Digestivo nº 209 | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
73958 visitas/dia
2,5 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Minute Media anuncia lançamento da plataforma The Players’ Tribune no Brasil
>>> Leonardo Brant ministra curso gratuito de documentários
>>> ESG como parâmetro do investimento responsável será debatido em evento da Amec em parceria com a CFA
>>> Jornalista e escritor Pedro Doria participa do Dilemas Éticos da CIP
>>> Em espetáculo de Fernando Lyra Jr. cadeira de rodas não é limite para a imaginação na hora do recrei
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Acentuado
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
>>> PoloAC retoma temporada de Os Doidivanas
>>> Em um tempo, sem tempo
>>> Eu, tu e eles
>>> Mãos que colhem
>>> Cia. ODU conclui apresentações de Geração#
>>> Geração#: reapresentação será neste sábado, 24
>>> Geração# terá estreia no feriado de 21 de abril
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Bernstein: 5ª de Shostakovich
>>> Mini-cartografia do prazer gastronômico paulistano
>>> Eu, Marília
>>> A tirania do isolamento
>>> 2009: intolerância e arte
>>> A Marafa Carioca, de Marques Rebelo
>>> Maiores audiências da internet
>>> Amando quem não existe
>>> 18 de Outubro #digestivo10anos
>>> A alma boa de Setsuan e a bondade
Mais Recentes
>>> Desejo, Logo Realizo: a Saude Plena Depende de Nos de Roberto Zeballos pela Fundacao Peirópolis (2010)
>>> Dos and Taboos of Using English Around the World de Roger E. Axtell pela John Wiley & Sons (1995)
>>> O Vinhedo de Barbara Delinsky pela Bertrand Brasil (2006)
>>> Feliz 1958 o Ano Que Não Devia Terminar de Joaquim Ferreira dos Santos pela Record (2008)
>>> Contos de Érico Veríssimo pela Globo (1987)
>>> Cantos: Oficinas de Oração e Vida de Vários Autores pela Folha Artes Graficas (2007)
>>> Machado de Assis (crônicas) - Col. Nossos Clássicos de Machado de Assis pela Agir (1963)
>>> Série Prisma - Carros Famosos de David Burguess Wise pela Melhoramentos (1970)
>>> Pollyana - Biblioteca das Moças Vol. 89 de Eleanor H. Porter pela Companhia Nacional (1958)
>>> Machado de Assis (poesia) - Col. Nossos Clássicos de Machado de Assis pela Agir (1964)
>>> Junqueira Freire (poesia) - Col. Nossos Clássicos de Junqueira Freire pela Agir (1962)
>>> Pensamentos de um Filósofo Primitivista - Número 1 de Cicero Buark pela Independente (1980)
>>> Berlitz: Portuguese English - Inglês Português de Berlitz pela Berlitz (1982)
>>> Pequeno Dicionário de Sociologia de Clovis Pansani pela Copola (1998)
>>> Pensamento e a Vida - Ditado pelo Espírito Emmanuel de Francisco Cândido Xavier pela Feb (1998)
>>> Série Prisma - Previsão do Tempo e Clima de A. G. Forsdyke pela Melhoramentos (1975)
>>> Mitos e Lendas da Roma Antiga - Coleção Prisma de Vários Autores pela Melhoramentos (1976)
>>> Meditação: A Arte do Êxtase de Bhagwan Shree Rajneesh pela Cultrix (1976)
>>> Bola de Sebo e Outras Narrativas de Guy de Maupassant pela Expressão Popular (2013)
>>> Dieta Mediterrânea de Dr. Fernando Lucchese e Outro pela L&PM (2005)
>>> Psicologia e Literatura de Dante Moreira Leite pela Editora Nacional (1967)
>>> Antonio Gramsci Uma Vida de Laurana Lajolo pela Brasiliense (1982)
>>> Contradições do Homem Brasileiro de Jornard Muniz de Brito pela Tempo Brasileiro (1964)
>>> Princípios de Ginecologia de Sir Norman Jeffcoate pela Manole (1979)
>>> Semiologia Médica Vol. 1 de Vieira Romeiro pela Científica (1948)
DIGESTIVOS

