Comentários de Francisco | Digestivo Cultural

busca | avançada
61604 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Centro em Concerto - Palestras
>>> Crônicas do Não Tempo – lançamento de livro sobre jovem que vê o passado ao tocar nos objetos
>>> 10º FRAPA divulga primeiras atrações
>>> Concerto cênico Realejo de vida e morte, de Jocy de Oliveira, estreia no teatro do Sesc Pompeia
>>> Seminário Trajetórias do Ambientalismo Brasileiro, parceria entre Sesc e Unifesp, no Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
Colunistas
Últimos Posts
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
Últimos Posts
>>> Melhores filme da semana em Cartaz no Cinema
>>> Casa ou Hotel: Entenda qual a melhor opção
>>> A lantejoula
>>> Armas da Primeira Guerra Mundial.
>>> Você está em um loop e não pode escapar
>>> O Apocalipse segundo Seu Tião
>>> A vida depende do ambiente, o ambiente depende de
>>> Para não dizer que eu não disse
>>> Espírito criança
>>> Poeta é aquele que cala
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O Precioso Livro da Miriam
>>> Perfil (& Entrevista)
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Aconselhamentos aos casais ― módulo I
>>> Violões do Brasil
>>> Heróis improváveis telefonam...
>>> A esquerda nunca foi popular no Brasil
>>> Na minha opinião...
>>> Amores & Arte de Amar, de Ovídio
>>> VOCÊS
Mais Recentes
>>> Palavras de Sempre de Helen Exley pela Eko
>>> Emprego de a a Z de Max Gehringer pela Globo (2008)
>>> A Agressão Humana de Anthony Storr pela Zahar (1976)
>>> Um Homem Chamado Luís de Roberto Brunelli pela Loyola
>>> Gerenciamento de Pessoas Em Projetos de Varios Autores pela Fgv (2010)
>>> Walking Dead, the - Rise of the Governor de Robert Kirkman pela St Martins Press (2011)
>>> Turma da Mônica Jovem - Número 22 de Mauricio de Sousa pela Panini / Planet Manga (2010)
>>> Blender 2. 6 Conception, Rendu et Animation de Décors et Scènes... de Matthieu Dupont de Dinechin pela Eyrolles (2012)
>>> Biologia para um Planeta Sustentável - Caderno de Revisão de Armênio Uzunian pela Harbra (2016)
>>> Periodontia - 3ª Edição Revista e Ampliada de Herbert F. Wolf; Edith M.; Klaus H. Rateitschak pela Artmed (2006)
>>> Cruzando Continentes de Richard Amante pela Pasavento (2017)
>>> Olhos de Espanto de Nina Schilkowsky pela Jaguatirica (2015)
>>> Marketing de Varejo de Eliane de Castro; Mauro Pacanowski e Outros pela Fgv Ed. (2008)
>>> Aforismos para a Sabedoria de Vida de Arthur Schopenhauer pela L&pm Pocket (2021)
>>> Madame Bovary de Gustave Flaubert pela Publifoha
>>> Musashi: o Livro dos Cinco Anéis (em Portuguese do Brasil) de Miyamoto Musashi pela Novo Seculo (2017)
>>> Lern-und Arbeitsbuch Entwicklungs-politik de Franz Nuscheler pela J. h. w dietz (1991)
>>> Blender 2. 5 Lighting and Rendering de Aaron W. Powell pela Packt (2010)
>>> A Vida Não Tem Preço de Eduardo Marafanti pela Libratrês (2006)
>>> Mediunidade Seus Aspectos Desenvolvimento e Utilização de Edgard Armond pela Aliança (1999)
>>> A Caçada de Steve Barlow; Steve Skidmore pela Rocco (2007)
>>> O Pequeno Príncipe (edição de Bolso) de Antoine de Saint-exupéry pela Caminho Suave / Edipro (2018)
>>> Bandeira do Divino de Edson Ubaldo pela Ed. do Escritor (1977)
>>> Previdência Complementar de Adacir Reis e Outros pela Rt (2017)
>>> Marcuse Em Quadrinhos de Nick Thorkelson; Angela Davis - Prefácio pela Veneta (2020)
COMENTÁRIOS >>> Comentadores

Domingo, 29/9/2002
Comentários
Francisco


não acreditem em tudo
Olha, sou aluno da GV e (in)felizmente não estive na dita festa. No entanto, acho um bom conselho o que vou passar agora: não acreditem em tudo o que lêem, seja na Internet, jornais e TV (ok, neste caso, vêem). Não estou defendendo nenhuma atitude, de um lado ou de outro, mas estou querendo dizer que da mesma forma que os fatos são distorcidos em notícias do cotidiano, este caso também sofreu distorções. Esse "Sorria, vc está sendo filmado" só apareceu recentemente, portanto, é bem pouco provável que seja verdade. Não aproveitem o momento para falar mal de uma faculdade que sequer conhecem, apenas ouvem falar. Na vida, pelo menos, tentem aprender que conhecer as coisas é melhor do que ouvir outros falando - a GV é uma excelente instituição de ensino, apesar de alguns alunos que estão dentro dela. Mas eles estão em diversos lugares, portanto, pouco se pode fazer. Outro detalhe é que nenhuma das jovens das fotos é da FGV, e nessas festas, por incrível que pareça, a presença externa é muito superior à da própria faculdade.

