Comentários de Jorge | Digestivo Cultural

busca | avançada
60226 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Livro beneficente ensina concurseiros a superar desafios e conquistar sonhos
>>> Cia Triptal celebra a obra de Jorge Andrade no centenário do autor
>>> Sesc Santana apresenta SCinestesia com a Companhia de Danças de Diadema
>>> “É Hora de Arte” realiza oficinas gratuitas de circo, grafite, teatro e dança
>>> MOSTRA DO MAB FAAP GANHA NOVAS OBRAS A PARTIR DE JUNHO
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
Últimos Posts
>>> Parei de fumar
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Mínimas
>>> Ascese, uma instalação do artista Eduardo Faria
>>> Parangolé: anti-obra de Hélio Oiticica
>>> Tom Wolfe
>>> Queen na pandemia
>>> A história do Olist
>>> Kubrick, o iluminado
>>> Mr. Sandman
>>> Unchained by Sophie Burrell
>>> Reflexões na fila
Mais Recentes
>>> Qual é o Seu Lugar no Mundo de Leila Navarro pela Gente (2003)
>>> Fallen de Lauren Kate pela Galera Record (2010)
>>> Homem: o Sexo Frágil de Flávio Gikovate pela Mg (1989)
>>> A Magia do Acaso de Renato Marcondes, Maurício Gutemberg pela Dédalo (2009)
>>> Iniform Commercial Code de Stone pela Bradford Stone
>>> O Presente do Meu Grande Amor: 12 Histórias de Natal de Stephanie Perkins pela Intrinseca (2014)
>>> Candangos Tracos de Brasília de Cezar Britto pela Aracaju (2021)
>>> Entre o Amor e a Guerra de Zibia Gasparetto pela Lucius (1998)
>>> Ética Empresarial na Pratica de Mario Sergio Cunho Alencastro pela Ibpex (2010)
>>> Teto, Sentimento e Pele de Fernando di Primo pela Do Autor (1989)
>>> Liderança do trabalhador cristão de Pe. Urbano Rausch pela Loyola (1973)
>>> Aladdin a História do Filme Que Encanta Gerações de Disney pela Universo dos Livros (2019)
>>> Repertório de Politica Externa: Posições do Brasil de Fundação Alexandre Gusmão pela Fundação Alexandre Gusmão (2007)
>>> O Paulo do Gato a aventura do recém- descasado de Marcus Barros Pinto pela Objetivo (1999)
>>> Organização do Futuro de Peter F Drucker pela Futura (1997)
>>> O Sensacional livro antitedio do Lucas Rangel de Lucas Rangel pela Pararela (2016)
>>> Viajando de 1850 Ate 1900 Tunel do Tempo de Martinez pela Ftd (1997)
>>> Neurophilosophy of Free Will de Henrik Walter; Cynthia Klohr pela Mit Press (2009)
>>> A Conquista do espaço político de Maria Lúcia de Oliveira pela Jornal a Tarde (1983)
>>> Comece Hoje a Dizer - Eu Te Amo de Stephen Arterburn / Carl Dreizler pela Thomas Nelson (2012)
>>> Gestão Dde Hotelaria e Turismo de Reinaldo Dias e Outros pela Pearson (2005)
>>> Zeélia Uma Paixão de Fernando Sabrino pela Record (1991)
>>> Gestão para um Mundo Melhor de Elcio Anibal de Lucca pela Elsevier (2008)
>>> Vincent Van Gogh de Vincent Van Gogh pela Atica (2006)
>>> Florência Diante de Deus de Eliezer Moreira pela Patuá (2015)
COMENTÁRIOS >>> Comentadores

Sexta-feira, 29/11/2002
Comentários
Jorge


Literatura de almanaque
Caro Alexandre: Numa cultura subdesenvolvida como a nossa você espera que comentários elogiosos sejam a ordem do dia no D.C.? Ser contestado por um sujeito vagamente desequilibrado? Afinal apenas pessoas ditas "normais" poderiam comentar um texto? Virginia Woolf era bipolar, Machado de Assis era epilético, John Nash é esquizofrênico...e por aí vai... Se você espera que tudo ocorra de maneira ordenada e só uma elite leia o que está sendo escrito, você está sendo pedante. Isto jamais vai ocorrer em nenhum lugar do mundo. Na maioria dos casos, estamos lidando com cabeças muito diferentes. Nem todos têm acesso ao ensino superior no nosso país. Será que só estes devem opinar? O autor da coluna não precisa ficar arrasado por que alguém criticou o que ele escreveu de maneira ignorante. Se ele sabe do que está falando, não há por quê. Os comentários dos leitores, só servem para que estes mesmos aprendam da visão dos leigos. Uma pessoa abalizada na arte de escrever, certamente não vai tremer diante de um molequinho de Mogi das Cruzes ou um desequilibrado do Baixo Leblon. O problema todo está no ego. Quando alguém é recrutado para ser colunista, é por que ele está preparado para escrever do que ele sabe, caso contrário não o estaria fazendo. E comentários esdrúxulos, de egos inflados, certamente serão linhas a serem toleradas, mas nunca levadas a sério por um bom jornalista, ou leitor atento. "O medíocre discute pessoas. O comum discute fatos O sábio discute idéias." Provérbio Chinês

