Em defesa de John Neschling | Nelson Rubens Kunze

busca | avançada
43247 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
ENSAIOS

Segunda-feira, 20/4/2009
Em defesa de John Neschling
Nelson Rubens Kunze

+ de 4200 Acessos

É uma ironia do destino. No momento em que a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo alcança a maior repercussão da história sinfônica nacional, a Fundação Osesp decide romper o contrato e demitir o maestro John Neschling, principal responsável pelas conquistas da orquestra.

Não custa repetir. No que diz respeito à atividade de nossa música clássica, a Osesp é um marco histórico, um divisor de águas. Um projeto visionário e um investimento público inédito viabilizaram uma realidade cultural que alçou a vida musical paulista a patamares de qualidade internacional. São poucas as cidades no mundo que possuem uma orquestra que oferece um repertório equiparável ao da Osesp. Uma orquestra dinâmica, participativa, que impulsiona a vida e a cultura, com um repertório erudito, vivo, instigante e provocador. E isso se deve em grande parte à visão e à liderança de um empreendedor, o maestro John Neschling.

Qual é a força, senão a de interesses estranhos aos da promoção cultural, que faria cristalizar a decisão de demitir um maestro que realiza um trabalho paradigmático reconhecido cada vez mais no mundo inteiro? Qual é a motivação capaz de afastar antecipadamente da direção desse projeto o seu mentor e diretor?

Todos sabemos que o maestro Neschling é um homem de personalidade forte, que sabe o que quer e que não mede esforços para alcançar suas metas. Mas todos sabemos, também, que a Fundação Osesp, o maestro e a orquestra vinham sofrendo pressões. Por que razão? Por que não havia mais "condições políticas" de sustentar o maestro? Por que tornou-se imperativo demitir o maestro que demonstrava, dia após dia, um trabalho exemplar com crescente repercussão mundial? E onde fica o tal do interesse público ― concertos, programas educacionais, formação de público, edição de partituras, encomenda de obras, gravação de CDs, projeto academia, transmissões radiofônicas etc. ―, que nessa área nunca fora tão bem atendido?

Claro que a orquestra sinfônica que desejamos ― como projeto cultural público ― é aquela que não dependa exclusivamente de um maestro. A orquestra deve estar inserida em um arcabouço institucional maior, que promova a produção cultural bem como a sua inserção social. Também esse passo foi dado por John Neschling em conjunto com o governo, quando foi criada a Organização Social Fundação Osesp e assinou-se o contrato de gestão. Naquele momento, em 2005, quando implantou-se um novo e moderno modelo de gestão pública, a orquestra ganhou uma estrutura institucional, que tem como finalidade fornecer as condições para a consolidação de suas importantes conquistas.

O modelo das Organizações Sociais da Cultura repousa sobre dois fundamentos: o do financiamento seguro e o da autonomia de gestão. Fernando Henrique Cardoso, presidente do Conselho da Fundação Osesp, garantiu que, no caso Neschling, a autonomia da Fundação perante o governo esteve preservada. Quanto ao financiamento, esperamos que a Fundação Osesp tenha a percepção cultural e a força necessária para que possa ― mesmo sem ter ao lado alguém com a perseverança e o compromisso do maestro Neschling ― garantir a continuidade do investimento financeiro estatal que este projeto paradigmático exige.

Não sei se a comunidade musical já se deu conta de que, além de termos perdido um maestro, também perdemos um dos mais eloquentes, articulados e aguerridos defensores de nossos interesses e da promoção da música clássica no Brasil.

Não será necessário zelar pela divulgação e memória do trabalho extraordinário que o maestro John Neschling realizou ― tenho certeza de que ele se inscreverá sozinho na história de nosso país. Ainda assim, é uma pena que nossas autoridades não reconheçam o trabalho que o maestro Neschling realizou em prol da cultura e do desenvolvimento de nosso país.

Nota do Editor
Texto gentilmente cedido pelo autor. Originalmente publicado na Revista Concerto nº 148, edição de março de 2009. Nelson Rubens Kunze é diretor-editor da Revista Concerto.


Nelson Rubens Kunze
São Paulo, 20/4/2009

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Do maior e do melhor de Flávio Moreira da Costa
02. As penas do ofício de Sérgio Augusto


Mais Nelson Rubens Kunze
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




TEORIA E PROJETO NA PRIMEIRA ERA DA MÁQUINA
REYNER BANHAM
PERSPECTIVA
(1979)
R$ 25,00



DEMONSTRAÇÃO DE ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS
MARCELO C. ALMEIDA
ASSEMP
(1980)
R$ 7,00



BREVIÁRIO DA CONJUGAÇÃO DE VERBOS
OTELO REIS
FRANCISCO ALVES
(1976)
R$ 5,00



CICLO DA LUA
CÉSAR MAGALHÃES BORGES
PLÊIADE
(2011)
R$ 4,98



BUDA O MITO E A REALIDADE
HERODOTO BARBEIRO
MADRAS
(2009)
R$ 18,00



NEGRAS RAÍZES
ALEX HALEY
CIRCULO DO LIVRO
R$ 29,90



MAIS LINDAS PRECES CURATIVAS - 1ª EDIÇÃO
ESPÍRITO ANGELLIS
PALLAS
(2008)
R$ 22,95



ESTUDOS EM DIREITO NEGOCIAL E OS MECANISMOS CONTEMPORÂNEOS DE
TÂNIA LOBO MUNIZ; MIGUEL ETINGER DE ARAÚJO JR
BOREAL (BIRIGUI SP)
(2014)
R$ 62,82



ATUALIZAÇÃO TERAPEUTICA
F.CINTRA DO PRADO/ JAIRO RAMOS/ J. R. VALLE
LUSO ESPANHOLA E BRASILEIRA
(1958)
R$ 13,00



A ROUPA E A MODA - UMA HISTÓRIA CONCISA - 1ª EDIÇÃO
JAMES LAVER
COMPANHIA DAS LETRAS
(1989)
R$ 85,95





busca | avançada
43247 visitas/dia
1,3 milhão/mês