[Sobre "Hoje a festa é nossa"]

por Francisco
29/9/2002 às
23h20 200.190.0.185
 
entendo a polêmica
Eduardo, Bom texto... embora eu não tenha ido à festa (particularmente eu não gosto dessas bobagens), entendo a polêmica criada, e como disse um colega, foi uma ação de crianças. Crianças no pior sentido da palavra - são pessoas total e completamente isentas de massa cinzenta que bateram as fotos, e como aluno da própria faculdade, acho um mínimo de bom senso a expulsão do indivíduo imediatamente - embora ninguém "saiba" quem ele seja. Há mais coisa no assunto, mas muito deve ser descartado por ser mera especulação. Outra coisa que venho a perceber é o claro ódio que certas pessoas possuem da FGV. Ela é sim a melhor da AL, e quem acha que "nós" somos prepotentes é por que possui ou inveja ou não conhece a faculdade (eu acredito que sejam os 2) - pelo menos os professores aqui não entram em greve uma vez por mês, e assim não somos prejudicados por essas tolices. Pena que a formação de alguns seja melhor que a de outros por esses motivos.

[Sobre "Hoje a festa é nossa"]

por Francisco
26/9/2002 às
12h01 200.153.112.50
 
Ao Helion
Bom, primeira coisa, incorreção gramatical não é apelação. Não é qualquer um que pode criar neologismos (ou que se sinta no direito de). No caso de extudantes (de minha autoria), foi um erro proposital, que, caso não tenha compreendido, recomendo que leia um pouco mais de livros para criar um conceito chamado "entrelinhas", que infelizmente me parece ausente em você. Não é problema, pois nem todos conseguem desenvolvê-lo total e completamente, mas quando se lê um texto e faz-se um comentário dele, é de se supor que a pessoa tenha um mínimo de conhecimento disso, ou humildade para admitir a falha. Outra coisa, não direcionada ao titular de meu comentário - acho que falar que o paulistano teima em ignorar uma realidade é jogar a culpa sobre outras pessoas, que tem outra realidade para resolver. Que tal ao invés de falar que nós os paulistanos "do mal" não olhamos para vocês, tentar não vender a imagem de "como sou coitada" e lutar para conquistar o lugar no mundo? A vida não é fácil para ninguém, e o mundo não pára para olhar cada ser humano, um a um. Desculpe, mas acho absurdo esse tipo de comentário. Uma última coisa - pelo que percebo, não é o cunho (entende essa palavra, helion? ou quer que eu te explique?) do texto do autor que atrai polêmica, ou pretende atrair. É o autor - é normal que, quando algo é bem escrito e revela as feridas que não devem ser reveladas, alguns vermes saiam dela e apareçam, e esse é o caso, mas especificamente, me parece que alguns "vermes" (sem desrespeito - é uma METÁFORA) esperam determinadas feridas serem reveladas. Pensem nisso, ok? Não quero gerar polêmica, muito menos mais Kilobites para o site (o que deveria ser bom), e concordo que os comentários deveriam ser sobre o texto - mas nesse caso, senti uma indireta para mim que achei cabível responder. Repito - qualquer comentário referente a minha pessoa, mande para o meu e-mail, não use para agredir o autor. Obrigado. Abraços Chico

[Sobre "Festa na floresta"]

