O e-mail não é mais a mensagem | Luli Radfahrer

busca | avançada
74378 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Zé Guilherme recebe o pianista Matheus Ferreira na série EntreMeios
>>> Chamada Vale recebe cadastro de cerca de 3 mil projetos
>>> Lançamento do Mini Doc Tempo dell'Anima
>>> Cinema in Concert com João Carlos Martins une o cinema à música sinfônica em espetáculo audiovisual
>>> Editora Unesp lança 20 livros para download gratuito
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
>>> Eddie Van Halen (1955-2020)
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
Colunistas
Últimos Posts
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
>>> Van Halen no Rock 'n' Roll Hall of Fame
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
Últimos Posts
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
>>> Perplexo!
>>> Orgulho da minha terra
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Filmes de saiote
>>> Aerosmith no Morumbi
>>> E aí...
>>> Goodbye, virtual. Hello, new.
>>> Alguém ainda acredita em Deus?
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> As Cem Melhores Crônicas Brasileiras
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> A soberba de Beauvoir
>>> Somos todos consumidores
Mais Recentes
>>> Construindo uma Vida de Roberto Justus pela Larousse (2007)
>>> Espaço de G. Carmo pela Ibrasa (1984)
>>> Senha: "Coragem ! " de John Castle pela Flamboyant (1965)
>>> Don Quixote Americano de Richard Powell pela Nova Fronteira (2003)
>>> As Duas Vidas de Audrey Rose de Frank de Fellita pela Circulo do Livro (1975)
>>> O Duelo de Roger Pla pela Brasileira (1951)
>>> Freud e o Desejo de Marie Cariou pela Imago (1978)
>>> O Ponto da Virada de Malcolm Gladwell pela Sextante (2009)
>>> Passeando Pela Vida Lições de Filosofia de Lúcio Packter pela Garapuvu (1999)
>>> A vulnerabilidade do ser de Claudia Andujar pela Cosac Naif (2005)
>>> A Relação ao Outro em Husserl e Levinas de Marcelo Luiz Pelizzoli pela Edipucrs (1994)
>>> O Pensamento Vivo de Teilhard de Chardin de José Luiz Archanjo pela Martin Claret (1988)
>>> Revista Brasileira de Filosofia – Volume XLVI – Fascículo 190 de Vários Autores pela Instituto Brasileira de Filosofia (1998)
>>> Grandes Tendências na Filosofia do Século XX e Sua Influência no Brasil de Urbano Zilles pela Educs (1987)
>>> Descartes – Os Pensadores de Rene Descartes pela Abril Cultural (1983)
>>> O mistério da estrela cadente de Vários Autores pela Ftd (1996)
>>> Lydia e Eu de Dimia Fargon pela Literis (2010)
>>> Na saga dos anos 60 de Carlos Olavo da Cunha Pereira pela Geração (2013)
>>> O paraíso dos desafortunados de Amanda Hernández Marques pela Chiado (2013)
>>> Madamme C 05 de Vinícius Ulrich pela Rocco (2000)
>>> Bodas de Pedra de Kissyan Castro pela Chiado (2013)
>>> Apague o cigarro da sua vida de Dra. Cammille pela Alaúde (2006)
>>> Transição Revolucionária de David Carneiro pela Atena
>>> Quem sou eu? Como o Evangelho Completo devolve a verdadeira identidade de Willy Torresin de Oliveira pela Victory (2017)
>>> Comunidade - A busca por segurança no mundo atual de Zygmunt Bauman pela Jorge Zahar (2003)
>>> Modernidade Líquida de Zygmunt Bauman pela Jorge Zahar (2001)
>>> Mundos do Trabalho - Novos Estudos Sobre História Operária 3ªed. de Eric J. Hobsbawm pela Paz e Terra (2000)
>>> Sangue suor & lágrimas - A Evolução do Trabalho de Richard Donkin pela M. Books (2003)
>>> Ideologia e Cultura Moderna 6ªed. de John B. Thompson pela Vozes (2002)
>>> Os Anormais - Curso no Collége de France (1974-1975) de Michel Foucault pela Martins Fontes (2002)
>>> Psworld--35--28--16--5--24. de Digerati pela Digerati
>>> Super gamepower--26--46--38--32--43--51. de Nova cultural pela Nova cultural
>>> Triangulo de Ken follett pela Abril cultural
>>> Nintendo world--35--tres vezes tony hawk! de Conrad pela Conrad (2001)
>>> Nintendo world--49. de Conrad pela Conrad (2002)
>>> Nintendo world--34--cobertura completa da e3--jogamos o gamecube! de Conrad pela Conrad (2001)
>>> Nintendo world--45--resident evil de Conrad pela Conrad (2002)
>>> Nintendo world--38--mario kart--super circuit de Conrad pela Conrad (2001)
>>> Curar como jesus curou de Barbara leahy shiemon/dennis linn/mathew linn pela Loyola
>>> Jovem,o caminho se faz caminhando de Dunga pela Cançao nova (2005)
>>> Nintendo world--37--nasceu de Conrad pela Conrad (2001)
>>> Nintendo world--27--o mundo nao e o bastante para james bons de Conrad pela Conrad (2000)
>>> Nintendo world--76--prince of persia de Conrad pela Conrad (2004)
>>> Nintendo world--40--harry potter de Conrad pela Conrad (2001)
>>> Nintendo world--29--2001--espetacular de Conrad pela Conrad
>>> Nintendo world--193--the legend of zelda--tri force heroes de Conrad pela Conrad
>>> Nintendo--52--invasao metroid. de Conrad pela Conrad
>>> Nintendo world--6--nos temos a força! de Conrad pela Conrad
>>> Maria Antonieta de Obras Completas de Stefan Zweig pela Guanabara (1951)
>>> As Três Paixões de Obras Completas de Stefan Zweig pela Guanabara (1950)
ENSAIOS