[Sobre "Polêmicas"]

por Jorge
29/11/2002 às
08h23 200.153.112.198
 
Câmbio, desligo...
Eu pensei que Frank L. Smith iria se pronunciar sobre o meu comentário, feito a partir do tosco "7 - Tem pessoas babacas com P.C.", e vejo que ele sumiu...Quem sabe ele tenha se suicidado, para felicidade de uns e infelicidade de outros. Infelizmente ele não está pronto para o debate; meu comentário em nenhum momento, apesar de não parecer, quis ser maldoso com a colunista Clarissa Kuschinr, primeiro por que não sei quem escolhe os filmes a serem comentados, se ela mesma ou o D.C. Segundo, apenas quis ser engraçado, e concordo que passei da medida, afinal, o que está para se comentar é a coluna, e não a colunista. Terceiro, já li as colunas dela sobre: "O quarto do filho" que pretendo comentar brevemente, e "Cantando na chuva". Quando li o comentário do Frank, que a Clarissa tem um "super futuro pela frente", me lembrei de um comentário que fizeram sobre a Marilyn Monroe, outra coluna que pretendo ler; Acho que foi Billy Wilder que disse, quando perguntado sobre o que achava de Marilyn: "Uma atriz com um grande futuro pelas costas"...como ele estava enganado; ela também teve um grande futuro pela frente, mas eu desejo a Clarissa um futuro brilhante, principalmente no livro biográfico sobre Rubens Ewald Filho, esse cara sabe tudo de cinema. Mas meu crítico predileto sempre foi Paulo Francis, por não ter papas na língua, e dizer a verdade sobre Hollywood e seu cinemão. A decadência de Hollywood a partir dos anos 70 é inquestionável...quando a era Travolta surgiu, são raros os filmes, a partir daí, que mereçam uma revisão. Por último, Fabiana, obrigado por me mostrar o caminho de volta pra casa. Realmente, temos que respeitar o gosto alheio. Você foi um farol, que brilhou num mar de "Dirty Dancings", "Flashdances", "Saturday Night Fervers", e muitos outros.

[Sobre "Dirty Dancing - Ritmo Quente"]

por Jorge
29/11/2002 à
01h01 200.153.112.201
 
Horizonte Perdido
Caro Eduardo Carvalho, Seu texto traduz o romantismo e a utopia de quem pensa estar falando a multidões e isto o torna merecedor de aplausos. Mais pela sua coragem de dar a cara a bater num texto um tanto quanto perigoso. Sinto pela triste comparação do escritor, Jorge Luis Borges, sem desmerece-lo, onde o coloca num patamar superior aos nossos grandes Machado de Assis, Guimarães Rosa, Euclides da Cunha, entre tantos outros. Não vejo os problemas do país necessariamente na sua localização, ou clima, no nosso caso o tropical. Tudo dependerá da educação que este povo recebe, e como ele é conduzido. Apesar de tudo acho seu texto perturbador, no sentido de induzir a reflexão e ao diálogo. Não há vencedores, apenas alguém tenta nos mostrar mais um caminho, uma visão, uma realidade... "A melhor maneira de sermos enganados é julgarmo-nos mais espertos do que os outros" - Rochefoucauld

[Sobre "Uma verdade incômoda"]

por George
28/11/2002 à
00h55 200.153.112.201
 
Terminando.
DE VOLTA AO COMEÇO: Meu Caro, Rafa ou Frank, seja lá quem for. Em ÚLTIMO lugar, não precisa sair em defesa de Clarissa,pois ela me mandando um e-mail, o que achei muito gentil da parte dela e parece que tudo não passou de um mal- entendido.

[Sobre "Dirty Dancing - Ritmo Quente"]

