Pelo e-mail | Flamarion Daia Junio

busca | avançada
29939 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
>>> Steve Jobs em 1997
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Até você se recompor
>>> Lobão e Olavo de Carvalho
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> Crítica à arte contemporânea
>>> A literatura feminina de Adélia Prado
>>> Jorge Caldeira no Supertônica
>>> A insustentável leveza da poesia de Sérgio Alcides
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Millôr e eu
>>> As armas e os barões
Mais Recentes
>>> Aí vem o sonhador de Ronald S. Wallace pela Vida (2014)
>>> Cantando ao Senhor de D. Martyn lloyd- Jones pela Pes (2013)
>>> A vida crucificada de A.w. tozer pela Vida (2013)
>>> Relógio de Pandora de John J. Nance pela Record
>>> A Vinha do Desejo de Sylvio Back pela Geração Editorial (1993)
>>> Mana Silvéria de Canto e Melo pela Civilização Brasileira (1961)
>>> O Ladrão de Palavras de Marco Túlio Costa pela Record (1983)
>>> Belle Époque de Max Gallo pela Globo/ RJ. (1989)
>>> Sonetos (livro de Bolso) de Antero de Quental pela Edições Cultura/ SP.
>>> O Imprecador de René-Victor Pilhes pela Círculo do Livro
>>> Escola de Mulheres (Capa dura) de Molière (Tradução): Millôr Fernandes pela Circulo do Livro (1990)
>>> Vida Incondicional de Deepak Chopra pela Best Seller (1991)
>>> Poesias Escolhidas de Sá de Miranda pela Itatiaia (1960)
>>> Prosas Históricas de Gomes Eanes De Zurara pela Itatiaia (1960)
>>> Historiadores Quinhentistas de Rodrigues Lapa (Seleção pela Itatiais (1960)
>>> Os Oceanos de Vênus de Isaac Asimov pela Hemus (1980)
>>> O Vigilante de Isaac Asimov pela Hemus (1976)
>>> Today and Tomorrow And... de Isaac Asimov pela Doubleday & Company (1973)
>>> Como Fazer Televisão de William Bluem pela Letras e Artes (1965)
>>> Clipper Em Rede - 5. 01 de Gorki da Costa Oliveira pela Érica (1999)
>>> Para Gostar de Ler - Volume 7 - Crônicas de Carlos Eduardo Novaes e outros pela Ática (1994)
>>> londres - American Express de Michael jackson pela Globo (1992)
>>> Programando em Turbo Pascal 5.5 inclui apêndice da versão 6.0 de Jeremy G. Soybel pela Makron Books (1992)
>>> Lisa- Biblioteca do Ensino Médio -vol. 7 - Ciências - Minerais e sua pesquisa de Aurélio Bolsanelo pela Livros Irradiantes (1973)
>>> Ciências - Corpo Humano de Francisco Andreolli pela Do Brasil (1988)
>>> standard postage stamp catalogue de Sem autor pela Scott (1976)
>>> standard postage stamp catalogue de Sem autor pela Scott (1977)
>>> standard postage stamp catalogue de Sem autor pela Scott (1977)
>>> A World on Film de Stanley Kauffmann pela Harper & Row (1966)
>>> American Wilderness de Charles Jones pela Goushã (1973)
>>> Brazil on the Move de John dos Passos pela Company (1963)
>>> A Idade Verdadeira ( Sinta-se mais Jovem cada dia) de Michael R. Roizen M.D. pela Campus (2007)
>>> The Experience of America de Louis Decimus Rubin pela Macmillan Company (1969)
>>> Regions of the United States de H. Roy Merrens pela Nally & Company (1969)
>>> The Making of Jazz de James Lincoln Collier pela Company (1978)
>>> The Borzoi College Reader de Charles Muscatine pela Alfred. A. Knopf
>>> Architecture in a Revolutionary Era de Julian Eugene Kulski pela Auropa (1971)
>>> Asatru - Os Deuses do Tempo de Bruder pela Do autor (2018)
>>> Talento para ser Feliz de Leila Navarro pela Thomas Nelson Brasil (2009)
>>> Trappers of the West de Fred Reinfeld pela Crowell Company (1957)
>>> Familiar Animals of America de Will Barker pela Alastair (1956)
>>> Asatru - Os Deuses do Tempo de Bruder pela Do autor (2018)
>>> O Outro Lado do Céu de Arthur C. Clarke pela Nova Fronteira (1984)
>>> international human rights litigation in U. S. courts de Beth stephens pela Martiuns (2008)
>>> the round dance book de Lloyd shaw pela Caxton printers (1949)
>>> Fonte de Fogo de Anne Fraisse pela Maud (1998)
>>> The Story of Baseball de John Durant pela Hastings House (1947)
>>> Dicionário de Clínica Médica - 4 volumes de Humberto de Oliveira Garboggini pela Formar
>>> Modern artists na art de robert L. Hebert pela A spectrum book (1964)
>>> A Treasury of American Folklore de Benjamin Albert Botkin pela Crown (1947)
COMENTÁRIOS

Quarta-feira, 27/11/2002
Comentários
Leitores


Pelo e-mail
Caro Alexandre, eu tentei seguir seu conselho, mas não deu certo. Bom, vou mandar pelo e-mail. Abraços, Flamarion Daia Júnior

[Sobre "Filhos de Francis"]

por Flamarion Daia Junio
27/11/2002 às
11h27 200.103.43.29
(+) Flamarion Daia Junio no Digestivo...
 
