Pouca gente sabe | Rafael Lima | Digestivo Cultural

busca | avançada
83745 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Oficina de Objetos de Cena nas redes do Sesc 24 de Maio
>>> Lançamento: livro “A Cultura nos Livros Didáticos”, de Lara Marin
>>> Exposição coletiva 'Encorpadas - Grandes, largos, políticos: corpos gordos'
>>> Clássicos da Literatura Unesp ganha mais cinco títulos
>>> Bertolt Brecht inspira ÉPICO
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jogando com Cortázar
>>> Os defeitos meus
>>> Confissões pandêmicas
>>> Na translucidez à nossa frente
>>> A Velhice
>>> Casa, poemas de Mário Alex Rosa
>>> Doutor Eugênio (1949-2020)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
Últimos Posts
>>> Tonus cristal
>>> Meu avô
>>> Um instante no tempo
>>> Salvem à Família
>>> Jesus de Nazaré
>>> Um ato de amor para quem fica 2020 X 2021
>>> Os preparativos para a popular Festa de Réveillon
>>> Clownstico de Antonio Ginco no YouTube
>>> A Ceia de Natal de Os Doidivanas
>>> Drag Queen Natasha Sahar interpreta Albertina
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Mauro Henrique
>>> Uma pirueta, duas piruetas, bravo, bravo!
>>> Ele, Francis
>>> A crítica e o custo Brasil
>>> Manual prático do ódio
>>> Greatest hits em forma de coluna
>>> Asia de volta ao mapa
>>> Jogando com Cortázar
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Diálogos de Platão, pela editora da Universidade Federal do Pará
Mais Recentes
>>> Livro Físico Edgar A. Poe O Corvo e Contos Extraordinários de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> O OUTRO LADO DA MEIA-NOITE de SIDNEY SHELDON pela Record
>>> Livro Físico Coleção V Clássicos da Literatura p/ Vestibular de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Livro Físico Coleção IV Clássicos da Literatura p/ Vestibular de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Livro Físico Coleção III Clássicos da Literatura p/ Vestibular de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Livro Físico Coleção II Clássicos da Literatura p/ Vestibular de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Livro Físico Coleção I Clássicos da Literatura p/ Vestibular de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> O Inverno da Nossa Desesperança de John Steinbeck pela Circulo do Livro S A
>>> Livro Físico Cordel Leitores e Ouvintes Ana M. O. Galvão de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> O DINHEIRO de ARTHUR HAILEY pela NOVA FRONTEIRA (1975)
>>> Livro Físico Authentic Games Vivendo Ama Vida Autêntica 2 de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> L'AMORE de MARGUERITE DURAS pela GRAZIA (1989)
>>> Box 3 Livros Físicos H. G. Wells Ficção Cientifica Scifi de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Box 3 Livros Físicos As Incríveis Viagens de Júlio Verne de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Box 3 Livros Físicos Obras Essenciais Júlia Lopes de Almeida de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> 2 Livros Físicos A Odisseia + Ilíada - Homero Texto Integral de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> JANE EYRE de CHARLOTTE BRONTE pela FRANCISCO ALVES (1983)
>>> Livro Físico A Odisseia de Homero Texto Integral de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Livro Físico Ilíada de Homero Texto Integral de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Livro Físico Rilla de Ingleside Lucy Maud Montgomery Ciranda Cultural de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Ilusões, as aventuras de um messias indeciso de Richard Bach pela Record
>>> FOR WHOM THE BELL TOLLS de HEMINGWAY pela Record (1976)
>>> E NÃO CONSEGUE FUGIR de KNUT HAMSUN pela BOA LEITURA
>>> As Confissões de Santo Agostinho pela Ediouro (1996)
>>> Examinai as escrituras: Jó a Lamentações de J. Sidlow Baxter pela Vida Nova (1993)
>>> Don Quijote de la Mancha Vol 2 de Miguel De Cervantes Saavedra pela Salvat Editores SA
>>> Don Quijote de la Mancha Vol 1 de Miguel De Cervantes Saavedra pela Salvat Editores SA
>>> Livro Físico Vale do arco-íris Lucy Maud Montgomery Ciranda Cultural de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Examinai as escrituras: Gênesis a Josué de J. Sidlow Baxter pela Vida Nova (1992)
>>> Cidadela de Antoine Saint - Exupéry pela Nova Fronteira
>>> Poesia Para Meditação de São João da Cruz pela Paulinas (1996)
>>> Livro Físico Anne de Ingleside Lucy Maud Montgomery Ciranda Cultural de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Os profetas menores de Charles L. Feinberg pela Vida (1988)
>>> Livro Físico Anne de Avonlea Lucy Maud Montgomery Ciranda Cultural de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Cem Anos de Solidão de Gabriel García Márquez pela Record
>>> Livro Físico Anne e a Casa dos Sonhos Lucy Maud Montgomery Ciranda Cultural de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> A Prisioneira de Marcel Proust pela Globo
>>> Livro Físico Anne de Windy Poplars Lucy Maud Montgomery Ciranda Cultural de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Livro Físico Anne da ilha Lucy Maud Montgomery Ciranda Cultural de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Livro Físico Anne de Green Gables Lucy Maud Montgomery Ciranda Cultural de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Examinai as escrituras: Juizes a Ester de J. Sidlow Baxter pela Vida Nova (1993)
>>> A Insustentável Leveza do Ser de Milan Kundera pela Nova Fronteria
>>> A Fugitiva de Marcel Proust pela Globo
>>> A FAREWELL TO ARMS de Ernest Hemingway pela Collier (1976)
>>> A Grande Revelação - Ponte para a Liberdade de Lord Maitreya pela Saint Germain
>>> A Vaca e o Hipogrifo de Mario Quintana pela L&Pm/Garatuja (1979)
>>> A CONFERÊNCIA DOS PÁSSAROS de FARID UD-DIN ATTAR pela Circulo do Livro S A
>>> Livro Físico Os Lusíadas Luís Vaz de Camões de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> A Caminho de Guermantes de Marcel Proust pela Globo
>>> História da literatura brasileira: coleção completa em 5 volumes de Silvio Romero pela Gráfica da revista dos tribunais (1954)
COLUNAS