por Jorge
27/11/2002 à
01h17 200.153.112.215
 
Flores para los muertos.
Apesar do primitivismo de sua linguagem, ao usar gírias como “Manézão”, ‘babacas”e “super futuro pela frente” (sic), e contando com a vantagem de eu ser uma pessoa que não costuma bater em cachorro morto; mesmo assim sinto-me na necessidade de responder ao seu comentário. O seu comentário é um tanto quanto difícil de se entender, devido a falta de rumo que o norteia...mas seu categórico pedido de suicídio e ajuda, quem sabe um homicídio seu, coisa que não duvido...fico pensando no que seria das pessoas que discordam de você se ao invés de um teclado você tivesse uma metralhadora nas mãos. Seu eu me suicidasse, estaria provocando o imediato futuro e por isso transcendendo uma lei lógica, que diz que cada coisa deve ocorrer no seu devido tempo. A morte como fim à discussão nos lembra o Nazismo. Assim, o que eu tenho que ver com você? Conseguiu me entender? Estamos fora do mesmo circulo de discussão, deixo que os algozes e as atrocidades do mundo moderno, fique nas mãos de Adolf Hitler, e dos mais recentes fatos que pululam diante de nossos olhos quando ligamos a televisão ou abrimos os jornais. Digestivo Cultural: o que tem se por cultura? O enobrecimento da alma, a riqueza do espírito, a busca do conhecimento e isso só ocorre quando há discussão. Sem discussão só existe o primarismo; algo que me ocorreu ao ler suas mau traçadas letras. Você não evoluiu, não que eu esteja chamando-o de símio, mas sim que você é um ser primário, que tem por objetivo eliminar a discussão da sociedade; contudo você não está só, não, milhares de pessoas estão tentando em milhares de lugares no mundo terminar com a discussão, com a dialética e o debate. Talvez você se desse bem no Iraque. Ou em outro qualquer país onde a liberdade de expressão é proibida. Ainda bem que a juventude desistiu de tomar o poder. A nossa juventude, não generalizando obviamente, está atualmente preocupada em tomar o porrete e tirar da frente quem os incomoda. Como diria Machado de Assis, lembra-se dele? “Ao vencedor, as batatas” Sua voz ou e-mail, soa-me como um rádio fora de freqüência, não consigo te ouvir, te entender? Entendeu? ENTENDEU????E T N D U ?? N E N D ?? E N D. end. "There is no conversation more boring than the one where everybody agrees." - Michel de Montaigne

[Sobre "Dirty Dancing - Ritmo Quente"]

por Jorge
27/11/2002 à
01h13 200.153.112.215
 
A insustentável leveza do ser
Fabiana, peço desculpas se a ofendi...realmente não era esse meu intento. Por falar em ódio, o qual não abrigo em meu coração (por que será que os camps são tão dramáticos, daí surge a hilariedade)...um bom filme para se ver é "Rastros de Ódio" um verdadeiro clássico, ou no gênero musical "Top Hat". De agora em diante juro que não mais lerei os comentários de cinema desta sessão, ou desta colunista; li apenas com o intento de me divertir. Apenas um conselho, não leve tudo tão a sério, procure rir dos fatos mais prosaicos da vida, como o meu comentário sobre o filme. Assista John Waters, ou quem sabe Chaplin, Buster Keaton. Um sábio uma vez disse a seguinte frase:"Ficar ofendido é o que repousa no seio dos estúpidos". E lembre-se vivemos "ainda" numa democracia todos tem o direito de opinar sobre qualquer assunto; assim a dialética ainda continua sendo a maneira mais sábia de sanar qualquer pendenga. Sem mais, minhas sinceras desculpas.

[Sobre "Dirty Dancing - Ritmo Quente"]

por Jorge
23/11/2002 às
15h10 200.153.112.214
 
Viva Glauber
My God!!! Eu não acredito que alguém, sinta-se feliz com o lançamento de "Dirty Dancing" em DVD e escreva uma coluna para relembrar seus bons tempos. Com certeza você deve ser fã dos Menudos, e seu hit favorito deve ser do dominó "Tô P. da vida" - seu texto é hilário e custo acreditar que você possa estar escrevendo, ou se expressando sobre um filme tão..boçal, infantil, americanizado e debilóide. Viva Glauber, Welles, Joaquim Pedro de Andrade, etc... Aposto que você deve estar ansiosa pelo lançamento de "lambada - o ritmo quente", quem sabe papai Noel é bonzinho com vc e te traz no dia 25 mais um desses seus clássicos??? Quanto aos comentários dos leitores...sem comentários.

[Sobre "Dirty Dancing - Ritmo Quente"]

por Jorge
23/11/2002 às
04h50 200.153.112.217
 
Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Iracema - Nobel
José de Alencar
Nobel
(2009)



Xeque-mate (lacrado)
Malorie Blackman
Galera Record
(2011)



O livro dos Vampiros a enciclopédia dos mortos vivos
J. Gordon Melton
Makron Books
(1995)



O Cavalo da Noite
Hermilo Borba Filho
Círculo do Livro
(1975)



Amantes - Histórias Reais de Sedução, Poder e Ambição
Leigh Eduardo
Civilização Brasileira
(2011)



Escola de inteligência
J. E. Klausnitzer
Ediouro
(1985)



Poluição: A Doença da Terra
Ronaldo Bandeira
Vozes
(1977)



Vovó Conta de Que São Feitas as Coisas
Anna Maria Freire Endler
Livraria da Física
(2007)



A Consciência Religiosa no Homem Moderno. Notas para católicos "engajados"
Luigi Giussani
Companhia Ilimitada
(1988)



Rodamoinhos
Fernanda Oliveira
Imprimatur
(2013)





busca | avançada
60226 visitas/dia
1,8 milhão/mês