Quinta Geração de Colunistas | Digestivo Cultural

busca | avançada
20716 visitas/dia
829 mil/mês
Mais Recentes
>>> TV Brasil exibe especial 'Sonho Meu' em homenagem a Dona Ivone Lara nesta sexta (20)
>>> Alexandre Hallais, um dos escritores mais evidentes da atualidade fecha parceria com a Soul Editora
>>> Juiz federal estreia na literatura com contos sobre heróis históricos
>>> Alessandro Ferrari Jacinto e Marisa Folgato lançam 'Alzheimer' na Livraria Martins Fontes
>>> Programa de Edição de Textos de Docentes da Unesp 2018
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Nobel, novo romance de Jacques Fux
>>> De Middangeard à Terra Média
>>> Dos sentidos secretos de cada coisa
>>> O pai da menina morta, romance de Tiago Ferro
>>> Joan Brossa, inéditos em tradução
>>> Sebastião Rodrigues Maia, ou Maia, Tim Maia
>>> 40 anos sem Carpeaux
>>> Minha plantinha de estimação
>>> Corot em exposição
>>> Existem vários modos de vencer
Colunistas
Últimos Posts
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
>>> Psiu Poético em BH esta semana
>>> Existem vários modos de vencer
>>> Lauro Machado Coelho
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
Últimos Posts
>>> Pierrô
>>> Lugar comum
>>> Os galos
>>> Cenas do bar - Wilsinho, o feio.
>>> Desenhos a lápis na poesia de Oleg Almeida
>>> Eloquência
>>> Cenas do bar - Vladimir, o solteiro.
>>> Deu na primeira página...
>>> Palavra vício
>>> Premissas para reflexão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Parangolé: anti-obra de Hélio Oiticica
>>> Adagio ma non troppo
>>> E Benício criou a mulher...
>>> As 48 Leis do Poder, por Robert Greene
>>> Gramado e a ausência de favoritismo
>>> Na Campus Party 2009 II
>>> Mecanismos Internos: Ensaios sobre Literatura, de J.M. Coetzee
>>> A verdadeira resistência
>>> Dicas para a criação de personagens na ficção
>>> Joan Brossa, inéditos em tradução
Mais Recentes
>>> Tríade Deutsch Perfekt - revistas
>>> Os Terceiros 2000 anos
>>> João Ternura
>>> Fauna de Venezuela
>>> El Libro De La Salsa
>>> Criando filhos ( o modo de Deus )
>>> Uma sustentável revolução na floresta
>>> il Riso in Tasca
>>> Trilogia Deutsch Perfekt- cidades da Alemanha- Hamburg-Koln, Dusseldorf ( 28 Seiten Spezial Nordrhein-Westfalen
>>> Ele viu os Céus abertos
>>> Curso de Estradas
>>> Mecânica dos Solos e suas Aplicações
>>> Construções de Concreto - Vol. 4
>>> Construções de Concreto - Vol. 3
>>> Construções de Concreto - Vol. 1
>>> Construções de Concreto - Vol. 5
>>> El Engaño Populista
>>> Los Brujos de Chávez
>>> Venezuela Energética
>>> Bumerán Chavez
>>> Estado Delincuente
>>> Boves El Urogallo
>>> Cuco
>>> A Bolsa e a Vida - 1ª Edição
>>> Função ceo a descoberta do prazer
>>> Função ceo a descoberta do amor
>>> As cores do amor
>>> Pecaminoso
>>> Coleção Beltranianas - Comunicação e Problemas Luiz Beltrão Parte III
>>> Silicone XXI
>>> Casas Junto Al Mar
>>> Minha Experiência em Brasília
>>> Meu pé de laranja lima
>>> Desenho de Paisagem Urbana
>>> Canaa
>>> Curso de Propriedade Intelectual Para Designers
>>> O Brasil Não Existe!
>>> Apartamentos Urbanos
>>> Arquitetura e Design. Sergio Rodrigues
>>> A Hora Futurista que Passou e Outros Escritos
>>> Uma História da Pintura Moderna
>>> Olhar Sobre o Passado - Volume 1
>>> Quase Vegetariano
>>> Macário
>>> A Dieta de Sonoma
>>> Electra(s)
>>> Anos 70
>>> Édipo Rei de Sófocles
>>> Design e Comunicação Visual
>>> Cézanne: Miniguia de Arte
EDITORIAIS >>> Arrumando a Casa

