Digestivo nº 126 | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
38130 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O Brasil não é a Seleção Brasileira
>>> Para tudo existe uma palavra
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> O Presidente Negro, de Monteiro Lobato
>>> Roçando a poesia de Alberto Beuttenmüller
>>> A Euforia Perpétua, de Pascal Bruckner
>>> A Euforia Perpétua, de Pascal Bruckner
>>> As ligações perigosas
>>> Apresentação
>>> Micro-Twitter-Blogging
Mais Recentes
>>> As Chaves do Reino, Vol. 2 - O Horrível Terça-Feira de Garth Nix pela Fundamento (2009)
>>> As Chaves do Reino, Vol. 01 - Sr. Segunda-Feira de Garth Nix pela Fundamento (2008)
>>> Hipnose - Descubra o poder da sua mente de Pyong Lee pela Outro Planeta (2018)
>>> A Chave para Rondo de Emily Rodda pela Fundamento (2010)
>>> As Crônicas das Irmãs Bruxas, Vol. 01 - Enfeitiçadas de Jessica Spotswood pela Arqueiro (2014)
>>> Trilogia Fronteiras do Universo, Vol. 01 - A Bússola de Ouro de Philip Pullman pela Objetiva (1995)
>>> Trilogia Fronteiras do Universo, Vol. 02 - A Faca Sutil de Philip Pullman pela Objetiva (1997)
>>> Assassins Creed, Vol. 05 - Renegado de Oliver Bowden pela Galera Record (2012)
>>> Os Heróis do Olimpo, Vol. 05 - O Sangue do Olimpo de Rick Riordan pela Intrínseca (2014)
>>> Sonho Febril de George R. R. Martin pela Leya (2019)
>>> Juízo Final: Odisseia dos Deuses de Horst Schadeck pela Chiado (2018)
>>> The Mystery of the Missing Antimatter de Helen R. Quinn pela Princeton University Press (2007)
>>> São José da Terra Firme de Gilberto Gerlach e Osni Machado pela Cultura Turismo São José (2004)
>>> Geometry - the Easy Way de Lawrence S. Leff pela Barrons (1997)
>>> A Solução Anabólica para Fisiculturistas de Dr. Mauro Di Pasquale pela Phorte (2006)
>>> Fallen, Vol. 3.5 - Apaixonados, Histórias de amor de Fallen de Lauren Kate pela Galera Record (2012)
>>> The Black Atlantic de Paul Gilroy pela Verso (1993)
>>> Fallen, Vol 03 - Paixão de Lauren Kate pela Galera Record (2016)
>>> Nos Céus de Paris - O romance da Vida de Santos Dumont de Alcy Cheuiche pela LPM Pocket (2001)
>>> Perda de uma Chance e Responsabilidade Civil dos Profissionais de Lisiane Lazzari Pietroski pela Conceito (2013)
>>> Acampamento Shadow Falls, Vol. 1 - Nascida à Meia-Noite de C.C. Hunter pela Jangada (2011)
>>> Comentários à Lei 11. 419/06 e as Práticas Processuais por Meio de Alexandre Atheniense pela Juruá (2010)
>>> Fallen, Vol. 04 - Êxtase de Lauren Kate pela Galera Record (2012)
>>> Administrando para Obter Resultados de Peter Drucker pela Thomson Pioneira (1998)
>>> Fallen, Vol. 01 de Lauren Kate pela Galera Record (2010)
>>> Clínica e Política: Subjetividade e Violão dos Direitos Humanos de Cristina Rauter / Eduardo Passos pela : Ifb Te Corá (2002)
>>> Príncipe Cativo, Vol. 01 - O Escravo de C.S. Pacat pela Vergara e Riba (2019)
>>> Peinture Sur Porcelaine, Techniques Pour Tous de Colette Lamarque Texte et Creations pela Fleurus (1984)
>>> Brida de Paulo Coelho pela Sextante (2013)
>>> Escribir para Television - Cómo Elaborar Guiones Y.... de Madeline Dimaggio pela Paidos (1992)
>>> Adivinhe Quem Sou de Megan Maxwell pela Essência (2014)
>>> Introdução Crítica ao Ato Infracional de Alexandre Moraes da Rosa pela Lumenjuris (2007)
>>> Ensaio Sobre a Natureza do Comercio Em Geral - 1755 - 3 Vol. de Richard Cantillon pela Segesta (2002)
>>> Fallen, Vol 02 - Tormenta de Lauren Kate pela Galera Record (2011)
>>> Beginning Albegra - Fifth Edition de John Tobey pela Prentice Hall (2002)
>>> O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares de Ransom Riggs pela Leya (2015)
>>> Log Horizon - Volume 1 de Mamare Touno pela NewPop (2016)
>>> Quel Avenir Pour les Ruraux de Paul Houee pela Ouvrières (1974)
>>> Jurisdição do Real x Controle Penal Direito & Psicanálise de Alexandre Morais da Rosa pela Digital (2011)
>>> Os Diários do Semideus (Os Heróis do Olimpo) de Rick Riordan pela Intrínseca (2013)
>>> Os Arquivos do Semideus (Percy Jackson & os Olimpianos) de Rick Riordan pela Intrínseca (2010)
>>> Estatuto da Criança e do Adolescente Comentado de Josiane Rose/lusiano Rosato/paulo pela Conceito (2011)
>>> Quando os mortos pedem justiça de Elói Gonçalves de Azevedo pela Lunardelli (2001)
>>> Preacher - Nº. 18 a 23 e do 25 ao 42 - 25 Volumes de Garth Ennis & Steve Dillon pela Vertigo/dc. Comics (2003)
>>> De Problemate Realitatis de Julius Girardi pela Augustae Taurinorum (1957)
>>> Percy Jackson e os Olimpianos, Vol. 05 - O Último Olimpiano de Rick Riordan pela Intrínseca (2010)
>>> El Despertar del Buda Interior de Lama Surya Das pela Luz de Oriente (1997)
>>> El Vizconde de Bragelonne - Tomo II de Alejandro Dumas pela Editorial Porruá S. A. (1992)
>>> Percy Jackson e os Olimpianos, Vol. 04 - A Batalha do Labirinto de Rick Riordan pela Intrínseca (2010)
>>> Percy Jackson e os Olimpianos, Vol. 03 - A Maldição do Titã de Rick Riordan pela Intrínseca (2009)
DIGESTIVOS

