Um Furto | Ricardo de Mattos | Digestivo Cultural

busca | avançada
29517 visitas/dia
891 mil/mês
Mais Recentes
>>> CRIANÇAS DE HELIÓPOLIS REALIZAM CONCERTO DE GENTE GRANDE
>>> Winter Fest agita Jurerê Internacional a partir deste final de semana
>>> Coletivo Roda Gigante inicia temporada no Jazz B a partir de 14 de julho
>>> Plataforma Shop Sui dança dois trabalhos no Centro de Referência da Dança
>>> Seminário 'Dança contemporânea, olhares plurais'
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
>>> O espelho quebrado da aurora, poemas de Tito Leite
>>> Carta ao(à) escritor(a) em sua primeira edição
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 3
>>> Juntos e Shallow Now
>>> Dicionário de Imprecisões
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
Últimos Posts
>>> Pelagem de flor IV: AZUL
>>> Pelagem de flor IV: AZUL
>>> Pelagem de flor IV: AZUL
>>> É cena que segue...
>>> Imagens & Efeitos
>>> Segredos da alma
>>> O Mundo Nunca Foi Tão Intenso Nem Tão Frágil
>>> João Gilberto
>>> Retalhos ao pôr do sol
>>> Pelagem de flor III: AMARELO
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Palavras, muitas palavras
>>> Lula: sem condições nenhuma*
>>> Novos Melhores Blogs
>>> O primeiro Show do Milhão a gente nunca esquece
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> As pedras de Estevão Azevedo
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Historia de Hotmail
>>> Maria Rita: música em estado febril
>>> Ser mãe
Mais Recentes
>>> A casa dos Bronzes de Ellery Queen pela Nova Fronteira
>>> Livro Coleção Fono na Escola de Márica Honora pela Ciranda Cultural (2009)
>>> Livro Irmãs vampiras - uma missão bem dentuça de Franziska Gehm pela V e R (2019)
>>> Infância dos Mortos de José Louzeiro pela Record (1981)
>>> Livro Dificuldades de Aprendizagem de Ana Maria Salgado Gómez pela Grupo Cultural (2018)
>>> O Misterioso Sr. Quin de Agatha Christie pela L&PM Pocket (2017)
>>> Rimbaud da América e Outras Iluminações de Maurício Salles Vasconcelos(Autografado) pela Estação da Liberdade (2000)
>>> Rimbaud da América e Outras Iluminações de Maurício Salles Vasconcelos(Autografado) pela Estação da Liberdade (2000)
>>> O Siciliano de Mario Puzo pela Circulo do Livro (1984)
>>> Cid-10 - Vol. 1: Classificação Estatistica Internacional de Doenças de Oms pela Edusp (2010)
>>> O Espírito de Liberdade de Erich Fromm pela Zahar (1981)
>>> Conversa na Catedral de Mario Vargas Llosa pela Circulo do Livro (1969)
>>> Livro Nada a perder 2 de Edir Macedo pela Planeta (2013)
>>> Livro Mundo Afora de Mel Lisboa pela Globo (2007)
>>> A Nova Ordem Mundial e os Conflitos Armados - Bilingue/ Capa Dura de Daniel Amin Ferraz/ Denise Hauser Coord. pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2002)
>>> Livro Maternidade Tardia. Mulheres Profissionais em Busca da Realização Plena de Sylvia Ann Hewlett pela Novo Século (2008)