Ô cara chato...
Flamarion, o senhor é muito chato, sabia? Alguém já lhe disse isso???? Alexandre, quando você atualizará sua coluna? Porque acho que já perdeu o sentido, toda essa confusão. Abraços.

[Sobre "Filhos de Francis"]

por Guilherme Reckena
27/11/2002 às
10h29 200.148.23.60
(+) Guilherme Reckena no Digestivo...
 
Pintura ainda é Arte
Professor Alberto, É um privilégio participar de seus cursos de História da Arte e também de "embarcar" em seus textos tão "redondos" e também "diretos". Matisse e Picasso, de Ive-Alain Bois e outros livros de Arte, as exposições que eu já vi desses "gênios" da Pintura, ganham uma nova dimensão através de "seu olhar" de apaixonado pela Arte, pela Vida e pelo Homem. Eu amo Cézanne, Picasso, Gauguin, Matisse, e amo também, de paixão, Van Gogh, Munch, Pollock, Anselm Kiefer,Baselitz, Antoni Tàpies, Iberê Camargo, Frida Kahlo... Quero ainda ouvir muito de você sobre todos eles e sobre a Pintura que "ainda é Arte". Digestivo Cultural já está nos meus favoritos. Um grande abraço Tania Nitrini

[Sobre "Matisse e Picasso, lado a lado"]

por Tania Nitrini
23/11/2002 às
08h09 200.158.28.129
(+) Tania Nitrini no Digestivo...
 
Tente de novo
Vamos fazer o seguinte, Flamarion. Tente mais uma vez. Se não conseguir, mande a mensagem para mim, que eu a coloco aqui. Mas uma dica: experimente clicar no botão de "Enviar" duas vezes. Um abraço - Alexandre Soares.

[Sobre "Filhos de Francis"]

por Alexandre Soares
27/11/2002 às
03h47 200.207.125.11
(+) Alexandre Soares no Digestivo...
 
Ai, que preguiça ...
Eu já havia pensado sobre isso, mas achei que fosse maluquice minha, acredita? Hahaha! Bom saber que também há outras pessoas compartilhando deste ponto de vista. Fico feliz. Excetuando-se alguns itens do texto, o restante está em perfeita sincronia com meu ponto de vista. Parabéns, Eduardo. Porém, não estamos na Argentina, tampouco na Patagônia. Nosso país é o Brasil e apenas concluir o óbvio no conforto de nosso teto não é o bastante para tornar o ar mais respirável, se é que me entende. Abraços.

[Sobre "Uma verdade incômoda"]

por Fabiana
27/11/2002 à
01h33 200.171.251.170
(+) Fabiana no Digestivo...
 
Terminando.
DE VOLTA AO COMEÇO: Meu Caro, Rafa ou Frank, seja lá quem for. Em ÚLTIMO lugar, não precisa sair em defesa de Clarissa,pois ela me mandando um e-mail, o que achei muito gentil da parte dela e parece que tudo não passou de um mal- entendido.

[Sobre "Dirty Dancing - Ritmo Quente"]

por Jorge
27/11/2002 à
01h17 200.153.112.215
(+) Jorge no Digestivo...
 
Flores para los muertos.
Apesar do primitivismo de sua linguagem, ao usar gírias como “Manézão”, ‘babacas”e “super futuro pela frente” (sic), e contando com a vantagem de eu ser uma pessoa que não costuma bater em cachorro morto; mesmo assim sinto-me na necessidade de responder ao seu comentário. O seu comentário é um tanto quanto difícil de se entender, devido a falta de rumo que o norteia...mas seu categórico pedido de suicídio e ajuda, quem sabe um homicídio seu, coisa que não duvido...fico pensando no que seria das pessoas que discordam de você se ao invés de um teclado você tivesse uma metralhadora nas mãos. Seu eu me suicidasse, estaria provocando o imediato futuro e por isso transcendendo uma lei lógica, que diz que cada coisa deve ocorrer no seu devido tempo. A morte como fim à discussão nos lembra o Nazismo. Assim, o que eu tenho que ver com você? Conseguiu me entender? Estamos fora do mesmo circulo de discussão, deixo que os algozes e as atrocidades do mundo moderno, fique nas mãos de Adolf Hitler, e dos mais recentes fatos que pululam diante de nossos olhos quando ligamos a televisão ou abrimos os jornais. Digestivo Cultural: o que tem se por cultura? O enobrecimento da alma, a riqueza do espírito, a busca do conhecimento e isso só ocorre quando há discussão. Sem discussão só existe o primarismo; algo que me ocorreu ao ler suas mau traçadas letras. Você não evoluiu, não que eu esteja chamando-o de símio, mas sim que você é um ser primário, que tem por objetivo eliminar a discussão da sociedade; contudo você não está só, não, milhares de pessoas estão tentando em milhares de lugares no mundo terminar com a discussão, com a dialética e o debate. Talvez você se desse bem no Iraque. Ou em outro qualquer país onde a liberdade de expressão é proibida. Ainda bem que a juventude desistiu de tomar o poder. A nossa juventude, não generalizando obviamente, está atualmente preocupada em tomar o porrete e tirar da frente quem os incomoda. Como diria Machado de Assis, lembra-se dele? “Ao vencedor, as batatas” Sua voz ou e-mail, soa-me como um rádio fora de freqüência, não consigo te ouvir, te entender? Entendeu? ENTENDEU????E T N D U ?? N E N D ?? E N D. end. "There is no conversation more boring than the one where everybody agrees." - Michel de Montaigne

