O Salão e a Selva | Oswald de Andrade

busca | avançada
44062 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
ENSAIOS

Segunda-feira, 8/4/2002
O Salão e a Selva
Oswald de Andrade

+ de 26900 Acessos

O fim do ano de 19 foi agitado por superficiais emoções de formatura na Faculdade de Direito, onde tirei meu diploma de bacharel, seguindo o longínquo desejo de minha mãe. Dona Inês fazia questão de que eu tivesse um título. Poderia um dia precisar. Pobre mãe que ignorava a vocação de irregularidade e de sublevações de seu filho, inconformado sempre, sempre inimigo dos diplomas e das posições.

Fui o orador do Centro Acadêmico Onze de Agosto, eleito unicamente pelo prestígio de meu amigo Jairo de Góis. Fiz alguns discursos, todos lidos. Numa encabulação invencível enchia minha cabeça de vulgaridades e tolices, se fosse improvisar.

Evidentemente, a ambiência da Faculdade de direito, com o mistério descarado de sua “bucha” divulgado depois por Paulo Duarte e pelo general Góes Monteiro, não me atrai nem distrai.

Há três placas de mármore no interior do velho casarão conventual do Largo de São Francisco. Trazem os nomes de três poetas ilustres que por ali passaram. São eles Castro Alves, Álvares de Azevedo e Fagundes Varela.

Como teriam vivido eles em meio de estudantes de Direito duma Faculdade colonial portuguesa num planalto agreste, vandalizado por cônegos, fazendeiros escravocratas e os procuradores de seus interesses que eram os advogados?

Calculo o drama obscuro dessas três almas passadas no Inferno da mesquinha vida universitária paulista. Como se sabe, ao contrário do que aconteceu na América Espanhola, nunca se tratou de trazer para o Brasil uma universidade. Fundaram-se simplesmente os cursos jurídicos. Aqui e em Recife, isso bastava porque fornecia o bacharel, a alma e o exator dos interesses da classe senhoril. O que lhes importava era a lei. E que lei! Uma legislação buscada no refolho das ordenações medievais, sem uma crítica, um avanço, uma pesquisa própria. Derivava isso tudo do Direito Romano. A Roma infame dos Césares que produziam a legislação justinianéia, fora imediatamente transportada para cá, com seus grosseiros vícios, esses atrasos e torpezas. E isso tudo era recoberto por uma aura divina. O próprio Deus mosaico, descido do Sinai, teria fornecido esse detalhado índice de recursos feudais e pré-capitalistas destinado a presidir os destinos de nossa sociedade em evolução.

Evidentemente, como se deu comigo e algumas centenas de outros refratários, o que a família queria era o que se chamava “o canudo”. Isto é, o título obtido depois de cinco anos idiotas passados no casarão conventual do Largo de São Francisco.

As farras campestres, na Ilha dos Amores, do gelado Tamanduateí, os namoros coimbrões nas ladeirinhas da cidade, as pensões onde se vara a noite boêmia ao som do violão teriam sido as migalhas atiradas a esses corações sedentos de emoção e de amor.

Castro Alves se refugiou a sua ânsia de liberdade na luta pelo escravo, Álvares de Azevedo nas cartas de amor, Fagundes nos amores de saleta. E destinavam-se os três à advocacia.

O advogado é um bicho útil às cavilações dos potentados e à vontade dos fortes. Admito que, no Brasil, a função proba do advogado tenha surgido, talvez, com o movimento de libertação dos escravos negros ou com a propaganda republicana. Mas até hoje conservo a idéia exata do que o advogado, ou melhor, o bacharel é – sempre um monstro de pequena e especializada erudição que deixou de servir os interesses do latifundiário. Porque este deixou de existir, com imoralíssimas exceções. Mas continua a ser a sentinela do negócio, pronto a esmagar a vítima que lhe cai nas unhas, sem nenhuma preocupação de justiça ética.

Quando, alguns anos atrás, disse mais ou menos isso num dos meus Telefonemas que o Correio da Manhã publica, o nobre advogado católico Sobral Pinto mandou-me uma carta, onde narrara o episódio lancinante de um vendedor de rua que ele, como patrona, salvara. Isso não mudou a minha opinião formada. Uma honrosa exceção! Guardo ainda hoje a impressão de que o bacharel não passa de um verme. É uma tênia asquerosa do sistema patriarcal. Vivendo com todas as bênçãos e emolumentos do Deus do negócio.

Como teria vegetado no covil de bestas-feras e de bestas mansas do Largo de São Francisco os três pobres românticos do século 19? Guarda-se deles uma tradição de boêmia, talvez transportada da Universidade de Coimbra para cá. As margens puras do Mondego foram substituídas pelas agrestes margens do Tamanduateí, onde um capinzal inatingível foi chamado mitologicamente de Ilha dos Amores. Ali se teriam passado orgias com prostitutas mulatas que teriam produzido A Noite na Taverna. Pobre transferência urdida pelo romantismo europeu!

Antes de passar os umbrais do casarão legalista de São Francisco, eu acreditei nas lendas de literatura e boêmia que deixaram seus herdeiros os poetas românticos.

Nota do Editor
Texto gentilmente recolhido e cedido por Luís Antônio Giron (acompanha o seu "Um homem sem profissão nem esperança", também aqui republicado). Fonte: CEDAE/Unicamp.


Oswald de Andrade
São Paulo, 8/4/2002

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Antônio Cícero: música e poesia de Pedro Maciel


Mais Oswald de Andrade
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




REVISTA RECREIO NÚMERO 210 -ANO 5 - 18/3/2004
RECREIO
ABRIL
(2004)
R$ 6,00



O COTIDIANO NO IMAGINÁRIO MEDIEVAL
JOSÉ ROBERTO MELLO
CONTEXTO
(1992)
R$ 20,00



CONFIANÇA O DIFERENCIAL DO LÍDER
JOSÉ MARÍA GASALLA; LEILA NAVARRO
INTEGRARE
(2010)
R$ 12,00



A DESILUSÃO AMERICANA: RELAÇÕES ACADÊMICAS ENTRE BRASIL E ESTADOS
SÉRGIO MICELI
SUMARÉ
(1990)
R$ 23,28



LES DROITS DE L' ENFANT
JEAN CHAZAL
PRESSES UNIVERSITAIRES DE FRANCE
(1969)
R$ 21,00



ESPLENDOR DA MÃE - MARIA DE NAZARÉ, NO CORAÇÃO DA IGREJA E NA VIDA DO POVO
GIOVANNI MARIA BIGOTTO
PAULINAS
(2011)
R$ 20,00



15 MINUTOS ALEMÃO
SYLVIA GOULDING
PUBLIFOLHA
(2007)
R$ 7,90



JULIETTE GRÉCO: LES VIES DUNE CHANTEUSE
BERTRAND DICALE
J C LÁTTES
(2001)
R$ 48,28



SUPERINTERESSANTE CHEIRE ESTA REVISTA Nº 116
VÁRIOS AUTORES
ABRIL
(1997)
R$ 5,99



DIÁRIO DE UM LADRÃO
JEAN GENET
NOVA FRONTEIRA
(1983)
R$ 10,00





busca | avançada
44062 visitas/dia
1,3 milhão/mês