Terça-feira, 12/3/2002
Pouca gente sabe
Rafael Lima

+ de 4100 Acessos
+ 3 Comentário(s)

Da lama aos quadros
Pouca gente sabe, mas as histórias em quadrinhos foram de grande importância na formação do movimento mangue bit. Corto Maltese Isso mesmo: as histórias em quadrinhos. Uma das primeira bandas em que Chico Science participou chamava-se Loustal, em homenagem à Jacques de Loustal. Conta a lenda que este desenhista francês se congratulou pessoalmente com os músicos, que davam um show na concha acústica externa ao antigo prédio dos Correios, na sede da 2a Bienal Internacional de Quadrinhos do Rio de Janeiro, em 1993. Foi um dos primeiros shows de Chico Science e Nação Zumbi fora de Pernambuco. O DJ Dolores, hoje capitaneando a Orquestra Santa Massa, viveu um bom período exclusivamente de quadrinhos, em pleno Recife, graças à Chico de costeletas revigorada que o Plano Cruzado deu ao mercado na segunda metade da década de 80, ainda sob identidade secreta de Helder. As bastas e triangulares costeletas que Chico Science ostentou durante certo período eram uma homenagem ao visual de Corto Maltese, o aventureiro dos sete mares criado por Hugo Pratt. Agora, por que Helder passou a se chamar Dolores quando partiu para carreira solo, essa não tem nada a ver com quadrinhos - e vocês nem queiram saber...

Olhe onde você senta
Flanando pelas vielas da informação, fui parar num daqueles becos bem típicos da aldeia global: uma página da internet sobre designers escandinavos. Só para aprender a pronunciar os nomes, eu precisaria de um curso intensivo - afinal, em norueguês, as palavras tem 4 consoantes para cada vogal, que em geral está de cabeça para baixo - e tem acento. Já para apreciar as formas inusitadas que aqueles vikings emprestaram a banalidades do cotidiano, não é preciso ter aula. É formidável, por exemplo, descobrir o nome do criador das manjadíssimas mesa e cadeira-tulipas, presença garantida de dez em cada dez piscinas e clubes - e descobrir que estão quase completando 50 anos(!). Bardi's bowl A modernidade clássica das formas me fez lembrar de uma cadeira que existe na casa da minha avó, desde sempre apreciada para roncos pós-almoço, sobretudo quando falamos de um apimentado bobó. Não é preciso explicar para ninguém como se senta em uma cadeira, mas aquela é a única que vi até hoje em que você não senta: se aninha em seu interior ovalado, os pezinhos para fora, sobrando felizes como pernas de criança num balanço de praça. Nunca tinha visto outra com seu formato em lugar nenhum, até me deparar os projetos dos designers escandinavos. Senti que estava quente. Pergunta daqui, pergunta dali, enviei um croqui rápido a um arquiteto que acertou na mosca: era a Bardi's bowl, de Lina Bo Bardi. Agora já posso fazer bonito no próximo almoço de família. Internet serve para essas coisas.