>>> El Domador de Monstruos de Ana Maria Machado pela Sm (2007)
>>> Desafios do Trabalho de Ladislau Dowbor , Odair Furtado , leonardo Trevisan ,Hélio Silva pela Vozes (2004)
>>> Livro Bênção Diária 2 de Max Lucado pela Thomas Nelson (2014)
>>> Livro O grande livro das parlendas de Paulo F Netho pela Ciranda Cultural (2015)
>>> Sucessões - Teoria, Prática e Jurisprudência...Na Vigência do Código Civil 1916... de Wilson de Oliveira pela Del Rey/ Belo Horizonte (2004)
>>> A contagem dos sacis de Monteiro Lobato pela Globinho (2013)
>>> Os Crimes do Mosaico de Giulio Leoni pela Planeta (2006)
>>> Guadalupe e as Bruxas - Guia de Magia Católica de Márcia Frazão pela Planeta (2005)
>>> Família Notadez: Direito de Família e Sucessões de Sérgio Couto: Organização pela Notadez (2007)
>>> A ópera de Zito Baptista Filho pela Nova fronteira (2019)
>>> Damo Moral: Dano Moral Puro.- Protesto Indevido de Título... de João Roberto Parizatto/ Autografado pela Edipa: Ed. Parizatto (2001)
>>> Sem medo de viver de Zibia Gasparetto pela Vida e Consciência (1996)
>>> Quando A Vida Escolhe de Zibia Gasparetto pela Vida & Consciência (1992)
>>> Antropologia Cultural-Man and His Works/ Tomo II (2ª Parte) de Melville J. Herskovits pela Mestre Jou (1969)
>>> Antropologia Cultural-Man and His Works/ Tomo II (1ª Parte) de Melville J. Herskovits pela Mestre Jou (1969)
>>> Quando é Preciso Voltar de Zibia Gasparetto pela Vida e Consciência (2001)
>>> Antropologia Cultural-Man and His Works/ Tomo II (2ª Parte) de Melville J. Herskovits pela Mestre Jou (1973)
>>> Antropologia Cultural-Man and His Works/ Tomo II (1ª Parte) de Melville J. Herskovits pela Mestre Jou (1973)
>>> Destino Selado de Sandra Brown pela Atica (1998)
>>> Direitos Fundamentais P/ Concursos: Teoria Geral dos direitos...Art. 5 de Samuel sales Fonteles pela Jus Podivm/ Bahia (2014)
>>> O Jogo do Anjo de Carlos Ruiz Zafón pela Objetiva (2008)
>>> Procura-Se Lobo de Ana Maria Machado pela Editora Ática
>>> Monster High - V. 02 - O Monstro Mora Ao Lado de Lisi Harrison pela Id
>>> Monster High de Lisi Harrison pela Id
>>> Esmeralda de Zibia Gasparetto pela Editora EVD
>>> The adventures of Huckleberry Finn - Com CD de Mark Twain pela Pearson
>>> Antes que o mundo acabe de Marcelo Carneiro da Cunha pela Projeto
>>> Berenice Detetive de João Carlos Marinho pela Global
>>> Easystart: Marcel and the White Star - Com CD de Stephen Rabley pela Pearson
>>> Pearson English Readers Easystart: Lucky Break: Easystarts - Com CD de Jhon Escott pela Pearson Longman
>>> Level 2: The Prince and the Pauper (2nd Edition) - Com CD de Mark Twain pela Pearson Longman
>>> Ultima Busca De Gilgamesh, A - V. 03 de Ludmilla Zeman pela Editora Projeto
>>> Dom Casmurro de Machado de Assis pela Ática
>>> Oníria: O reino dos sonhos (Vol. 1) de Bénédicte F. Parry pela Verus Editora
COLUNAS

