O Salão e a Selva | Oswald de Andrade

busca | avançada
84380 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Novo livro de Nélio Silzantov, semifinalista do Jabuti de 2023, aborda geração nos anos 90
>>> PinForPeace realiza visita à Exposição “A Tragédia do Holocausto”
>>> ESTREIA ESPETÁCULO INFANTIL INSPIRADO NA TRAGÉDIA DE 31 DE JANEIRO DE 2022
>>> Documentário 'O Sal da Lagoa' estreia no Prime Box Brazil
>>> Mundo Suassuna viaja pelo sertão encantado do grande escritor brasileiro
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
Colunistas
Últimos Posts
>>> Glenn Greenwald sobre a censura no Brasil de hoje
>>> Fernando Schüler sobre o crime de opinião
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
>>> Pondé sobre o crime de opinião no Brasil de hoje
>>> Uma nova forma de Macarthismo?
>>> Metallica homenageando Elton John
>>> Fernando Schüler sobre a liberdade de expressão
>>> Confissões de uma jovem leitora
>>> Ray Kurzweil sobre a singularidade (2024)
>>> O robô da Figure e da OpenAI
Últimos Posts
>>> Salve Jorge
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Pense nos brasileiros
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 2. O Catolotolo
>>> Dá-lhe, Villa!
>>> Controlando o acesso à Web
>>> O escritor está nu
>>> Lamartine Babo e futebol, uma simbiose
>>> Quem é Daniel Lopes
>>> Arte é intriga
>>> Primavera e Jukebox
>>> 20 anos de Trapo
Mais Recentes
>>> Livro Literatura Estrangeira A Concubina de Morris West pela Circulo do Livro (2024)
>>> A Neta Da Maharani de Maha Akhtar pela Primavera Editorial (2009)
>>> José Saramago - Rota De Vida de Joaquim Vieira pela Livros Horizonte (2018)
>>> Livro Ensino de Idiomas Memoirs of a Geisha de Arthur Golden pela Pearson (2008)
>>> The Wordsworth Collection Of Classic Short Stories de Rosemary Gray pela Wordsworth Editions Ltd (1996)
>>> Uma Vida com Propósitos: Você Não Esta Aqui Por Acaso de Rick Warren pela Vida (2003)
>>> O Assassinato E Outras Histórias de Anton Tchekhov pela Cosac & Naify (2002)
>>> Os Portões Do Inferno de Andre Gordirro pela Fabrica 231 (2015)
>>> Coleção 2 Livros Prática das Pequenas Construções de Alberto de Campos Borges pela Edgard Blucher (1978)
>>> Livro Literatura Brasileira Eu Não Sei Ter de Marcelo Candido pela Virgiliae (2011)
>>> A Ultima Casa Da Rua Needless de Catriona Ward pela Fisicalbook (2024)
>>> Escravos E Rebeldes Nos Tribunais Do Império: Uma História Social Da Lei De 10 De Junho De 1835 de Ricardo Figueiredo Pirola pela Ministério Da Justiça, Arquivo Nacional, (2015)
>>> A caminho de Wigan de George Orwell pela Nova Fronteira (1986)
>>> Livro Esoterismo Despertar um Guia para a Espiritualidade sem Religião de Sam Harris pela Companhia das Letras (2015)
>>> Engenhocas Da Moral de Manoela Pedroza pela Ministério Da Justiça, Arquivo Nacional (2011)
>>> Contabilidade Rural de José Carlos Marion pela Atlas (2007)
>>> Descubra o Maior Poder do Mundo de Tiago Brunet pela Vida (2018)
>>> Livro Administração A Organização Humana de Rensis Likert pela Atlas (1975)
>>> Dando um jeito no jeitinho (2 vol) de Karla Cristina de Araújo Faria pela Gaylussac
>>> Livro Psicologia Sonhos Lúcidos Uma Iniciação ao Mundo dos Feiticeiros. de Florinda Donner pela Nova era /record (1993)
>>> O convento de Sto. Antonio do Rio de Janeiro - Sua história, memórias, tradições com 43 estampas de Frei Basilio Rower pela Vozes (1954)
>>> Dois estudos de processo de Napoleão Nunes Maia Filho pela Ufc (2002)
>>> A Biologia Da Crença de Bruce H. Lipton pela Butterfly (2007)
>>> Coleção Como Reconhecer a Arte 5 Livros Gótica + Rococó + Mesopotâmica + Chinesa de Maria Cristina Gozzoli; Flavio Conti; Sabatino Moscati pela Martins Fontes (1987)
>>> Stress e Qualidade de Vida no Trabalho de Ana Maria Rosi pela Atlas
ENSAIOS

Segunda-feira, 8/4/2002
O Salão e a Selva
Oswald de Andrade
+ de 31100 Acessos

O fim do ano de 19 foi agitado por superficiais emoções de formatura na Faculdade de Direito, onde tirei meu diploma de bacharel, seguindo o longínquo desejo de minha mãe. Dona Inês fazia questão de que eu tivesse um título. Poderia um dia precisar. Pobre mãe que ignorava a vocação de irregularidade e de sublevações de seu filho, inconformado sempre, sempre inimigo dos diplomas e das posições.

Fui o orador do Centro Acadêmico Onze de Agosto, eleito unicamente pelo prestígio de meu amigo Jairo de Góis. Fiz alguns discursos, todos lidos. Numa encabulação invencível enchia minha cabeça de vulgaridades e tolices, se fosse improvisar.

Evidentemente, a ambiência da Faculdade de direito, com o mistério descarado de sua “bucha” divulgado depois por Paulo Duarte e pelo general Góes Monteiro, não me atrai nem distrai.