Segunda-feira, 18/12/2006
Quinta Geração de Colunistas
Julio Daio Borges

+ de 3300 Acessos

Depois da Quarta Geração de Colunistas — sobre a qual eu escrevi no ano passado —, juro que achei que, tão cedo, nós não teríamos uma "nova geração". Em alguns meses não só tivemos como o Digestivo passou por tantas transformações que eu preferiria, aqui, falar um pouco mais do que só das pessoas.

Para começar que, com o crescimento do site e das Colaborações, eu tive de obrigatoriamente me afastar da edição diária. Lendo agora sobre a Quarta Geração — para supostamente retomar de onde parei —, me constrange a intimidade que eu tinha com os Colunistas e que eu expunha sem dó.

Tenho saudade das amizades cultivadas a cada e-mail, mas se eu não me afastasse um pouco jamais teríamos hoje quinze Colunistas e mais os Colaboradores dos Especiais mensais. Não sei mais o que se passa na vida de cada um — são por volta de 25 pessoas —, mas eu me orgulho de o Digestivo ter expandido seus limites para crescer, que ele possa dar hoje chance a mais "novos autores" e que ele possa agradar cada vez mais Leitores.

Outro dia, o Guga Schultze me perguntou da seleção das pessoas e eu poderia responder-lhe que, atualmente, a seleção é mais técnica e menos emocional. Li — ainda na Quarta Geração... — que eu ficava amigo de alguém e já chamava para ser Colaborador. Porque gostava do texto também, é óbvio, mas havia um componente prévio de subjetividade que hoje praticamente não existe mais.

Pelo simples fato de que eu não consigo mais ficar amigo das pessoas antes. E pelo simples fato de que eu vou ficar, infelizmente, cada vez menos amigo das pessoas (atenção: não necessariamente significa que eu vou ficar inimigo das pessoas). Acontece que não dá mais tempo. São dezenas de e-mails todos os dias (para o endereço pessoal e para o "institucional"). O Digestivo passou dos dez Parceiros aos quais eu devo mensalmente satisfação... E eu continuo escrevendo; e continuo tendo idéias para novos businesses.

Saindo um pouco da sessão de mea-culpa, detecto, no Digestivo da Quinta Geração, um forte viés jornalístico, que me agrada. Continuam os Colunistas quase 100% autorais, mas até esses agora se lançam em matérias jornalísticas, coberturas, sem eu nem pedir — para a minha maior surpresa. O Digestivo, portanto, é menos "nós", está mais voltado para o mundo exterior e, mais importante, tem uma "cara" cada vez mais uniforme, sem perder a identidade e o vigor.

Não vou seguir a ordem cronológica; vou falando do que me ocorre. Detecto, também, uma leva de jovens jornalistas, puxados pelo Guilherme Conte, que eu conheci na Casa do Saber, no meu primeiro curso, ministrado pelo Otavio Frias Filho. Talvez eu devesse retroceder até o Fabio Silvestre Cardoso — que, antes de ser Editor-assistente, já dava aulas de jornalismo na universidade. O Guilherme, porém, chamou a atenção do Digestivo para os jovens jornalistas (e vice-versa).

Na esteira do Guilherme, chegaram a Marília Almeida, que eu conheci de idas e vindas no Orkut, a Tais Laporta, amiga dela que já havia me apresentado seu blog (o blog delas), depois a Verônica Mambrini, que eu acho que conheci de um release (ou de outro blog). Todos, a partir do Guilherme, da Cásper Líbero. Todos recém-formados ou por se formar.

A vantagem para o Digestivo é que todos escrevem muito, muito bem. Em segundo lugar, entenderam o funcionamento, a estrutura e o propósito do site. E em terceiro — muito importante para mim —, se lançam sobre os releases (e as pautas) com uma voracidade nunca antes vista. Eles são meus Colaboradores dos sonhos, porque têm a mesma curiosidade que eu tinha no início, só que têm mais energia (porque têm menos idade) e são quatro ou cinco — enquanto que eu sou um só.