[Sobre "Dirty Dancing - Ritmo Quente"]

por Jorge
27/11/2002 à
01h13 200.153.112.215
(+) Jorge no Digestivo...
 
Virgula
creio que faltou uma virgula depois do Flamarion.

[Sobre "Filhos de Francis"]

por Antonio
26/11/2002 às
23h47 152.163.189.71
(+) Antonio no Digestivo...
 
diretores da Petrobras
Ate agora o comentario #95, do Flamarion foi o que mais se aproximou do que realmente era o Francis.Que o digam os diretores da Petrobras.

[Sobre "Filhos de Francis"]

por Antonio
26/11/2002 às
23h44 152.163.189.71
(+) Antonio no Digestivo...
 
A origem dos erros
Caro senhor Hayek Para se informar, o Paulo Francis não era confiável. Ele era uma pessoa muito charmosa, que encantava se exibindo, e um homem inteligentíssimo e dedicado a alta cultura - coisa que não há na imprensa brasileira. Por isso Paulo Francis, na hora de informar, era muitas vezes leviano, negligente, snobe e desinteressado de conferir suas informações, ou de fazer pesquisas por conta própria. Ele tinha muitos preconceitos contra a classe política, e quando as informações confirmavam seus preconceitos ele não se dava ao trabalho de checá-las. Por outro lado, ele não gostava de comentar a política brasileira, e muitas vezes parecia querer se livrar do assunto, quando escrevia. Essas coisas reais prejudicaram e muito seu trabalho. Há que se considerar ainda que muitos brasileiros não sabiam realmente do que Paulo Francis falava, e portanto ele não tinha que temer cobranças, o que lhe permitia agir irresponsavelmente ( o Olie vai pelo mesmo caminho. Daqui a alguns anos, se ele ainda tiver uma coluna no Globo, o que é duvidoso, veremos uma mancada atrás da outra... ). Já disse e repito: o prestígio de Paulo Francis é uma prova do mal estado da cultura brasileira ( bem que Paulo Francis lutou contra isso. Ele sabia que não merecia o destaque todo que tinha... ). Até aqui, para explicar o que eu penso ter sido a origem dos erros do Paulo Francis. Agora, vamos aos erros.

[Sobre "Filhos de Francis"]

por Flamarion Daia Junio
26/11/2002 às
23h17 200.103.45.232
(+) Flamarion Daia Junio no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A FORMAÇÃO CONTINUADA DE ALFABETIZADORAS
CRISTIANGREY QUINDERÉ GOMES
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 391,00



IMPACTO DE UMA INTERVENÇÃO EDUCATIVA SOBRE FRUTOS DO CERRADO
BÁRBARA VERÔNICA CARDOSO DE SOUZA, RAYSSA G. L. P. LUZ UND REGILDA S. R. MOREIRA-ARAÚJO
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 349,00



EXTRAÇÃO DE ARGILA
ELVIS PANTALEÃO FERREIRA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00



DANIEL BERG ENVIADO POR DEUS VERSÃO AMPLIADA
DAVID BERG
CPAD
(1995)
R$ 60,00



EVANGELHO PARA VIVER
WALTER MIRANDA
PAULINAS
(1971)
R$ 15,00



SINAIS DE ESPERANÇA
ALEJANDRO BULLON
CASA PUBLICADORA BRASILEIRA
(2008)
R$ 8,00



RUA DO MEDO A VIDENTE
R. L. STINE
ROCCO
(1999)
R$ 7,00



DICAS DE BELEZA DA BARBIE
FABIANE ARIELLO
FUNDAMENTO EDUCACIONAL
(2008)
R$ 10,00



PSICOLOGIA EDUCACIONAL
MARLENE RODRIGUES
MCGRAW-HILL
(1976)
R$ 10,00



PODERES EXTRAORDINÁRIOS
JOSEPH FINDER
ROCCO
(2000)
R$ 6,50





busca | avançada
29939 visitas/dia
1,1 milhão/mês