Elucubrações sobre a diferença entre real e virtual
Todo texto de e-mail, assim como o de chat - ou os posts em um blog - é dirigido, objetivo e editado, mostrando apenas que o autor quer. Então, apesar do lugar comum em dizer que na internet não há censura, ela existe, sim, em pelo menos uma forma: a auto-censura. Aquilo que você não quer dizer. É impossível fazer uma imagem completa de alguém apenas conhecendo-o (ou conhecendo-a) pelas diversas manifestações multimídia da rede. Seria como bradar ter conhecido um pintor do século passado, sei lá, Toulouse-Lautrec, apenas por ter visitado detidamente o museu no qual sua casa, em Albi, foi convertida. Ao vivo, téte-a-téte, embora quase nunca se obtenha uma manifestação pessoal tão consistente como o croqui de um quadro ou os originais de um livro, fica muito mais fácil formar a imagem por si, como um todo. Despidos os véus do preconceito e quebrados os filtros de percepção, fica simples conceber a identidade, além de tudo o que a postura e a linguagem física denunciam.

Aventureiros e estilistas
Quarta-feira passada, divagava sobre os problemas do jornalismo com duas pessoas desta área. Um bacharel em Direito procurava alternativas para a minguada oferta cultural na província onde morava. O outro jornalista nunca chegou a tirar seu registro porque alguém em algum órgão tinha-o obrigado a literalmente tirar outra carteira de identidade, por conta da falta de uma preposição entre seus dois sobrenomes, num dos documentos. Nunca entendi bem por que o jornalismo sempre foi uma carreira muito disputada, apesar de não ser difícil enumerar motivos para atiçar a imaginação. A atração que inúmeros escritores causaram nas futuras "estagiárias de calcanhar sujo" ao transferir para inúmeras crônicas, relatos de redação de jornal, conferindo uma aura única àquele lugar mágico cheio de barulhentas máquinas Remington e habitado por contínuos de colarinho ensebado. Nélson Rodrigues, Armando Nogueira, José Carlos Oliveira, todos eles transportaram para o papel suas vivências no meio jornalístico, transformando em mitos colegas de redação, almoços de domingo e trivialidades da vida nas ruas - o exemplo mais famoso é o do caseur Otto Lara Resende, que até nome de peça virou. O fascínio de ver escritores como Rubem Braga ou Luís Fernando Veríssimo (pelo menos, até ir para O Globo) nunca se renderem à burocracia da repetição apesar da produção diária, ou quase. O lado mais aventureiro da reportagem, fosse nas odisséias de Tom Wolfe no ônibus dos Merry Pranksters pelo new journalism, fosse nas gonzo trips de Hunter S. Thompson. Particularmente marcante como ícone do jornalismo investigativo é certa cena de Todos os Homens do Presidente, em que Dustin Hoffman finalmente consegue entrevistar uma fonte quente, que poderia fechar vários circuitos do caso Watergate, mas exige que o depoimento seja sem gravador ou bloco de notas. O repórter levanta para ir periodicamente ao banheiro, ao longo da entrevista, e na cena seguinte, descobre-se por que: papel higiênico, lenços descartáveis, maço de cigarro, papel de bala, qualquer superfície útil fora usada para anotar as declarações da tal fonte... Bernstein e Woodward hoje devem passar a maior parte de seu tempo em palestras; o espaço e a liberdade de aventureiros & estilistas nas redações é reduzido, onde revisoras que não conhecem a expressão vento em popa adicionam um L, colocando uma inesperada fruta onde o vento batia, e copidesques que proíbem o uso das conjunções adversativas todavia, contudo e entretanto, já que poderiam soar pedantes aos ouvidos acostumados apenas com mas e porém, fecham o cerco a recriações que outrora reinventavam a língua. Diante de entraves assim, a exigência do diploma obrigatório acaba soando apenas como um problema a mais. A saída para quem quer saber é lembrar que a imprensa não nasceu com a invenção dos jornais, e voltar a buscar as informações na fonte, sem esses intermediários que se tornaram um quarto poder no último século. A saída para quem quer ler é buscar outros meios, onde regulamentação e manuais de redação não tenham ultrapassado suas premissas originais, se convertendo em camisas de força.