Seria injusto não incluir o Marcelo Miranda dentro desse parágrafo de elogios, porque ele é jornalista incansável também, mas, para ser correto, devo dizer que ele é anterior a isso. O Miranda me descobriu não sei como, ouviu minha primeira entrevista na Cultura FM, se identificou, e começou a me escrever e a me enviar matérias suas que saíam num jornal de Juiz de Fora (sua cidade). Com a saída do Lucas Rodrigues Pires, ele assumiu, naturalmente, a cátedra de cinema do Digestivo — e eu considero que ele produz algumas das melhores matérias sobre o assunto na internet.

A Elisa Andrade Buzzo também é jornalista, só que da ECA-USP. Muito presente, sempre me mandando seus periódicos e seus livros, atenciosíssima, conseguiu alguns minutos de mim e eu logo me convenci de que ela precisava ser Colunista. Desde o começo me pareceu mais poeta do que jornalista e tem uns insights líricos que vão expandindo a estrada já pavimentada pela Ana Elisa Ribeiro com seus poemas e contos.

Da velha guarda, além da Ana E (que está produzindo como nunca), tem também a Adriana Baggio (a Adri, que é um dos pilares do Digestivo), o Luis Eduardo Matta (o LEM, que aniversariou com sua LPB, cujo début foi aqui no site), e, de certo modo, ainda, o Ram Rajagopal e o Lisandro Gaertner. São os três do grupo do Rafael Lima, um dos Colunistas-fundadores — como ele mesmo gosta de dizer — do Digestivo Cultural. Todos os três do Rio.

Por incrível que pareça, publiquei o Lisandro pela primeira vez junto com o Lima. No meu antigo site pessoal. (Note que vem, desde lá, minha obsessão em lançar "autores novos"...). O Lima, depois, tentou puxar o Lisandro para ser Colunista do Digestivo. Eu também cansei de convidar ele, pois considero que seus diálogos são os melhores da nossa geração — mas o Lisandro só aceitou, por iniciativa própria, agora, anos depois.

O Ram começou a Comentar no Digestivo (não lembro bem...); ou eu comecei a visitar seu blog. Incentivei ele a escrever uma história dos blogs, do ponto de vista da engenharia de computação (ele é doutor nisso) e ele me entregou um calhamaço virtual tempos depois. Sugeri que quebrasse em partes e que fosse publicando periodicamente. Ainda não concluiu a saga mas virou Colunista. De novo, o Digestivo saiu ganhando.

E eu falei dos líricos — Ana Elisa Ribeiro, Elisa Andrade Buzzo — e acabei pulando o Marcelo Maroldi. O Maroldi veio no impulso da Andréa Trompczynski — outra da Quarta Geração — que o incentivou desde o começo. No primeiro texto que eu publiquei dele, já o achei pouco objetivo e meio confuso. Mal sabia eu que era seu destino: se expandir em sutilezas, arrancar Comentários emocionados dos Leitores e emplacar uma porção de hits.

O Marcelo Spalding eu não incluo em nenhuma dessas categorias porque ele tem sólida formação acadêmica, mas é também escritor e um dos resenhistas de maior fôlego do Digestivo. Acho que o conheci através de um lançamento da editora Casa Verde, quando elogiei um conto seu. Mantivemos contato, eu acho, recebi um texto, publicamos e "demos a largada".

O Rafael Fernandes, nosso atual Colunista de música, é outro fora das categorias. Ele veio através de uma indicação do Eduardo Carvalho, via FGV. No início deu confusão porque ele também é Rafael Azevedo (nome de outro Colunista-fundador), mas o Fernandes (sobrenome do meio) escrevia tão bem que eu segurei ele. Estou feliz que esteja preenchendo essa lacuna na música.