Segunda-feira, 19/5/2008
O e-mail não é mais a mensagem
Luli Radfahrer

+ de 6000 Acessos
+ 4 Comentário(s)

Comentaram uma entrevista minha ao portal Adnews, em que defendi, entre outros pontos, que o fim do e-mail estava próximo. Bem próximo.

Acho que não me expliquei bem (em entrevistas, sabe como é, nunca há tempo). Na verdade, acredito que a era do e-mail já acabou. Aquilo que todos usamos para combater spam, receber informações (e confirmações) desnecessárias e, de vez em quando, contactar amigos, é apenas o resquício de um meio de comunicação cujos dias de importância se foram. Em breve ele será tão relevante quanto uma carta manuscrita, enviada dentro de um envelope selado. O ciclo da tecnologia em plena ação.

Ele bem que teve seus dias de glória. Sua história se confunde com a da própria Internet e, mesmo sendo bem mais velho que a Web, nunca sofreu a humilhação de ser passado para trás por um "2.0" qualquer. Surgido na década de 1960 como uma forma de comunicação muito mais potente (e segura) que o correio, ele mudou pouquíssimo. Webmail, por mais que Microsoft, Yahoo! ou Google afirmem, ainda é o mesmo texto com arrobas, em um suporte mais conveniente.

O golpe veio de vários lugares, quase que simultaneamente, e foi uma genuína crise dos 40 anos que já dura um pouco mais de uma década. Tudo começou quando quatro rapazes de Liver Israel quiseram mudar o mundo e fizeram uma revolução ao criar um serviço de comunicação instantânea que permite saber se a pessoa com se fala está on-line ou não (ICQ ou, por extenso, I seek you). Coisa de nerd, diriam. A piada fácil na época era rimar o nome por extenso do serviço em inglês com o potente vírus de computador ILOVEYOU. Mesmo com muitas idéias tortas (a de usar um número para contatar o amigo, por exemplo), a moda pegou.

Mais ou menos na mesma época, alguns serviços de telefonia europeus promoviam o uso de mensagens de texto pelos celulares, que, naquele tempo, só falavam. Quer coisa mais de nerd que escrever "555885555444411088826 (pausa) 6667777026660222444663362111″ para dizer "Luli, vamos ao cinema?". Apesar de todo mundo ter serviços GSM ― uma inegável vantagem em termos de compatibilidade ―, o SMS esperaria o século XXI para pegar. E pegou. 10 bilhões por mês, só em uma operadora. Até porque todos logo perceberam que o envio de uma mensagem não deveria depender da intermediação de um computador.

E nem de texto: minha avó já sabia faz tempo que certas coisas não se diz por escrito. Eu não acredito que ela se referisse a estresse, sobrecarga de tarefas ou preguiça, provavelmente falava de privacidade. Pouco importa: a quantidade de informação a ser transmitida costuma ser inversamente proporcional ao tempo ou à disposição para escrevê-la e, em um mundo de banda larga (e conexão permanente), não faz mais sentido tentar "traduzir" seu tom de voz com emoticons, se você pode, simplesmente, falar! Não passa uma semana sem que alguém anuncie o fim da telefonia por causa de tecnologias como VoIP. Tudo bem, não há como negar que o tráfego de telecomunicações é importante demais para ser usado por voz em formato analógico (que, além de pesado, é ineficiente). Mas, enquanto a tecnologia não substitui de vez as linhas telefônicas, quem apanha mesmo é o e-mail.

A lista não tem fim: pelo Twitter, seus amigos sabem onde você está e o que anda fazendo. Ele é uma espécie de feed RSS do seu cotidiano (seja ele interessante ou não). Eu gosto dele, tem gente que não gosta, mas isso não é assunto para este texto. Por falar em feeds, qualquer blog decente envia seu conteúdo através deles, o que faz com que muitas malas diretas de conteúdo (newsletters) percam sua razão de ser. Como se não bastasse, o Flickr permite que seus amigos "assinem" as imagens que você cria... Você vai usar e-mail pra quê?

