Não só parece assim... | Assunção Medeiros

busca | avançada
78548 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Clube do Conto outubro - Sesc Carmo - literatura infantojuvenil
>>> Projeto seleciona as melhores imagens de natureza produzida por fotógrafos de Norte a Sul do país
>>> Infantil com a Companhia de Danças de Diadema tem sessão presencial em Ilhabela e Caraguatatuba
>>> Teatro do Incêndio realiza roda de conversa na Rua 13 de Maio sobre carnaval e identidade do Bixiga
>>> Mauro Mendes Dias lança Entre Baratas e Rinocerontes no encerramento da Semana da Estupidez
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
>>> Uma história da Chilli Beans
>>> Depeche Mode no Kazagastão
>>> Uma história da Sambatech
>>> Uma história da Petz
Últimos Posts
>>> Mundo Brasil
>>> Anônimos
>>> Eu tu eles
>>> Brasileira muda paisagens de Veneza com exposição
>>> Os inocentes do crepúsculo
>>> Inação
>>> Fuga em concerto
>>> Unindo retalhos
>>> Gente sem direção
>>> Além do ontem
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O legado de Graciliano Ramos
>>> Extraordinary Times
>>> Ensaio sobre a surdez
>>> The Search, John Battelle e a história do Google
>>> As ligações perigosas
>>> De pé no chão (1978): sambando com Beth Carvalho
>>> Consulta
>>> Dia do Sabino
>>> De Siegfried a São Jorge
>>> So much that was good but is gone
Mais Recentes
>>> LEVIATÃ, ou Matéria, Forma e Poder de um Estado Eclesiástico e Civil de Thomas Hobbes (1588-1679) pela Martin Claret (2014)
>>> O Inverno Chegou de Cynthia Freeman pela Nova Cultural (1987)
>>> Parábolas de Jesus: texto e contexto de Haroldo Dutra Dias pela Federação Espírita do Paraná (2011)
>>> Nunca Houve um Castelo de Martha Batalha pela Companhia das Letras (2018)
>>> O segredo de fátima de Irmã lúcia pela Loyola (1991)
>>> Iniciação À Arte De Curar Pelo Magnetismo Humano de Paul-Clément Jagot pela Pensamento
>>> Venda mais - DEUS na empresa. A espiritualidade ajuda a vender? Ano 9 - Nº108 de Vários pela Quantum (2003)
>>> Meu Recife de Outrora: Crônicas do Recife Antigo de Fernando Pio pela Departamento de Cultura (1969)
>>> Aparência Rio de Janeiro - 60 Notícia Histórica Descritiva da Cidade de Gastão Cruls pela José Olympio (1949)
>>> Experiências Psíquicas Além da Cortina de Ferro de Sheila Ostrander e Outro pela Cultrix (1970)
>>> Aprender a pensar de Edward de Bono pela Plaza e Janés (1987)
>>> Nem cosme nem damião de Joaquim vaz de carvalho pela Giz (1993)
>>> A Tormenta de Espadas. As Crônicas de Gelo e Fogo - Volume 3 de George R R Martin pela Leya (2012)
>>> A Guerra dos Tronos. As Crônicas de Gelo e Fogo - Volume 1 de George R R Martin pela Leya (2012)
>>> A Dança Dos Dragões - Coleção As Crônicas De Gelo E Fogo. Volume 5 de George R R Martin pela Leya (2012)
>>> A Furia dos Reis: As Cronicas de Gelo e Fogo, Vol. 2 de George R R Martin pela Leya (2011)
>>> O Festim Dos Corvos - Coleção As Crônicas de Gelo e Fogo de George R R Martin pela Leya (2012)
>>> A Menina Submersa: Memórias: Um caso de amor para toda vida de Caitlin R. Kiernan pela Darkside (2015)
>>> D.Gray-Man, Volume 15 de Katsura Hoshino pela Panini Comics (2009)
>>> D.Gray-Man, Volume 14 de Katsura Hoshino pela Panini Comics (2009)
>>> D.Gray-Man, Volume 13 de Katsura Hoshino pela Panini Comics (2009)
>>> D Gray Man Vol. 12 de Katsura Hoshino pela Panini Comics (2010)
>>> D. Gray-man Volume 11 de Katsura Hoshino pela Panini Comics (2010)
>>> Manuel Bandeira- Análise e Interpretação Literária de Emanuel de Moraes pela José Olympio (1962)
>>> O Fantasma de Jo Nesbo pela Record (2017)
COMENTÁRIOS

