As redes sociais como filtros | Raquel Recuero

busca | avançada
51542 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Cia Triptal celebra a obra de Jorge Andrade no centenário do autor
>>> Sesc Santana apresenta SCinestesia com a Companhia de Danças de Diadema
>>> “É Hora de Arte” realiza oficinas gratuitas de circo, grafite, teatro e dança
>>> MOSTRA DO MAB FAAP GANHA NOVAS OBRAS A PARTIR DE JUNHO
>>> Ibevar e Fia-Labfin.Provar realizam uma live sobre Oportunidades de Carreira no Mercado de Capitais
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
Últimos Posts
>>> Parei de fumar
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Mais espetáculo que arte
>>> teu filho, teu brilho
>>> O Medium e o retorno do conteúdo
>>> A Poli... - 10 anos (e algumas reflexões) depois
>>> Web-based Finance Application
>>> Pensando sozinho
>>> Aventuras pelo discurso de Foucault
>>> Chega de Escola
>>> Hipermediocridade
>>> A luta mais vã
Mais Recentes
>>> O Que é Psicologia Social de Silvia Tmaurer Lane pela Brasiliense (2000)
>>> Militia de Léon Degrelle pela ‎ Edizioni Di Ar (2003)
>>> Cenas Urbanas Dialogo de Júlio Emílio Braz pela Scipione (2012)
>>> Projeto Multiplo - Gramatica & Texto - Parte 2 de José de Nicola pela Scipione Didaticos (2014)
>>> Como se tornar rico de Hugo Bessone pela Solar (2003)
>>> Verdades de Fogo de Claudio Dias pela Palavra & Prece (2012)
>>> Antigamente era assim de Julio Capile pela Valci (2004)
>>> Empreendedores de Eduardo Glitz pela Gente (2019)
>>> A Segunda Pátria de Miguel Sanches Neto pela Intrinseca (2015)
>>> Desestórias de Márcia Denser pela Kotter (2015)
>>> Moderna Plus - Física 2: os Fundamentos da Física, Parte I de Francisco Ramalho Junior pela Moderna (2015)
>>> Os Pensadores: Leibniz, Vol. II de Nova Cultural pela Nova Cultural (1988)
>>> Descobrindo a História 5ª Série - Brasil Colônia de Sônia Mozer e Vera Telles pela Ática (2002)
>>> Porta Retrato - Poemas e Poemas de Luiza Clara Nogueira pela Aseel (2005)
>>> O último dos Moicanos - Clássicos Adaptados Larousse de James F. Cooper pela Larousse (2005)
>>> O Leitor de Bernhard Schlink; Pedro Sussekind pela Record (2009)
>>> A Economia do Cedro de Carlos Alberto Júlio pela Virliae (2011)
>>> Loja Vivas de Edmour SaiNI pela Senac (2001)
>>> Antõnio Descobre Veredas de Deborah Kietzmann pela Biruta
>>> Caleidoscópio - Em busca de si mesmo de Terezinha de Jesus pela otimismo (1997)
>>> Socialismo Democracia de Roberto Amaral pela Fundação João Mangabeira (2011)
>>> O Massacre de Sabra e Chatila de Amnon Kapelopuk pela Veja (1983)
>>> Gol de Padre de Stanislaw Ponte Preta pela Ática (2003)
>>> O Vendedor de Armas de Hugh Laurie pela Planeta do Brasil (2010)
>>> Testes Psicométricos e Projetivos - Medidas Psico-educacionais de Goderdo baquero pela Loyola (1983)
ENSAIOS

Segunda-feira, 6/4/2009
As redes sociais como filtros
Raquel Recuero

+ de 8500 Acessos

Uma das funções que está cada vez mais aparente na apropriação dos sites de redes sociais é seu uso como filtro de informações. As redes sociais conectadas através da internet começam, cada vez mais, a funcionar como uma rede de informações, qualificada, que filtra, recomenda, discute e qualifica a informação que circula no ciberespaço.

A discussão sobre a função do gatekeeper remonta à década de 40 e 50, principalmente pelo trabalho de Kurt Lewin, que apresentou a proposta da associação do fluxo de informações em um dado sistema com a presença de determinados filtros (gatekeepers), que permitiriam ou impediriam a circulação de determinadas informações. No jornalismo, a idéia do gatekeeper é relacionada também com a comunicação de massa e o poder sobre a informação deixado a cargo da mídia, mas perde força. Com a complexificação e a ampliação das conexões entre os atores nas redes sociais, principalmente pela internet, que proporcionou um canal que está sempre aberto para o tráfego de informações, a discussão sobre o gatekeeping começou a beirar a superfície novamente.

