Atingir o Desenvolvimento Humano pelo Racional de Mauro Monteiro de Andrade pela Nobel (1999)
>>> Goethe e Barrabás de Deonísio da Silva pela Novo Século (2008)
>>> Umberto Eco - o Labirinto do Mundo de Daniel Salvatore Schiffer pela Globo (2000)
>>> Felicidade Em um Mundo Material de Gabriel Lafitte, Alison Ribush pela Fundamento (2009)
>>> Preludina de João Schiller pela Celebris (2002)
>>> Contos Consagrados de Machado de Assis pela Nova Fronteira (2014)
>>> Um Certo Jacques Netan de Carlos Nejar pela Record (1991)
>>> O Bequimão - Esquisso de um Romance de Clodoaldo Freitas pela Siciliano (2001)
>>> A Pátria Descoberta de Gilberto de Melo Kujawski pela Papirus (1992)
>>> Frederico Paciência - Conto de Mario de Andrade pela Companhia Nacional (1978)
>>> Canopus Em Argos: Arquivos Shikasta de Doris Lessing pela Nova Fronteira (1982)
>>> Filomena Borges de Aluísio de Azevedo pela Escala (2008)
>>> Pulp - Novela de Charles Bukowski pela Lmp (2014)
>>> An Introduction to Abhidhamma de Silananda Brahmachari pela Cbbef (2016)
>>> Clear Light Bliss de Geshe Kelsang Gyatso pela Tharpa (1982)
>>> Fé na Estrada. Seguindo os Passos de Jack Kerouac de Dodô Azevedo pela Casa da Palavra (2012)
>>> A Vida de Aparências de Evelyn Beegan de Stephenie Clifford pela Leya (2016)
>>> Beleza Natural. a História da Rede de Cabeleireiros de Liana Melo pela Primeira Pessoa (2015)
>>> Infinito - os Imortais Volume 6 de Alyson Noel pela Intrínseca (2013)
>>> A Promessa do Tigre de Colleen Houck pela Arqueiro (2014)
>>> Expert Em Sedução High Gril de La Baronne pela Lua de Papel (2012)
>>> O Que Toda Mulher Inteligente Deve Saber de Steven Carter, Julia Sokol pela Sextante (2015)
>>> Por Que os Homens Fazem Sexo e as Mulheres Fazem Amor? de Allan e Barbara Pease pela Sextante (2014)
>>> Por Que os Homens Fazem Sexo e as Mulheres Fazem Amor? de Allan e Barbara Pease pela Sextante (2014)
>>> A Travessia de William P. Young pela Sextante (2017)
>>> O Futuro é o Começo. os Ensinamentos de Bob Marley de Bob Marley pela Bestseller (2013)
>>> O Futuro é o Começo. os Ensinamentos de Bob Marley de Bob Marley pela Bestseller (2013)
>>> Convergência Jul/ago 1981 N. 144 - a Dimensão Missionária na Formação de Vvaa pela Revista Convergência (1981)
>>> Como Educar e Ser Feliz de Maria Teresa C. R. Moreira pela Raboni
>>> Maddy de Nora Roberts pela Harlequim (2016)
>>> Trace de Nora Roberts pela Harlequim (2016)
>>> Amor Maior Que Tudo de Nora Roberts pela Harlequim (2015)
>>> Amor Maior Que Tudo de Nora Roberts pela Harlequim (2015)
>>> Estrela Cativa de Nora Roberts pela Harlequim (2014)
>>> Chantel de Nora Roberts pela Harlequim (2015)
>>> Arte Tibetana - Apis Tibetana de Nana de Craiova pela Usp (1968)
>>> A História de Angulimala de Geshe Kelsang Gyatso pela Tharpa (2014)
>>> A História de Buda de Geshe Kelsang Gyatso pela Tharpa (2014)
>>> O Que é Budismo? de Geshe Kelsang Gyatso pela Tharpa (2014)
>>> Minidicionário Soares Amora de Soares Amora pela Saraiva (2008)
COLUNAS

Segunda-feira, 11/6/2018
Um Furto
Ricardo de Mattos

+ de 9200 Acessos

Os ladrões de bens particulares passam a vida na prisão e acorrentados; aqueles de bens públicos, nas riquezas e nas honrarias” (Catão).