Quarta-feira, 26/3/2003
Digestivo nº 126
Julio Daio Borges

+ de 1200 Acessos
+ 1 Comentário(s)




Imprensa >>> Amor fati
Há quase uma semana que tudo é a guerra. Desde o motorista de ônibus até o locutor de rádio FM, passando pela atendente de balcão de lanchonete, todos têm uma opinião sobre a guerra. Um juízo formado dias antes, horas antes do conflito. Ou nem isso. Como se assiste a muita televisão e se lê pouco jornal, as imagens impressionam e produzem uma miríade de conclusões, mas as pessoas não conseguem raciocinar a partir dos fatos (se é que há "fatos"). Muita gente, por exemplo, não relacionou a ausência dos premiados por "melhor filme estrangeiro", no Oscar, à nacionalidade alemã dos mesmos (e ao fato da Alemanha estar contra a guerra). Assim, a maior parte das opiniões apaixonadas deve ser logo descartada, pois, como disse alguém, é de "gente inocente". Tirando o furor inicial, de bombardeios e muito protesto, a guerra promete entrar numa nova fase. Os e-mails denuncistas já estão diminuindo e os combates por terra ameaçam se estender por semanas (como, aliás, o próprio Bush - o maior interessado em que o conflito se encerre - já admitiu). Descontando os habituais lugares-comuns, podemos ainda encontrar alguma sensatez. Como a do sujeito que afirmou textualmente: um dos principais erros desta guerra é achar que ela será "diferente" das outras. Os ataques cirúrgicos, apesar de todo o show pirotécnico, não intimidaram Saddam Hussein - e a coisa se prolongará, inevitavelmente, até o combate homem-a-homem em Bagdá. A "guerra de propaganda", embora exista e influencie a opinião pública, não substitui a guerra tradicional. Os senhores da guerra contra o Iraque querem a rendição do "homem", ou, ao menos, a deposição de seu regime, não importando em quanto esteja o "placar" de vivos ou mortos. É um equívoco, igualmente, pensar que houve um "salto" civilizatório, de um milênio a outro, e de que vamos dispensar o "sangue, suor e lágrimas" de Winston Churchill. Guerra é guerra, e a reedição de alguns dos barbarismos do século XX parece também inevitável. Certos estavam os gregos, que jogavam sobre os deuses a culpa pelos caprichos de seu destino. Dois mil anos se passaram, mas não avançamos nem sequer um passo no entendimento da tragédia. [Comente esta Nota]
>>> Choque e pavor não funcionam com Saddam
 