Last but no least, o Rafael Rodrigues, que teve uma ascensão meteórica aqui no Digestivo. Começou mal: mandou um texto pra cá e para o Paralelos ao mesmo tempo. O Augusto Sales, editor de lá, comigo comentou: "Não entendo esses caras que querem sair, ao mesmo tempo, em todo lugar". O texto era bom; passei por cima — até porque foram vindo outros textos igualmente bons. Como o Rafael era um poço de iniciativas, fui atribuindo responsabilidades a ele e, além de Colunista, ele passou de Revisor a Assistente de Edição. O Rafael continua querendo dominar o mundo (mas vou canalizando a energia dele para a gente fazer isso em sociedade...)

E eu não poderia deixar de citar os Colaboradores (criei uma seção, no Expediente, só pra eles), porque estão quase todos os meses aqui, devido aos Especiais. O Jonas Lopes, que é uma dessas precocidades inexplicáveis da internet; o Vitor Nuzzi, que é veterano de redação e que, por isso mesmo, só agrega; a Ana Eliza Nardi, que acompanha o Digestivo desde os primórdios (fico contente que esteja, aqui, escrevendo); a Tatiana Cavalcanti , roqueira e visceral, independente do tema; o Yuri Vieira, multimídia, que some e aparece feito cometa; A Ana Júlia Muniz, que eu fico insistindo para que escreva (escreva, Xará!); o Edward Bloom, com sua contundência e sua aura de mistério; o Guga Schultze, arqueólogo do Digestivo nas horas vagas; a Adriana Carvalho, que vai assumir as pautas gastronômicas; o Daniel Bushatsky, que tem comigo laços profissionais e pessoais; a Simone Oliveira que, devagar, está se lançando; e a Fernanda da Silva — Assistente de Produção — que ajuda organizar todo esse povo...

Pensando bem, embora não saiba tintim por tintim do estão vivendo neste instante, me sinto próximo de todas essas pessoas... Para quem achava que da Quarta Geração não passaria, vou ter de providenciar mais umas 2000 Colunas — outra efeméride de agora —, para abrigar os textos da Sexta Geração... Os corações dos Colaboradores batem e dão corda no relógio do Digestivo Cultural. Que o site continue sensível ao apelo das próximas gerações de autores (E de Leitores.)

Para ir além
Primeira, Segunda, Terceira e Quarta Geração de Colunistas


Julio Daio Borges
Segunda-feira, 18/12/2006


Mais Arrumando a Casa
Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PESSACH: A TRAVESSIA - CARLOS HEITOR CONY (LITERATURA BRASILEIRA)
CARLOS HEITOR CONY
CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
(1967)
R$ 10,00



O PENSAMENTO VIVO DE HEITOR VILLA-LOBOS
JOÃO CARLOS RIBEIRO
MARTIN CLARET
(1987)
R$ 10,00
+ frete grátis



BUNNY YEAGERS DARKROOM: PIN-UP PHOTOGRAPHYS GOLDEN ERA
PETRA MASON
RIZZOLI NEM YORK
(2012)
R$ 200,00



RESGATE NO TEMPO - 13ª EDIÇÃO - COLEÇÃO VEREDAS
SÍLVIA CINTRA FRANCO
MODERNA
(1990)
R$ 6,00



COMO FUNCIONA UM BEBE?
REGINA GARIBALDI
RUBIO
(2003)
R$ 8,49



CISCO CCNA - GUIA DE CERTIFICAÇÃO DO EXAME CCNA
WENDELL ODOM
ALTA BOOKS
(2002)
R$ 19,99



ORGANIZAÇÃO DE BANCOS DE DADOS
A.L. FURTADO; C.S. DOS SANTOS
CAMPUS
(1980)
R$ 10,00



DONOS DA BOLA (CONTOS BRASILEIROS SOBRE FUTEBOL)
EDUARDO COELHO (ORG.)
LÍNGUA GERAL
(2006)
R$ 8,00



NOVO GLOSSÁRIO DE INFORMÁTICA
CONRADO F. CAMPOS
CIÊNCIA MODERNA
(1995)
R$ 21,80



REFORMA AGRÁRIA - TERRA PROMETIDA FAVELA RURAL OU KOLKHOZEZ?
ATILIO GUILHERME FAORO
VERA CRUZ
(1987)
R$ 16,99





busca | avançada
20716 visitas/dia
829 mil/mês