Argumento definitivo
Para acabar de uma vez por todas com essa discussão acerca de elfos, anões e trolls: se J.R.R. Tolkien tivesse escrito um excepcional livro sobre uma tribo de hábitos específicos, com dialeto próprio e vestimentas peculiares, habitando em local indefinido (fictício, quem sabe?), no qual utilizasse todo seu conhecimento lingüístico na criação de verbos e substantivos em uma gíria tão bacana, mas tão bem sacada, que soaria como se realmente tivessem existido (ao invés do hermetismo que só serve de passatempo para nerds & acadêmicos), ele se chamaria Anthony Burgess e seu livro, A Laranja Mecânica - e não O Senhor dos Anéis.


Rafael Lima
Rio de Janeiro, 12/3/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A Fera na Selva, filme de Paulo Betti de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Rafael Lima
Mais Acessadas de Rafael Lima em 2002
01. Coisas nossas - 23/4/2002
02. Pi, o [fi]lme, e o infinito no alfa - 25/6/2002
03. Ar do palco, ou o xadrez nos tempos da Guerra Fria - 16/4/2002
04. Quando éramos reis, bispos, cavalos... - 9/4/2002
05. Quebrar pratos com Afrodite - 14/5/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
12/3/2002
10h59min
Rafael, Não me canso das suas novidades, sabe? Toda terça, quando leio seus textos, descubro alguma(s) coisa(s) nova(s)e interessante(s)...Vc me atualiza. Entretanto, contudo e todavia, devo confessar...Adorei o "Senhor dos Anéis", que li há, pelo menos, 10 anos e reli, recentemente...Embora não ache mais que é "o-melhor-livro-que-já-li-na-vida" continuei achando a história muito boa. Abraços, Ana.
[Leia outros Comentários de Ana Veras]
14/3/2002
06h01min
Gostei demais de saber que sua avó tem uma cadeira igual a minha, e deve ter sido comprada no mesmo lugar:OCA, que ficava na Rua Jangadeiros. Gostaria que vc explicasse melhor o que quer dizer: "estagiária de calcanhar sujo", haja vista estar cursando jornalismo não pretendendo ser assim.
[Leia outros Comentários de maria lucia puty]
14/3/2002
08h19min
"Estagiária de calcanhar sujo" era um termo mezzo depreciativo que o Nelson Rodrigues usava para se referir às estudantes de jornalismo mal informadas que aportavam às redações, vindas da faculdade, na época em que ele (que nunca fez faculdade para aprender a escrever) já era um autor conhecido. Nelson fazia ironia dizendo que elas colocavam o "lead" no pé da matéria...
[Leia outros Comentários de Rafael Lima]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




GOTAS DE CONSOLO PARA A ALMA
HERNANDES DIAS LOPES
LUZ E VIDA
(2012)
R$ 10,00



DICIONÁRIO RIDEEL MULTILÍNGUE
N/A
RIDEEL
R$ 10,00



NOS BASTIDORES DO COTIDIANO (LITERATURA BRASILEIRA)
LAÉ DE SOUZA
ECOARTE
(2010)
R$ 10,00



PATO DONALD E SEUS SOBRINHOS
FLORENCE BRUMBAUGH E M. WISE BROWN
MELHORAMENTOS
(1967)
R$ 10,00



A MULHER QUE ESCREVEU A BIBLIA
MOACYR SCLIAR
COMPANHIA DE BOLSO
(2007)
R$ 10,00



VIDAS PASSADAS
RABAH HASHY HAYAN
ÍCONE
(1996)
R$ 10,00



JOGOS DE EMPRESA
MARIA RITA GRAMIGNA
PEARSON
(2007)
R$ 10,00



TORPEDO - GAROTAS S. A.
LISI HARRISON
NOVA FRONTEIRA
(2007)
R$ 10,00



KIT CARSON - COLEÇÃO SARAIVA
RALPH MOODY
SARAIVA
(1957)
R$ 10,00



O ENIGMA DAS LETRAS VERDES - COLEÇÃO VEREDAS
STELLA CARR
MODERNA
(1993)
R$ 10,00





busca | avançada
83745 visitas/dia
2,4 milhões/mês