Literatura >>> Em cima do piano
Há, no conto brasileiro das últimas décadas, uma certa tendência ao atomismo, que se estabeleceu e se notabilizou graças às investidas de Dalton Trevisan, um mestre no gênero. Também por conta de Rubem Fonseca, que, nos últimos livros, vem partindo para uma simplificação radical da linguagem: abolindo as marcações de diálogo; baseando seu estilo no coloquialismo; e depurando antigos temas cujas trilhas já havia percorrido. Não só por isso, mas talvez por isso, a literatura se fez palatável ao jornalismo, que vem tentando dizer cada vez mais com cada vez menos (uma tendência altamente destrutiva, aliás, como provam os principais cadernos de cultura do País, notadamente o do "Jornal da Tarde"). Enfim, para o bem ou para o mal, a aproximação ocorreu e um dos resultados mais palpáveis são os "contos mínimos" da jornalista e escritora Heloisa Seixas. Ela acaba de lançar, pela Cosac & Naify, "Sete vidas", em que reúne sete narrativas curtas (ou melhor: curtíssimas) sobre felinos. Gatos, para ser mais exato. O volume é compacto, como não poderia deixar de ser, e ricamente ilustrado pelo artista Iran do Espírito Santo. Enquanto Heloisa persegue os gatos em seu entorno, conferindo-lhes três ou quatro dimensões, Iran os representa no plano, em duas dimensões apenas, com formas bastante geométricas, jogando o preto no branco ou vice-versa. Embora seja uma literata (ou, ao menos, centre suas ambições nesse universo), a autora ainda faz um recorte assaz jornalístico de seus bichanos (ou, ao menos, fica na fronteira entre as duas coisas). Seja quando descreve um banho de lambidas; seja quando noticia a aparição de um gato falecido há anos; ou seja quando relaciona, à maneira dos cronistas, um felino seu com outro de uma revista. É sempre a jornalista que emerge da escritora. O que não chega a ser problemático, em absoluto - mas que também não confere a "Sete vidas" o status de literatura pura [isso se, para além da repetição, alguém ainda se importa]. O resultado, acima de tudo, é um livro agradável e distraído, para se ler num piscar de olhos. E, se os escrúpulos permitirem, devorá-lo ainda na livraria - embora a simpatia, o porte e uma certa fleuma nos obriguem a levá-lo para casa. Como um gato. [Comente esta Nota]
>>> Sete vidas - sete contos mínimos de gatos - Heloisa Seixas - 64 págs. - Cosac & Naify
 