Quarta-feira, 12/1/2005
Digestivo nº 209
Julio Daio Borges

+ de 2800 Acessos




Imprensa >>> Língua de índio
Desde que a Cult desistiu da literatura pura, as revistas literárias saíram de circulação nas bancas. O empreendimento de Manuel da Costa Pinto – que até parece que se deu melhor agora, sozinho – mudou de mãos em 2002 (para ele finalmente abandoná-lo em 2003) e, sob a direção de Daysi Bregantini, apostou mais na “cultura” como um todo. A “vaguidão específica” (apud Paulo Mendes da Rocha) mostra-se hoje uma tendência entre os produtos para jornaleiros. Claro que outras publicações literárias existem (descontando as da internet, é óbvio): essas sabiamente preferiram o circuito de livrarias e, muitas vezes, abandonaram o conceito de periodicidade fixa. Então, um título como esse novo da editora Escala, Discutindo Literatura (com enorme ênfase na palavra “literatura”), surge, em grande circuito, para destoar das conclusões acima. Afinal, existe esperança (ou seja: alguém aposta só em literatura nas bancas)? Bem, na verdade, não. Mesmo considerando a boa vontade dos realizadores, Discutindo Literatura faz parte de uma série (ou coleção), Discutindo... (alguma coisa) e – num primeiro exame – apresenta-se como uma mistura da antiga Cult com a badalada Nossa História, com a adolescente Superinteressante. A combinação é, sim, esdrúxula, mas, também, explicável até certo ponto. Discutindo Literatura procura dar aquele tratamento de “curiosidade generalista” a temas como poesia, prosa regionalista e até lingüística (forçando aqui a nota um pouco) – como se esses assuntos, que exigem uma iniciação mínima, pudessem caber em um daqueles “guias” organizados por Marcelo Duarte (Curiosos, Olimpíadas, etc.). Traduzindo: para o público médio, o poeta, por exemplo, está tão próximo do alienígena que, de repente, é até mais viável embalá-lo como curiosidade histórica ou científica. A esse approach, adiciona-se nomes como João Alexandre e Frederico Barbosa e – pronto – a coisa ganha uma aparência menos asséptica e – bônus – uma chancela intelectual. O pior é que: aos letrados e wannabes não resta outra alternativa senão torcer para que Discutindo Literatura firme o pé e encontre uma linha – pois, mesmo que plena em equívocos, a revista, ainda assim, tenta resgatar uma era geológica perdida: a da literatura. [Comente esta Nota]
>>> Discutindo Literatura
 



Música >>> Bet you’ll never get to know me
Num tempo de recesso para a indústria fonográfica em geral, Leandro Carvalho conseguiu a proeza de praticamente lançar 2 (dois) CDs num mesmo ano. Ou, então, uma proeza igualmente portentosa: trabalhar 1 (um) disco por ano. Estamos falando de Cromo e do mais recente London Poem, que vieram à luz no mesmo ano de 2004, mas que lidam com diferentes horizontes. Na verdade, a quase confusão é bastante justificável e até natural: Cromo teve sua divulgação envolvida pela turnê de Leandro Carvalho com o Britton Quintet e London Poem foi inteiramente concebido para essa formação: quinteto de cordas mais violão solo. O projeto todo – com apoio do British Council, da GlaxoSmithKline e da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro – procurou abordar o cancioneiro brasileiro que teve inspiração (ou então raiz) anglo-saxã. Assim, abre grandioso com uma versão instrumental para “Maria Bethânia”, a composição de Caetano Veloso durante seu exílio em Londres, que – na virada de 2004 para 2005 – mereceu arranjo de um dos pais orquestrais da Tropicália: sim, Júlio Medaglia. Caetano ainda aparece, no CD de Leandro e do Britton Quintet, com “You don’t know me” (do antológico Transa) – impecavelmente cantada por Regina Machado. Como a interpretação vocal era historicamente uma raridade na discografia desse violonista de gênio, não seria errado aproximar essa intervenção da de Kenny Hagood, que, em Birth Of The Cool, quebrou brilhantemente a cadência do clássico de Miles Davis e fundou, junto com seu ensemble, o cool jazz. Mais do que o autor de “Triste Bahia”, é Tom Jobim quem fornece o pilar de sustentação para que Leandro Carvalho deslize suave, macio e envolvente com o seu inseparável Quintet. Do mestre de “Chovendo na roseira”, estão (além da própria): “God and the Devil in the land of the Sun”, “Amparo”, “Remember” e “Caribe” – algumas resgatadas do songbook de Paulo Jobim com o pai e de uma trilha sonora esquecida do mesmo Tom. Fecha o mestre dos mestres: Villa-Lobos, com “Big Ben”, cujo subtítulo, justamente, intitula o álbum. Leandro – com a modéstia e serenidade habituais – apresenta no encarte sua “carta de intenções”, de reforçar a ponte cultural, antes e depois da bossa nova, entre a musicalidade das línguas inglesa e portuguesa (leia-se: brasileira). Ambição mais que realizada, London Poem ficará como mais um exemplo de ousadia e de criatividade – e de brasileiros conquistando o mundo – antes e depois daquele 1963, no Carnegie Hall. [Comente esta Nota]
>>> London Poem (ouça as faixas) - Leandro Carvalho
 