Segunda-feira, 11/6/2018
Um Furto
Ricardo de Mattos

+ de 12400 Acessos

Os ladrões de bens particulares passam a vida na prisão e acorrentados; aqueles de bens públicos, nas riquezas e nas honrarias” (Catão).

No final da tarde de ontem, quatro de junho de 2018, eu acompanhava a companheira dos meus dias em suas compras num supermercado. Andávamos aqui e ali e reparei num rapaz. Ele vestia shorts e jaqueta. Olhei seus pés e reparei que estavam imundos, calçando chinelos igualmente sujos. No conjunto, equiparava-se aos inúmeros moradores de rua que vejo por aqui. Não sou hipócrita, caro leitor, portanto reconheço o alerta íntimo. Entretanto, como as redes sociais apresentam diversos vídeos de pessoas bem vestidas furtando bolsas em restaurantes e produtos em farmácias, segui com a Lily e suas compras. Sequer comentei algo com ela.

Realizando o típico roteiro feminino que, representado graficamente resulta em novelo embaraçado, acabamos por entrar numa seção. De onde eu estava, tornei a ver o rapaz uma seção adiante. Entre o corredor que paramos e o que ele estava, apenas um corredor transversal. A reta entre nós e ele garantiu-me visão desimpedida. Lily verificava produtos de limpeza e o rapaz mexia nas prateleiras de produtos de higiene masculina. De repente, comento com ela: “Isto tinha que acontecer na minha frente mesmo...”. Ela virou-se para saber o que eu falava e completei: “Aquele rapaz acabou de tirar produtos da prateleira e enfiar dentro da jaqueta”.

O que fazer, caro leitor? Correr atrás dele pelo estabelecimento gritando “peguem o ladrão”? Fazer todo um alvoroço, talvez conseguindo sua apreensão por algum segurança e a revelação de seu furto? Ou “seus furtos”? Chamar a atenção sobre mim e garantir cinco minutos de fama como herói de supermercado? Estimular comentários como “o mundo está perdido”, ou, “eles fazem isso para trocar por droga”? Nada... Ele saiu e nós seguimos.

Daqui a pouco deitarei para dormir e continuarei com a consciência tranquila. Passei a ser um defensor de ilícitos? De forma alguma. Fosse um sobrinho ou amigo e eu agiria de outra forma. Um sobrinho estaria sob minha responsabilidade e eu não o permitiria dizer que realizou furtos com minha leniência. Um amigo que expressasse dificuldade a ponto de aceitar a possibilidade da subtração indevida receberia de mim a oferta daquilo que precisasse. Todavia, o que fazer com o rapaz que furtou? Nada. Nunca encontramo-nos antes e, caso isto ocorresse, não há garantia que algo dito ou falado por mim tirasse-o “do mal caminho”. Não nos encontraremos mais, ou isto dificilmente ocorrerá, de forma que nenhuma relevância terá mencionar um ato abrigado pelo pretérito. Que ele siga no encadeamento de suas escolhas.

Ele poderia ter escolhido não furtar? Poderia. Sinto muito, caro leitor, mas não aceito falar que ele é um “fruto do meio”, um “resultado do ambiente”. O homem possui o livre arbítrio justamente para decidir o que fazer em cada uma das situações de sua vida. Ele não teve que furtar. Ele furtou. Contudo, minutos de permanência num estabelecimento comercial e o testemunho da ação lamentável não são suficientes para traçar um perfil que releve quais decisões ele encadeou em sua jornada existencial até chegar ali. Ele trocaria o produto furtado por alguma substância entorpecente, como certamente alegaria algum experto de ocasião? Como saber? Seguindo-o?

Dominado por algum segurança e revelado seu ato, seria liberado sob xingamentos ou detido até a polícia vir busca-lo? Receio que me seria vexaminoso sair do supermercado com a compra feita e vê-lo acossado em algum canto. Talvez o pó de café de marca diferente da habitual, comprado para experimentar, resultasse numa beberagem amarga. “Por isso que o país está perdido! As instituições não são respeitadas, os vagabundos são protegidos e o crime acaba compensando”, poderá alegar aquele senhor saudoso da época em que os trens cumpriam seus horários. “Compensa não”, respondo. Crime é feio. Degrada o humano. Não quero cometer crimes e não quero que pessoas próximas cometam-nos. Mexesse o rapaz da jaqueta preta com alguma criança, ou avançasse contra a integridade física de quem quer que seja, então sim, eu interviria como possível e ele que se virasse com as consequências.

