Comentários de Ana Cláudia Mattos | Digestivo Cultural

busca | avançada
39929 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COMENTÁRIOS >>> Comentadores

Terça-feira, 19/3/2002
Comentários
Ana Cláudia Mattos


Vive la Différence
Como você mesmo diz, Otávio, discordar é natural; logo minha opinião é tão legítima quanto à sua! Seus adjetivos proferidos à minha pessoa, nada me dizem, uma vez que não o conheço. Quanto aos meus "parcos" conhecimentos, atribuo ao fato de, felizmente fazer parte de uma parcela restrita da população que tem acesso aos cursos de graduação e pós-graduação (certamente, não os "animais" a que se refere o colunista no seu infeliz artigo). Quanto ao número citado acima, é o número divulgado pela Emtursa, e, se um milhão de pessoas são turistas, ótimo! Só endossa o fato de que, a festa é boa o suficiente para atrair gente do mundo inteiro. Caso deseje se informar melhor sobre o carnaval de Salvador, sugiro o site da Emtursa, mais especificamente no endereço:http://www.emtursa.ba.gov.br/carnaval/resumo.html#carna2001 Segue um pequeno trecho com dados relativos ao carnaval de 2001: MOTOR DA ECONOMIA Ano após ano, os indicadores econômicos do Carnaval de Salvador vêm se tornando mais e mais significativos. A festa vem se tornando cada vez mais conhecida e absoluta em termos de números, tranformando-se num dos grandes motores da economia baiana. Em 2001, por exemplo, a festa foi responsável pela geração de 125,2 mil empregos diretos e indiretos, e uma movimentação de negócios da ordem de R$ 537 milhões, incluindo venda de abadás, comercialização de bebidas e alimento em blocos, investimento das entidades carnavalescas, festas de blocos entre outubro e fevereiro, venda de água, cerveja e refrigerantes, camarotes, mesas de pista e arquibancadas, hospedagem, aluguel de imóveis, passagens aéreas, terrestres e hidroviárias, indústria fonográfica, dentre outros. Cerca de 5.800 artistas comandaram a festa de cima dos trios elétricos e palcos. Ao mesmo tempo, a cidade registrou a presença diária de 2 milhões de pessoas nas ruas, a participação de quase 200 entidades carnavalescas e a visita de 952 mil pessoas no período compreendido por cinco dias antes, durante e cinco dias depois da folia, sendo 401 mil turistas brasileiros e estrangeiros (13%) e o restante, moradores de municípios localizados a menos de 150 quilômetros de distância de Salvador. As unidades hoteleiras registraram um índice de 98% de ocupação e, em termos de estrutura, a festa contou com a construção de 116 camarotes, 38 mesas de pista, 2.280 lugares em arquibancadas pagas e 1.913 lugares em arquibancadas gratuitas. A festa foi transmitida em 169 horas pelas emissoras de televisão em rede local, 82 horas e 22 minutos em rede nacional e 104 horas e 43 minutos em rede internacional (para 50 países através da TV Bandeirantes, para 29 países através da Directv e para 12 países através da Globo Internacional). Ao todo, foram credenciados 3.832 profissionais de imprensa, sendo 425 estrangeiros (de 36 países e de 148 órgãos da imprensa internacional), 728 nacionais, 2.459 locais e 220 do estado da Bahia. Os brasileiros representaram um total de 843 órgãos de imprensa de todo o País. Outro saldo positivo da festa revelou-se na coleta de 150 toneladas de latas de cerveja e refrigerante, usadas para reciclagem, e consumo de 10,3 milhões destas bebidas, além de 5,2 milhões de litros de água mineral. Mais uma vez, por não me conhecer, seus comentários sobre minha pessoa não fazem o maior sentido: já pulei