Cinema >>> Lanterninha
"O Pianista", de Roman Polanski, veio a calhar neste tempo de guerra (embora, como todo o resto, não tenha conseguido evitá-la). O apelo inicial é um pouco repetitivo em Hollywood: mais uma vez a perseguição aos judeus, durante a Segunda Guerra, com direito a campos de concentração, etc. Mas isso é só o começo (ou nem isso), porque felizmente as fórmulas não foram repetidas. Talvez, mais que um longa sobre o gueto de Varsóvia, "O Pianista" seja uma grande homenagem à música, e ao poder que dela emana. Afinal, é por causa de sua habilidade ao piano que Wladyslaw Szpilman consegue, mais de uma vez, salvar-se da morte e do genocídio. Sem dizer que, além do lado humano (recorrente na maioria das críticas), algumas das mais belas cenas do filme se referem a execuções diversas de peças de Chopin: seja na rádio de Varsóvia, durante a invasão alemã; seja no apartamento em que o protagonista se refugia (e onde não pode emitir um único som); seja no hospital, que se transforma na sua última morada antes do fim da guerra. Claro que o artista fica apagado dentro do ser humano faminto, perseguido e separado de seus semelhantes. Diante da brutalidade, da humilhação e dos sacrifícios humanos, a música fica menor, mostra-se mesmo impotente e, na versão de Polanski, quase some. Nada impede, contudo, que ela retorne triunfal e que "O Pianista" se encerre com um glorioso concerto de Chopin. A expectativa era de que a fita se convertesse numa nova "Lista de Schindler". Porque não aconteceu?, fica a pergunta. Primeiro, provavelmente, porque o diretor não é nenhum Steven Spielberg (não no sentido cinematográfico, claro). Sem uma máquina de propaganda [não diria nazista, mas quase], hoje qualquer obra-prima passa despercebida e logo desponta para o anonimato. Segundo, porque as platéias parecem ainda menos habituadas à grande arte do que há 10 anos (quando "Schindler's List" emplacou). A audiência tem se mostrado refratária à "longa duração" e uma sessão que não seja minimamente barulhenta, para ela, não tem a menor graça. Terceiro, porque "O Pianista" deu azar: se enroscou na largada com outros lançamentos de alto impacto e, em meio ao bafafá pré-Oscar, mereceu menos comentários que os demais. A esperança é de que se mostre vitorioso a longo prazo, despertando platéias entorpecidas por outras atrações. "O Pianista" é, portanto, obrigatório - ao menos para quem considera o cinema mais que uma simples diversão. [Comente esta Nota]
>>> The Pianist
 
>>> MAU HUMOR

"A civilização começou no Oriente Médio e pelo jeito também é lá que vai acabar." (Sérgio Augusto)

* do livro Mau humor: uma antologia definitiva de frases venenosas, com tradução e organização de Ruy Castro (autorizado)
 
Julio Daio Borges
Editor

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
1/4/2003
23h08min
O Pianista é um poema de Roman Polanski a música. O concerto tocado para o oficial nazista é de uma sutileza encantadora, é o verdadeiro diálogo entre dois iniciados na música.No meu ver, é a cena mais bela dessa obra prima de Polanski, que se reflete na apoteose do final.
[Leia outros Comentários de Luiz Guimarães]

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




1001 DÚVIDAS DE PORTUGUÊS
JOSÉ DE NICOLA E ERNANI TERRA
SARAIVA
(1997)
R$ 10,00



MESTRES DA PINTURA - EUGÈNE DELACROIX (1798-1863)
VICTOR CIVITA (EDITOR)
ABRIL
(1978)
R$ 8,00



FABULAS DE LA FONTAINE TOMO
LA FONTAINE/IRACEMA COSTA
VERBO INFANTIL
R$ 10,00



CARDIOPATIAS AVALIAÇÃO E INTERVENÇÃO EM ENFERMAGEM
COORDENAÇÃO NÉBIA M. A. DE FIGUEIREDO E OUTROS
YENDIS
(2009)
R$ 20,00



HARVARD BUSINESS REVIEW ON MANAGING THE VALUE CHAIN
A HARVARD BUSINESS REVIEW
A HARVARD BUSINESS REVIEW
(2000)
R$ 50,00



CULTURAL AWARENESS
BARRY TOMALIN, SUSAN STEMPLESKI
OXFORD UNIVERSITY PRESS
(2003)
R$ 30,00



O CORPO FALA
PIERRE WEIL E ROLAND TOMPAKOW
VOZES
(2009)
R$ 35,00



INNOVATING FOR HEALTH: THE STORY OF BAXTER INTERNATIONAL
THOMAS G. CODY
BAXTER
(1994)
R$ 40,00



NOVAS TÉCNICAS DE REFRIGERAÇÃO COMERCIAL EM HOTELARIA, VOLUME 1
VICTOR MONTEIRO
LIDEL
(2001)
R$ 19,26



KALTPROFILE 4
GUNYHER BROER
STAHL EISEN
(1993)
R$ 50,00





busca | avançada
38130 visitas/dia
1,3 milhão/mês