Sexta-feira, 3/5/2002
Comentários
Leitores


Não só parece assim...
Caro Valentim, permita que eu discorde de algumas colocações suas. A menção que o Alexandre faz a um determinado TIPO de pessoa, não a uma determinada CLASSE de pessoas, até pode ser considerada negativa, mas não gratuita. Por favor, não estenda a teoria do "bom selvagem" à procura da cultura e dos livros. O amor aos livros é algo que se tem ou não se tem. Tenho dois exemplos muito próximos, de pessoas humildes, dois homens favelados, pessoas que jamais tiveram uma oportunidade de frequentar óperas ou ouvir Mozart. Um deles abandonou o ensino oficial ainda no ginásio (naquela época era ginásio). Amante dos livros, no entanto, está montando lentamente uma biblioteca com livros usados, e hoje, já um senhor, ajuda os filhos de seus vizinhos com as pesquisas escolares. Isso entre os pesados trabalhos de marcenaria que faz. O outro deles, que além de pobre e favelado é negro, decidiu que aprenderia idiomas estrangeiros. Usando bibliotecas públicas, comprando livros como podia, ele hoje é autodidata em inglês e alemão, professor de um famoso curso de idiomas. Ah, e o Alexandre também fala na responsabilidade daqueles que enxergam mais longe com aqueles que não o fazem. Salvemos, portanto, as joaninhas! E eu, da minha parte, adiciono que, mesmo reconhecendo os diferentes "graus de humanidade" de cada pessoa, amemos a todos, já que o maior Ser Humano que já existiu, do alto de um grande sofrimento físico, vilipendiado por todas as joaninhas à sua volta, implorou: Perdoai-os Pai, eles não sabem o que fazem. E cada vez que olho em volta, reconheço: não sabemos mesmo. Mas alguns querem aprender. Beijos da Sue

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Assunção Medeiros
3/5/2002 às
23h01 200.184.36.111
(+) Assunção Medeiros no Digestivo...
 
CONCORDO QUE PARECE ASSIM...
Concordo Que Parece Assim... Do que gosto e do que não gosto se é que posso separar. Gosto do estilo, gosto dos bons livros, gosto das joaninhas, gostaria que a vida fosse tão simples, gosto da vida dos que na sua coluna podem ler, tenho simpatia pelos que gostariam de ler mas realmente não podem. Gosto até dos livros que ainda esperamos que sejam escritos. Tirando o que menos gosto, sua coluna parece, tal como a anterior, uma ode aos livros, é praticamente uma poesia. Não gosto da menção negativa e gratuita a pessoas determinadas que estão sendo julgadas sem direito à defesa, e sem que as razões da acusação sejam esmiuçadas. Talvez a acusação em alguns casos seja justa, talvez não. Que culpa têm as joaninhas por não poderem se deleitar com algumas das maravilhas humanas ? Que culpa têm aqueles operários que na hora do almoço, olham imbecilmente, sentados na grama, para o muro ainda não pronto ? Levantaram-se às quatro e meia da madrugada, tomaram três conduções, trabalharam feito uns mouros, pelo menos quatro horas e estão sendo esperados para mais quatro de trabalho pesado. Depois tomarão de novo mais três conduções, chegarão em casa arrebentados, querendo comer e dormir, porque amanhã, de nôvo, às quatro e meia ou cinco horas, estarão novamente começando a viagem para mais um pedaço dum muro, e quando aquele terminar haverá mais infinitos muros esperando por eles. Quando poderão eles ler ? Quando não terão eles sono ? Saberão ler ? Aprenderam eles a saborear a leitura ? Em que familia nasceram ? Em que lugar nasceram ? Em que meio passaram a infancia ? Que cerebro têm ? Que mente e que espírito possuem ? Ouvi hoje notícia de que em determinado lugar seria, entre outras, executada a Sinfonia nº 40 de Mozart, e o locutor teceu os maiores elogios ao autor e à obra. Não pude deixar de associar sua coluna a essa notícia, e fiquei pensando qual a diferença entre esse operário descansando cinco ou dez minutos para voltar aos seus tijolos, e Mozart. Eu sei que isto parece uma tolice do tamanho de mil bondes, mas ainda assim ouso perguntar, que mérito tem uma pessoa que aos seis anos pôde fazer uma obra prima como ele fez ? Com o cerebro dêle, com a mente dêle, com o espírito dêle, seria uma vergonha se não o tivesse feito, e até, talvêz, tenha feito pouco. Por favor não se choque, eu já estou chocado por todos nós. E eu acho que não há mérito em gostar do que é belo, nem demérito em não o apreciar. São tantos os fatores determinantes ! Entretanto e apesar disso tudo, eu ia lamentar as pessoas incapazes de apreciar o belo, em qualquer de suas expressões, mas, por outro lado, quem disse que o homem é mais feliz do que a joaninha ? Ou é ?