Um dos primeiros motivos é o elemento complicador da internet como meio: a supervia de informações. A Rede proporciona uma imensa quantidade de informações disponíveis e acessíveis, que correm pelo ciberespaço. Como uma releitura da gigantesca biblioteca de Babel borgiana, é um universo de informações que se tornam invisíveis pela dificuldade de organização e hierarquização, pela dificuldade de encontrar o que é relevante. Quando tudo é acessível, pouco é relevante.

Neste universo, as redes sociais parecem organizar-se como filtros, no sentido de auxiliar na organização dessas informações. Como? As redes passam a eleger e atuar como gatekeepers. Através da seleção e da publicação de informações especializadas e localizadas, os atores sociais estão construindo relevância, a partir de valores sociais como reputação. Nichos de pessoas interessadas em determinados assuntos vão produzir informações relevantes, detalhadas e novas. Esses atores vão filtrar as informações do ciberespaço e publicá-las, para quem quiser ouvir/ler. Através da escolha de seus próprios gatekeepers, os demais atores vão construir uma leitura focada das informações que lhes são importantes. Essa leitura é assim, personalizada, através da escolha de suas próprias fontes informativas.

Vários exemplos dessas atuações já foram especificados pela literatura. Mas além do jornalismo cidadão ou participativo, construído pela ação dos atores sociais, o papel de gatekeeper a que me refiro parece ser ainda mais amplo. Quando um determinado ator social seleciona sua lista de leituras de feeds, por exemplo, está filtrando as informações a partir de outros filtros. E se as republicar em outras ferramentas, também será, ele mesmo, um filtro para os demais. O papel da rede social vai ainda mais longe: além de filtrar, ela qualifica, complementa, discute. Uma informação que é passada adiante no Twitter, por exemplo, raramente o é sem uma qualificação, um julgamento de valor ou observação daquele que a passa. O próprio "retweet" é um instrumento que qualifica uma informação, lida e considerada relevante pela rede. Mesmo um feed que é repartido com a rede social é valorizado. Trata-se, assim, de uma nova estrutura informacional, onde o trabalho de filtragem de informações é realizado pelos próprios atores para os próprios atores sociais. Cada informação pode ser trazida à luz, desconstruída, discutida, repassada e debatida por ação dessas redes em uma dimensão completamente nova e em escala quase planetária.

Um dos grandes questionamentos que permeia esta mudança é, justamente, seu impacto na mídia tradicional e no jornalismo. Não sabemos bem, ainda, como essas redes poderão atuar junto aos veículos informativos tradicionais. Mas sabemos que uma grande parte da informação que começa a ser veiculada e considerada relevante pelas redes sociais off-line está vindo dessa efervescência informacional dos espaços on-line e dos novos gatekeepers.

Nota do Editor
Texto gentilmente cedido pela autora. Originalmente publicado no site Jornalistas na Web. Raquel Recuero é doutora em Comunicação, professora e pesquisadora da Universidade Católica de Pelotas e do CNPq e consultora em mídias sociais. Mantém o blog Social Media.


Raquel Recuero
Pelotas, 6/4/2009

Mais Raquel Recuero
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Ateneu - Biblioteca Folha 16
Raul Pompéia
Ediouro



Guia para Elaboração de Monografias e Trabalhos de Conclusão de C
Alexandre Lintz e Gilberto de Andrade Martin
Atlas
(2000)



Criando Você e Cia
William Bridges
Campus
(1998)



Black Rock Shooter Innocent Soul - Vols 1 ao 3
Huke e Sanami Suzuki
Panini Comics
(2016)



Tu Frankenstein III
Vários autores
Besouro Box
(2015)



Sénèque, sa vie, son oeuvre, sa philosophie
Pierre Grimal
Presses Universitaires de France
(1957)



Prehistoria de Suramérica
Juan Schobinger
Labor
(1973)



Cadernos de Leituras - Clássicos Brasileiros
Mariana Mendes (org.)
Companhia das Letras
(2015)



A Polegarzinha
Vários
Impala
(2000)



Memórias de um fusca
Orígenes Lessa
Global
(2013)





busca | avançada
51542 visitas/dia
1,8 milhão/mês