No final da tarde de ontem, quatro de junho de 2018, eu acompanhava a companheira dos meus dias em suas compras num supermercado. Andávamos aqui e ali e reparei num rapaz. Ele vestia shorts e jaqueta. Olhei seus pés e reparei que estavam imundos, calçando chinelos igualmente sujos. No conjunto, equiparava-se aos inúmeros moradores de rua que vejo por aqui. Não sou hipócrita, caro leitor, portanto reconheço o alerta íntimo. Entretanto, como as redes sociais apresentam diversos vídeos de pessoas bem vestidas furtando bolsas em restaurantes e produtos em farmácias, segui com a Lily e suas compras. Sequer comentei algo com ela.

Realizando o típico roteiro feminino que, representado graficamente resulta em novelo embaraçado, acabamos por entrar numa seção. De onde eu estava, tornei a ver o rapaz uma seção adiante. Entre o corredor que paramos e o que ele estava, apenas um corredor transversal. A reta entre nós e ele garantiu-me visão desimpedida. Lily verificava produtos de limpeza e o rapaz mexia nas prateleiras de produtos de higiene masculina. De repente, comento com ela: “Isto tinha que acontecer na minha frente mesmo...”. Ela virou-se para saber o que eu falava e completei: “Aquele rapaz acabou de tirar produtos da prateleira e enfiar dentro da jaqueta”.

O que fazer, caro leitor? Correr atrás dele pelo estabelecimento gritando “peguem o ladrão”? Fazer todo um alvoroço, talvez conseguindo sua apreensão por algum segurança e a revelação de seu furto? Ou “seus furtos”? Chamar a atenção sobre mim e garantir cinco minutos de fama como herói de supermercado? Estimular comentários como “o mundo está perdido”, ou, “eles fazem isso para trocar por droga”? Nada... Ele saiu e nós seguimos.

Daqui a pouco deitarei para dormir e continuarei com a consciência tranquila. Passei a ser um defensor de ilícitos? De forma alguma. Fosse um sobrinho ou amigo e eu agiria de outra forma. Um sobrinho estaria sob minha responsabilidade e eu não o permitiria dizer que realizou furtos com minha leniência. Um amigo que expressasse dificuldade a ponto de aceitar a possibilidade da subtração indevida receberia de mim a oferta daquilo que precisasse. Todavia, o que fazer com o rapaz que furtou? Nada. Nunca encontramo-nos antes e, caso isto ocorresse, não há garantia que algo dito ou falado por mim tirasse-o “do mal caminho”. Não nos encontraremos mais, ou isto dificilmente ocorrerá, de forma que nenhuma relevância terá mencionar um ato abrigado pelo pretérito. Que ele siga no encadeamento de suas escolhas.

Ele poderia ter escolhido não furtar? Poderia. Sinto muito, caro leitor, mas não aceito falar que ele é um “fruto do meio”, um “resultado do ambiente”. O homem possui o livre arbítrio justamente para decidir o que fazer em cada uma das situações de sua vida. Ele não teve que furtar. Ele furtou. Contudo, minutos de permanência num estabelecimento comercial e o testemunho da ação lamentável não são suficientes para traçar um perfil que releve quais decisões ele encadeou em sua jornada existencial até chegar ali. Ele trocaria o produto furtado por alguma substância entorpecente, como certamente alegaria algum experto de ocasião? Como saber? Seguindo-o?

Dominado por algum segurança e revelado seu ato, seria liberado sob xingamentos ou detido até a polícia vir busca-lo? Receio que me seria vexaminoso sair do supermercado com a compra feita e vê-lo acossado em algum canto. Talvez o pó de café de marca diferente da habitual, comprado para experimentar, resultasse numa beberagem amarga. “Por isso que o país está perdido! As instituições não são respeitadas, os vagabundos são protegidos e o crime acaba compensando”, poderá alegar aquele senhor saudoso da época em que os trens cumpriam seus horários. “Compensa não”, respondo. Crime é feio. Degrada o humano. Não quero cometer crimes e não quero que pessoas próximas cometam-nos. Mexesse o rapaz da jaqueta preta com alguma criança, ou avançasse contra a integridade física de quem quer que seja, então sim, eu interviria como possível e ele que se virasse com as consequências.