Digito esta coluna em meu quarto, à escrivaninha coberta com livros queridos, descobertos e adquiridos um por um. Ouço uma seleção das músicas de Jean-Baptiste Lully. O rapaz da jaqueta preta estará onde? Dormindo em algum canto da cidade, a céu aberto, sob o frio crescente? Em algum moquifo? Providenciando o reencarne de outro indivíduo que precisará superar dificuldades inimagináveis para sobreviver? Não é desgraça suficiente? É preciso agravar o que já é lastimável e transferi-lo para um moquifo oficial, gradeado e irrelevante para sua “recuperação”? Alguma ordem seria restabelecida?

Caro leitor, declaro-me apolítico, mesmo que isto repugne suas convicções. Uma das atribuições da Administração Pública é gerir e preservar o patrimônio público. Todas as informações que nos chegam das diversas fontes indicam que este patrimônio não está sendo gerenciado dignamente, seja qual for a pessoa acusada de promover que isto ocorra, seja qual for o partido político envolvido. Partidarismo político, no Brasil, limita-se a situação e oposição: uma quer que a outra saia para então poder fazer exatamente aquilo de que a acusa. Não acredito na descoberta de verdades e no esclarecimento categórico de quem fez o que. Enquanto isso, a sociedade padece com a inexistência de Educação e de Saúde. Padece da redução dos valores a artigos de perfumaria teórica e submetidos ao relativismo raso. Impotente perante um status abrangente, serei eu a bancar o herói às custas de um miserável?


Ricardo de Mattos
Taubaté, 11/6/2018


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Meu Telefunken de Renato Alessandro dos Santos
02. Dor e Glória, de Pedro Almodóvar de Jardel Dias Cavalcanti
03. Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando de Elisa Andrade Buzzo
04. Do inferno ao céu de Cassionei Niches Petry
05. Crônica em sustenido de Ana Elisa Ribeiro


Mais Ricardo de Mattos
Mais Acessadas de Ricardo de Mattos
01. A Erva do Diabo, de Carlos Castaneda - 14/11/2002
02. Da Poesia Na Música de Vivaldi - 6/2/2003
03. A Sombra do Vento, de Carlos Ruiz Zafón - 9/9/2004
04. O Presidente Negro, de Monteiro Lobato - 29/7/2008
05. Poesia, Crônica, Conto e Charge - 13/11/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A QUALIDADE DOS SENTIMENTOS
WILLY PASINI
ROCCO
(1995)
R$ 28,00



ENCONTROS COM 40 GRANDES AUTORES
BEN NAPARSTEK
LEYA CASA DA PALAVRA
(2010)
R$ 10,00



CULTURAL RELIGIOSA VOL II - TEMAS RELIGIOSOS ATUAIS
IRINEU WILGES E OLÍRIO PLÍNIO COLOMBO
VOZES
(1985)
R$ 10,00



MIMESIS E PHANTASIA NA POÉTICA DE ARISTÓTELES
THIAGO SEBBEN DE SOUZA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 391,00



MATEMÁTICA MODERNA APLICADA À EMPRESA
K WILLIAMS
FORUM
(1973)
R$ 5,00



ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS - REVISANDO UMA PRÁTICA DE ENFERMAGEM
NÉBIA MARIA ALMEIDA DE FIGUEIREDO
YENDIS
(2006)
R$ 44,10
+ frete grátis



O PROCEDIMENTO SUMARÍSSIMO NO PROCESSO DO TRABALHO
MANOEL ANTONIO TEIXEIRA FILHO
LTR
(2000)
R$ 28,40
+ frete grátis



QUALIDADE DO AR DE INTERIORES. ANÁLISE DE CO2 E FUNGOS
RENATA ALVES MONTEIRO CORREIA UND WAGNER GALVÃO DE MAGALHÃES
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00



OBJETOS GRAVADOS
LUCIANA ESTIVALET
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 349,00



ALMAS GÊMEAS: APRENDENDO A IDENTIFICAR O AMOR DA SUA VIDA
MONICA BUONFIGLIO
OFICINA CUTURAL MONICA BUONFIGLIO
(1996)
R$ 8,00





busca | avançada
29517 visitas/dia
891 mil/mês