Talvez para a transmissão de comprovantes e documentos ― como tem gente que ainda usa o aparelho de fax hoje em dia ― e, claaaro, para publicidade não solicitada (e-mail marketing). Quem diria que os burocratas, advogados, jornalistas e publicitários seriam defensores desse meio que um dia foi a maior expressão da internet... (Quem sabe, daqui a uma década, deixemos a Web para que eles tomem conta...)

Descanse em paz, senhor e-mail! Poucos chorarão seu triste fim, sob certos aspectos semelhante ao velho, cansado e desatualizado serviço de envio de mensagens de texto por correio. Este, por mais que seja chamado de "tradicional", teve um importante papel na democratização, inovação e expansão do serviço de mensageiros (os tais moleques de recados) que veio a substituir. Mas quem se importa com isso?

O darwinismo tecnológico é cruel. Ainda bem.

Nota do Editor
Texto gentilmente cedido pelo autor. Originalmente publicado no site de Luli Radfahrer.


Luli Radfahrer
São Paulo, 19/5/2008

Quem leu este, também leu esse(s):
01. A mídia somos nós de Rodrigo Mesquita
02. Nelson Rodrigues e o Vestido de Annita Costa Malufe


Mais Luli Radfahrer
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
28/5/2008
13h18min
Concordo com quase tudo do texto de Luli. Gostei muito. É isso mesmo, os novos meios surgem para melhorar nossas formas de comunicação, nos adptamos a eles e a tecnologia evolui cada vez mais. Porém, "uma carta manuscrita, enviada dentro de um envelope selado" jamais será irrelevante!
[Leia outros Comentários de Juliana Galvão]
30/5/2008
14h01min
Idéias relevantes, Luli. No entanto, vale lembrar que recebi seu texto graças a um e-mail. Acontece.
[Leia outros Comentários de Bruno Mourão]
1/6/2008
16h24min
Como disse o Bruno, idéias relevantes! No entanto, também recebi seu texto pela newsletter deste digníssimo site. Portanto, não acho que o fim do e-mail esteja próximo e acho que não existirá um fim. Ele sempre será MAIS uma ferramenta de comunicação, como são as cartas manuscritas, muito relevantes ainda hoje.
[Leia outros Comentários de Taís Kerche]
11/8/2013
15h34min
Vidente!!!Os e-mails, como meio de comunicação e troca de ideias entre amigos, parceiros, etc. do pessoal da minha faixa etária (50 anos)ainda durou até o início de 2012, quando todos foram cooptados pelo Facebook. Agora, minha caixa de mensagens só tem spans (maioria esmagadora), publicidade consentida, alguns documentos de trabalho (substituindo o velho fax) e pouquíssimas mensagens pessoais. A situação de abandono é tão grande que, quando mando um e-mail importante, tenho que ligar para a pessoa e avisar que o enviei. Descane em paz ao lado dos cd's.
[Leia outros Comentários de José FRID]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




LE SALAIRE DE LA PEUR - 1771
GEORGES ARNAUD
JULLIARD
(1950)
R$ 12,00



A MEDIADORA - CREPÚSCULO
MEG CABOT
GALERA
(2010)
R$ 21,00



O ÚLTIMO MINUTO NA VIDA DE S. - 7843
MIGUEL REAL
QN III
(2007)
R$ 30,00



DOSSIER B... COMME BARBOUZES
PATRICE CHAIROFF
ALAIN MOREAU (PARIS)
(1975)
R$ 19,28



O DIREITO PASSADO A LIMPO
SÉRGIO SANTOS RODRIGUES
PERGAMUM
(2012)
R$ 6,90



CUCA 2000 - SUPER ENCICLOPÉDIA DE NUTRIÇÃO SAÚDE E BELEZA
NÃO CONSTA
NOVO BRASIL
(1986)
R$ 5,00



UMBANDA OMOLOCÔ - LITURGIA RITO E CONVERGÊNCIA NA VISÃO DE UM ADEPTO
CAIO DE OMULU
ÍCONE
(2002)
R$ 119,95



O COLECIONADOR DE CREPÚSCULOS - AUTOGRAFADO
ANNA MARIA CASCUDO BARRETO
DO AUTOR
(2003)
R$ 23,00



COMO ME LIVRAR DE MATTHEW
JANE FALLON
RECORD
(2008)
R$ 5,90



MENSAGEM DE VITÓRIA + CDS
R R SOARES
GRAÇA EDITORIAL
(2013)
R$ 70,00





busca | avançada
74378 visitas/dia
2,1 milhões/mês