Digito esta coluna em meu quarto, à escrivaninha coberta com livros queridos, descobertos e adquiridos um por um. Ouço uma seleção das músicas de Jean-Baptiste Lully. O rapaz da jaqueta preta estará onde? Dormindo em algum canto da cidade, a céu aberto, sob o frio crescente? Em algum moquifo? Providenciando o reencarne de outro indivíduo que precisará superar dificuldades inimagináveis para sobreviver? Não é desgraça suficiente? É preciso agravar o que já é lastimável e transferi-lo para um moquifo oficial, gradeado e irrelevante para sua “recuperação”? Alguma ordem seria restabelecida?

Caro leitor, declaro-me apolítico, mesmo que isto repugne suas convicções. Uma das atribuições da Administração Pública é gerir e preservar o patrimônio público. Todas as informações que nos chegam das diversas fontes indicam que este patrimônio não está sendo gerenciado dignamente, seja qual for a pessoa acusada de promover que isto ocorra, seja qual for o partido político envolvido. Partidarismo político, no Brasil, limita-se a situação e oposição: uma quer que a outra saia para então poder fazer exatamente aquilo de que a acusa. Não acredito na descoberta de verdades e no esclarecimento categórico de quem fez o que. Enquanto isso, a sociedade padece com a inexistência de Educação e de Saúde. Padece da redução dos valores a artigos de perfumaria teórica e submetidos ao relativismo raso. Impotente perante um status abrangente, serei eu a bancar o herói às custas de um miserável?


Ricardo de Mattos
Taubaté, 11/6/2018


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A imaginação do escritor de Renato Alessandro dos Santos
02. Omissão de Ricardo de Mattos
03. Meu querido mendigo de Elisa Andrade Buzzo
04. A literatura de Marcelo Mirisola não tem cura de Jardel Dias Cavalcanti
05. Transformação de Lúcifer, obra de Egas Francisco de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Ricardo de Mattos
Mais Acessadas de Ricardo de Mattos
01. A Erva do Diabo, de Carlos Castaneda - 14/11/2002
02. Da Poesia Na Música de Vivaldi - 6/2/2003
03. A Sombra do Vento, de Carlos Ruiz Zafón - 9/9/2004
04. Poesia, Crônica, Conto e Charge - 13/11/2003
05. O Presidente Negro, de Monteiro Lobato - 29/7/2008


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




SUITE FRANCESA
IRÈNE NÉMIROVSKY
COMPANHIA DAS LETRAS
(2006)
R$ 299,99



A HISTÓRIA MARAVILHOSA DE PETER SCHLEMIHL
ADELBERT VON CHAMISSO
ESTAÇÃO LIBERDADE
(2003)
R$ 25,00



HISTÓRIA DA LÍNGUA PORTUGUESA - VOLUME V SÉCULO XIX
NILCE SANT'ANNA MARTINS
ÁTICA
(1988)
R$ 15,00



APRENDENDO COM OS MESTRES VIII E IX
FEEU
FEEU
R$ 20,00



MARCAS DA VIDA
ELIAS (ESPÍRITO)
ALIANÇA
(2006)
R$ 15,00



UNA JIRAFA DE OTONO
ANDRES GUERRERO
SCIPIONE
(2004)
R$ 25,00



HISTÓRIA DA COZINHA FARAÔNICA
PIERRE TALLET
SENAC SP
(2005)
R$ 40,00



COMO SEGURAR SEU CASAMENTO - CHICO ANYSIO (HUMURISMO/COMICIDADE)
CHICO ANYSIO
TABA
(2000)
R$ 10,00



INVESTIMENTOS
MAURO HALFELD
FUNDAMENTOS
R$ 16,12



PAISAGEM E AMBIENTE - 26
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO
EDIT. F.A.U
(2009)
R$ 15,00





busca | avançada
28252 visitas/dia
851 mil/mês