Há três placas de mármore no interior do velho casarão conventual do Largo de São Francisco. Trazem os nomes de três poetas ilustres que por ali passaram. São eles Castro Alves, Álvares de Azevedo e Fagundes Varela.

Como teriam vivido eles em meio de estudantes de Direito duma Faculdade colonial portuguesa num planalto agreste, vandalizado por cônegos, fazendeiros escravocratas e os procuradores de seus interesses que eram os advogados?

Calculo o drama obscuro dessas três almas passadas no Inferno da mesquinha vida universitária paulista. Como se sabe, ao contrário do que aconteceu na América Espanhola, nunca se tratou de trazer para o Brasil uma universidade. Fundaram-se simplesmente os cursos jurídicos. Aqui e em Recife, isso bastava porque fornecia o bacharel, a alma e o exator dos interesses da classe senhoril. O que lhes importava era a lei. E que lei! Uma legislação buscada no refolho das ordenações medievais, sem uma crítica, um avanço, uma pesquisa própria. Derivava isso tudo do Direito Romano. A Roma infame dos Césares que produziam a legislação justinianéia, fora imediatamente transportada para cá, com seus grosseiros vícios, esses atrasos e torpezas. E isso tudo era recoberto por uma aura divina. O próprio Deus mosaico, descido do Sinai, teria fornecido esse detalhado índice de recursos feudais e pré-capitalistas destinado a presidir os destinos de nossa sociedade em evolução.

Evidentemente, como se deu comigo e algumas centenas de outros refratários, o que a família queria era o que se chamava “o canudo”. Isto é, o título obtido depois de cinco anos idiotas passados no casarão conventual do Largo de São Francisco.

As farras campestres, na Ilha dos Amores, do gelado Tamanduateí, os namoros coimbrões nas ladeirinhas da cidade, as pensões onde se vara a noite boêmia ao som do violão teriam sido as migalhas atiradas a esses corações sedentos de emoção e de amor.

Castro Alves se refugiou a sua ânsia de liberdade na luta pelo escravo, Álvares de Azevedo nas cartas de amor, Fagundes nos amores de saleta. E destinavam-se os três à advocacia.

O advogado é um bicho útil às cavilações dos potentados e à vontade dos fortes. Admito que, no Brasil, a função proba do advogado tenha surgido, talvez, com o movimento de libertação dos escravos negros ou com a propaganda republicana. Mas até hoje conservo a idéia exata do que o advogado, ou melhor, o bacharel é – sempre um monstro de pequena e especializada erudição que deixou de servir os interesses do latifundiário. Porque este deixou de existir, com imoralíssimas exceções. Mas continua a ser a sentinela do negócio, pronto a esmagar a vítima que lhe cai nas unhas, sem nenhuma preocupação de justiça ética.

Quando, alguns anos atrás, disse mais ou menos isso num dos meus Telefonemas que o Correio da Manhã publica, o nobre advogado católico Sobral Pinto mandou-me uma carta, onde narrara o episódio lancinante de um vendedor de rua que ele, como patrona, salvara. Isso não mudou a minha opinião formada. Uma honrosa exceção! Guardo ainda hoje a impressão de que o bacharel não passa de um verme. É uma tênia asquerosa do sistema patriarcal. Vivendo com todas as bênçãos e emolumentos do Deus do negócio.

Como teria vegetado no covil de bestas-feras e de bestas mansas do Largo de São Francisco os três pobres românticos do século 19? Guarda-se deles uma tradição de boêmia, talvez transportada da Universidade de Coimbra para cá. As margens puras do Mondego foram substituídas pelas agrestes margens do Tamanduateí, onde um capinzal inatingível foi chamado mitologicamente de Ilha dos Amores. Ali se teriam passado orgias com prostitutas mulatas que teriam produzido A Noite na Taverna. Pobre transferência urdida pelo romantismo europeu!

Antes de passar os umbrais do casarão legalista de São Francisco, eu acreditei nas lendas de literatura e boêmia que deixaram seus herdeiros os poetas românticos.

Nota do Editor
Texto gentilmente recolhido e cedido por Luís Antônio Giron (acompanha o seu "Um homem sem profissão nem esperança", também aqui republicado). Fonte: CEDAE/Unicamp.


Oswald de Andrade
São Paulo, 8/4/2002
Mais Oswald de Andrade
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




De alma para alma
Huberto Rohden
Martin Claret
(2007)



Guia de Personagens Dos Reinos de Ferro - Vol. 1
Joe Martin e Matt Wilson
Jambô
(2006)



Roi At Work
Jack J. Phillips; Patricia Pulliam Phillips
Natl Book Network
(2005)



Manual do Turista Brasileiro -
Lúcio Martins Rodrigues e Bebel Enge
Aleph
(2000)



Livro Administração Estágio Supervisionado e Trabalho de Conclusão de Curso
Manolita Correa Lima; Silvio Olivo
Senac
(2007)



Imagens De Satélite Para Estudos Ambientais
Teresa Gallotti Florenzano
Oficina De Textos
(2002)



Livro Filosofia O Vermelho e o Negro Parte 2 Coleção Mestres Pensadores
Stendhal
Escala



História do Direito
Vicente Bagnoli e Outros
Campus
(2009)



História da Riqueza do Homem
Leo Huberman
Ltc
(1986)



Amor Maior
Michell Paciletti - Espírito Llino
Correio Fraterno
(2018)





busca | avançada
84380 visitas/dia
2,0 milhão/mês