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Valentim Carval
3/5/2002 às
22h39 195.23.129.35
(+) Valentim Carval no Digestivo...
 
Paranóico
E eu que já me considerava portador de uma "paranóia controlável"... Mas tenho melhorado. E obrigado pelo acalanto, Sue. Cê é muito doce (controle o ciúme, hein, Fábio).

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Rogério Macedo
3/5/2002 às
16h51 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
Prados mais verdes
Caro Rogério, lendo todos os comentários anteriores, pude perfeitamente entender o motivo de sua confusão. Não se sinta mal... mas nunca pense que o Capitão Fabio seria capaz de uma falta de classe destas! Achei o seu prado em particular bastante verde e convidativo, e vou dar uma olhadinha no seu blog já, já. Beijos da Sue

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Assunção Medeiros
3/5/2002 às
16h30 200.184.36.68
(+) Assunção Medeiros no Digestivo...
 
Acontece
Acontece, acontece...Isso só prova a minha teoria de que a Internet é um Ambiente Altamente Paranóico...

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Alexandre
3/5/2002 às
16h17 200.205.157.155
(+) Alexandre no Digestivo...
 
Embaraço, reconheço.
Fiquei meio atordoado com o negócio ao ponto de cometer o seguinte paradoxo: "... por motivos que desconheço ..." e logo depois digo que conheço o motivo "e não compreedeu porque..."

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Rogério Macedo
3/5/2002 às
15h59 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
prado da casa
Rogério, eu não lembrava que seu sobrenome era Prado e confesso que ainda nem li sua outra mensagem neste forum. Mas já visitei seu blog e tenha certeza de que sou capaz de compreender e gostar do que você escreve. O Alexandre está certo, eu estava me referindo a joaninha Feiticeira. Um abraço, Fabio.

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Fabio
3/5/2002 às
15h53 200.183.94.214
(+) Fabio no Digestivo...
 
Santa ingnorança!
De novo: foi mal, Fábio. Como sou burro! E como eu pude depreender que a joaninha prado era alusão ao meu sobrenome se tenho assinado com o sobrenome Macedo? Putz, que melada, hein? Rogério

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Rogério Macedo
3/5/2002 às
15h54 200.194.102.154
(+) Rogério Macedo no Digestivo...
 
Mulheres lendo
Juliano, Sue, Homer, Rogério, Roberto, e Fabio- mil obrigados pela visita e pelas palavras. Bernardo, obrigado também. Mas solução não é comigo...Está bem, lá vai uma soluçãozinha: revistas do tipo Playboy, ao invés de fotografarem as mulheres brincando com bolas gigantes de plástico, como se elas tivessem 5 anos, vão fotografá-las lendo, com os óculos na pontinha do nariz. Ler é sexy! Ou essa solução é nerd demais? Não, não acho- gostei. Um abraço, Alexandre.

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Alexandre
3/5/2002 às
15h39 200.207.125.11
(+) Alexandre no Digestivo...
 
A Peiticeira, Rogerio!
Rogério, tenho certeza que o Fabio se referiu à Joana Prado, a Mulher que Me Dá Medo. A Feiticeira, cujo apelido já nasce da ignorância (erraram o seriado). Não a você. Há Prados e Prados...Um abraço, Alexandre Soares.

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Alexandre
3/5/2002 às
15h29 200.205.157.155
(+) Alexandre no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Extraterritorial - A literatura e a revolução da linguagem
George Steiner
Companhia das letras
(1989)



Dieta Antiinflamatória
Dr. Alexandre Luiz Gomes de Azevedo
Qualynute
(2008)



O Peregrino Maldito
Neimar de Barros
O Recado
(1979)



Oscar Niemeyer: Traço, Palavra, Forma
Oscar Niemeyer e Outros
Santa Clara
(2004)



Rousseau os Pensadores
Jean-jacques Rousseau
Abril Cultural
(1978)



Melancia
Marian Keyes
Bertrand
(2007)



Lendas de Sangue. o Vampiro na História e no Mito
Flavia Idriceanu
Madras
(2011)



A Revolução dos Bichos - 2016
George Orwell
Companhia das Letras
(2016)



Revista Studia Kantiana volume 9
Christian Hamm ed.
Universidade Federal de Santa Maria
(2009)



Os Tijolos Nas Paredes das Casas
Kate Tempest
Casa da Palavra
(2016)





busca | avançada
78548 visitas/dia
1,8 milhão/mês