por Chico
17/9/2002 às
13h30 200.153.112.50
 
em resposta ao e-mail 28
desculpe, mas não posso deixar de comentar isso. Primeiro lugar não tenho nada contra a sua pessoa, mas eu discordo total e completamente do que falou nas últimas linhas de seu texto. Não acredito que, sendo aluno de uma universidade de tão alto escalão como a USP, você considere que simplesmente "doar sangue" ou "fazer parte de uma ONG" lhe dá possibilidade de falar. Como ousa falar de "falta de conhecimento sobre a vida" quando, não se está defendendo os EUA, mas criticando os atentados. Certamente, você não aprendeu muito sobre o que quer dizer "vida". Ao que o seu texto deu a entender, e isso é algo que eu tenho infelizmente ouvido muito, é que os americanos são culpados do que aconteceu lá, e "bem feito" para eles. Isso é um absurdo incorrigível - o lugar não se chamava WORLD trade center à toa - pense na quantidade de turistas, de pessoas de outros países trabalhando lá. Veja bem, não quero dizer que o americano valha mais ou menos que qualquer outra pessoa, mas estou tentando mostrar que, apesar do seu (e de outros) aparente ódio pelos americanos (que na minha opinião é um mero reflexo da ingenuidade e inveja que todos que estão "abaixo" sentem), não foi um atentado contra os EUA, mas contra a liberdade em si - parece discurso de americano, mas é verdade - não foram americanos que morreram lá, foram pessoas. E vocês, todos, chamam isso de uma ação contra o "imperialismo" (ainda não engulo essa palavra) norte-americano... O ponto forte do texto foi retratar exatamente o que vocês confirmam com e-mails... que a FFLCH da USP está em decadência sim. Houve uma perda de valores e de capacidade argumentativa muito grande nos alunos de lá. Não se atenha a termos ingênuos e banais como "imperialismo", "Adolf Hitler" e "carnificina contra aqueles que discordam do imperialismo". Caso não saiba, há um acordo entre países que permite certo grau de intervenção bélica de outro país, para evitar outro "Hitler". Claro que você sabia disso... Também, lembre-se de que ninguém pode mandar você fazer uma coisa - você só a faz se quiser. Os EUA sempre lutaram por isso, e se houvesse qualquer coisa do tipo intervencionista, pense em levar para um tribunal lá para ver o resultado. Acho que você se impressionaria. Não quero gerar mais confusão, mas é que me irritei com as útimas linhas do texto, e desandei na escrita. Todo o escrito acima é de minha autoria e opinião, portanto, quem discordar, mande um e-mail para mim, não para o autor, ok? Abraços Chico

[Sobre "Festa na floresta"]

por Chico
16/9/2002 às
09h16 200.153.112.50
 
Absurdo!
Sinceramente, eu tinha que comentar o texto... é um completo e total absurdo que em uma universidade de alto (aparentemente nem tão) nível como a USP tem a capacidade de produzir mentes tão ingênuas como a desses extudantes... com X mesmo. Desculpe, mas não dá para aguentar ler que "...a vida de uns 5000 americanos não vale a de milhares..." - é um absurdo sequer considerar escrever isso. A vida não é objeto para ser negociada ou trocada, ou sequer desconsiderada. Eu nunca senti tamanha revolta ao ouvir de uma festa - e você me conhece bem. Estou impressionado que pessoas com um suposto nível cultural (também, aparentemente não tão) alto "elogiem" um assassino. Acho que as pessoas estão perdendo muito tempo lendo e ouvindo bobagens (bobagens MESMO)de "conspiração norte-americana", ou mesmo ouvindo músicas que falem de "como somos coitados, e portanto matamos para viver". Por acaso eles conheciam alguém que trabalhava lá? ou sequer passearam por lá? como se sentiriam se conhecessem alguém de lá? Discordo com o que você disse, no entanto, de que chegam a ser risíveis as opiniões nos e-mails... não acho risível. Nem um pouco - acho preocupante. Tenho que medir minhas palavras agora para evitar uma chuva de respostas agressivas à mim, mas é um absurdo total e completo... desculpe as repetições, mas estou abalado. Tremendamente abalado. Agradeço, no entanto, você ter citado isso em um site público, pois agora muitos saberão desse absurdo, e serão contra. Abraço

[Sobre "Festa na floresta"]

por Chico
9/9/2002 às
11h19 200.153.112.50
 

Eduardo, devo concordar com o último comentário - como sempre, seus textos estão impecáveis tanto na escrita (não encontro - obviamente - erros de português), quanto no conteúdo. Quem sabe em breve eu visite essa cidade? Parabéns. Abração Chico

[Sobre "Bernard Shaw on the lake"]

por Chico
4/9/2002 às
11h25 200.230.35.2
 
Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Regência Coral Solfejo: Divisão e leitura rítmica em todas as claves- 3º volume
João Luiz Vieira Lima
Semusa



Terceira Humanidade (lacrado)
Bernard Werber
Bertrand Brasil
(2019)



A Nova Gestão do Futebol - Com Prefácio de Pelé - 2º Edição
Antonio Carlos Kfouri Aidar e Outros
Fgv
(2000)



China Blue
Sergio Vianna
Resson
(1996)



Economia Brasileira Contemporânea
Amaury Patrick Gremaud e Outros
Atlas
(2011)



Gramatica completa
Dielen Borges
Hedra
(2013)



Violetas na Janela
Vera Lucia Marinzeck de Carvalho
Petit
(1993)



Dicionário de Termos Médicos
Dr. Pedro A. Pinto
Cientifica
(1962)



Seu dinheiro vale muito
Eliane Toledo
Alaúde



Piadas Mix 3
Walter Sagardoy
Clio
(2009)





busca | avançada
61604 visitas/dia
1,8 milhão/mês