em bloco, em camarote e, sim, também na pipoca, inclusive este ano. É verdade, os custos são altos: três dias de bloco - com 8 horas de som, banheiro, bar, segurança, etc. custam 1 hora de escola de samba no Rio ou São Paulo - as fantasias mais baratas!. Camarotes, espaços VIP existem em toda grande festa bem organizada - haja vista os camarotes disputados a tapa pelas candidatas a "Globais" e "Playmates", do camarote da Brahma no Sambódromo. Aqui na Bahia, paga quem quer! É perfeitamente possível pular na pipoca, se divertir a valer, sem gastar quase nada (exceto comida e bebida). No Rio e em São Pulo, paga-se para assistir os outros se divertindo(?!) Quando cito Caetano, o faço com muito orgulho (não estou aqui discutindo política, e sim o valor de um dos maiores músicos do País - claro que é questão de opinião, como você mesmo diz: não seja obtuso!). Com igual orgulho citaria Gilberto Gil, Rui Barbos, Gregório de mattos, Jorge Amado e tanto outros ilustres. Não subestimo sua inteligência, mesmo porque nem sequer o conheço - quanto à revolta, me parece ser sua, com agressões baratas e sem fundamento. Não sei de onde você é, mas já que não é burro, certamente deve saber que a má distribuição de renda é um problema brasileiro, e não, baiano (vide trechoS de reportagens de O GLOBO e FOLHA DE SÃO PAULO abaixo). "RELATOR da ONU CRITICA DESIGUALDADE NO PAÍS E GOVERNO BRASILEIRO REAGE Múcio Bezerra e Evandro Éboli RIO e BRASÍLIA. Dezoito dias depois de desembarcar em Brasília e percorrer seis estados brasileiros, o relator especial da Comissão de Direitos Humanos da ONU para o Direito à Alimentação, Jean Ziegler, disse que o Brasil e a África do Sul são os países das Nações Unidas de maiores desigualdades sociais. Ziegler, que voltou ontem para Genebra, afirmou que no território brasileiro coexistem uma França, uma Alemanha e uma Somália. (JORNAL O GLOBO, 19/03/02) DESIGUALDADE É UM PROBLEMA ESTRUTURAL Carter Anderson O chefe do Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Marcelo Neri, disse compreender a indignação do relator especial da Comissão de Direitos Humanos da ONU para o Direito à Alimentação, Jean Ziegler, diante das desigualdades sociais existentes no Brasil. Mas os índices de desigualdade, segundo o professor da Fundação Getúlio Vargas, se mantêm há quatro décadas. JORNAL O GLOBO, 19/03/02) CLÓVIS ROSSI ENVIADO ESPECIAL A MONTERREY Vinte e quatro horas depois de o enviado especial da Organização das Nações Unidas ao Brasil, o suíço Jean Ziegler, ter criticado o que chama de "guerra social" no país, outro funcionário da ONU faz uma observação negativa: "O modelo de desenvolvimento latino-americano não gerou os resultados em matéria de redução da pobreza obtidos, por exemplo, na Ásia", diz Mark Malloch Brown, administrador do PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento). O PNUD é a agência internacional responsável pela elaboração do IDH, o Índice de Desenvolvimento Humano, que estabelece um ranking de países não com base na sua potência econômica mas na qualidade de vida que oferece a seus habitantes. Brown culpa, pela pouca eficácia do modelo latino-americano em matéria de combate à pobreza, a dificuldade de vencer o que chama de "desigualdade estrutural". É uma referência ao fato de que os países da América Latina, e em especial o Brasil, têm uma brutal brecha entre os ricos e os pobres, a mais elevada entre os continentes.(FOLHA DE SÃO PAULO - 19/03-02) De uma leitora consciente, informada e revoltada com a agressividade barata dos outros.