Além do Mais >>> La forza del destino
John Neschling, para muita gente, acaba mais conhecido pelas opiniões polêmicas que emite do que por seu trabalho propriamente dito. Quem acompanha música no Brasil, no entanto, sabe de seu feito inigualável na direção da Osesp. A orquestra, antes de sua gestão, praticamente não existia para o mundo e hoje, além da Sala São Paulo – que é uma referência no globo –, podemos dizer que os músicos eruditos e os compositores brasileiros há muito tempo não desfrutavam de tamanho crédito. Neschling se desdobra em mil e, fora as turnês pelo exterior, as gravações de autores nacionais e as realizações inestimáveis junto ao ascendente Roberto Minczuk, agora comanda, também, um programa de rádio. Na Cultura FM. Neschling, aos sábados à tarde, retransmite concertos da Osesp, tanto em matéria de obras consagradas (de grandes vultos da música) quanto em termos de autores novos (sob cuja reputação ainda pairam dúvidas e cujo opus merece ser estudado). Sua transmissão segue o mesmo pulso firme e o mesmo conhecimento de causa que se tornaram sua marca registrada. Neschling, ainda que conviva com esse universo profissionalmente, tem a paciência necessária para abordar cada trecho, estabelecendo, por exemplo, comparações e analogias em seguida levadas ao ar pela edição do programa. É uma pena que suas emissões não sejam diárias e que atualmente se concentrem numa faixa de difícil acesso para a maior parte do público. Afinal, o fim de tarde de sábado continua disputado (com outras formas de lazer, mas disputado). De todas as alterações que a rádio Cultura sofreu, desde a nova presidência de Marcos Mendonça, essa pareceu a mais sensata até agora; as demais, bastante questionáveis (principalmente pela retirada de programas como o de Dante Pignatari sobre música de câmara). A torcida é para que John Neschling receba, mais uma vez, o reconhecimento que merece – e que sua influência se espalhe beneficamente nos meios de comunicação. [Comente esta Nota]
>>> Osesp ao vivo - Cultura FM (ouça agora)
 
>>> O CONSELHEIRO TAMBÉM PUBLICA NO RASCUNHO

E, finalmente, foi ao ar a colaboração publicada no Rascunho do fim de outubro sobre o perfil de Paulo Francis escrito por Daniel Piza em 2004. O texto, intitulado "No palco corrosivo de Paulo Francis", foi a primeira incursão do Editor do Digestivo Cultural no mais importante suplemento literário atual, dirigido por Rogério Pereira.
 
Julio Daio Borges
Editor

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Curando as Doenças do Dia a Dia Com Métodos Naturais
Equipe de Seleções do Readers Digest
Readers Digest
(2002)



Locus Revista de História 13 - V 7 , N 2
Ufjf
Ufjf
(2001)



Apocalip-se a Estrela da Manhã
Mandi
Acsn
(1997)



Saúde Pública Utopia de Brasil - Arenas do Rio
Sarah Escorel
Relume Dumara
(2000)



Como Não Aprender Inglês - Erros Comuns do Aluno Brasileiro
Michael A. Jacobs
Do Autor
(1999)



O Som e a Fúria
Folha de São Paulo
Folha de São Paulo
(2013)



Religiones y Literatura de Japón
Walter Gardini
Editorial Kier
(1995)



Transtornos del Habla: Audiofonologia y Logopedia Viii
Jorge Perelló, J P Vergé, L. Tresserra (2ª Ed
Editorial Científico Médica
(1973)



O Sequestro
Robert L. Stevenson
Clube do Livro
(1975)



Dirigindo Com Sabedoria Com Cd
Tony Gandra
Abranther
(2002)





busca | avançada
73958 visitas/dia
2,5 milhões/mês