[Sobre "o carnaval dos animais"]

por Ana Cláudia Mattos
19/3/2002 às
08h55 200.223.31.130
 
Mais do mesmo...
Eduardo, Realmente, escrever tem dessas! Deve-se ter cautela com a semântica e a essência do que se quer transmitir. Vou tomar como elogio suas palavras, uma vez que, mesmo não sendo nenhum poço de sabedoria, minhas erudição e capacidade de interpretação certamente estão acima da média. Quanto ao senso de humor, sim, ainda bem que o tenho, porém, a ironia deixo para você. Sobre o carnaval baiano, ao invés de simplesmente se influenciar pela opinião alheia..."Você já foi à Bahia...Não? Então vá!"

[Sobre "o carnaval dos animais"]

por Ana Cláudia Mattos
18/3/2002 às
16h52 200.223.31.130
 
Se "Liga" você!!!
Que sua afirmação sobre não ser preto, ou gay ou deficiente físico foi preconceituosa, não tenho a menor dúvida; mais preconceituosa ainda foi a sua visão da maior festa popular do mundo - o Carnaval da Bahia (como disse Caetano: "todo mundo na praça e manda o povo sem graça p'ro salão"). Quanto à sentença na apresentação do site, você escreveu, está lá, é só ler. Se há algum problema semântico, deve-se ao autor, e não aos seus "leitores máquinas", cujo cérebro requer acionamento manual(nos quais não me incluo, até porque não tenho o hábito de ler a sua coluna - recebi este artigo via e-mail de outra pessoa igualmente indignada com a sua visão distorcida do carnaval da Bahia). E viva a Bahia!!!

[Sobre "o carnaval dos animais"]

por Ana Cláudia Mattos
18/3/2002 às
14h50 200.223.31.130
 
Muito além do inacreditável!
Fábio, as palavras são suas (não minhas). E assumem um caráter preconceituoso quando vocês as compara com uma característica assumidamente negativa como o fato de ser fumante. Faço minhas as suas palavras: obrigada por me mostrar até onde pode ir a loucura e estupidez humanas. Como você mesmo afirmou (na sua apresentação no site): "Sempre que penso a sério, chego a conclusões estúpidas"; acredito que você pense a sério quando escreve para esta coluna!

[Sobre "o carnaval dos animais"]

por Ana Cláudia Mattos
17/3/2002 às
18h34 200.164.18.8
 
O animal no CARNAVAL!
Fábio, Realmente, deve ser uma "fatalidade geográfica" o fato de você ter nascido no Brasil - e, com toda a certeza, você não nasceu na Bahia. Nada posso falar das descrições à sua pessoa, que, segundo você, não lhe caem bem, porém "preconceituoso" certamente parece adeqüado, uma vez que você afirma:"Não sou negro, nem gay, nem deficiente físico..." Igualmente preconceituosa é a sua visão do carnaval da Bahia, onde os problemas sociais (que não são exclusividade baiana), apenas ficam mais expostos, mas não se configuram na essência da festa. Fume menos e se embriague pela energia do povo mais musical do Brasil, que, com aproximadamente 2.000.000 (dois milhões!) de pessoas na rua, diariamente, durante o carnalval, consegue fazer uma festa com muito menos violência do que um final de semana comum no eixo Rio-São Pulo.

[Sobre "o carnaval dos animais"]

por Ana Cláudia Mattos
16/3/2002 às
22h25 200.164.18.8
 
Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MANUAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
MAYNARD
EDGARD BLUCHER
(1970)
R$ 6,00



ARRANJO E A CANÇÃO, O
MÁRCIO COELHO
ESCUTA
(2014)
R$ 50,68



GESTAO DE CARREIRA - SETE PRINCIPIOS BIBLICOS DA
CRISTIANO STEFENONI
CPB DIDATICOS
(2011)
R$ 35,90



SLANG AND EUPHEMISM: OATHS - CURSES - INSULTS - RACIAL SLURS - SE
RICHARD A. SPEARS
SIGNET
(1981)
R$ 32,28



REDAÇÃO DE TEXTOS CIENTIFICOS
VERA CRISTINA FEITOSA
PAPIRUS
(1995)
R$ 15,00



GUIA ILUSTRADO DA GUITARRA - MANUAL DE CONHECIMENTOS E REPAROS ESSENCIAIS
EDMAR LUIGUI
HMP
(2003)
R$ 9,90



HISTORIA UNIVERSAL VOL 7 - 9A.
H. G. WELLS
EDIGRAF
(1972)
R$ 14,70



BOM COMEÇO - JOGOS, PASSATEMPOS E BRINCADIERA Nº 3
VERÔNICA BRAUN
KUARUP
R$ 16,00



PENSADORES
MARIO VITOR SANTOS
REALEJO
(2015)
R$ 54,90



TEORIA E CIRCUITOS DE SEMICONDUTORES
MINIST EXÉRCITO DOS EUA - JOSÉ G NETO (TRAD)
GLOBO
(1983)
R$ 22,82





busca | avançada
39929 visitas/dia
1,1 milhão/mês